Image Map











domingo, 30 de abril de 2017

A Vida de Jesus – o Evangelho Unificado (Parte 57)

Fonte da ilustração: jw.org

Ilustração do mordomo injusto
(Luc. 16:1-13)
Prosseguiu então a dizer também aos discípulos: “Certo homem era rico e tinha um mordomo, e este foi acusado diante dele de manejar com desperdício os seus bens. 2 Chamou-o assim e disse-lhe: ‘Que é isso que ouço a teu respeito? Presta contas da tua mordomia, pois não podes mais administrar a casa.’ 3 O mordomo disse então no seu íntimo: ‘Que é que vou fazer, visto que o meu amo vai tirar-me a mordomia? Não sou bastante forte para cavar; tenho vergonha de mendigar. 4 Ah! Sei o que vou fazer, para que, quando eu for demitido da mordomia, as pessoas me recebam nos seus lares.’
5 E, chamando a si a cada um dos devedores de seu amo, passou a dizer ao primeiro: ‘Quanto deves ao meu amo?’ 6 Ele disse: ‘Cem batos[1] de azeite.’ Disse-lhe ele: ‘Toma de volta o teu acordo escrito e assenta-te, e escreve rapidamente cinquenta’[2]. 7 A seguir, disse a outro: ‘Agora tu, quanto estás devendo?’ Ele disse: ‘Cem coros[3] de trigo.’ Ele lhe disse: ‘Toma de volta o teu acordo escrito e escreve oitenta[4].’ 8 E o seu amo elogiou o mordomo, embora fosse injusto, porque agiu com sabedoria prática; pois os filhos deste sistema de coisas são mais sábios, em sentido prático, para com a sua própria geração, do que os filhos da luz.
9 “Eu vos digo também: Fazei para vós amigos por meio das riquezas injustas, para que, quando estas vos falharem, vos recebam nas moradias eternas. 10 Quem é fiel no mínimo, é também fiel no muito, e quem é injusto no mínimo, é também injusto no muito. 11 Portanto, se não vos mostrastes fiéis em conexão com as riquezas injustas, quem vos confiará o que é verdadeiro? 12 E, se não vos mostrastes fiéis em conexão com o que é de outro, quem vos dará o que é para vós mesmos? 13 Nenhum servo doméstico pode ser escravo de dois amos; pois, ou há de odiar um e amar o outro, ou se apegará a um e desprezará o outro. Não podeis ser escravos de Deus e das Riquezas.”

Fonte da ilustração: jw.org

Ilustração do Rico e de Lázaro
(Luc. 16:14-31)
14 Ora, os fariseus, que eram amantes do dinheiro, estavam escutando todas estas coisas, e começaram a escarnecer dele. 15 Consequentemente, ele lhes disse: “Vós sois os que vos declarais justos perante os homens, mas Deus conhece os vossos corações; porque aquilo que é altivo entre os homens é uma coisa repugnante à vista de Deus.
16 “A Lei e os Profetas [existiram] até João. Dali em diante, o reino de Deus está sendo declarado como boas novas, e toda sorte de pessoa avança impetuosamente em direção dele. 17 Deveras, mais fácil é passarem céu e terra do que passar sem cumprimento uma só partícula duma letra da Lei. 18 Todo aquele que se divorciar de sua esposa e se casar com outra, comete adultério, e quem se casar com uma mulher divorciada do marido, comete adultério.
19 “Mas, certo homem era rico e costumava cobrir-se de púrpura[5] e de linho,[6] regalando-se de dia a dia com magnificência. 20 Mas, certo mendigo, de nome Lázaro,[7] costumava ser colocado junto ao seu portão, [estando] cheio de úlceras 21 e desejoso de saciar-se com as coisas que caíam da mesa do rico. Sim, também os cães vinham e lambiam as suas úlceras. 22 Ora, no decorrer do tempo, morreu o mendigo e foi carregado pelos anjos para [a posição junto ao] seio de Abraão.
“Também o rico morreu e foi enterrado. 23 E no Hades, ele ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu Abraão de longe, e Lázaro com ele [na posição junto] ao seio. 24 Por isso chamou e disse: ‘Pai Abraão, tem misericórdia de mim e manda que Lázaro mergulhe a ponta do seu dedo em água e refresque a minha língua, porque eu estou em angústia neste fogo intenso.’ 25 Mas Abraão disse: ‘Filho, lembra-te de que recebeste plenamente as tuas boas coisas no curso da tua vida, mas Lázaro, correspondentemente, as coisas prejudiciais. Agora, porém, ele está tendo consolo aqui, mas tu estás em angústia. 26 E, além de todas essas coisas, estabeleceu-se um grande precipício entre nós e vós, de modo que os que querem passar daqui para vós não o podem, nem podem pessoas passar de lá para nós.’
27 Ele disse então: ‘Neste caso, peço-te, pai, que o envies à casa de meu pai, 28 pois eu tenho cinco irmãos, a fim de que lhes dê um testemunho cabal, para que não cheguem a entrar neste lugar de tormento.’ 29 Mas Abraão disse: ‘Eles têm Moisés e os Profetas; que escutem a estes.’ 30 Ele disse então: ‘Não assim, pai Abraão, mas, se alguém dentre os mortos for ter com eles, arrepender-se-ão.’ 31 Mas ele lhe disse: ‘Se não escutam Moisés e os Profetas, tampouco serão persuadidos se alguém se levantar dentre os mortos.’”

O texto acima unificado da Bíblia Sagrada é baseado na Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas, publicada pelas Testemunhas de Jeová.


Explicação das siglas usadas:

it: obra Estudo Perspicaz das Escrituras, publicada pelas Testemunhas de JeováO número em sequência indica o volume.

Notas:
[1] 2.200 litros de azeite.
[2] 1.100 litros.
[3] 22.000 litros de trigo.
[4] 18.000 litros.
[5] O corante roxo ou púrpuro era obtido de mariscos ou moluscos. Visto que a quantidade de fluido retirado de cada marisco era bem pequena, acumular uma quantidade considerável era um processo dispendioso. Por isso, este corante era caro, e vestimentas tingidas de roxo tornaram-se distintivo de pessoas abastadas ou dos em alta posição. (Est. 8:15; Luc. 16:19). – It-1, p. 559.
[6] Gr.: lí·non. 1. Planta que se cultiva desde tempos antigos, cujas fibras eram então, como agora, comumente transformadas em tecido de linho. 2. Fio ou tecido feito de linho. – It-2, p. 707.
[7] Provavelmente a forma gr. do nome hebr. Eleazar, que significa “Deus Ajudou”. – It-2, p. 666.


Contato: oapologistadaverdade@gmail.com

Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org



Nenhum comentário:

Postar um comentário


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *