Image Map











domingo, 12 de abril de 2015

Os “Primeiros Escritos” de Ellen G. White – o que revelam sobre a “profetisa” dos adventistas?



Ellen G. White teve notável participação no movimento dos Adventistas do Sétimo Dia, sendo considerada uma profetisa tanto por esse grupo como por outros grupos adventistas.

A obra “Primeiros Escritos” foi pela primeira vez escrita e publicada na década de 1850, abrangendo os primeiros livros de Ellen G. White.

Mas, o que essa obra revela sobre sua autora?

Seguem abaixo alguns trechos extraídos da obra “Primeiros Escritos”, que ajudarão os leitores a ponderar sobre a natureza e a alegada inspiração da mensagem escrita pela Sra. White:

Satanás é de carne e osso?

“Foi-me então mostrado Satanás como havia sido: um anjo feliz e elevado. Em seguida ele foi-me mostrado como se acha agora. … Sua constituição era ampla; mas a carne lhe pendia frouxamente nas mãos e no rosto.” – pp. 163-164.

Satanás havia criado como um anjo de Deus, e os anjos são espíritos.  Hebreus 1:7 declara: “Ele [Deus] faz dos seus anjos espíritos.” E Jesus disse: “Um espírito não tem carne nem ossos.” – Lucas 24:39.
  
Anjos usam cartões no céu?

“Então meu anjo assistente me reconduziu à cidade, onde vi quatro anjos voando em direção à porta. Estavam precisamente a apresentar o cartão de ouro ao anjo que estava à porta.” – p. 58.

Ellen G. White sabia o dia e a hora da vinda de Cristo?

“O céu abria-se e fechava-se, e estava em comoção. As montanhas tremiam como uma vara ao vento, e lançavam por todos os lados pedras anfractuosas. O mar fervia como uma panela e lançava pedras sobre a terra. E, falando Deus o dia e a hora da vinda de Jesus, e declarando o concerto eterno com o Seu povo, proferia uma sentença e então silenciava, enquanto as palavras estavam a repercutir pela Terra.” – p. 286.

“Logo ouvimos a voz de Deus, semelhante a muitas águas, a qual nos anunciou o dia e a hora da vinda de Jesus.” – p. 39.

“E ao anunciar Deus o dia e a hora da volta de Jesus e declarar o concerto eterno com Seu povo, Ele proferia uma sentença, e então fazia uma pausa, enquanto as palavras reboavam através da Terra.” – p. 56.

O próprio Jesus havia dito: “A respeito daquele dia e daquela hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, mas somente o Pai.” (Mateus 24:36) Será que a alegada “profetisa” dos adventistas sabia mais do que o próprio Filho de Deus?

Que os leitores tirem suas conclusões.


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: 
o site oapologistadaverdade.org





7 comentários:

  1. Prevejo muitos reclamadores nessa matéria, chamando atenção para as nossas datas em que houveram expectativas frustradas para dizer que nós estávamos quebrando Mateus 24:36 também..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No nosso caso, não consideramos ninguém como tendo (ou sendo) o "espírito de profecia", e também reconhecemos humildemente nossos erros como parte inevitável do processo de aquisição de conhecimento, e os corrigimos, como esclarecido no artigo "A ciência bíblica – como devemos encará-la?"

      Excluir
    2. Sim, além disso ela foi muito mais especifica, enquanto alguns esperavam acontecimentos marcantes para determinado ANO (não tinham certeza exatamente O QUE esperar, simplesmente tomavam certas datas como significantes dentro do cronograma bíblico), a autodeclarada profetisa especificou que soube o DIA e a HORA da SEGUNDA VINDA do Senhor Jesus, a nossa abordagem distinguem diferentes períodos e eventos tais como o fim do Tempo dos Gentios, a Presença de Cristo, a Guerra Celestial de Miguel contra Sataná, o fechamento da Selagem dos Ungidos, o fim de Babilônia, a Grande Tribulação, o fim dos 6000 anos, a Vinda de Cristo como executor e a Guerra do Armagedon, então não é porque certo ano era esperado com expectativa que Os Estudantes da Bíblia e depois as Testemunhas de Jeová automaticamente determinavam que seria o advento de Cristo, muito menos com hora e dia exatos....

      Excluir
  2. Boa noite, no comentario do Saga ele mencionou "o fim dos 6000 anos".
    Desculpe-me, mas de que se trata?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A cronologia bíblica mostra que a história da humanidade, a partir da criação de Adão, completou 6 mil anos em 1975.

      Excluir
  3. Obrigado.
    Certa vez, meu instrutor mencionou a possibilidade de os "mil anos" serem o "sétimo dia"
    de Jeová. Dando a entender que os seis mil anos de humanidade são os seis dias. Ou seja, no sétimo ano, começa o reinado milenar de Cristo. Tem apoio essa declarção, é um ensino oficial da congregação?
    Não posso deixar de te agradecer pelo excelente serviço prestado. Muito obrigado mesmo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A organização não se tem mais pronunciado a respeito, mas ela não ensinou isso. Mesmo que o mil anos fossem o sétimo dia, os outros seis seriam contados, não a partir da criação de Adão, e sim a partir da criação de Eva, após o que Jeová começou a descansar. (Gên. 2:1-3) Não sabemos quando Eva foi criada.

      Fico contente de que está se beneficiando de meus esforços em prol da mensagem bíblica.

      Excluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *