Image Map











domingo, 1 de novembro de 2015

Destaques da Leitura da Bíblia: 1 Crônicas 16-20


1 Crônicas auxilia na interpretação de outras passagens

1 Crônicas 16:31: “Alegrem-se os céus, e alegre-se a terra;Declarem entre as nações: ‘Jeová tornou-se Rei!’

A revista A Sentinela de 15 de janeiro de 2014 (pp. 10-11, par. 14) esclareceu o sentido dessa passagem:

Alguém talvez se pergunte: ‘Visto que Jeová é o Rei da eternidade, como é que ele se tornou Rei naquela ocasião?’ Jeová se torna Rei quando ele manifesta seu domínio ou quando estabelece um meio para representá-lo num determinado momento ou para lidar com uma situação específica.

O contexto mostra que o motivo disso foi o fato de a Arca do Pacto ter sido trazida à Cidade de Davi. (1 Crônicas 15:29; 16:1, 37) Tal Arca representava o reino típico de Jeová.

Isso ajuda a entender o texto de Apocalipse 11:19:  

 “Então o santuário do templo de Deus no céu foi aberto, e viu-se a Arca do seu pacto no santuário do seu templo. E houve relâmpagos, vozes, trovões, um terremoto e forte granizo.”

Os sabatistas associam a arca com os Dez Mandamentos. Mas, a Arca é símbolo da presença de Deus como Rei, conforme o próprio contexto de Apocalipse 11:19:

Revelação 11:15: “E o sétimo anjo tocou a sua trombeta. E houve vozes altas no céu, dizendo: ‘O REINO DO MUNDO TORNOU-SE O REINO DE NOSSO SENHOR E DO SEU CRISTO, e ele reinará para todo o sempre.’”

Revelação 11:17: “Agradecemos-te, Jeová Deus, o Todo-poderoso, Aquele que é e que era, porque assumiste o teu grande poder e COMEÇASTE A REINAR.”


Veja outro exemplo de como 1 Crônicas auxilia na interpretação de outras passagens:

1 Crônicas 18:12: “Abisai, filho de Zeruia, matou 18.000 edomitas no vale do Sal.”

Cabeçalho do Salmo 60: “Ao regente; com a melodia de O Lírio de Recordação. Mictão. De Davi. Para ensinar. Quando ele lutou contra Arã-Naaraim e Arã-Zobá, e Joabe voltou e matou 12.000 edomitas no vale do Sal.”

2 Samuel 8:13:  Além disso, Davi fez um nome para si quando voltou depois de ter matado 18.000 edomitas no vale do Sal.

Vemos que cada um dos textos acima atribui a execução dos edomitas no vale do Sal a pessoas diferentes. Qual a explicação disso? A obra Estudo Perspicaz das Escrituras explana:

Em 1 Crônicas 18:12, e no cabeçalho do Salmo 60, descrevem-se respectivamente Abisai e Joabe como realizando a conquista sobre os edomitas. Visto que Davi era o comandante-chefe e Joabe era seu principal general, ao passo que Abisai era um comandante divisionário sob Joabe, pode-se entender como os relatos podiam diferir nos créditos dados pela vitória, dependendo do ponto de vista assumido, assim como se dá nos tempos modernos. Similarmente, a diferença nos números fornecidos nesses textos se deve provavelmente ao conceito específico do narrador quanto aos diferentes aspectos ou campanhas da guerra. (Veja 1Rs 11:15, 16.) – it-1, p. 754, verbete “Edom”; grifo acrescentado.

Ninguém entenderia que Davi, Joabe e Abisai eram o mesmo ser, ou que tinham a mesma identidade, pelo fato de a mesma ação ter sido atribuída a cada um deles. Da mesma forma, o fato de a mesma ação às vezes ser atribuída tanto a Jeová como a Jesus Cristo não os torna o mesmo Ser, tendo a mesma identidade. – Veja o artigo Duas regras – uma falsa e uma verdadeira.

Outro exemplo:

1 Crônicas 17:24: “Que o teu nome permaneça e seja enaltecido para sempre, para que as pessoas digam: ‘Jeová dos exércitos, o Deus de Israel, é Deus para Israel’, e que a casa do teu servo Davi seja firmemente estabelecida diante de ti.”

A Nova Versão Internacional traduz assim a parte final desse texto: “E a descendência de teu servo Davi se manterá firme diante de ti.

Obviamente, os descendentes de Davi não estavam no céu, literalmente “diante de” Deus.

1 Crônicas 17:16: Em vista disso, o rei Davi entrou e se sentou diante de Jeová, e disse:  Quem sou eu, ó Jeová Deus? E o que é a minha casa, para que me tenhas feito chegar até aqui?

Davi também não estava no céu, embora a Bíblia diga que ele estava “diante de Jeová”.

De modo similar, a “grande multidão” de Apocalipse 7:9-17, que se diz estar “diante do trono [de Deus] e diante do Cordeiro [Jesus Cristo] não está no céu, pois se diz a respeito dessa mesma “grande multidão”: “Esses são os que saem da grande tribulação.” – Apocalipse 7:14.

A referida “grande tribulação” ocorrerá na Terra, não no céu. Além disso, uma vez que a “grande multidão” ‘sai’ da tribulação (Apocalipse 7:14), isso significa que tal multidão passou por ela e sobreviveu a ela. (Mateus 24:22) Assim, estarão na Terra após a maior tribulação que acometerá a humanidade.

Importância dos cânticos na adoração de Jeová

1 Crônicas 16:7: “Foi naquele dia que Davi pela primeira vez ofereceu um cântico de agradecimento a Jeová por meio de Asafe e seus irmãos.”

1 Crônicas 16:9: Cantem a ele, cantem louvores a ele.”

A revista A Sentinela de 15 de janeiro de 2002 (p. 11 par. 6) nos informa:

Depois que Davi mandou levar a Arca à capital de Israel, Jerusalém, os levitas entoaram um cântico que incluía esta expressão: “Agradecei a Jeová, porque ele é bom, pois a sua benevolência é por tempo indefinido.” (1 Crônicas 16:34, 37-41) Quão agradável deve ter sido ouvir estas palavras dos lábios dos cantores levitas!

Importância do nome Jeová na adoração Dele

1 Crônicas 16:10, 29, 35: “Falem com orgulho do Seu santo nome.Que se alegre o coração dos que procuram a Jeová. Deem a Jeová a glória que o seu nome merece; tragam uma dádiva e compareçam perante ele. Curvem-se diante de Jeová com vestes santas. E digam: ‘Salva-nos, ó Deus da nossa salvação, reúne-nos e livra-nos das nações, para que possamos dar graças ao teu santo nome e ter grande alegria em louvar a ti.’”

Os servos de Deus devem respeitar a natureza

1 Crônicas 16:31-33: “Alegrem-se os céus, e alegre-se a terra; declarem entre as nações: ‘Jeová tornou-se Rei!’ Troveje o mar e tudo o que nele existe; alegrem-se os campos e tudo o que neles há. Ao mesmo tempo, gritem de alegria as árvores da floresta perante Jeová, pois ele vem para julgar a terra.

A revista Despertai! de 22 de junho de 1987 (p. 10), sob o tema “Viva para ver as florestas se regozijarem!” comentou:

Sob o governo divino, a humanidade obediente será corretamente instruída sobre como impedir a poluição atmosférica e seu subproduto, o Waldsterben [degradação das florestas]. Imagine só como a Terra se regozijará, falando-se em sentido simbólico, quando o equilíbrio da natureza tiver sido restaurado, trazendo efeitos positivos sobre o clima, a agricultura, e a saúde. “Alegrem-se os céus, e jubile a terra, e [diga ela] entre as nações: ‘O próprio Jeová se tornou rei!’ . . . Ao mesmo tempo, irrompam as árvores da floresta em grito de júbilo.” (1 Crônicas 16:31-33) Restauradas a uma condição de maior beleza e bem-estar do que nunca antes, “as árvores da floresta” terão deveras motivos de ‘gritar de júbilo’.

Jeová cumpre suas promessas

Gênesis 15:18: “Naquele dia Jeová fez um pacto com Abrão, dizendo: “À sua descendência darei esta terra, do rio do Egito até o grande rio, o rio Eufrates.”

1 Crônicas 18:3: Davi derrotou Hadadezer, rei de Zobá, perto de Hamate, quando este estava indo estabelecer seu domínio sobre a região do rio Eufrates.”

O maravilhoso cumprimento de Gênesis 15:18 foi assim ressaltado em A Sentinela de 1.º de outubro de 2005 (p. 11):

18:3. Jeová é o cumpridor de promessas. Por meio de Davi, ele cumpriu sua promessa de dar a terra inteira de Canaã ao descendente de Abraão, “desde o rio do Egito até o grande rio, o rio Eufrates”.

1 Crônicas 17:11, 12: “Quando chegar o fim dos seus dias e você se juntar aos seus antepassados, farei surgir o seu descendente, um dos seus filhos, e estabelecerei firmemente o reinado dele. É ele quem construirá uma casa para mim, e eu estabelecerei firmemente o trono dele para sempre.”

A brochura Haverá Algum Dia um Mundo sem Guerra? (pp. 12-13, par. 9) comentou:

O filho e sucessor de Davi, o Rei Salomão, de fato construiu a casa, ou o templo, de Jeová, mas ele obviamente não reinou para sempre. Contudo, um dos da semente de Davi seria o mesmo “Siló”, ou Messias, profetizado em Gênesis 49:10. (JP) Falando profeticamente sobre este, o Rei Davi escreveu: “Em seus dias floresça o justo e haja abundância de paz, até que não haja mais lua. Que ele tenha domínio também de mar a mar, e do Rio até os confins da Terra.” — Salmo 72:7, 8, JP.

1 Crônicas 18:13: “Ele manteve tropas em Edom, e todos os edomitas se tornaram servos de Davi. Jeová dava vitórias a Davi aonde quer que ele fosse.”

Gênesis 27:40: “E você [Esaú, também chamado Edom] viverá pela espada e servirá o seu irmão [Jacó, também chamado Israel].

Números 24:18: “E Edom se tornará uma propriedade; sim, Seir, a propriedade dos seus inimigos, ao passo que Israel estará demonstrando a sua coragem.”

A obra Estudo Perspicaz das Escrituras observou:

As de tropas israelitas em todo o Edom, e a população restante de Edom ficou sujeita a Israel. (2Sa 8:14; 1Cr 18:13) O “jugo” de Jacó pousava então pesadamente sobre o pescoço de Edom (Esaú). — Gên 27:40; compare isso com Núm 24:18. (it-1, p. 754, verbete “Edom”.)

A oração não requer postura especial, mas respeito de coração

1 Crônicas 17:16: “Em vista disso, o rei Davi entrou e se sentou diante de Jeová, e disse: ‘Quem sou eu, ó Jeová Deus? E o que é a minha casa, para que me tenhas feito chegar até aqui?’”

Neemias 8:5, 6: “Esdras abriu o livro à vista de todo o povo, pois ele estava num lugar mais alto do que o povo. Quando ele abriu o livro, todos se levantaramEsdras louvou então a Jeová, o verdadeiro Deus, o Grande, e todo o povo respondeu ‘Amém! Amém!’ e levantou as mãos. Curvaram-se então e prostraram-se perante Jeová com o rosto por terra.

Respeito às normas de Jeová

1 Crônicas 18:3, 4: “Davi derrotou Hadadezer, rei de Zobá, perto de Hamate, quando este estava indo estabelecer seu domínio sobre a região do rio Eufrates. Davi capturou 1.000 carros de Hadadezer, 7.000 cavaleiros e 20.000 soldados a pé. Então Davi cortou os tendões de todos os cavalos dos carros de guerra, com exceção de 100 deles.”

 A obra Estudo Perspicaz das Escrituras comentou:

O Rei Davi, de Israel, mostrou-se consciente da proibição de Jeová contra a multiplicação de cavalos. Em sua vitória sobre Hadadezer, de Zobá, Davi podia ter acrescentado muitos cavalos ao seu exército, mas, em vez disso, conservou apenas o número julgado suficiente para seus fins imediatos, e ordenou que os restantes fossem jarretados. (2Sa 8:3, 4; 1Cr 18:3, 4; compare isso com Jos 11:6, 9.) – it-1, p. 474, verbete “Cavalo”.

Supremacia da Tradução do Novo Mundo sobre as demais

1 Crônicas 18:16: “Zadoque, filho de Aitube, e Aimeleque, filho de Abiatar, eram sacerdotes; e Savsa era secretário.”

A versão Almeida Corrigida e Revisada Fiel reza assim:

E Zadoque, filho de Aitube, e Abimeleque, filho de Abiatar, eram sacerdotes; e Savsa escrivão.”

O mesmo fazem ARA, IBB, SBB, TB, BJ.

Sobre isso, a obra Estudo Perspicaz das Escrituras declara:

O texto massorético, que a versão Almeida segue, reza “Abimeleque” em 1 Crônicas 18:16. A Septuaginta grega, a Vulgata latina, a Pesito siríaca e 12 manuscritos hebraicos rezam “Aimeleque”, que concorda com 2 Samuel 8:17. – it-1, p. 21, verbete “Abimeleque”.

Assim, lemos em 2 Samuel 8:17:

“Zadoque, filho de Aitube, e Aimeleque, filho de Abiatar, eram sacerdotes; e Seraías era secretário.

A ARC, ARA, ACRF, IBB e SBB colocam “Aimeleque”, entrando em contradição consigo mesmas em relação ao texto de 1 Crônicas 18:16.

Será que Davi serrava pessoas vivas?

A Versão Figueiredo, em 2 Samuel 12:31, reza: “Trazendo os seus moradores os mandou serrar, e que passassem por cima deles carroças ferradas: e que os fizessem em pedaços com cutelos, e os botassem em fornos de cozer tijolo. Assim o fez com todas as cidades dos amonitas.” (O relato em 1 Crônicas 20:3 é vertido de modo semelhante.)

Agora, note como a Tradução do Novo Mundo verte 1 Crônicas 20:3:

Ele capturou as pessoas que havia nela e as colocou para serrar pedras e trabalhar com ferramentas de ferro afiadas e com machados. Davi fez isso com todas as cidades dos amonitas. Por fim, Davi e todos os soldados voltaram a Jerusalém.”

A revista A Sentinela de 15 de fevereiro de 2005 (p. 27), sob “Perguntas dos Leitores”, explicou:

[…] conforme observado pelo erudito bíblico Samuel Rolles Driver, a crueldade “não está em harmonia com tudo o que sabemos a respeito do caráter e do temperamento de Davi como pessoa”. Assim, um comentário na versão The Anchor Bible declara: “Davi está montando equipes de trabalho compostas de pessoas cativas para a exploração econômica do território conquistado, evidentemente uma prática comum entre reis vitoriosos.” A mesma idéia é transmitida por Adam Clarke, que disse: “O significado portanto é: Ele [Davi] fez escravos das pessoas e deu a elas o trabalho de serrar, fazer grades de ferro para arar, . . . e de cortar madeira e fazer tijolos. Serrar ou cortar em pedaços, retalhar e abater seres humanos não se enquadram nesse texto, assim como não se enquadram na conduta de Davi para com os amonitas.”

E, na nota de rodapé, explicou ainda:

“Por uma diferença de uma só letra, o texto hebraico pode dizer que ‘ele os pôs na serra’, ou ‘ele os cortou (serrou) em pedaços’. Além disso, a palavra para ‘forno de tijolos’ também pode significar ‘molde de tijolos’. Esse molde seria estreito demais para alguém caber nele.

Por conseguinte, a Tradução do Novo Mundo verte coerentemente tais passagens, embora outras traduções bem conhecidas e bastante usadas não o façam.

Harmonizando passagens bíblicas

2 Samuel 10:18: “Mas os sírios fugiram de Israel. Davi matou 700 condutores de carros de guerra e 40.000 cavaleiros sírios, e feriu Sobaque, chefe do exército deles, que morreu ali mesmo.”

1 Crônicas 19:18: “Mas os sírios fugiram de Israel. Davi matou 7.000 condutores de carros de guerra sírios e 40.000 soldados a pé; matou também Sofaque, chefe do exército.

A obra Estudo Perspicaz das Escrituras explica as aparentes contradições:

Em Helão, as forças de Hadadezer, sob o comando de Sobaque (Sofaque), enfrentaram as de Davi e foram derrotadas. Logo depois disso, os vassalos de Hadadezer fizeram paz com Israel. (2Sa 10:17-19; 1Cr 19:17-19) No conflito, foram mortos 40.000 cavaleiros sírios. Talvez, a fim de escapar através de terreno escarpado, estes cavaleiros tivessem desmontado e assim fossem mortos como soldados de infantaria. Isto explicaria por que são chamados de “cavaleiros” em 2 Samuel 10:18 e de “homens a pé” em 1 Crônicas 19:18. A diferença no número de sírios, condutores de carros, mortos na batalha, usualmente é atribuída a um erro de escriba, considerando-se correto o número menor de 700 condutores de carros. – it-2, p. 277, verbete “Hadadezer”; grifo acrescentado.

A “lei de Jeová” incluía também os sacrifícios de animais

1 Crônicas 16:40, NVI: “Para regularmente, de manhã e à tarde, apresentarem holocaustos no altar de holocaustos, de acordo com tudo o que está escrito na Lei do Senhor, que ele deu a Israel.”

Portanto, contrário ao que os sabatistas ensinam, a “Lei do Senhor” não incluía apenas os Dez Mandamentos, mas também os sacrifícios de animais (a chamada por eles “lei cerimonial”).

Por outro lado, a chamada “Lei de Moisés” (que os sabatistas dizem ser a “lei cerimonial”) contém os Dez Mandamentos:

1 Reis 2:3: “Cumpra a sua obrigação para com Jeová, seu Deus, andando nos seus caminhos e obedecendo aos seus decretos, aos seus mandamentos, às suas decisões judiciais e às suas advertências, conforme estão escritos na Lei de Moisés. Assim, você será bem-sucedido em tudo o que fizer e aonde quer que for.

Não havia divisão na Lei dada a Israel. Era uma única Lei dada por Deus por meio de Moisés, razão pela qual às vezes é chamada de “Lei do Senhor [Jeová]” e às vezes de “Lei de Moisés”.

2 Crônicas 34:14: “Quando estavam retirando o dinheiro que tinha sido levado à casa de Jeová, Hilquias, o sacerdote, achou o livro da Lei de Jeová dada por meio de Moisés.”

Assim, não é bíblico dividir a Lei dada a Israel em duas partes (“lei moral” e “lei cerimonial”) afirmando que a “lei moral” (que eles dizem ser os Dez Mandamentos) permaneceu para os cristãos. Na verdade, a inteira Lei dada a Israel deixou de vigorar com a introdução do cristianismo. – Romanos 10:4, 5.


Evite pensamentos desamáveis!

1 Crônicas 19:3: “Os príncipes dos amonitas disseram a Hanum: ‘Acha que foi para honrar seu pai que Davi lhe enviou consoladores? Os servos dele vieram fazer um reconhecimento da terra, espioná-la e arruinar o senhor.’” 

Sobre esse incidente, temos o comentário da revista A Sentinela de 1.º de março de 1974 (pp. 138-139):

Entre os pensamentos desamáveis contra os quais nos devemos guardar estão os que mostram suspeita indevida. Por quê? Pois bem, veja um exemplo. A Bíblia nos fala sobre as suspeitas injustificadas dos príncipes dum povo conhecido como amonitas. Este povo, embora atacasse frequentemente os israelitas, nunca fora atacado por estes, porque Israel recebera instruções específicas de Jeová Deus para não fazer isso. (Deu. 2:19) Entretanto, quando o Rei Davi, de Jerusalém, enviou mensageiros para transmitir-lhes suas condolências, por causa do falecimento de seu rei, aqueles príncipes acusaram os mensageiros de ser espiões e os humilharam grandemente. Suas suspeitas até mesmo fizeram com que subornassem uma nação vizinha para se juntar a eles numa guerra contra Israel. No fim, pagaram por suas suspeitas injustificadas por serem derrotados e ficarem sujeitos a Israel. Podemos aprender de sua experiência. — 1 Crô. 19:1 a 20:3.

Explicação das siglas usadas:

ACRF: Almeida Corrigida e Revisada Fiel.
ARA: Almeida Revista e Atualizada.
ARC: Almeida Revista e Corrigida.
BJ: Bíblia de Jerusalém.
g: revista Despertai! Os números em sequência indicam, respectivamente, o ano, o dia e o mês da publicação.
IBB: Almeida da Imprensa Bíblica Brasileira.
it: obra Estudo Perspicaz das Escrituras. O número em sequência indica o volume.
NVI: Nova Versão Internacional.
SBB: Bíblia da Sociedade Bíblica Britânica.
TB: Tradução Brasileira.
w: revista A Sentinela. Os números em sequência indicam, respectivamente, o ano, o dia e o mês da publicação.


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.com.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *