Image Map











sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

“A mentira tem pernas curtas” – origem e implicações deste ditado popular

 
Fonte: jw.org

Mário Prata, escritor, dramaturgo, jornalista e cronista brasileiro, considerado um dos mais importantes escritores brasileiros, explica, em seu livro “Mas será o Benedito?” (1996, p. 18) a origem histórica do famoso ditado “a mentira tem pernas curtas”. Ele declara:

A mentira tem pernas curtas

SIGNIFICATIVO:
Descobrem logo quando a gente mente.

HISTÓRICO:
Esta expressão nos vem de Paris, no final do século passado. Henri de Toulouse-Lautrec, pintor francês, era famoso pelas histórias que contava nos bares parisienses de Pigalle, entre uma litografia e outra. Dizem as resenhas da época que mentia tão bem quanto pintava cartazes de shows. Como todos sabem, Lautrec tinha um defeito físico: pernas curtas.



A frase francesa “Le mensonge n’a pas de pieds” é um dos provérbios franceses mais utilizados pelos nativos do referido idioma, segundo o Instituto Brasileiro de Línguas Monte Castelo, que explica: “Este provérbio pode ser traduzido como ‘a mentira tem perna curta.’”

A mentira tem mesmo perna curta?

Infelizmente, o famoso ditado nem sempre é vindicado pela realidade. Com efeito, alguns boatos e também conceitos errados foram perpetuados por muito tempo. Como comprovação disso, veja os exemplos abaixo.

O boato contra os judeus

Na Idade Média, espalhou-se um infame boato na Europa: que, anualmente, na Páscoa judaica, os judeus assassinavam um cristão e utilizavam o sangue dele em rituais. Acrescentou-se, também, que capturavam crianças de cristãos e as torturavam, após o que as matavam e utilizavam o seu sangue. Apesar de ter sido desmentida muitas vezes, tais boatos sórdidos persistiram por quase um milênio! Inclusive, na era nazista, tais notícias falsas foram usadas para justificar a perseguição dos judeus.

O homem de Piltdown

O homem de Piltdown, “descoberto” em 1912, foi considerado “a mais notória fraude científica do século”, de acordo com o The Times, de Londres, Inglaterra. O livro “A Vida — Qual a Sua Origem? A Evolução ou a Criação?” comenta sobre isso:

Em seu desejo de encontrar evidência dos “homens-macacos”, alguns cientistas se deixaram levar pela crassa fraude, por exemplo, do homem de Piltdown, em 1912. Por cerca de 40 anos, foi aceito como genuíno pela maior parte da comunidade evolucionista. Por fim, em 1953, a farsa foi descoberta, quando técnicas modernas revelaram que ossos humanos e ossos simiescos tinham sido ajuntados e artificialmente envelhecidos. – P. 90, par. 22. (Negrito acrescentado.)


Homem de Piltdown - o crânio era de um homem moderno e a mandíbula de um orangotango.

Apenas estes dois exemplos demonstram que a mentira nem sempre tem pernas curtas. Com efeito, ela pode ter pernas bem longas. Talvez seria melhor dizer que a mentira tem pernas frágeis. Pois, quando submetida à verdadeira e séria investigação, frequentemente a verdade vem à tona, pelo menos para os investigadores.

Isto pode ser comprovado pelo fato de que doutrinas pagãs, como a da Trindade, a da imortalidade da alma e a do tormento eterno têm sido perpetradas dentro do professo cristianismo através dos séculos. Mas, quando tais doutrinas são confrontadas com o que a Bíblia realmente ensina, a verdade vem facilmente à tona para os que têm mente aberta e sem preconceitos.


Referências:

Algo sobre. Henri de Toulouse-Lautrec. Disponível em: <https://www.algosobre.com.br/>. 

ALTARES, G. El País. A longa história das notícias falsas. Disponível em: <https://brasil.elpais.com/brasil/>.

Arquitetura Ocidental. Século XIX e XX. Toulouse-Lautrec, Henri de (1864-1901). Disponível em: <http://www.ufrgs.br/>. 


Aschoff, D. Jewish-Christian Relations. “Majestade, os Judeus”. Disponível em: <http://www.jcrelations.net/>.


Aventuras na História. 9 boatos que levaram a tragédias. Disponível em: <https://aventurasnahistoria.uol.com.br/>.

A Vida — Qual a Sua Origem? A Evolução ou a Criação?. Associação Torre de Vigia de Bíblias e Tratados. Cesário Lange, SP, Brasil. 1985.

Biografias. Toulouse-Lautrec. Disponível em: <https://educacao.uol.com.br/>.

Braziw Idiomas & Intercambios. Provérbios e expressões populares. Disponível em: <http://www.braziw.com.br/>.


Ebiografia. Mário Prata. Disponível em: <https://www.ebiografia.com/>.

Estante blog. Cinco livros e cinco curiosidades sobre Mário Prata. Disponível em: <https://blog.estantevirtual.com.br/>.

Despertai!.  A mais notória fraude científica. 8 jul 1997, p. 31. Associação Torre de Vigia. Cesário Lange-SP.

______. Deve espalhar um boato? 8 fev 1989, p. 15. Associação Torre de Vigia. Cesário Lange-SP. 

Domingues, Joelza E. Blog: Ensinar História - Mês a mês. Descoberto o Homem de Piltdown (depois declarado uma fraude). Disponível em: <https://ensinarhistoriajoelza.com.br/>.

Faingold, R. Morashá. Judeus durante a Primeira Cruzada. Disponível em: <http://www.morasha.com.br/>.

Francês Objetivo. 15 provérbios franceses para ter na ponta da língua. Disponível em: <https://francesobjetivo.com.br/>.

Frazão, D. Biografia de Toulouse-Lautrec.

Disponível em: <https://www.ebiografia.com/>.

Globo.com. Memória Globo. Mário Prata. Disponível em: <http://memoriaglobo.globo.com/>.

Instituto Brasileiro de Línguas – Monte Castelo. Disponível em: <https://www.facebook.com/>.

MARTINS, S. Henri de Toulouse-Lautrec. Disponível em: <https://www.historiadasartes.com/>.

National Geographic España. El hombre de Piltdown, uno de los mayores fraudes científicos. Disponível em: <https://www.nationalgeographic.com.es/>.

Por acaso. Por que a mentira tem perna curta? Disponível em: <https://poracaso.com/>.

PRATA, Mário. Mas será o benedito? Editora Globo. 1996. Disponível em: <https://books.google.com.br/>.

______. Site oficial. Disponível em: <https://Márioprata.net/sabe-o-Mário/>.

Schilling, Voltaire. Terra. Judeus e cristãos na época medieval. Disponível em: <https://www.terra.com.br/>. 

SuaPesquisa.com. Toulouse-Lautrec. Disponível em: <https://www.suapesquisa.com/>.

Superinteressante. História. Judeus – os donos do mundo. 31 out 2016. Disponível em: <https://super.abril.com.br/>.

Terceiro Tempo. Mário Prata. Disponível em: <https://terceirotempo.uol.com.br/>.

Ziegler, Maria F. Último Segundo. Fraude do ‘homem de Piltdown’ continua um mistério após 100 anos. Disponível em: <iG @ https://ultimosegundo.ig.com.br/>.



A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org





Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *