Image Map











terça-feira, 15 de novembro de 2016

A expressão “seu Deus” em 1 Coríntios 15:24 está correta? (Parte 2)

Fonte da ilustração:
https://www.jw.org/pt/publicacoes/revistas/w20151115/deus-e-amor/

“A seguir, o fim, quando ele entregar o Reino ao seu Deus e Pai.” – 1 Coríntios 15:24.


            No artigo anterior, foram apresentadas evidências documentais de que, no texto em apreço, a expressão grega τ θε κα πατρ (tõi theõi kaì patrí; literalmente “ao Deus e [ao] Pai”) pode também ser traduzida ao seu Deus e Pai”. Mas, diante disso, surge a questão:


Qual modo de traduzir é o melhor?

Flexibilidade na tradução do dativo

A tradução de um texto não significa apenas verter palavras em outro idioma, mas principalmente transmitir ideias – o mesmo pensamento expresso no texto. Com base nisso, observe como a tradução coerente não segue sempre as mesmas palavras e sim a mesma ideia.

Em Atos 27:25,  a expressão πιστεω γρ τ θε (pisteúo gár tõi theõi: literalmente “creio, pois, para Deus”) é vertida “creio em Deus” nas traduções ACF, ARIB, NVI, SBB, NAS, KJV etc.

E o pronome possessivo pode ser colocado na tradução quando isso está implícito no sentido do texto:

                    1 Coríntios 14:18 
                     GRK: εχαριστ τ θε
Lit: agradeço ao Deus
“Dou graças ao meu Deus.” – ARC, KJV, Webster
“Agradeço a [meu] Deus.” – La Sainte Bible, de Augustin Crampon, 1923[1].
“Agradeço ao meu Deus.” – Douay-Rheims Version[2], Catholic Public Domain Version.

Outros usos de τ θε κα πατρ (tõi theõi kaì patrí)

Apocalipse 1:6: 
                      GRK: ερες 
τ θε κα πατρ
             Literalmente: sacerdotes para o Deus e Pai
“sacerdotes para o seu Deus e Pai.” – ARA, NTLH, NAS,  NAB, RSV, Basic English, Darby, Lexham English Bible, NIV, New Jerusalem Bible, La Sacra Bibbia[3], La Bíblia de Jersualén[4], La Santa Biblia[5], Elberfelder.
“a seu Deus e Pai.” – NVI, ASV.

Efésios 5:20
            τ θε κα πατρ
Literalmente: ao Deus e Pai
“… a nosso Deus e Pai.” – ACF, ARA, ARC.
“… a ele {que é} Deus e {o} Pai.” Darby.

Em nenhuma das três passagens acima ocorre o pronome possessivo μν (hemõn: “nosso”) ou  ατο (autoû: “seu”). Mesmo assim, a ideia está implícita, e diversas traduções colocaram o pronome possessivo. Afinal, Aquele que é o Pai é também o Deus dos mencionados nos textos em questão.

O mesmo se dá em 1 Coríntios 15:24. O Pai de Jesus Cristo também é o Deus dele. Assim, soa mais natural a tradução “quando ele [Jesus Cristo] entregar o Reino ao seu Deus e Pai” do que com a ausência do pronome possessivo “seu”. A expressão “seu Deus e Pai” ressalta a intimidade existente entre o Filho, Jesus Cristo, e o Pai, Jeová Deus.


Explicação das siglas usadas:

ACF: Almeida Corrigida e Revisada Fiel.
ARA: Almeida Revista e Atualizada.
ARC: Almeida Revista e Corrigida.
ASV: American Standard Version.
KJV: King James Version.
NAB: The New American Bible.
NAS: New American Standard
NTLH: Nova Tradução na Linguagem de Hoje.
NVI: Nova Versão Internacional.
RSV:Revised Standard Version.

Notas:
[1] http://www.bibliacatolica.com.br/la-sainte-bible-augustin-crampon-1923/1-corinthiens/14/
[2] http://www.bibliacatolica.com.br/douay-rheims-version/1-corinthians/14/
[3] http://www.bibliacatolica.com.br/la-sacra-bibbia/apocalisse/1/
[4] http://www.bibliacatolica.com.br/la-biblia-de-jerusalen/apocalipsis/1/
[5] http://www.bibliacatolica.com.br/la-santa-biblia/apocalipsis/1/ 


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org









6 comentários:

  1. Excelente trabalho... Jeová continue abençoando!!!!

    ResponderExcluir
  2. COMANDANTE VILA MARIA22 de novembro de 2016 02:29

    Muito obrigado irmão Apologista! Estou lendo e relendo os dois artigos que você fez para responder a minha pergunta! Excelente artigo! Eu achei muito interessante você mostra a falta de coerência da Cristandade que traduz a mesma expressão às vezes por "Deus, o Pai" e outras vezes por "SEU Deus e Pai". Então a Novo Mundo é mais clara e harmoniosa neste quesito.

    Mas lendo a versão NTLH eu percebi que no Apocalipse 15:3 diz: ..."Como são justos e verdadeiros os seus caminhos, ó Rei das nações!"
    A Novo Mundo traduz: "Justos e verdadeiros são os teus caminhos,+ Rei da eternidade."

    E agora ? Qual versão está certa? Jeová é o rei das Nações ou da Eternidade ?
    verificando na Interlinear, eu vi que a mesma palavra usada em Apocalipse é também usada em Mateus 24:3, mas que foi traduzida por "mundo" ou "sistema de coisas". Por qual motivo se traduz "Aionon" ora como "Eternidade" ora como "sistema de coisas" ou "nações" ???? Muito obrigado desde já pela sua valorosa atenção em explicar a verdade com base na análise pura e honesta do texto original!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado, fico muito contente de que tenha gostado da consideração sobre esse texto. Quanto a aión, veja a obra "Estudo Perspicaz das Escrituras", volume 3, pp. 608-611, debaixo do verbete "Sistema de Coisas". A palavra normalmente traduzida por "nação" é ἔθνος (éthnos):

      Ἔθνος, n \ {eth'-nos}
      1) uma multidão (seja de homens ou de animais) associada ou vivendo em conjunto 1a) uma empresa, uma tropa, um enxame 2) uma multidão de indivíduos da mesma natureza ou gênero 2a) a família humana 3) uma tribo, 4) no AT, nações estrangeiras que não adoram o verdadeiro Deus, pagãos, gentios. 5) Paulo usa o termo para cristãos gentios. - Fonte: http://www.greekbible.com/l.php?e)/qnos_n-----apn-_

      Excluir
  3. A SERVIÇO DO REINO23 de novembro de 2016 15:41

    Apologista, Paulo chama Jesus de anjo em Gálatas 4:14?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não me parece conclusivo esse entendimento. Parece-me mais a possibilidade de um desdobramento, em que Paulo primeiro se compara a ser recebido como um anjo, e depois (ou também) como Cristo Jesus.
      Um exemplo de outro desdobramento está em 1 Timóteo 5:21.

      Excluir
  4. Dá prazer ler artigo como esse. Desde de 2013 tenho tido muito interesse em estudar as diferenças entre a TNM e outras traduções da Bíblia, já que nossa tradução é muito criticada. A cada estudo, é impossível não aumentar a confiança na TNM. Obrigado por nos proporcionar sempre artigos como este, que defendem nossa tradução e nos deixam mais preparados para defender a verdade. Que Jeová continue a abençoar seus esforços em defender a verdade.

    ResponderExcluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *