Image Map











terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

Conversa com um trinitário sobre Jesus Ser o Criador e sobre a divindade de Cristo – Parte 1


Fonte: jw.org

Segue abaixo uma conversa entre o autor deste site e um trinitarista, de nome Carlos, referente ao artigo “Diferença entre ‘criar’ e ‘fazer’”. (Queira ler o artigo.)

Trinitarista:

O cerne da discussão não está nos verbos ba·ráʼ e ʽa·sáh, e sim na palavra “FAÇAMOS” de Gênesis 1:26. Se é “façamos”, é plural. E vemos Jesus atuando na criação do homem; portanto, um com Deus. O verso diz que fomos criados à imagem de Deus. E se fomos criados desta forma, Jesus é Deus. E vemos isso nas palavras “NOSSA SEMELHANÇA”. Ou será que temos imagem de uma criatura e não de Deus? ACHO QUE NÃO, NÉ!!!!

Resposta:

Como mostrou o artigo citado acima, em hebraico “fazer” (ʽa·sáh) é diferente de “criar” (ba·ráʼ). Portanto, o ato de criação é atribuído somente a Jeová. A participação do Filho na criação não significa que o Filho tenha criado algo, no sentido bíblico da palavra. 

O próprio Jesus Cristo reconheceu que somente seu Pai é o Criador. Jesus se referiu a seu Deus e Pai como sendo “aquele [singular] que os criou [não diz: “criaram”] no princípio”– Mateus 19:4.

Ter o Filho a imagem e a semelhança de Deus não o faz ser o próprio Deus Criador e Todo-Poderoso, assim como o ser humano ter sido feito à imagem e semelhança de ambos não o torna igual ao Deus Criador nem ao Seu Filho Jesus Cristo na questão de poder e autoridade.

Trinitarista:

Prezado Apologista da Verdade:

Jesus reconheceu o Pai como Deus em várias situações, isso na condição de servo; pois era 100 por cento homem e Ele mesmo disse que veio para servir. Isso vemos em Filipenses 2:1-7. Deus preza hierarquias. Mas, mesmo assim, isso não diminui Cristo; pois quantitativamente, neste período, o Pai era maior que Cristo, mas não qualitativamente. Em uma empresa, o patrão distribui cargos para que ela vá bem. Sendo assim, um chefe é quantitativamente maior que o operário, mas não qualitativamente.

Em 1 Coríntios 8:4-6 vemos claramente isso, pois diz: “Há um só Deus, O PAI!” Isso exclui Cristo da divindade? CLARO QUE NÃO!! Pois, senão também teríamos que excluir o Pai do Senhorio, porque na mesma passagem diz que há “um só Senhor”, CRISTO!!! Isso exclui o Pai do Senhorio? CLARO QUE NÃO!!

Resposta:

Prezado Carlos:

Os unitários acreditam na divindade de Cristo. Apenas reconhecem que Jesus não é coigual a seu Deus e Pai em poder, autoridade e eternidade.

Jesus chamou seu Pai de “meu Deus” também após ter sido ressuscitado e ter ido para o céu, não apenas quando era homem na Terra. (Apocalipse 3:2, 12) Assim, mesmo no céu, o Filho tem um Deus sobre ele – que é o seu Pai. Por outro lado, o Pai não tem nenhum Deus sobre si mesmo.

Quanto a 1 Coríntios 8:6, veja o artigo “Duas regras – uma falsa e uma verdadeira”, no subtítulo “Uma verdadeira regra bíblica”.


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org







Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *