Image Map











sábado, 4 de abril de 2015

"Espírito Santo" – um dilema para os trinitaristas


O estudo evangélico de teologia acima mostra uma situação embaraçosa em que se encontram os defensores da doutrina da Trindade: como explicar que o espírito santo é Deus e ao mesmo tempo que ele não deve ser adorado?
Mas, se Deus é formado de três pessoas divinas – Pai, Filho e “Espírito Santo” – a oração deveria ser dirigida aos três, não é mesmo?
Porém, os dois textos citados no estudo acima (Mateus 6:9 e João 16:23, 24) mostram que se deve orar ao Pai. O próprio Filho fica excluído de receber nossas orações. As orações devem ser dirigidas ao Pai em  nome de Jesus, mas não a Jesus.
Filipenses 4:6 declara: “Por orações e súplicas, junto com agradecimentos, tornem os seus pedidos conhecidos a Deus.
O texto é claríssimo em mostrar que devemos orar somente a Deus. Então, se o espírito santo fosse Deus, como afirmam os trinitaristas, deveríamos orar a ele também. Mas, se, como admitem, não devemos orar ao espírito santo, então ele não é Deus!
Seria muito mais simples aceitar a clara verdade bíblica de que “Deus é apenas um” (Gálatas 3:20), e não três.

Para mais informações, leia este artigo:



A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site oapologistadaverdade.org



3 comentários:

  1. O dilema vai mais além Apologista, eu mesmo já tive conversa com alguns trinitaristas e por mais que se use textos claros, eles até aceitam fazer concessões, mas sem nunca abandonar o conceito de Trindade em si, o que eu quero dizer com "concessões"?

    De acordo com que você vai enumerando passagens bíblicas o trinitário vai admitindo coisas tais como as citadas, que não se ora ao espírito santo, que não deve-se adorar ao espírito santo...e mais
    (Ap 21:1, 22:3) Que o espírito santo não tem trono
    (Efésios 5:5.Ap11:15) Que o espírito santo não reina
    (Ap 7:10) Que o espírito santo não salva

    Admitindo que o Espírito Santo não é nosso salvador, não reina em um trono no céu, não recebe orações e não deve ser adorado ainda assim o trinitário insistia que ele era Deus assim mesmo, simplesmente ele se escusou dizendo que não é função do espírito santo ser adorado, salvar, reinar e tudo mais, as honras ficam para Deus Pai e Jesus Cristo. Sendo assim a pessoa faz várias separações entre Deus e Deus, dizendo que um Deus faz certas coisas e outro Deus não faz, um Deus aceita algumas coisas, outro Deus não aceita, um Deus é assim, o outro Deus não é, é interessante que as pessoas admitam que o Pai é o cabeça, que reina sobre tudo, que o Filho e o Espírito lhe estão sujeitos e que ele tenha várias exclusividades, mas continuem negando sua supremacia como o único Deus verdadeiro e Todo Poderoso, ele tem várias distinções não apenas sobre o Espírito, mas sobre o próprio Filho, mas os trinitários não se dão por satisfeitos e tentam falidamente salvar sua doutrina assim mesmo, inventando outros "Deus", Cristo por exemplo é um Deus que morre, e que é sujeito a um chefe como cabeça, e o Espírito é um Deus que não é adorado e que não governa o universo, e por aí vai....


    PLUS: E Que o espírito santo não cria? (Note Heb 1:1,2. Jo 1:1,2. Col 1:16 e inclusive Efésios 3:9 na Almeida Fiel, Deus, referindo-se ao Pai, criou tudo por meio do Filho, então trinitários...digam-nos então....onde entra a pessoa do Espírito aí? Não entra, muitos [incorretamente] chamam o Filho de co-criador ou concriador, sabemos que ele é o mestre-de-obras, mas não existe outra pessoa envolvida na criação, o agente do Pai foi o Filho e só, usar dois agentes é absurdo, para que dois seres onipotentes necessitam de um terceiro ajudador? Enfim....nós Testemunhas Cristãs de Jeová, por entendermos que o espírito santo não é uma terceira pessoa, não temos dificuldade alguma em ver que ele atuou na criação, como ferramenta divina, não como Criador [Jeová] e nem como Agente [Cristo])

    Conclusão: Deus para esse trinitário não pode ser definido como o Criador, Imortal, Rei e Senhor do Universo, que tudo governa de seu trono de gloria como cabeça acima de todos, aquele a quem semente a ele oramos e adoramos, a fonte da nossa salvação eterna, etc etc e etc, pois ao descrevermos tais características todas juntas estaremos falando especificamente do Pai, e as "funções" do "Filho" e do Espírito Santo" não comportam isso tudo....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Saga e Excelente Matéria Apologista! Sinceramente, não consigo entender como funciona a mente de um trinitarista. Se bem que, na maioria das vezes, o trinitarista nem insiste muito no espirito santo, e sim na pessoa de Jesus que , segundo afirmam, é Deus Criador. Então, a trindade deles é na verdade 2 pessoas! No final, eles irão dizer que é um mistério!

      O que nos consola é saber que muitos foram libertos dessa doutrina que faz com que as pessoas se afastem de Deus, e que finalmente conseguiram desenvolver uma relação achegada com o Criador!

      Excluir
  2. Além das "funções" fora da alçada do ES mencionadas oportunamente pelo Saga, tem também o agravante de que em algumas situações a suposta terceira pessoa da trindade não sabe o dia do fim (Mateus 24:36), não conhece o Pai (Mateus 11:27) e não está no céu, esta última condição imposta por religiosos que pregam o confinamento do ES a Terra, até a vinda do Senhor.

    ResponderExcluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *