Image Map











quarta-feira, 11 de março de 2015

Deus é onipresente?




Fonte da ilustração: http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/102013167

O homem procura entender seu Deus majestoso

Recentemente, recebi do Saga, um cristão e pesquisador, esta colocação:

1 Reis 8:27 diz: “Porém, morará Deus verdadeiramente na terra? Eis que os próprios céus, sim, o céu dos céus, não te podem conter.”
Apologista, como bem sabes esse texto é usado pela Cristandade para defender a teoria teológica da Onipresença. O que dizer sobre isso? 

Resposta do Apologista:

As religiões da cristandade em geral conceituam que Deus seja onisciente (sabe todas as coisas), onipotente (tem todo o poder) e onipresente (está em toda parte). No entanto, a Bíblia não apóia essa última premissa, de que Deus esteja em toda parte. Vejamos por quê.

Corpo espiritual

A Bíblia mostra que os seres espirituais possuem corpos espirituais.

“Semeia-se corpo físico, é levantado corpo espiritual. Se há corpo físico, há também um espiritual. 45 Até mesmo está escrito assim: ‘O primeiro homem, Adão, tornou-se alma vivente.’ O último Adão tornou-se espírito vivificante. … 47 O primeiro homem é da terra e feito de pó; o segundo homem é do céu. 48 Assim como é aquele feito de pó, assim são também esses feitos de pó; e assim como é o celestial, assim são também esses que são celestiais. 49 E assim como temos levado a imagem daquele feito de pó, levaremos também a imagem do celestial.” – 1Co 15:44, 45, 47-49.

O texto acima fala da ressurreição para a vida celestial, e exemplifica com o caso de Jesus Cristo, o qual foi ressuscitado com corpo espiritual.

“Amados, agora somos filhos de Deus, mas ainda não está manifesto o que havemos de ser. Sabemos que, quando ele for manifestado, seremos semelhantes a ele [Deus], porque o veremos assim como ele é.” – 1 João 3:2.

Visto que os ressuscitados para a vida celestial terão um corpo espiritual, e serão semelhantes a Deus, segue-se que Deus, que também é espírito (João 4:24), tem um corpo espiritual.

Assim sendo, os seres espirituais, tanto o Criador como suas criações – Seu Filho Jesus Cristo, os anjos e os humanos ressuscitados para viver no céu – possuem corpos espirituais.

Por conseguinte, nenhum deles é onipresente.

Inclusive, por esse motivo, o texto citado pelo Saga como sendo usado pela cristandade para tentar provar a onipresença vai diametralmente CONTRA o conceito da onipresença.

Pois, quando se diz que os céus [universo físico] não podem conter a Deus, isso é outra forma de dizer que ele não cabe em tais céus. Isso se dá porque ele tem um corpo definido, que não se espalha, não se ramifica, que não pode ser parcelado. Diferente de uma energia sem definição (corpo), como é o caso do espírito santo, ao qual a Bíblia atribuiu funções tais como ser repartido, espalhado, dividido etc.:

O espírito santo é referido como tendo sido ‘repartido’ aos cristãos por Cristo (literalmente: 'à medida [métron] da dádiva gratuira do Cristo.') - Efésios 4:7.


“Ele [Deus] não dá o espírito por medida.” – João 3:34.

Veja outros exemplos:

(Atos 2:17) ‘“E nos últimos dias”, diz Deus, “derramarei do meu espírito sobre toda sorte de carne.

(Atos 10:45) E os fiéis que tinham vindo com Pedro, que eram dos circuncisos, ficaram pasmados, porque a dádiva gratuita do espírito santo estava sendo derramada também sobre pessoas das nações.

(Hebreus 2:4) ao passo que Deus se juntou em dar testemunho com sinais, e também com portentos e várias obras poderosas, e com distribuições de espírito santo, segundo a sua vontade?

(Números 11:17) … terei de tirar um pouco do espírito que há sobre ti e colocá-lo sobre eles, e terão de ajudar-te a levar a carga do povo, para que tu mesmo não a leves sozinho.

No caso de Jeová, ter ele um corpo faz dele um todo indivisível, que não pode ser dividido em porções para caber em algum lugar.

Uma ilustração talvez possa ajudar. Imagine um homem que more em uma casa enorme, e que possua em sua casa um pequeno aquário, no qual há algumas formas de vida (peixes, por exemplo). O homem não cabe naquele pequeno aquário. Agora, imagine que esse “aquário” seja o universo físico, e que fora desse universo esteja a “casa” ou moradia espiritual de Deus. Essa ilustração pode ajudar a entender o texto de 1 Reis 8:27. E ela nos mostra um segundo fator bíblico que demonstra por que Deus não é onipresente:

Deus tem morada (residência)

“Então, que tu mesmo ouças desde os céus, teu lugar estabelecido de morada.” – 1Rs 8:39, 483, 49.

“Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus.” – Mateus 6:9, Almeida Corrigida e Revisada Fiel.

A ideia ou noção de “morada” seria imprópria caso Deus fosse onipresente.

Os seres espirituais, por terem corpo (definição), são mencionados como tendo moradia.

“E os anjos que não conservaram a sua posição original, mas abandonaram a sua própria moradia correta.” – Judas 6.

A palavra grega para “moradia” em Judas 6 é οἰκητήριον (oiketérion). Esse substantivo é definido como “morada”, “habitação”. Ocorre mais uma vez em 2 Coríntios 5:2:

Pois gememos deveras nesta casa de moradia, desejando seriamente revestir-nos da nossa, provinda do céu.” – 2 Coríntios 5:2.

Nesse último texto, a “moradia” é uma alusão figurada ao corpo físico, que, por meio da ressurreição para a vida celestial, dará lugar ao corpo espiritual. Note a relação entre “moradia” e corpo espiritual.

Veja outro texto:

“É por isso que estão diante do trono de Deus; e prestam-lhe serviço sagrado, dia e noite, no seu templo; e O que está sentado no trono estenderá sobre eles a sua tenda.” – Revelação 7:15.

A expressão ‘estenderá a sua tenda’ é tradução do verbo σκηνόω (skenóo), que significa “habitar”.

Tudo isso demonstra biblicamente que Deus tem um corpo e um lugar de residência. Logo, ele não é onipresente.

Quaisquer textos que falem de Deus ‘estando’ com os seus servos fiéis precisam, a bem da coerência, ser entendidos como figurados:

“Refreia-te para o teu próprio bem por causa de Deus, que está comigo.” – 2 Crônicas 35:21.

“O Pai, que me enviou, está comigo.” – João 8:16.

A ideia de ‘estar com’ tem o sentido de apoiar, concordar com, mas NÃO significa estar literalmente na Terra com tal pessoa, pois 1 Reis 8:27 mostra que nem o universo físico inteiro não pode conter a Deus.

Podemos entender o uso figurado da expressão “estar com” no texto de Juízes 16:15:

“Ela [Dalila] lhe disse [a Sansão] então: “Como te atreves a dizer: ‘Eu te amo’, quando teu coração não está comigo?”

Obviamente, o coração de Sansão estava dentro de seu próprio corpo e, assim, não poderia literalmente ‘estar com’ Dalila. Mas poderia estar figuradamente com ela no sentido de apoiá-la, de depositar confiança nela.

Também, quando a Bíblia fala de Deus ‘descer’ à Terra, isso se dá em sentido representativo, por intermédio de um representante angélico:

Por conseguinte, Jeová disse: “O clamor de queixa a respeito de Sodoma e Gomorra, sim, é alto, e seu pecado, sim, é muito grave. 21 Estou de todo resolvido a descer para ver se de fato agem segundo o clamor sobre isso, que tem chegado a mim, e se não for assim, ficarei sabendo disso.” (Gênesis 18:20, 21) Como isso ocorreu? “Ora, os dois anjos chegaram a Sodoma ao anoitecer.” – Gênesis 19:1.

         Por fim, o texto de 1 Reis 19:11 e 12 é conclusivo em mostrar que Deus não é onipresente. Diz:

       "Um vento grande e forte estava rompendo montes e destroçando rochedos diante de Jeová. (Jeová não estava no vento.) E depois do vento houve um tremor. (Jeová não estava no tremor.) 12 E depois do tremor houve fogo. (Jeová não estava no fogo.)"

        As afirmações inspiradas, que foram colocadas entre parênteses (por serem explicativas) não seriam verdadeiras se Deus fosse onipresente, ou seja, se ele estivesse em todo lugar.


A inexistência de onipresença limita Deus?

De modo algum! Pelo contrário, o conceito de onipresença é que impõe limite na capacidade divina, pois subentende que Deus precisaria estar literalmente em toda parte para poder exercer seu poder e conhecimento. O ponto é que do céu – o lugar estabelecido da morada de Deus – ele pode ver, sentir e fazer o que quiser, sem ter que sair desse lugar.

Pois, quanto a Jeová, seus olhos percorrem toda a terra, para mostrar a sua força a favor daqueles cujo coração é pleno para com ele.” – 2 Crônicas 16:9.

Por meio de Seu espírito santo (sua força ativa), Jeová realiza o que quiser sem sair do lugar.

Para entender como isso ocorre, veja este comentário do livro Poderá Viver Para Sempre no Paraíso na Terra (p. 36-37):

 Visto que Deus é uma pessoa com um corpo espiritual, deve ter um lugar para morar. A Bíblia nos diz que os céus são “o lugar estabelecido de morada” de Deus. (1 Reis 8:43) Somos também informados de que “Cristo entrou . . . no próprio céu, para aparecer agora por nós perante a pessoa de Deus”. (Hebreus 9:24) Alguns humanos serão recompensados com a vida no céu, junto a Deus, ocasião em que receberão um corpo espiritual. A Bíblia diz que verão então a Deus e também serão semelhantes a ele. (1 João 3:2) Isto também mostra que Deus é uma pessoa e que ele tem um corpo.
Mas, alguém talvez pergunte: ‘Se Deus é realmente uma pessoa que mora em certo lugar no céu, como é que ele pode ver tudo o que acontece em toda a parte? E como pode seu poder ser sentido em toda a parte do universo?’ (2 Crônicas 16:9) Ser Deus uma pessoa de modo algum limita seu poder ou sua grandeza. Tampouco deve diminuir nosso respeito por Ele. (1 Crônicas 29:11-13) Para ajudar a compreender isso pense nos efeitos de amplo alcance duma usina elétrica.
9 A usina elétrica está em determinado lugar. Mas a sua eletricidade é distribuída em toda uma região, fornecendo luz e energia. Com Deus é similar. Ele está nos céus. (Isaías 57:15; Salmo 123:1) Contudo, seu espírito santo, que é a sua invisível força ativa, pode ser sentido em toda a parte, em todo o universo. Por meio do seu espírito santo, Deus criou os céus, a terra e todas as coisas viventes. (Salmo 33:6; Gênesis 1:2; Salmo 104:30) Para criar essas coisas, Deus não precisava estar presente em pessoa. Ele pode enviar seu espírito, sua força ativa, para fazer o que quiser, mesmo que ele esteja longe. Que Deus maravilhoso! — Jeremias 10:12; Daniel 4:35.

Assim, Deus não é onipresente, mas isso de modo algum limita sua capacidade ou atuação; pelo contrário, a magnífica.



A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas, publicada pelas Testemunhas de Jeová.




Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org

















3 comentários:

  1. Além de tudo o que foi brilhantemente explanado no artigo, há a questão de que se Deus fosse onipresente teria de obrigatoriamente estar em lugares impróprios para Sua santidade.

    ResponderExcluir
  2. Só uma questão: se Deus possui um corpo espíritual, e possuindo um corpo, precisa de um lugar para habitar, onde Deus habitava antes de criar tudo o que existe? Onde estava Deus quando nada havia além D'ele mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O espaço, assim como o tempo, sempre existiram. Assim, Deus sempre teve um espaço para ele.

      Excluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *