Image Map











terça-feira, 24 de novembro de 2015

Destaques da Leitura da Bíblia: 2 Crônicas 1-5


Fonte da ilustração: http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/1102012646

Importância do nome divino

2 Crônicas 2:1, 4: “Salomão ordenou então que se construísse uma casa para o nome de Jeová e uma casa para o seu próprio reino. Eu vou construir uma casa para o nome de Jeová, meu Deus, a fim de santificá-la para ele, para queimar incenso perfumado diante dele, e também para apresentar regularmente os pães da proposição e fazer as ofertas queimadas, de manhã e ao anoitecer, nos sábados, nas luas novas e nas épocas festivas de Jeová, nosso Deus. Isso é uma obrigação permanente para Israel.”

Sábado associado à lua nova é o sábado semanal

2 Crônicas 2:4: “Eu vou construir uma casa para o nome de Jeová, meu Deus, a fim de santificá-la para ele, para queimar incenso perfumado diante dele, e também para apresentar regularmente os pães da proposição e fazer as ofertas queimadas, de manhã e ao anoitecer, nos sábados, nas luas novas e nas épocas festivas de Jeová, nosso Deus. Isso é uma obrigação permanente para Israel.”

Isaías 66:23: “‘E, de lua nova a lua nova e de sábado a sábado, todos os humanos virão para se curvar diante de mim’, diz Jeová.” ( Para um entendimento dessa passagem, veja o artigo Destaques da Leitura da Bíblia: 1 Crônicas 8-11, no subtópico 1 Crônicas esclarece Isaías 66:23.)

Isso explica o texto de Colossenses 2:14, 16, 17:

“[Deus] apagou o documento manuscrito que consistia em decretos e estava em oposição a nós. Ele o removeu, pregando-o na estaca. Portanto, não deixem que ninguém julgue vocês pelo que comem ou bebem, ou com respeito à celebração de uma festividade, da lua nova ou de um sábado [“de sábados”, ACRF]. Essas coisas são uma sombra do que viria, mas a realidade pertence ao Cristo.

Portanto, o sábado semanal também foi abolido junto com a inteira Lei dada a Israel.

Harmonizando passagens bíblicas

2 Crônicas 2:14: “Estou enviando um artesão habilidoso e entendido, Hirão-Abi, filho de uma mulher danita, e cujo pai era de Tiro. Ele é experiente em trabalhar com ouro, prata, cobre, ferro, pedras, madeira, lã roxa, linha azul, tecido fino e linha escarlate. Ele sabe fazer todo tipo de entalhe e executar todo tipo de projeto que lhe for dado. Ele trabalhará junto com os seus artesãos habilidosos e com os artesãos habilidosos do meu senhor Davi, seu pai.”

1 Reis 7:14: Ele era filho de uma viúva da tribo de Naftali, e seu pai era um fundidor de cobre, de Tiro. Hirão tinha grande habilidade, entendimento e experiência para todo tipo de trabalho em cobre. Assim, ele se apresentou ao rei Salomão e fez todo o trabalho que ele lhe designou.”

Esta aparente discrepância pode ser resolvida, conforme explica a obra Estudo Perspicaz das Escrituras:

O artesão perito que fez grande parte da mobília do templo de Salomão. Seu pai era tírio, mas a mãe era uma viúva “da tribo de Naftali” (1Rs 7:13, 14), “dos filhos de Dã”. (2Cr 2:13, 14) Esta aparente diferença é resolvida quando adotamos o conceito, segundo alguns peritos, de que ela nasceu na tribo de Dã, ficou viúva do primeiro marido da tribo de Naftali e depois se casou de novo com um tírio. – it-2, p. 334, verbere “Hirão”.

Quem construiu o templo?

2 Crônicas 3:1: “Então Salomão começou a construir a casa de Jeová em Jerusalém, no monte Moriá, onde Jeová tinha aparecido a Davi, seu pai, no lugar que Davi tinha preparado, na eira de Ornã, o jebuseu.”

2 Crônicas 3: 8, 10, 14, 15-17: “E ele fez o compartimento do Santíssimo; seu comprimento era igual à largura da casa, 20 côvados, e a sua largura também era de 20 côvados. Ele o revestiu com 600 talentos de ouro puro. Então fez para o compartimento do Santíssimo duas esculturas de querubins, e os revestiu de ouro. Ele também fez a cortina de linha azul, lã roxa, linha escarlate e tecido fino, e bordou nela figuras de querubins. Então fez na frente da casa duas colunas de 35 côvados de altura, e o capitel no topo de cada coluna tinha cinco côvados. E ele fez correntes em forma de colar e as pôs no topo das colunas, e fez cem romãs e as pôs nas correntes. Ele ergueu as colunas na frente do templo, uma à direita e outra à esquerda; chamou a da direita de Jaquim e a da esquerda de Boaz.”

2 Crônicas 4:2, 11: Depois fez o Mar, de metal fundido. Ele era circular, com10 côvados de uma borda à outra e 5 côvados de altura, e era necessário uma corda de medir de 30 côvados para dar a volta nele. Hirão também fez os recipientes, as pás e as tigelas.

A obra é primeiro atribuída a Salomão e depois a Hirão-Abi.  A razão disso está em que  Salomão era o responsável por ela, ao passo que Hirão realmente trabalhou nela.

Esse tipo de linguagem nos auxilia a entender a relação entre Deus, o Pai, e o Filho, nosso Senhor Jesus Cristo.

Algumas ações são atribuídas a Jeová e também a Cristo pelo fato de que Jeová é o Autor, ao passo que Jesus é o Executor da ação.

Para uma consideração desse fato, veja o artigo Duas regras – uma falsa e uma verdadeira.


Riqueza e glória do reinado de Salomão prefigurou a do Messias

Reinado de Salomão:
2 Crônicas 1:9, 10: Agora, ó Jeová Deus, que atua promessa a Davi, meu pai, se mostre fiel, pois tu me fizeste rei sobre um povo tão numeroso como as partículas de pó da terra. Por isso, dá-me sabedoria e conhecimento, para que eu possa liderar este povo, pois quem pode julgar este teu povo, que é tão grande?”

Reinado de Jesus Cristo:
Isaías 11:1-5: “Do toco de Jessé sairá um ramo novo; e das suas raízes, um renovo dará frutos. E o espírito de Jeová estará sobre ele, o espírito de sabedoria e de entendimento, o espírito de conselho e de poder, o espírito de conhecimento e do temor de Jeová. E ele terá prazer no temor de Jeová. Ele não julgará pelas aparências, nem repreenderá simplesmente pelo que ouve. Ele julgará os de condição humilde com justiça, e dará repreensão com retidão em benefício dos mansos da terra. Ele golpeará a terra com a vara da sua boca e entregará os maus à morte com o sopro dos seus lábios. A justiça será o cinto na sua cintura, e a fidelidade, o cinto nos seus quadris.

Reinado de Salomão:
2 Crônicas 2:10: “Fornecerei alimento aos seus servos, os cortadores de madeira que derrubam as árvores: 20.000 coros de trigo, 20.000 coros de cevada, 20.000 batos de vinho e 20.000 batos de azeite.”

As medidas acima significam, em coros, 4.400.000 litros e, em batos, 440.000 litros.

Reinado de Jesus Cristo:
Salmo 72:16: Haverá fartura de cereal na terra, e superabundância no cume das montanhas. Os frutos do rei crescerão como no Líbano, e nas cidades as pessoas florescerão como a vegetação da terra.

Salmo 67:6: “A terra dará a sua produção; Deus, nosso Deus, nos abençoará.”

2 Crônicas 4:1, 2: “Então ele fez o altar de cobre, com 20 côvados de comprimento, 20 côvados de largura e 10 côvados de altura. Depois fez o Mar, de metal fundido. Ele era circular, com 10 côvados de uma borda à outra e 5 côvados de altura, e era necessário uma corda de medir de 30 côvados para dar a volta nele.

Um significado profético desse mar foi apontado no livro “Caiu Babilônia, a Grande!” O Reino de Deus já Domina!:

No templo de Salomão, o “mar” estava cheio de água e era “para os sacerdotes se lavarem nele”. Visto que os cantores vitoriosos estão em pé junto ao mar vítreo, sugere que são espiritualmente da classe sacerdotal, do “sacerdócio real”, sob o Sumo Sacerdote Jesus Cristo. (1 Pedro 2:9; Hebreus 3:1) Do mesmo modo como o “mar” no templo de Salomão, assim a água no “mar vítreo, semelhante a cristal”, representa a verdade da Palavra de Deus, pois ela tanto sacia a sede espiritual como tem efeito purificador sobre a vida, o coração, a mente e as obras do cristão. – Bf, cap. 3, p. 89, §. 11.

Historicidade das obras de Salomão

2 Crônicas 4:5: “Ele tinha a espessura da largura da mão; a sua borda foi feita como a borda de um cálice, com o formato de uma flor de lírio. O reservatório tinha capacidade para 3.000 batos [c. 66.000 litros quando enchido até o limite].”

A comprovação histórica desse “mar” é trazida a lume na obra Estudo Perspicaz das Escrituras:

Josefo, historiador judeu do primeiro século EC, descreve o mar como tendo “a forma dum hemisfério”. Ele indica também que a localização do mar era entre o altar da oferta queimada e o edifício do templo, um pouco para o sul. — Jewish Antiquities (Antiguidades Judaicas), VIII, 79 (iii, 5); VIII, 86 (iii, 6). – it-2, pp. 771-772, verbete “Mar de fundição (mar de cobre)”.

Importância da música na adoração de Jeová

2 Crônicas 5:12, 13: “E todos os cantores levitas, pertencentes a Asafe, a Hemã, a Jedutum, e aos seus filhos e seus irmãos, estavam de pé ao leste do altar vestidos de tecido fino, com címbalos, instrumentos de cordas e harpas; e junto com eles120 sacerdotes tocavam as trombetas. Os que tocavam as trombetas e os cantores louvavam e agradeciam a Jeová em uníssono. E o som das trombetas, dos címbalos e dos outros instrumentos musicais ressoava, enquanto eles louvavam a Jeová, ‘pois ele é bom, seu amor leal dura para sempre’. Nesse momento, uma nuvem encheu a casa, a casa de Jeová.”

Jeová escutava o melodioso louvor e também se agradou dele, conforme indicado pela nuvem sobrenatural.
Outras passagens atestam a importância da música e do canto na adoração de Jeová:

Isaías 42:10: “Cantem a Jeová um novo cântico! Cantem louvores a ele desde os confins da terra, vocês que navegam no mar e em meio a tudo o que nele existe; vocês, ilhas, e seus habitantes.”

Efésios 5:18, 19: “Também, não se embriaguem com vinho, em que há devassidão, mas fiquem cheios de espírito. Falem uns aos outros com salmos, louvores a Deus e cânticos espirituais, cantando e acompanhando a si mesmos com música no coração, para Jeová.”

Colossenses 3:16: “Que a palavra do Cristo resida em vocês ricamente com toda a sabedoria. Continuem ensinando e encorajando uns aos outros com salmos, a louvores a Deus e cânticos espirituais cantados com gratidão. Continuem cantando no coração a Jeová.”

É importância cantar com a mente na letra; cantar de toda a alma.

Explicação das siglas usadas:

ACRF: Almeida Corrigida e Revisada Fiel.
it: obra Estudo Perspicaz das Escrituras. O número em sequência indica o volume.


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.

A menos que seja indicada outra fonte, todas as publicações citadas são produzidas pelas Testemunhas de Jeová.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org






Nenhum comentário:

Postar um comentário


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *