Image Map











domingo, 22 de dezembro de 2013

Jesus voltará em forma humana?

Fonte da ilustração:
https://www.jw.org/pt/publicacoes/livros/historias-biblicas/7/estrada-para-damasco/



A volta de Cristo é uma ocasião muito aguardada por todos os que examinam as Escrituras e afirmam ser cristãos. O próprio Cristo prometeu: “Virei novamente.” (João 14:3)[1] Diversas passagens bíblicas falam da volta de Cristo para recompensar seus escolhidos e para executar os maus:

“Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem, e todas as tribos da terra se baterão então em lamento, e verão [ὄψονται (ópsontai) futuro do indicativo médio depoente de horáo (ver)] o Filho do homem vir nas nuvens do céu, com poder e grande glória. E enviará os seus anjos com grande som de trombeta, e eles ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma extremidade dos céus até à outra extremidade deles.” – Mateus 24:30, 31.

“Eis que ele vem com as nuvens e todo olho o verá [ὄψεται (ópsetai), futuro do indicativo médio depoente de horáo (ver)] e aqueles que o traspassaram; e todas as tribos da terra baterão em si mesmas de pesar por causa dele.” – Apocalipse 1:7.
“E então verão [ὄψονται (ópsontai) futuro do indicativo médio depoente de horáo (ver)] o Filho do homem vindo numa nuvem, com poder e grande glória.” - Lucas 21:27.

“E então verão [ὄψονται (ópsontai)] o Filho do homem vir nas nuvens, com grande poder e glória.” - Marcos 13:26.

Com base nos textos acima, muitas pessoas sinceras esperam ver Cristo vindo em forma humana sobre as nuvens acompanhado por anjos. Porém, observe o leitor que NENHUM dos textos acima fala de Jesus voltar em forma humana. ‘Mas, não declaram tais textos que Jesus será ‘visto’ pelas pessoas?’ alguém poderá sinceramente indagar. ‘Como as pessoas o verão se ele não estiver em forma humana, física?’

Como Jesus Cristo é hoje no céu?

Lemos em Hebreus 1:3: “Ele [Jesus] é o reflexo da … glória [de Deus] e a representação exata do seu próprio ser.” Colossenses 1:15 afirma sobre Jesus: “Ele é a imagem do Deus invisível.” Uma vez que “Deus é espírito” (João 4:24), e Jesus é a imagem de Deus e “a representação exata do seu próprio ser”, ele também é um ser espiritual e invisível.

Um evento que ocorreu na vida de Saulo de Tarso (que se tornou o apóstolo cristão Paulo) nos mostra a condição de Jesus após ter voltado para o céu e de que forma as pessoas o verão quando ele voltar.

Como Jesus se manifestou a Saulo

O relato bíblico nos informa sobre isso:

“Então, na viagem, [Saulo] aproximava-se de Damasco, quando repentinamente RELUZIU em volta dele UMA LUZ DO CÉU, e ele caiu ao chão e ouviu uma voz dizer-lhe: ‘Saulo, Saulo, por que me persegues?’ Ele disse: ‘Quem és, Senhor?’ Ele disse: ‘Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Não obstante, levanta-te e entra na cidade, e ser-te-á dito o que tens de fazer.’ Ora, os homens que viajavam com ele ficaram parados sem fala, ouvindo, deveras, o som duma voz, mas NÃO OBSERVANDO NENHUM HOMEM. Saulo, porém, levantou-se do chão, e, embora se lhe abrissem os olhos, não via nada. De modo que o levaram pela mão e o conduziram a Damasco. E ele não viu nada, por três dias, e não comeu nem bebeu.” – Atos 9:3-9.

Observe que o celestial Jesus Cristo não se manifestou a Paulo em forma humana. O que ele viu foi “uma luz do céu”. De modo similar, os homens que estavam com ele ‘não observaram nenhum homem’, ou seja, nenhuma figura humana. (Atos 9:3, 7) Note agora o que o discípulo Ananias disse:

“Ananias foi, assim, e entrou na casa, e pôs as suas mãos sobre ele e disse: ‘Saulo, irmão, o Senhor, O JESUS QUE TE APARECEU na estrada pela qual vieste, enviou-me a fim de que recuperasses a vista e ficasses cheio de espírito santo.’” – At 9:17.

O termo grego para “apareceu” é ὀφθείς (oftheís), que é o aoristo do particípio passivo de horáo, que significa “ver com os olhos” e “ver com a mente, perceber, saber”. No sentido passivo, como ocorre aqui, tem o sentido de “aparecer”.[2] Como Saulo relatou o ocorrido?

Barnabé veio, assim, em … auxílio [de Saulo] e o conduziu aos apóstolos, e ele [Saulo] lhes contou em pormenores como TINHA VISTO O SENHOR na estrada e que este lhe tinha falado, e como em Damasco falara denodadamente no nome de Jesus.

Em que sentido Saulo ‘viu’ Jesus? Evidentemente, no sentido de “ver com a mente, perceber, saber”[3], pois ele não viu nenhuma figura humana. Ao relatar novamente o ocorrido, Saulo declarou:

“Mas, enquanto eu viajava e chegava perto de Damasco, por volta do meio-dia, RELUZIU repentinamente do céu UMA GRANDE LUZ toda em volta de mim, e eu caí ao chão e ouvi uma voz dizer-me: ‘Saulo, Saulo, por que me persegues?’ Eu respondi: ‘Quem és, Senhor?’ E ele me disse: ‘Eu sou Jesus, o nazareno, a quem persegues.’ Mas, visto que EU NÃO PODIA VER NADA, POR CAUSA DA GLÓRIA DAQUELA LUZ, cheguei a Damasco levado pela mão daqueles que estavam comigo.” – Atos 22:6-8, 11.

Relatando as palavras adicionais que Jesus lhe falou naquela ocasião, Paulo disse:

“Levanta-te e fica de pé. Pois, para este fim ME TORNEI VISÍVEL A TI [“te apareci”, IBBACRF], a fim de te escolher como assistente e testemunha, tanto das coisas que viste como das coisas que eu te farei ver com respeito a mim.” – Atos 26:16.

A palavra grega usada no texto acima é  ὤφθην (ófthen), derivada de horáo, no passivo: “tornar-se visível”, “ser visto”, “aparecer”.

A experiência pela qual Saulo de Tarso passou antes de se tornar o apóstolo Paulo mostra que Jesus não tem forma humana no céu. Em vez disso, ele é um poderoso ser espiritual, cuja glória é mais ofuscante do que o Sol, chegando a cegar um ser humano. Isso está em harmonia com os textos abaixo:

Deveras, o segredo sagrado desta devoção piedosa é admitidamente grande: ‘Ele [Jesus Cristo] foi manifestado em carne, foi declarado justo EM ESPÍRITO, apareceu a anjos, foi pregado entre nações, foi crido no mundo, foi recebido acima em glória.’” – 1 Timóteo 3:16.

“Porque também Cristo morreu uma só vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; sendo, na verdade, morto na carne, mas VIVIFICADO NO ESPÍRITO.” – 1 Pedro 3:18, IBB.[4]

Por isso, lemos em 1 Timóteo 6:14-16:

“Para que observes o mandamento dum modo imaculado e irrepreensível, até a manifestação de nosso Senhor Jesus Cristo. Esta manifestação, o feliz e único Potentado mostrará nos seus próprios tempos designados, ele, o Rei dos que reinam e Senhor dos que dominam, o único que tem imortalidade, que MORA EM LUZ INACESSÍVEL, A QUEM NENHUM DOS HOMENS TEM VISTO NEM PODE VER. A ele seja honra e poderio eterno. Amém.”

Muitos religiosos aplicam o texto acima a Deus, o Pai. Todavia, observe que o tema gira em torno de Jesus Cristo, de sua “manifestação” (grego epifanéias), ou “aparição” (ACRF). O substantivo grego epifanéias (aportuguesado como epifania) está diretamente relacionado com a segunda vinda de Cristo, sendo mencionado seis vezes na Bíblia: em 2 Tessalonicenses 2:8; 1 Timóteo 6:14; 2 Timóteo 1:10; 4:1, 8; e Tito 2:13.[5]

O problema é que várias traduções vertem as palavras do texto de forma equivocada, dificultando o entendimento. Por exemplo, vertem “único Potentado” por “único soberano” (IBB), sendo que a palavra grega usada, dynástes, significa “poderoso” (ACRF) e não “soberano”. Ademais, as expressões “Rei dos reis” e “Senhor dos senhores” são aplicadas a Cristo. (Apocalipse 17:14; 19:16) A expressão “o único que tem imortalidade” deve ser entendida num sentido relativo: em relação aos “reis” e “senhores” sobre os quais Jesus é “Rei” e “Senhor”, ele é realmente o “único que tem imortalidade”.

Outro erro de tradução está na expressão “a quem nenhum dos homens VIU” (ACRF)sendo que o correto é verter “a quem nenhum dos homens TEM VISTO.” (IBB)

A palavra grega em questão é εἶδεν (eíden), 2.º aoristo de horão (“ver”). Ela pode ser traduzida “viu” ou “tem visto”. O contexto obviamente aponta que a tradução correta é: “tem visto”. E assim é vertido pela Sociedade Bíblica Britânica, pela versão João Ferreira de Almeida da Imprensa Bíblica Brasileira, pela versão Almeida Atualizada[6] e pela Tradução do Novo Mundo.

Uma vinda impressionante

Embora Cristo não retorne em forma humana, sua vinda será extraordinariamente impactante. Observe isso nos textos abaixo:

“. . .por ocasião da revelação do Senhor Jesus desde o céu, com os seus anjos poderosos, em fogo chamejante, ao trazer vingança sobre os que não conhecem a Deus e os que não obedecem às boas novas acerca de nosso Senhor Jesus. Estes mesmos serão submetidos à punição judicial da destruição eterna de diante do Senhor e da glória da sua força, no tempo em que ele vem para ser glorificado em conexão com os seus santos e para ser considerado com admiração, naquele dia em conexão com todos os que exerceram fé, porque o testemunho que demos encontrou fé entre vós.” – 2 Tessalonicenses 1:7-10.

“E os reis da terra, e os dignitários, e os comandantes militares, e os ricos, e os fortes, e todo escravo e toda pessoa livre esconderam-se em cavernas e nas rochas dos montes. E estão dizendo aos montes e às rochas: ‘Caí sobre nós e escondei-nos do rosto Daquele que está sentado no trono [Jeová] e do furor do Cordeiro [Jesus Cristo], porque veio o grande dia do seu furor, e quem é que pode ficar de pé?’” – Apocalipse 6:15-17.

“E eu vi o céu aberto, e eis um cavalo branco. E o sentado nele chama-se Fiel e Verdadeiro, e ele julga e guerreia em justiça. Seus olhos são chama ardente e na sua cabeça há muitos diademas. … e o nome pelo qual é chamado é A Palavra de Deus. Seguiam-no também os exércitos que havia no céu, montados em cavalos brancos, e eles se trajavam de linho fino, branco e puro. E da sua boca se estende uma longa espada afiada, para que golpeie com ela as nações, e ele as pastoreará com vara de ferro. Ele pisa também o lagar de vinho da ira do furor de Deus, o Todo-poderoso. E sobre a sua roupa exterior, sim, sobre a sua coxa, ele tem um nome escrito: Rei dos reis e Senhor dos senhores.” – Apocalipse 19:11-16.

Os dois últimos textos, embora com diversos simbolismos, são claros em mostrar a gloriosa manifestação de Cristo na sua vinda, na qualidade de Executor dos iníquos. Assim, como cristãos, aguardamos com viva expectativa esse evento momentoso, sem igual, ao passo que nos esforçamos em viver à altura do significado de ser cristão.


Notas:
[1] Para um estudo mais detalhado sobre este tema, leia o artigo “Estudo sobre a Presença e a Vinda deCristo”, neste site.
[2] LÉXICO DO NOVO TESTAMENTO GREGO / PORTUGUÊS, F. Wilbur Gingrich, revisado por Frederick W. Danker, 1993, EDIÇÕES VIDA NOVA, São Paulo – SP.
[3] Outros exemplos de ver no sentido de “perceber” encontram-se em Atos 8.23; Romanos 15.21; Hebreus 2. 8; Tiago 2.24.
[4] Algumas traduções vertem por “vivificado pelo Espírito” (ACRF). No entanto, o versículo seguinte acrescenta: “NO QUAL também foi, e pregou aos espíritos em prisão.” (1 Pedro 3:19, ACRF) A expressão “NO qual” indica que Jesus foi NO espírito e não “pelo” espírito. A expressão indica o ESTADO em que Jesus está: como pessoa espiritual.
[5] Veja o artigo “A ‘manifestação’ de Cristo indica um retorno visível?”, neste site.
[6] Não se trata da versão Almeida Revista e Atualizada. Para ler a versão Almeida Atualizada, acesse o link: http://biblia.com.br/joao-ferreira-almeida-atualizada/1-timoteo/1tm-capitulo-6/


Sigla das traduções usadas:

ACRF: Almeida Corrigida e Revista Fiel.
IBB: Almeida da Imprensa Bíblica Brasileira.


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas, publicada pelas Testemunhas de Jeová.




Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org






quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

DE QUE MODO O EX-MALFEITOR ESTARÁ COM JESUS NO PARAÍSO?

Fonte da ilustração:
https://www.jw.org/pt/publicacoes/revistas/wp20140601/ressurreicao-para-antepassados/


Recentemente, este site recebeu de um leitor a seguinte indagação: ‘O que realmente Jesus queria dizer ao criminoso quando lhe disse que estaria com ele no paraíso, visto que Jesus está hoje NO CÉU e o malfeitor estará no paraíso NA TERRA?’ De modo que é um prazer poder tecer alguns comentários que possam elucidar essa questão.

O texto básico em torno do qual gira esse questionamento é o de Lucas 23:42, 43:

E ele [o malfeitor arrependido] prosseguiu a dizer: ‘Jesus, lembra-te de mim quando entrares no teu reino.’ E ele [Jesus] lhe disse: ‘Deveras, eu te digo hoje: Estarás comigo no Paraíso.’”

O que será considerado aqui é uma extensão do que já foi considerado acerca dessa temática no artigo “‘ESTARÁS COMIGO NO PARAÍSO’ – QUE PARAÍSO?”, neste site.

A expressão ‘estar com’

Na Bíblia, a expressão ‘estar com’ alguém nem sempre deve ser tomada literalmente. Pode também significar “apoiar”, “dar apoio”, proteger e “aprovar”. Os exemplos abaixo ilustram isso:

“E Jeová passou a aparecer-lhe [a Isaque] durante aquela noite e a dizer: ‘Eu sou o Deus de Abraão, teu pai. Não tenhas medo, porque ESTOU CONTIGO, e vou abençoar-te e multiplicar a tua descendência por causa de Abraão, meu servo.’” – Gênesis 26:24.

“Eu sou Jeová, o Deus de Abraão, teu pai, e o Deus de Isaque. E eis que ESTOU CONTIGO [com Jacó] e vou guardar-te em todo o caminho em que andares.” – Gênesis 28:13, 15.

“Refreia-te para o teu próprio bem por causa de Deus, que ESTÁ COMIGO.”  2 Crônicas 35:21.

“‘Eu ESTOU CONTIGO para te livrar’, é a pronunciação de Jeová.” – Jeremias 1:8.

“Não estou sozinho, mas o Pai, que me enviou, ESTÁ COMIGO. – João 8:16.

“E aquele que me enviou ESTÁ COMIGO.” – João 8:29.

“Não estou sozinho, porque o Pai ESTÁ COMIGO. – João 16:32.

Os três últimos exemplos são palavras de Jesus Cristo. É bem evidente que o Pai não estava literalmente aqui na Terra com Cristo. Afinal, o próprio Jesus mostrou isso, ao orar: “Pai nosso, que ESTÁS NOS CÉUS.” (Mateus 6:9a, ACRF) Também, ao dizer: “Ainda não subi para meu Pai.” – João 20:17, ACRF.

Ademais, lemos em Apocalipse 21:3: “Com isso ouvi uma voz alta do trono dizer: ‘Eis que a tenda de Deus está com a humanidade, e ELE RESIDIRÁ COM ELES e eles serão os seus povos. E o próprio DEUS ESTARÁ COM ELES.’”

Isso não poderia se dar em sentido literal, uma vez que a Bíblia declara: “Eis que os próprios céus, sim, o céu dos céus, não te podem conter.” (1 Reis 8:27) Sim, nem mesmo o Universo físico pode conter a Deus, quanto menos este ínfimo planeta! Além disso, o próprio Jeová declarou: “Homem algum pode ver-me e continuar vivo.” (Êxodo 33:20) É, portanto, óbvio que Deus “estará com” a humanidade no sentido de apoiá-la por derramar sobre ela suas bênçãos, conforme torna evidente Apocalipse 21:4:

E enxugará dos seus olhos toda lágrima, e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem clamor, nem dor. As coisas anteriores já passaram.”

Também, encontramos a expressão “estar com” no sentido passivo – de estar aprovado por Deus e estar sob a proteção Dele. O fiel salmista declarou:

“Acordei, e no entanto, ainda ESTOU CONTIGO.” – Salmo 139:18.

Assim, é perfeitamente plausível que o ex-malfeitor ‘esteja com’ Jesus no sentido de ser lembrado e de ser ressuscitado por Cristo para viver no paraíso.

Jesus estará no paraíso - como?

Mas em que sentido Jesus estará no paraíso terrestre, visto que, como humano, “ele se manifestou uma vez para sempre” (“uma vez por todas se manifestou”, IBB)? Evidentemente, do mesmo modo em que Jeová “estará com” a humanidade. (Apocalipse 21:3, 4) A profecia de Daniel, capítulo 2, nos ajuda adicionalmente a entender isso.

Tal profecia descreve uma estátua que representa a sucessão de potências mundiais, e depois relata como uma pedra simbólica destrói essa estátua. Após isso, lemos em Daniel 2:35: “E no que se refere à PEDRA que golpeou a estátua, tornou-se um grande monte e ENCHEU A TERRA INTEIRA.” Sobre o que essa “pedra” representa, explica-nos o versículo 44:

“E nos dias daqueles reis [as potências representadas pela estátua] o Deus do céu estabelecerá um REINO que jamais será arruinado. E o próprio reino não passará a qualquer outro povo. Esmiuçará e porá termo [fim] a todos estes reinos, e ele mesmo ficará estabelecido por tempos indefinidos; pois viste que se cortou do monte uma pedra, sem mãos, e que ela esmiuçou o ferro, o cobre, a argila modelada, a prata e o ouro [componentes da estátua].” – Daniel 2:44, 45a.

Assim, Jesus ‘estará no paraíso’ terrestre por ser o Rei do Reino messiânico, cujo domínio ‘encherá [abrangerá] a terra inteira’. (Daniel 2:35) Conforme explica o Salmo 72:8: “E terá súditos de mar a mar e desde o Rio até os confins da terra” (“Dominará de mar a mar, e desde o rio até às extremidades da terra”, ACRF). E o ex-malfeitor ‘estará com’ Jesus no sentido de ser lembrado e de ser ressuscitado por Cristo para ter a oportunidade de viver no paraíso terrestre.


Sigla das traduções usadas:

ACRF: Almeida Corrigida e Revista Fiel.
IBB: Almeida da Imprensa Bíblica Brasileira.


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas, publicada pelas Testemunhas de Jeová.




Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org





Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *