Image Map











sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Estudo sobre Pneumatologia – Parte 3

Fonte da ilustração: 
https://www.jw.org/pt/publicacoes/revistas/w20150415/sua-relacao-com-jeova-e-real/


Neste terceiro artigo desta série teremos o prazer de abordar outra acepção do termo “espírito” conforme é usado na Bíblia. Um uso bastante extensivo desse termo tem a ver com a disposição, ou inclinação mental, da pessoa.

Encontramos na Bíblia expressões tais como “amargura de espírito” (Gênesis 26:35), “espírito de ciúme” (Números 5:14, 30), “espírito de fornicação” (Oseias 4:12), “espírito aflito” (1 Samuel 1:15), “espírito abatido” (Provérbios 15:13), “espírito soberbo” (Provérbios 16:18), “espírito magoado” (Isaías54:6), e “espírito desanimado”, entre outras expressões. (Isaías 61:3) Ademais, a Bíblia fala de o “espírito” ‘ficar agitado’ (Gênesis 41:8), de ser ‘amargurado’ (Salmo 106:33), de ‘reanimar-se’ (Gênesis 45:27) ou de ser ‘reanimado’ (1 Coríntios 16:18), de ‘incitar’ a pessoa a fazer algo (Êxodo 35:21), de “ficar obstinado” (Deuteronômio 2:30), de ‘se endurecer’ (Daniel 5:30), de ‘se acalmar’ (Juízes 8:30), de ‘estar triste’ (1 Reis 21:5), de estar “ansioso” (Mateus 26:41), de ‘estar cheio de alegria’ (Lucas 1:47), de ‘ficar irritado’ (Atos 17:16), de o espírito ser ‘despertado’ (2 Crônicas 21:16; 36:22; Esdras 1:5), de ser “quebrantado” (Jó 17:1), de estar “esmagado” (Salmo 34:18), de se ‘debilitar dentro’ da pessoa (Salmo 142:3; 143:4), de poder ‘ficar impaciente’ (Jó 21:4), de o espírito ‘fazer uma busca cuidadosa’ (Salmo 77:6), e de o espírito ser ‘derramado’. – Isaías 29:10.

Tal “espírito” como impelente disposição ou inclinação mental não pode existir à parte de uma pessoa; de fato, faz parte da pessoa. Contudo, ele não é uma pessoa. Assim, toda essa atribuição de características pessoais a esse “espírito” não passa de personificação, que pode ser explicada pelo fato de tal espírito fazer parte da pessoa, sendo que ela – a pessoa – é que externa os sentimentos, emoções e pensamentos que são figuradamente atribuídos ao espírito (inclinação mental) da pessoa. Assim sendo, este uso da palavra "espírito" propicia ao estudante das Escrituras elementos de ajuda no entendimento do significado da expressão "espírito santo" conforme usada na Bíblia, uma vez que a Bíblia paraleliza o espírito santo com o espírito que representa a inclinação mental da pessoa. (Isaías 11:2) O tema enfocando o espírito santo será abordado no último artigo desta série.

Visto que tal espírito como inclinação mental, como parte intrínseca da pessoa, expressa os sentimentos e pensamentos dela, a Bíblia usa diversas expressões idiomáticas que relacionam o espírito aos sentimentos e pensamentos da pessoa. Por exemplo, a ‘curteza de espírito’ pode ser corretamente traduzida por “desanimo” (Êxodo 6:9, nota), e também tem a ver com impaciência. (Provérbios 14:29, nota) A expressão ‘voltar o espírito’ tem a ver com readquirir ânimo e disposição. (Juízes 15:19; 1 Samuel 30:12) Profunda admiração pode ser entendida da expressão idiomática “não haver mais espírito” em alguém. (1 Reis 10:5) “Reavivar o espírito” também tem relação com animar e fortalecer a pessoa. (Isaías 57:15) Quando a Bíblia fala de algo ‘subir no espírito’, o sentido é o de pensamentos ou ideias serem entretidas ou tomadas em consideração pela pessoa. (Ezequiel 20:32) ‘Não se levantar espírito’ em alguém significa ausência de ânimo e de coragem. (Josué 2:11) “Despertar o espírito” de alguém tem o sentido de infundir ânimo, disposição, determinação e motivação na pessoa. (Ageu 1:14) “Espírito mau”, nessa acepção, significa um sentimento negativo, uma disposição ruim ou maldosa, acompanhada de pensamentos correspondentes ou em resultado deles – algo permitido por Deus devido ao afastamento Dele (Juízes 9:23), ou em resultado da retirada de Seu espírito santo. (1 Samuel 16:23) No caso do Rei Saul, essa disposição negativa foi referida como “espírito mau da parte de Deus” em função de tal sentimento ruim ser resultado da retirada do espírito santo por parte de Deus. (1 Samuel 16: 14-16; 18:10; 19:9) A expressão “indigente do espírito” significa estar ‘cônscio da necessidade espiritual’. (Mateus 5:3, nota) Ser “fervoroso no espírito” significa ter zelo quanto à determinação e à motivação de fazer a vontade de Deus. – Romanos 12:11; Atos 18:25.

A esse sentido de “espírito” estão ligados os pensamentos, sentimentos e motivações – o inteiro íntimo da pessoa. (Compare Provérbios 16:2 com Provérbios 24:12; veja também Apocalipse 19:10.) ‘Controlar o espírito’ significa ter controle sobre os sentimentos e emoções, não permitindo que esses sejam extravasados em ações ou palavras impróprias. (Provérbios 16:32; 25:28; 29:11) Visto que o espírito neste sentido de impelente inclinação mental engloba os pensamentos – de fato, a inteira mente da pessoa – ele está ligado a qualidades tais como sabedoria, compreensão, temor piedoso, justiça e julgamento. (Isaías 11:2; 28:6) É a essa acepção de “espírito” como inclinação mental predominante que a Bíblia se refere quando menciona “o espírito de homem que está nele” que “sabe as coisas do homem”. (Romanos 2:11) Pois o “espírito” na conceituação de força de vida não está primariamente ligado aos pensamentos e sentimentos, e sim às funções vitais, como a respiração.[1] Esse sentido de espírito ocorre, em alguns casos, em contraste com “corpo” físico (1 Coríntios 7:34), com a “carne” (2 Coríntios 7:1) e com “alma” (Hebreus 4:12)[2], pois está ligado à “pessoa secreta do coração”, ao íntimo do ser humano, algo não visível a olho nu. – 1 Pedro 3:4.

Essa impelente inclinação mental também pode ser coletiva. (Isaías 19:3) Talvez o que possa ajudar no entendimento dessa última realidade exposta é a expressão “consciência coletiva”, que tem sido entendida como a “força coletiva exercida” por uma sociedade, por meio de um “conjunto de crenças e de sentimentos” comuns a essa sociedade.[3] O uso bíblico de “espírito” como inclinação mental coletiva pode englobar um surto repentino de sentimento coletivo (Isaías 19:14; 29:10; Romanos 11:8), ou uma tendência coletiva, possivelmente cultivada gradualmente, voltada para uma atividade. – Salmo 78:8; Oseias 5:4; 2 Coríntios 12:18; Gálatas 6:18; Efésios 4:23; Filipenses 1:27; 4:23; 1 Tessalonicenses 5:23.

Assim, os verdadeiros cristãos, tanto em sentido individual como coletivo, esforçam-se em cultivar um “espírito novo, firme”, um “espírito disposto” (Salmo 51:10, 12), voltado para o bem – livre de características negativas, tais como a inveja (Tiago 4:5) –, um “espírito diferente” do manifestado pela maioria das pessoas neste mundo sem fé. (Números 14:24) Sim, devemos acatar seriamente a amorosa exortação de Jeová Deus: “E tendes de guardar-vos quanto ao vosso espírito e não deveis agir traiçoeiramente.” – Malaquias 2:16.


Espírito como disposição, inclinação:

Escrituras Hebraicas:

Gênesis 26:35; 41:8; 45:27; Êxodo 6:9; 28:3; 35:21; Números 5:14 (2 vezes), 30; 14:24; 27:18; Deuteronômio 2:30; 34:9; Josué 2:11; Juízes 8:3; 9:23; 15:19; 1 Samuel 1:15; 16:14, 15, 16, 23; 18:10; 19:9; 30:12; 1 Reis 10:5; 21:5; 2 Reis 2:9; 2:15; 19:7; 1 Crônicas 5:26 (2 vezes); 2 Crônicas 9:4; 21:16; 36:22; Esdras 1:1, 5; Jó 6:4; 7:11; 15:13; 17:1; 20:3; 21:4; Salmo 32:2; 34:18; 51:10, 12, 17; 76:12; 77:3, 6; 78:8; 106:33; 142:3; 143:4, 7; Provérbios 11:13; 14:29; 15:4, 13; 16:2, 18, 19, 32; 17:22, 27; 18:14 (2 vezes); 25:28; 29:11, 23; Eclesiastes 7:8 (2 vezes), 9; 10:4; Isaías 4:4 (2 vezes); 11:2 (3 vezes); 19:3, 14; 26:9; 28:6; 29:10, 24; 33:11; 37:7; 38:16; 54:6; 57:15 (2 vezes); 57:16; 61:3; 65:14; 66:2; Jeremias 51:11; Ezequiel 3:14; 11:5, 19; 13:3; 18:31; 20:32; 21:7; 36:26; Daniel 2:1, 3; 5:12, 14, 20; 6:3; 7:15; Oseias 4:12; 5:4; Ageu 1:14 (3 vezes); Zacarias 12:10; Malaquias 2:15, 16.

Total: 120 vezes.

Escrituras Gregas Cristãs:

Mateus 5:3; 26:41; Marcos 2:8; 8:12; 14:38; Lucas 1:17, 47, 80; João 4:23, 24; 11:33; 13:21; Atos 6:10; 17:16; 18:25; 19:21; 20:22; Romanos 1:9; 8:16; 11:8; 12:11; 1 Coríntios 2:11, 12; 4:21; 5:3, 4, 5; 6:17; 7:34; 16:18; 2 Coríntios 2:13; 4:13; 7:1, 13; 12:18; Gálatas 6:1, 18; Efésios 1:17; 2:2; 4:23; 6:18; Filipenses 1:27; 4:23; Colossenses 1:8; 2:5; 1 Tessalonicenses 5:23; 2 Timóteo 1:7; 4:22; Filêmon 25; Hebreus 4:12; Tiago 4:5; 1 Pedro 3:4; Apocalipse 19:10.
Total: 53 vezes.

TOTAL GERAL: 173 vezes.


Notas:
[1] Veja o primeiro artigo desta série, que explanou o “espírito” no sentido de força vital.
[2] Esse sentido de “espírito” em Hebreus 4:12 é respaldado na Despertai! de 22 de julho de 1975, (p.6), periódico publicado pelas Testemunhas de Jeová.
[3] Extraído de




A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas, publicada pelas Testemunhas de Jeová.




Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org





4 comentários:

  1. "“Espírito mau”, nessa acepção, significa um sentimento negativo, uma disposição ruim ou maldosa, acompanhada de pensamentos correspondentes ou em resultado deles...No caso do Rei Saul, essa disposição negativa foi referida como “espírito mau da parte de Deus” em função de tal sentimento ruim ser resultado da retirada do espírito santo"

    Então o espírito mau no caso especifico de Saul não era um demônio? O literalmente "vento ruim" que veio sobre ele causando sua loucura era algum tipo de mal estar mental?

    Ajuda a deixar os textos mais claro essa visão...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato. Esse conceito é apoiado pela revista "A Sentinela" de 15 de março de 2005, p. 23, que comenta o seguinte sobre 1 Samuel 16:14: "Que espírito mau aterrorizou a Saul? O espírito mau que tirou a paz mental de Saul foi a inclinação má de sua mente e de seu coração — seu impulso íntimo para fazer o errado. Quando Jeová retirou Seu espírito santo, Saul perdeu a proteção e foi dominado por seu próprio espírito mau. Visto que Deus permitiu que esse espírito mau substituísse o espírito santo, ele é chamado de 'um espírito mau da parte de Jeová'."

      Excluir
  2. "Espírito como disposição, inclinação:

    Escrituras Hebraicas: ... 120 vezes.

    Escrituras Gregas Cristãs: ... 53 vezes.

    TOTAL GERAL: 173 vezes."

    Parabéns a você por uma pesquisa tão vasta, praticamente completa. Não conheço ninguém mais que se disporia a tanto, eu mesmo pensei em fazer apanhados similares e desisti várias vezes em função do tamanho monumental do desafio.

    .

    Agora, o que o irmão especificamente usou para encontrar as referências uma a uma de forma completa? Darei dois motivos para dizer isso, digo isso pois :

    1- Traduções, inclusive a TNM não traduzem literalmente todos textos que usam "espírito" (Ruach e Pneuma) sempre como "espírito". Talvez nenhuma faça isso em vista da polissemia de significados as vezes ajuda ao leitor que se use outra palavra mais clara no verso em questão.

    2-Nos próprios textos hebraico e grego nem sempre a palavra vem grafada exatamente da forma normal padrão dela. Temos palavras derivadas, tem a palavra aparecendo embutida em verbo, tem ela em modos e gêneros diferentes, singular plural, vem composta unida com outra palavra, etc e etc... EXEMPLO: Em um texto de Coríntios em que Paulo fala constrata o "corpo de alma" com "corpo de espirito", ele usa para este último o termo Pneumatos [ou algo assim], se alguém por Pneuma na busca, vai achar essa referência? Talvez não...

    Estes dois pontos que citei dificultam a busca do estudante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Saga, pelas palavras de apreço. Agradeço ao Soberano Senhor Jeová, em nome de Seu Filho Jesus Cristo, por estar me fornecendo ânimo e orientação nessa pesquisa que, como você bem colocou, constitui um desafio monumental.
      Quanto à sua pergunta referente a como encontrar as passagens que usam rúahh e pneúma:
      Os peritos nas línguas originais codificaram os termos que ocorrem em tais línguas. Por exemplo, rúahh tem o código H7307. Pneúma tem o código 4151, e o adjetivo tem o código 4152.
      Como fiz curso no idioma grego, fica mais fácil coletar os dados nesse idioma,
      Abraços.

      Excluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *