Image Map











quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

"Santos" foram ressuscitados quando Jesus morreu?

Fonte: jw.org

“E eis que o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo; e tremeu a terra, e fenderam-se as pedras; e abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos que dormiam foram ressuscitados; e, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele, entraram na cidade santa, e apareceram a muitos.” – Mateus 27:51-53, ACRF; também IBB, NVI, SBB,

Certo leitor enviou-me a seguinte pergunta:

“Me Explica uma coisa: egeíro, (‘levantar’), tem o mesmo sentido de anástasis, (‘ressuscitar’)?”

Resposta do Apologista:

O que deu origem à pergunta acima é a tradução controversa de Mateus 27:52 e 53.

As traduções da cristandade em geral dão a entender que houve ressurreição dos mortos por ocasião da morte de Cristo, e que estes posteriormente entraram em Jerusalém, tendo sido vistos por muitas pessoas.

No entanto, nem toda tradução verte assim essa passagem.

A Tradução do Novo Mundo, por exemplo, verte tal passagem assim:

“E abriram-se os túmulos memoriais e muitos corpos dos santos que tinham adormecido foram levantados, 53 (e pessoas, saindo dentre os túmulos memoriais depois de ele ter sido levantado, entraram na cidade santa,) e tornaram-se visíveis a muitas pessoas.” – Mateus 27:52-53.

O texto grego verte assim essa passagem:

Versículo 52:

καὶ τὰ μνημεῖα ἀνεῴχθησαν καὶ πολλὰ σώματα     τῶν κεκοιμημένων ἁγίων ἠγέρθησαν, 

kaì  tà  mnemeîa aneóikhthesan kaà pollá sómata
tôn kekoimeménon hagíon eyérthesan

e os túmulos se abriram  e muitos corpos
dos tendo adormecido [dos] santos foram levantados

Versículo 53:
καὶ ἐξελθόντες ἐκ τῶν μνημείων μετὰ τὴν ἔγερσιν αὐτοῦ εἰσῆλθον εἰς τὴν ἁγίαν πόλιν καὶ ἐνεφανίσθησαν πολλοῖς. 

kaì exelthóntes ek tôn mnemeíon metà tèn égersin
autoû eisêlthon eis tèn hagían pólin kaì
enefanísthesan polloîs.
E saindo dos túmulos memorais depois de o levantamento [ressurreição]
Dele entraram na santa cidade e
tornaram-se visíveis a muitos.

Anástasis é substantivo e significa um “levante”, “levantamento” (Lu 2:34) e um “levantamento dos mortos” – no caso uma ressurreição. (Lu 20:35) O verbo relacionado é anístemi, que tem o sentido geral de "levantar" (At 9:41); e de "levantar os mortos", "trazer à vida". Neste último uso, tem sido traduzido por "ressuscitar". (Jo 6:39). Anístemi é formado de aná (preposição e prefixo com sentido primário de "para cima", também "de novo") e hístemi ou histáno (“colocar”, “pôr”, “estabelecer”, “permanecer” etc.), tendo o sentido básico de "levantar de novo".

egeíro basicamente é um sinônimo de anístemi. Significa, além de "acordar" (Mt 8:25), também "levantar" (Mt 12:11), e inclui a ideia de "levantar os mortos", situação em que tem sido traduzido por "ressuscitar". – Mt 10:8.

Assim, o contexto é que irá determinar se o levantamento tem sentido literal ou simbólico.

Visto que egeíro é usado em conexão com "corpos" (grego: soma) em Mateus 27:52, a tradução correta é "levantar" e não "ressuscitar". No versículo 53 usa-se o substantivo égersis (de egeíro), literalmente "levantamento", mas evidentemente no sentido de "ressurreição", pois está se referindo ao "levantamento" de Jesus Cristo da morte.

Para uma consideração ampla de Mateus 27:52 e 53, veja o artigo Houve ressurreição por ocasião da morte de Cristo?



A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas, publicada pelas Testemunhas de Jeová.




Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org












Nenhum comentário:

Postar um comentário


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *