Image Map











sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Os ímpios sofrerão antes de ser destruídos?

Fonte: publicação das Testemunhas de Jeová.

Um leitor escreveu:

Tenho uma questão que pode render um bom tópico:
Mateus 13:40-43 declara:
“Portanto, assim como o joio é reunido e queimado no fogo, assim será na terminação do sistema de coisas. O Filho do homem enviará os seus anjos, e estes reunirão dentre o seu reino todas as coisas que causam tropeço e os que fazem o que é contra a lei, e lançá-los-ão na fornalha ardente. Ali é que haverá o seu choro e o ranger de seus dentes. Naquele tempo, os justos brilharão tão claramente como o sol, no reino de seu Pai. Escute aquele que tem ouvidos.”
Este "Ali" – seria possível, gramaticalmente falando, que se refira à "terminação do sistema de coisas" ou à "naquele tempo", e não a um lugar tal como "fornalha"?
 A Tradução do Novo Mundo coloca como referências os seguintes textos: 
Salmos 112:9-10:
“O JUSTO . . . permanece de pé para todo o sempre. Seu próprio chifre será exaltado com glória. O próprio iníquo o verá e certamente ficará vexado. Rangerá os próprios dentes e realmente se derreterá. O desejo dos iníquos perecerá.”
Mateus 8:12:
“Ao passo que os filhos do reino serão lançados na escuridão lá fora. Ali é que haverá o seu choro e o ranger de seus dentes.”
Lucas 13:24-28:
“Muitos buscarão entrar, mas não poderão, uma vez que o dono de casa se tiver levantado e fechado a porta à chave, e vós principiardes a ficar de fora e a bater na porta, dizendo: ‘Senhor, abre-nos.’ [...] Mas ele falará e vos dirá: ‘Não sei donde sois. Afastai-vos de mim, todos vós obreiros da injustiça!’ Ali é que haverá o vosso choro e o ranger de vossos dentes, quando virdes Abraão, e Isaque, e Jacó, e todos os profetas, no reino de Deus, mas vós mesmos lançados fora.”
Em Lucas 13, que é um texto paralelo, o "ALI" parece se referir claramente ao TEMPO em que "muitos tentarão entrar". E não a qualquer lugar que seja.

Resposta do Apologista:

O advérbio “ali” em português significa, gramaticalmente, “naquele lugar” e “naquele tempo”. O Dicionário Michaelis assim o define:

1 Naquele lugar, em lugar diferente ou distante do em que está a pessoa que fala. 2 Então, naquele tempo, naquela ocasião.

Em grego, ekeí (ali) é usado nas Escrituras Gregas Cristãs (NT) como significando “lá, naquele lugar”. (Mt 2:13,15, 22; 26:71; Mr 5:11; Lu 12:34; 21:2; Jo 11:8; Ro 15:24) Em sentido interpretativo, o “lugar” pode representar uma condição ou situação. (Re 12:6, 14) Nesse caso, “ali”, hermeneuticamente, denota a situação ou condição específica apontada pelo referido advérbio.

Em Mateus 8:12, o advérbio ekeí (“ali”) se refere a um lugar e a uma condição: “escuridão lá fora”. De modo similar, em Lucas, capítulo 13, se refere ao lado “de fora” da casa, numa condição desaprovada

No caso de Mateus 13:42, o advérbio ekeí (“ali”) refere-se à “fornalha ardente”, expressão que o antecede imediatamente. Ademais, isso estaria em harmonia com o uso predominante desse advérbio. Contextualmente, nos versículos 42 e 43, o tema desenvolvido por Jesus atinge o clímax dos respectivos resultados para os iníquos e para os justos. Portanto, referir-se tal advérbio ao período da “terminação do sistema de coisas” (que é um período amplo, e não é sinônimo de “fim”, embora o inclua como clímax) pareceria redundante, desfocando do tema em pauta.[1]

Também o advérbio não significaria “naquele tempo”, expressão usada no versículo 43 como tradução de tóte. O versículo 42 enfoca o sofrimento dos iníquos por ocasião de sua destruição, simbolizada pela “fornalha ardente”. O advérbio “ali” enfatiza que tal sofrimento é resultado do julgamento adverso de Deus. – Sal. 112:9, 10.



  
A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas, publicada pelas Testemunhas de Jeová.




Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org






3 comentários:

  1. O tópico esqueceu de tratar se Mateus 13:40-43 pode ser usado como uma prova da doutrina do tormento eterno e do Inferno de Fogo, afinal é para isso que as igrejas usam esse pedaço da parábola do Joio. A analise linguística e contextual foi boa mas faltou falar sobre o motivo pelo qual este texto é invocado pelos membros e pelo clero da Cristandade.

    [Os textos que eles gostam são este -da fornalha ardente-, a parábola do Rico e o Lázaro, o Lago de Fogo e os textos sobre "fogo eterno", "verme que não morre" e "castigo eterno" (Traduzido como "tormento eterno" na ARC). É de um mix salada feito em cima dessas passagens que sai sua doutrina de....tormento eterno de choro e ranger de dentes na chama do fogo inextinguível do inferno com vermes imorredouros....interessante como esses em geral textos citados envolvem parábolas, simbolos e ilustrações, não realidades concretas a serem literalmente tomadas e justamente a tendência das pessoas semiletradas biblicamente é ir para esse equivocado segundo caminho]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, Saga, esse foco não foi colocado. Mas acredito que os textos citados, em especial os que falam da destruição dos ímpios, ajudarão os sinceros a entender o recado. Mas muito obrigado pela dica.

      Excluir
  2. Muito bons os argumentos apresentados! Continuem com as excelentes postagens, pois está abrindo os olhos de muitas pessoas! ( João 8;32).

    ResponderExcluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *