Image Map











domingo, 6 de setembro de 2015

Destaques da Leitura da Bíblia: 2 Reis 12-15

Importância de se ter direção espiritual

2 Reis 12:2: “Jeoás fez o que era certo aos olhos de Jeová durante todos os dias em que Jeoiada, o sacerdote, o instruiu.”

Enquanto tinha o sumo sacerdote como instrutor (ou mentor espiritual), Jeoás agia com integridade.

Explicação de 2 Reis 13:5

2 Reis 13:5: “Assim, Jeová deu um salvador a Israel,m para livrá-los das mãos da Síria; e os israelitas puderam morar nos seus lares como antes.

A obra Estudo Perspicaz das Escrituras, (volume 1, p. 335) explica sobre isso:

Jeová suscitou um “salvador” para Israel, aparentemente na pessoa de Jeoás (c. 859-845 AEC), filho de Jeoacaz, e de seu sucessor, Jeroboão II (c. 844-804 AEC). (2Rs 13:4, 5) Em cumprimento da profecia final de Eliseu, Jeoás recapturou “da mão de Ben-Hadade, filho de Hazael, as cidades que este tinha tirado da mão de Jeoacaz”, derrotando as forças sírias em três ocasiões. (2Rs 13:19, 23-25) Jeroboão II deu seqüência às vitórias de seu pai sobre a Síria, restituindo as fronteiras de Israel à sua condição anterior, assim servindo como salvador para Israel. (2Rs 14:23-27)

Assim, tal “salvador” não seria uma única pessoa, mas sim um instrumento de salvação que se cumpriu em dois reis de Israel.

Isso lança luz em como a Bíblia pode usar termos que se apliquem a mais de uma pessoa. Como exemplo, temos as expressões “rei do norte” e “rei do sul”, cujas identidades mudam conforme a época. – Daniel, capítulo 11.

Base bíblica para ter caixas de contribuição

2 Reis 12:9: “Jeoiada, o sacerdote, pegou então um cofre e fez um buraco na tampa, e o pôs ao lado do altar, à direita de quem entra na casa de Jeová. Os sacerdotes que serviam como porteiros colocavam ali todo o dinheiro que se trazia à casa de Jeová.”

Isso permite seguir o princípio de dar sem se sentir pressionado – dar de coração – o que não ocorre quando em algumas organizações religiosas é passado um prato ou saco de coletas à vista dos que estão presentes.

2 Coríntios 9:6, 7 : “Mas, quanto a isso, quem semear parcimoniosamente colherá também parcimoniosamente, e quem semear generosamente colherá também generosamente. Faça cada um conforme resolveu no coração, não a contragosto nem por obrigação, pois Deus ama quem dá com alegria.”

Importante evitar a aparência do mal

1 Tessaloncenses 5:22: “Abstende-vos de toda a aparência do mal.” (Almeida Corrigida e Revisada Fiel)

2 Reis 12:10: “Sempre que viam que havia muito dinheiro no cofre, o secretário do rei e o sumo sacerdote vinham, recolhiam e contavam o dinheiro que tinha sido trazido à casa de Jeová.”

Duas pessoas irrepreensíveis retiravam o dinheiro da caixa de contribuição, de modo a que ninguém pudesse levantar alguma suspeita. Esse é um excelente modelo a ser seguido hoje.

Necessário ser de confiança

2 Reis 12:15: “Não exigiam prestação de contas dos homens a quem entregavam o dinheiro a ser dado aos trabalhadores, pois eles eram de confiança.”

Desaprovação divina resulta em se retirar a proteção

2 Reis 13:1-3: “No vigésimo terceiro ano de Jeoás, filho de Acazias, e rei de Judá, Jeoacaz, filho de Jeú, tornou-se rei sobre Israel, em Samaria, e reinou por  anos. Ele fazia o que era mau aos olhos de Jeová e cometia o mesmo pecado que Jeroboão, filho de Nebate, tinha levado Israel a cometer. Não se desviou dele. Por isso, a ira de Jeová se acendeu contra Israel, e, durante todos aqueles dias, ele os entregou nas mãos de Hazael, rei da Síria, e nas mãos de Ben-Hadade, filho de Hazael.”

2 Reis 13:22: “Hazael, rei da Síria, oprimiu Israel durante todos os dias de Jeoacaz.”

2 Reis 15:29, 37: “Nos dias de Peca, rei de Israel, Tiglate-Pileser, rei da Assíria, invadiu e tomou Ijom, Abel-Bete-Maacá,  Janoa, Quedes, Hazor, Gileadee e a Galileia — toda a terra de Naftali — e levou os seus habitantes para o exílio na Assíria. Naqueles dias, Jeová passou a enviar Rezim, rei da Síria, e Peca, filho de Remalias, contra Judá.”

É preciso ter zelo para agradar a Deus

2 Reis 13:18, 19, 25: “Eliseu também disse: ‘Pegue as flechas.’ E ele as pegou. Ele disse ao rei de Israel: ‘Golpeie o chão.’ Então ele golpeou o chão três vezes e parou. Em vista disso, o homem do verdadeiro Deus ficou indignado com ele e disse: ‘O senhor devia ter golpeado o chão cinco ou seis vezes! Então o senhor golpearia a Síria até acabar com ela, mas agora o senhor golpeará a Síria apenas três vezes.’ Jeoás, filho de Jeoacaz, tomou então de Ben-Hadade, filho de Hazael, as cidades que ele tinha tomado de Jeoacaz, seu pai, na guerra. Jeoás o golpeou três vezes e recuperou as cidades de Israel.”

Por não ter mostrado zelo, não teve pleno êxito na luta contra os sírios. Isso nos ensina a não nos preocupar com os obstáculos. Em vez disso, que nos esforcemos com zelo de todo o coração.

Zelo é uma qualidade divina

Isaías 9:7: “A expansão do seu reinado e a paz sobre o trono de Davi e sobre o seu reino não terão fim,De modo que este será estabelecido firmemente e amparado por meio da justiça e da retidão, desde agora e para sempre. O zelo de Jeová dos exércitos fará isso.”

Os cristãos precisam ser zelosos ao dar testemunho, o que inclui estudar diligentemente a Bíblia, e pregar com entusiasmo, exatidão e determinação

Atos 18:24, 25, 27, 28: “Enquanto isso, um judeu chamado Apolo, natural de Alexandria, chegou a Éfeso; era um homem eloquente que tinha grande conhecimento das Escrituras. Esse homem tinha sido instruído no caminho de Jeová e, fervoroso no espírito, falava e ensinava sobre Jesus com exatidão … Além disso, como ele queria ir para a Acaia, os irmãos escreveram aos discípulos pedindo que o recebessem bondosamente. Quando chegou lá, ajudou muito os que haviam se tornado crentes pela bondade imerecida de Deus;  pois, em público e com grande determinação, ele provava plenamente que os judeus estavam errados, demonstrando-lhes pelas Escrituras que Jesus é o Cristo.”

Devemos fazer tudo com zelo

Esdras 7:23: “Que tudo o que o Deus dos céus ordenar a respeito da casa do Deus dos céus seja feito com zelo.”

Romanos 12:11: “Sejam diligentes [“trabalhadores; zelosos”, nota], não preguiçosos. Sejam fervorosos no espírito. Trabalhem como escravos para Jeová.”

Jeová se apega fielmente às suas normas, princípios e pactos

2 Reis 13:21: “E aconteceu que algumas pessoas estavam enterrando um homem quando viram um bando de saqueadores. Então jogaram rapidamente o homem na sepultura de Eliseu e saíram correndo. Quando o corpo do homem tocou nos ossos de Eliseu, o homem voltou a viver e ficou de pé.”

Jeová atendeu ao pedido de Eliseu, de receber uma “porção dupla” do espírito de Elias (2 Reis 2:9), o que implicava em receber a parte de primogênito - receber em dobro a parte de uma herança. (Deuteronômio 21:15-)  Em harmonia com isso, Eliseu realizaria 16 milagres: o dobro dos milagres realizados por Elias. Visto que Eliseu faleceu antes de realizar o 16.º milagre, o 16º milagre ocorreu mesmo Eliseu já tendo falecido. Isso revela o quanto Jeová se apega às suas normas e profecias! (Veja os Destaques da Leitura da Bíblia: 2 Reis 1-4.)

2 Reis 13:23: “No entanto, Jeová lhes mostrou favor e misericórdia, e teve consideração com eles por causa do seu pacto com Abraão, Isaque e Jacó. Ele não quis destruí-los nem os expulsou da sua presença até hoje.”

Apesar de os israelitas infiéis serem merecedores de punição, Jeová se absteve de puni-los por causa do pacto que ele havia celebrado com os antepassados fiéis deles.

2 Reis 14:26, 27: “Jeová tinha visto que a tribulação de Israel era muito amarga. Não havia restado ninguém para ajudar Israel, nem mesmo o desamparado e o fraco. Mas Jeová tinha prometido não apagar o nome de Israel de debaixo dos céus. Por isso, ele os salvou pela mão de Jeroboão, filho de Jeoás.”

Para cumprir sua promessa, Jeová utilizou até mesmo um rei mau para salvar os israelitas.

Apenas quando a situação de Israel se tornou incorrigível, quando tal povo rejeitou e assassinou o Filho de Deus, Jesus Cristo, é que Jeová rejeitou o coletivo Israel natural. (Mateus 21:43) Mesmo assim, concedeu a israelitas individuais o privilégio inicial de se tornar parte do descendente espiritual coletivo de Abraão. – Romanos, capítulo 11; Gálatas 3:29.

Jeová vê o que há de bom em seus servos

2 Reis 14:3: “Ele [Amazias] fazia o que era certo aos olhos de Jeová, mas não como Davi, seu antepassado. Amazias fez tudo conforme Jeoás, seu pai, tinha feito.”

Embora Davi tenha cometido pecados graves esporadicamente, Jeová se lembra dele como pessoa fiel, uma vez que no seu comportamento geral viveu à altura dos requisitos divinos. O exemplo de Jeová avaliar as pessoas é simplesmente maravilhoso e deve ser seguido por todos nós!

Necessário ser pleno para com Jeová

2 Reis 14:3, 4: “Ele fazia o que era certo aos olhos de Jeová, mas não como Davi, seu antepassado. Amazias fez tudo conforme Jeoás, seu pai, tinha feito. Mas os altos sagrados não foram removidos, e o povo ainda oferecia sacrifícios e fazia fumaça sacrificial nos altos sagrados.”

Respeito pela lei de Jeová

2 Reis 14:5, 6: “Assim que ele [Amazias] obteve firme controle do reino, matou os seus servos que haviam matado o rei, seu pai. Mas não matou os filhos dos assassinos, pois agiu conforme diz o mandamento de Jeová escrito no livro da Lei de Moisés: ‘Os pais não devem ser mortos por causa dos filhos, e os filhos não devem ser mortos por causa dos pais; cada um deve ser morto por causa do seu próprio pecado.’”

O Rei Amazias, embora não servisse a Deus de pleno coração, mostrou que ainda respeitava pelo menos partes da Lei mosaica. (Deuteronômio 24:16) E Jeová mostrou apreço por isso, a ponto de fazer tal demonstração de respeito ser registrada em sua Palavra inspirada.

Assim, devemos seguir o exemplo divino, olhando as pessoas como um todo, inclusive valorizando qualidades boas que possuem.

O orgulho resulta em queda

2 Reis 14:9-14: “Jeoás, rei de Israel, mandou dizer a Amazias, rei de Judá: ‘Um espinheiro no Líbano mandou dizer ao cedro do Líbano: “Dê a sua filha ao meu filho como esposa.” Mas um animal selvagem do Líbano passou por onde estava o espinheiro e o pisoteou. De fato, você golpeou Edom, e por isso seu coração ficou arrogante. Alegre-se com a sua glória, mas fique na sua casa. Por que provocar uma desgraça e cair, levando Judá com você?’ Mas Amazias não escutou. Assim Jeoás, rei de Israel, pôs-se a caminho; e ele e Amazias, rei de Judá, se enfrentaram numa batalha em Bete-Semes, uma cidade de Judá. Judá foi derrotado por Israel, e cada um fugiu para a sua casa. Jeoás, rei de Israel, capturou Amazias, rei de Judá, filho de Jeoás, filho de Acazias, em Bete-Semes. Depois Jeoás o levou a Jerusalém, e fez uma brecha de 400 côvados na muralha de Jerusalém, do Portão de Efraim até o Portão da Esquina. Ele pegou todo o ouro, a prata e todos os objetos que havia na casa de Jeová e no tesouro da casa do rei, além de capturar reféns. Depois voltou a Samaria.”

Além disso, um detalhe provido por outra passagem mostra que Amazias também se tornou idolatra:

2 Crônicas 25:14: “No entanto, quando Amazias voltou, depois de matar os edomitas, trouxe os deuses dos homens de Seir, estabeleceu-os para si como deuses e começou a curvar-se diante deles e a fazer fumaça sacrificial a eles.” 

Por que Jeová atingiu Azarias (Uzias) com lepra?

2 Reis 15:5: “Jeová fez com que o rei [Azarias, também chamado de Uzias] fosse atingido por lepra, e ele continuou leproso até o dia da sua morte. Ele permaneceu numa casa separada, enquanto Jotão, filho do rei, ficou encarregado da casa, julgando o povo da terra.”

2 Crônicas 26:16-20: No entanto, assim que se tornou forte, seu coração ficou arrogante, para sua própria ruína, e ele agiu de maneira infiel contra Jeová, seu Deus, entrando no templo de Jeová para queimar incenso no altar do incenso. Imediatamente, Azarias, o sacerdote, e outros 80 sacerdotes de Jeová, homens corajosos, entraram atrás dele. Eles confrontaram o rei Uzias e lhe disseram: ‘Não cabe ao senhor, ó Uzias, queimar incenso a Jeová! Apenas os sacerdotes devem queimar incenso, pois são os descendentes de Arão, os que foram santificados. Saia do santuário, pois o senhor agiu de modo infiel, e não receberá glória da parte de Jeová Deus por fazer isso.’ Mas Uzias, que estava com um incensário na mão para queimar incenso, ficou enfurecido; e, durante o seu acesso de ira contra os sacerdotes, apareceu lepra na sua testa diante dos sacerdotes, na casa de Jeová, próximo ao altar do incenso. Quando Azarias, o principal sacerdote, e todos os sacerdotes olharam para ele, viram que ele tinha sido atacado de lepra na testa! Por isso, levaram-no rapidamente para fora, e ele mesmo se apressou em sair, porque Jeová o havia atingido.”

A palavra de Jeová sempre se cumpre

2 Reis 13:2, 3: “Ele [Jeoacaz, filho de Jeú] fazia o que era mau aos olhos de Jeová e cometia o mesmo pecado que Jeroboão, filho de Nebate, tinha levado Israel a cometer. Não se desviou dele. Por isso, a ira de Jeová se acendeu contra Israel, e, durante todos aqueles dias, ele os entregou nas mãos de Hazael, rei da Síria, e nas mãos de Ben-Hadade, filho de Hazael.”

Isso cumpriu a profecia de Eliseu:

2 Reis 8:12, 13: “Hazael perguntou: ‘Por que está chorando, meu senhor?’ Ele respondeu: ‘Porque sei o mal que você fará ao povo de Israel. Você incendiará suas fortificações, matará à espada os melhores homens, despedaçará as crianças e rasgará o ventre das mulheres grávidas.’ Hazael disse: ‘Como poderia o seu servo, que não passa de um cão, fazer essas coisas?’ Mas Eliseu respondeu: ‘Jeová me mostrou que você será rei sobre a Síria.’”

Naturalmente, isso foi uma previsão da parte de Jeová, e não uma atuação da parte Dele.

2 Reis 14:23, 25: “No décimo quinto ano de Amazias, filho de Jeoás, rei de Judá, Jeroboão, filho de Jeoás, rei de Israel, tornou-se rei em Samaria. … . Ele restabeleceu os limites do território de Israel, desde Lebo-Hamate até o mar do Arabá, segundo a palavra que Jeová, o Deus de Israel, havia falado por meio do seu servo Jonas, filho de Amitai e profeta de Gate-Héfer.

2 Reis 15:8-12: “No trigésimo oitavo ano de Azarias, rei de Judá, Zacarias, filho de Jeroboão, tornou-se rei sobre Israel, em Samaria, e reinou por seis meses. Ele fazia o que era mau aos olhos de Jeová, assim como os seus antepassados tinham feito. Não se desviou dos pecados que Jeroboão, filho de Nebate, tinha levado Israel a cometer. Então Salum, filho de Jabes, conspirou contra ele e o golpeou em Ibleão. Depois de matá-lo, tornou-se rei no seu lugar. … Assim se cumpriu a palavra que Jeová tinha falado a Jeú: ‘Quatro gerações dos seus filhos se sentarão no trono de Israel.’ E foi assim que aconteceu.”

2 Reis 10:30: “Jeová disse a Jeú: ‘Visto que você agiu bem e fez o que é certo aos meus olhos, fazendo à casa de Acabe segundo tudo o que estava no meu coração, quatro gerações dos seus filhos se sentarão no trono de Israel.’”

A obra Estudo Perspicaz das Escrituras, (volume 2, p. 557) explica:

[…] por causa da obra zelosa e cabal de Jeú em erradicar o baalismo e em executar os julgamentos de Jeová na casa de Acabe, Jeová recompensou Jeú com a promessa de que quatro gerações de filhos dele se sentariam no trono de Israel. Isto se cumpriu nos descendentes de Jeú: Jeoacaz, Jeoás, Jeroboão II e Zacarias, cujo governo findou com seu assassínio, por volta de 791 AEC. A dinastia de Jeú, portanto, reinou sobre Israel por cerca de 114 anos. — 2Rs 10:30; 13:1, 10; 14:23; 15:8-12. (Grifo acrescentado.)

Um pecado pode ter consequências a longo prazo

2 Reis 15:9, 18, 24, 28: “Ele [Zacarias, filho de Jeroboão] fazia o que era mau aos olhos de Jeová, assim como os seus antepassados tinham feito. Não se desviou dos pecados que Jeroboão, filho de Nebate, tinha levado Israel a cometer. Ele [Menaém] fazia o que era mau aos olhos de Jeová. Durante todos os seus dias, não se desviou de todos os pecados que Jeroboão, filho de Nebate, tinha levado Israel a cometer. Ele [Pecaías, filho de Menaém] fazia o que era mau aos olhos de Jeová. Não se desviou dos pecados que Jeroboão, filho de Nebate, tinha levado Israel a cometer. Ele [Peca, filho de Remalias] fazia o que era mau aos olhos de Jeová, e não se desviou dos pecados que Jeroboão, filho de Nebate, tinha levado Israel a cometer.”

O referido pecado de Jeroboão ocorreu logo depois da divisão do Reino de Israel, em 997 AEC. Cerca de 200 anos depois, os maus efeitos do pecado de Jeroboão ainda se faziam sentir, quando outros reis maus seguiram seu péssimo exemplo.

De modo similar, o pecado de Adão e Eva colhem efeitos até os nossos dias. – Romanos 5:12.

Por isso, devemos refletir muito nas ações que determinamos realizar, pois elas podem ter efeitos em longo prazo para outros.

Vida no ventre é preciosa para Jeová

2 Reis 15:16: “Depois de sair de Tirza, Menaém atacou Tifsa e todos os que estavam nela e no seu território, porque não abriram o portão para ele. Ele golpeou a cidade e rasgou o ventre das mulheres grávidas.

Essa menção de tamanha crueldade mostra o conceito de Deus em relação à vida de uma criança por nascer: ela é preciosa para Jeová. Assim, o aborto é condenado por Deus.


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site oapologistadaverdade.org





4 comentários:

  1. Olá irmão,
    Gostaria que você fizesse uma explanação (levando em consideração quais os termos usados no idioma original) acerca de Jó 26:7 e Isaías 40:22. Existe alguns pareceres sobre a interpretação de tais passagens bíblicas que afirmam que eles refletem os conceitos prevalecentes na época, e não conceitos atuais. Por exemplo, afirmam que para entendermos Jó 26:7 devemos considerar a sentença inicial (um exemplo de paralelismo, comum em poesia hebraica) e que tal paralelismo indica que os antigos hebreus e outros povos semíticos acreditavam que o "nada" ou "vazio" (mencionado na primeira sentença) era o "mar", ou outras fontes aquosas (Citam referências bíblicas para "provar" tal parecer, como o Salmo 24:2 e o Salmo 136:6). Com isso, apregoam que a cosmologia mencionada nas Escrituras reflete conceitos mitológicos que datam desde os babilônios. Com relação à Isaías 40:22, afirmam que o termo hebraico traduzido na maioria das versões por "círculo" refere-se ao conceito prevalecente na "cosmologia aquosa" de que a Terra era um "disco" que estaria suspenso sobre 'águas'.

    Os proponentes de tais asseverações usam os idiomas originais e referências bíblicas para postularem tais "teorias". Peço que prepare um artigo que aborde tais pareces e o quanto são equivocados. Desde já lhe agradeço. Parabéns pelo blog. Suas pesquisas têm sido de grande ajuda para mim. Abração.

    PS: Não precisa publicar este comentário, basta esclarecer os pontos mencionados acima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os céticos, sob a influência de Satanás, fazem de tudo para descrer a Palavra de Deus. Assim que me for possível, darei sim atenção a esses versículos. Também compartilharei seu comentário com nosso querido irmão autor do blog Tradução do Novo Mundo Defendida. Obrigado pela expressão de apreço. Grande abraço!

      Excluir
  2. Aproveitando o gancho no final, é oportuno novos tópicos referentes ao sabatismo. Como o que coloca que o sábado não é sombra das coisas futuras por tratar de um evento passado, e de que o fato de se guardar o sábado está preso ao sétimo dia da criação ser de 24 horas literais. Citei dois exemplos. Também tem o caso da arca aparecer no céu em Apocalipse.

    ResponderExcluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *