Image Map











terça-feira, 9 de agosto de 2016

O que Hebreus 4:12 e 1 Tessalonicenses 5:23 ensinam sobre alma e espírito? (Parte 2)


Foto da trindade:
https://www.jw.org/pt/ensinos-biblicos/perguntas/trindade/
Figura da imortalidade da alma: 
https://www.jw.org/pt/publicacoes/revistas/wp20091101/mito-a-alma-e-imortal/


O artigo anterior considerou Hebreus 4:12, mostrando que esse texto tem sido usado pela cristandade  para tentar provar as doutrinas antibíblicas da imortalidade da alma e do tormento eterno. Neste artigo, vamos ao segundo texto – 1 Tessalonicenses 5:23:

 “Que o próprio Deus de paz os santifique completamente. E que o espírito, a alma e o corpo de vocês, irmãos, sejam preservados irrepreensíveis e sãos em todos os sentidos durante a presença do nosso Senhor Jesus Cristo.”

Alguns pretendem com esse texto apresentar uma suposta tricotomia no ser humano – corpo, alma e espírito – tanto para alegar uma existência consciente após a morte como para supor a existência da Trindade.

Bem, como já vimos pelo texto do Salmo 146:4, a existência consciente termina na morte física.

Quanto à Trindade, o argumento apresentado é o seguinte: ‘Somos à imagem de Deus (Gênesis 1:26); visto que temos corpo, alma e espírito – somos três composições em um – Deus também o é.’

Em primeiro lugar, é puro sofisma alegar que somos compostos unicamente dessas três partes (corpo, alma e espírito). Note o que Jesus afirmou:

“Ele lhe disse: ‘Ame a Jeová, seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de toda a sua mente.’” – Mateus 22:37.

Perceba que aqui os três elementos são outros: coração, alma e mente.

Prosseguindo com o argumento, também é sofisma afirmar que o ser humano é composto de apenas três elementos (neste caso, visando provar a Trindade).

Outro evangelista – Marcos – verte assim as palavras do Senhor Jesus:

Ame a Jeová, seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma, de toda a sua mente e de toda a sua força.” – Marcos 12:30.

O texto acima apresenta, não três, mas quatro elementos. Usando o argumento trinitarista, Deus seria, não uma trindade (triunidade), mas uma ‘tetrindade’ (tetraunidade) – ou, se usarmos o latim quattuor (“quatro”), chamaríamos tal absurdo de quatrindade!

Mas o ponto fundamental a ser considerado é que o texto de 1 Tessalonicenses não diz respeito ao ser humano individual, e sim à coletiva congregação. O texto menciona “o espírito, a alma e o corpo de vocês, irmãos”, e não ‘o espírito, a alma e o corpo de cada um de vocês, irmãos’.

Paulo, em suas cartas, mencionou algumas vezes o “espírito” das congregações às quais ele escreveu.

Gálatas 6:18: “Que a bondade imerecida do nosso Senhor Jesus Cristo esteja com o espírito que vocês mostram, irmãos. Amém.”

Filipenses 4:23: “Que a bondade imerecida do Senhor Jesus Cristo esteja com o espírito que vocês mostram.”

O espírito da congregação é a disposição mental, ou tendência, predominante de cada congregação. Para receber a “bondade imerecida” de Jesus, a congregação precisa mostrar um espírito alegre, zeloso, piedoso.

A “alma”, ou vida, da congregação também foi objeto da oração de Paulo. Uma congregação sem vida não alcançaria o favor de Deus. E, por fim, ele orou pela preservação do “corpo” da congregação, ou seja, o grupo coletivo de cristãos. Lemos em 1 Coríntios 12:12, 13:

“Pois, assim como o corpo é um só, mas tem muitos membros, e todos os membros do corpo, embora muitos, são um só corpo, assim também é o Cristo. Pois todos nós fomos batizados por um só espírito para formar um só corpo, quer judeus quer gregos, quer escravos quer livres.”

Portanto, os textos de Hebreus 4:12 e o de 1 Tessalonicenses 5:23 não apoiam a teoria da vida consciente após a morte nem a teoria da Trindade. De fato, a inteira Palavra de Deus não endossa tais doutrinas.


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.




Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org




Nenhum comentário:

Postar um comentário


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *