Image Map











sexta-feira, 11 de março de 2016

Comentários de trinitaristas acerca da Trindade (Parte 2)

Fonte da ilustração: 
https://www.jw.org/pt/publicacoes/revistas/g201308/trindade/


Argumento do “mistério”

É notório que, quando os trinitaristas não conseguem explicar a sua doutrina, apelem para o argumento de que a Trindade é um “mistério”.

Observe as tentativas de fundamentar a teoria do “mistério”:

Um trinitarista afirmou: “Direi o meu ponto de vista comum entre nós crentes: ‘Independente da forma que a Bíblia nos apresente Deus, eu aceitarei, pois, independente da Bíblia discordar da lógica humana, raciocínios ou fórmulas matemáticas, para nós, sempre irá prevalecer a palavra de Deus.’ Por que você acha que a Bíblia diz que sem FÉ é impossível o homem se aproximar de Deus? Resposta: Por que ele é o Deus que transcende TODO o raciocínio humano e limitado! Deus fez milhares de coisas contrárias à matemática e à lógica. Exemplos: (1) Uma virgem ter um Filho sem espermatozoide humano (contrariando a ciência); (2) cinco pães e dois peixinhos alimentando mais de 5 mil pessoas (contrariando a matemática); (3) Um mar se abrindo e um povo passando a pé enxuto (contrário a natureza) etc, etc, etc.”

A Trindade e a ciência

A afirmação do referido trinitarista de que “Deus fez milhares de coisas contrárias à matemática e à lógica” também não procede. Isso tornaria Deus um Ser contraditório: uma vez que ele criou a matemática e a lógica, porque iria atuar contra elas?

Os exemplos que o trinitário citou – o nascimento virginal, a multiplicação dos pães e peixes e a abertura do Mar Vermelho não contrariam de forma alguma a ciência, a matemática e a natureza. Afinal, como já foi declarado, Deus não é contraditório.

Na realidade, os milagres envolvem uma interrupção da ordem natural, mas não uma violação das leis naturais. Para ilustrar isso: em 1994 dois físicos da Universidade de Tóquio pegaram um tubo horizontal com água pela metade e aplicaram um campo magnético extremamente forte neste tubo. A revista New Scientist publicou que a água foi forçada para as extremidades do tubo, foi para o canto do tubo, deixando seca a parte do meio. O fenômeno acontece porque a água é ligeiramente diamagnética, ou seja, um ímã a repele.

O confirmado fenômeno de a água deslocar-se de onde um campo magnético é muito forte para onde ele é mais fraco foi apelidado de “Efeito Moisés”. A New Scientist observou que é possível deslocar uma grande quantidade de água — se houver um ímã suficientemente grande. Isto por certo é uma interrupção da ordem natural, pois o natural é que a água continue repousando sobre o seu leito, mas não é uma violação das leis naturais, pois as próprias leis naturais foram usadas para provocar essa alteração. Não sabemos que processo Deus usou quando partiu o mar Vermelho para os israelitas. Mas o Criador conhece nos mínimos detalhes todas as leis da natureza. Ele poderia facilmente controlar certos aspectos de uma lei empregando outra lei dentre as que ele criou. (Fonte: livro “Existe um Criador Que Se Importa com Você?”, 2011, publicado pelas Testemunhas de Jeová.)



A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org






5 comentários:

  1. Eu já li o Salmo 37:29 onde diz que os justos possuirão a terra e viverão nela para sempre. Mas muitos dizem que essa terra é a terra prometida lá no céu. Afinal a que terra está se referindo aqui? É simbólica no sentido que não é a terra literal mas sim no céu? Ou é literal. Tem um outro texto que não lembro onde se localiza mas que diz que a terra permanece para sempre. Bem, muitos dizem que a "terra" aqui se refere as pessoas, que são elas que permanece para sempre vivas, e lá no céu. Talvez seria um bom tema pro seu blog, gostaria de obter mais conhecimento a respeito desse assunto meio polêmico. Afinal onde será a morada final dos justos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, prezado.

      A Bíblia faz clara distinção entre Terra e céu. (Isaías 66:1) Ou seja, terra é terra e céu é céu. O Salmo 37:9-11 afirma que a terra onde os justos irão morar é onde havia pessoas más. No céu não há pessoas más; os únicos maus que lá estavam - Satanás e seus anjos - foram expulsos de lá. Portanto, só pode ser esta Terra em que vivemos. É simples assim. Quanto ao texto de Eclesiastes 1:4, que diz que " a terra permanece para sempre", o contexto mostra que se refere, não a pessoas, mas à terra literal, pois em seguida fala do sol, do vento, dos rios e do mar - tudo em sentido literal. (Eclesiastes 1:4-7) Assim, a Terra voltará a ser o Paraíso que era no princípio e será a morada dos justos, como sempre foi o propósito de Deus. (Isaías 45:18; 55:11).

      Artigos futuros também abordarão essa verdade bíblica.

      Excluir
    2. Anônimo,

      Como bem comentando pelo o apologista, o propósito inicial de Deus foi sempre que os humanos perfeitos vivessem pra sempre aqui neste planeta. Tanto é que assim os fez perfeitos e os colocou num jardim, dando a ordem de que se "multiplicassem" e também "cultivassem" o jardim do Éden.

      Pense bem: Se Jeová não quisesse que humanos habitassem a terra, Deus nem teria criado a terra, nem os humanos. Ele simplesmente teria criado mais anjos pra habitar com eles no céu. É uma lógica tão simples, mas que as pessoas não percebem.

      Satanás é que tentou frustrar os planos de Jeová Deus, fazendo os humanos pecarem. Mas é impossível quem quer que seja fazer Deus não cumprir seus planos e propósitos, assim como mostra Isaías 55:11.

      Sendo assim, a morte de Jesus foi um caminho alternativo encontrado por Jeová pra nos resgatar do pecado e da morte e assim valer sua ideia inicial. E outra medida encontrada por Deus pra fazer sua ideia original valer, foi fazer um governo, tendo Jesus como governante, ajudado por 144 mil pessoas compradas aqui da terra, quer irão governar junto com Cristo e assim restaurar essa terra (Apoc 14:1-4; Apoc 5:9,10; Daniel 2:44 como cumprimento da oração do Pai Nosso)

      Sendo assim, pessoas irem pro céu é uma exceção concedida por Jeová, não a regra. E essa exceção concedida por Deus tem como objetivo Deus fazer valer cumprir seus propósitos.


      Excluir
    3. Foi produzida uma série de artigos abordando o tema da Terra como destinação dos justos em geral. A série contém o tema: A terra existirá para sempre – que “terra”?

      Excluir
  2. Gosto Muito de Usar (Isaías 11:6-10) Que fala dos animais ficarem mansos e da terra ficar cheia do conhecimento de Jeová. O Contexto (Versículos 1-5) Falam do governo do Messias que reinará sobre os mansos da Terra. (Versículo 4)

    Eu Gosto de Fazer perguntas; como: - Os animais hoje não são mansos, então é lógico que o texto está falando do Futuro. (Como é apoiado pelos versículos 1-5) - Então será que no Céu tem animais que precisam ficar mansos? Será que no Céu tem crianças que precisam mamar? (Criança de peito)/ o Versículo 9 está falando da Terra ficar cheia de conhecimento e isso é apoiado no versículo 10, pois diz que "Povos e Nações" buscarão a Orientação de Jesus.

    ResponderExcluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *