Image Map











terça-feira, 8 de novembro de 2016

A expressão “seu Deus” em 1 Coríntios 15:24 está correta? (Parte 1)


Fonte da ilustração:
https://www.jw.org/pt/publicacoes/revistas/w20120915/paz-por-mil-anos/

 “A seguir, o fim, quando ele [Jesus Cristo] entregar o Reino ao seu Deus e Pai, depois de ter reduzido a nada todo governo, toda autoridade e poder.” – ­1 Coríntios 15:24.

Um leitor escreveu:

Prezado irmão “AV” [apologista da verdade], saudações!
Eu preciso de um esclarecimento sobre o significado de uma palavra grega que está me dando “dor de cabeça”.
Acompanhando o Canal “A Verdade É Lógica”, eu vi o irmão de lá usar contra um trinitarista o argumento irrefutável: “Se Jesus é o Deus, então QUEM É o Deus de Jesus, que o próprio cita em Apocalipse 3:12?”
Pois bem, o argumento é dizer que o próprio Jesus TEM um Deus acima dele.
Mas, lendo 1 Coríntios 15:24-26, eu pude encontrar um ponto que possivelmente mostra a falta de precisão das traduções da cristandade quando o texto envolve dizer que Jesus tem o Deus acima dele. Nesse texto a TNM traduz “quando ele entregar o Reino ao seu Deus e Pai”. Mas nas traduções da cristandade o texto não traduz assim, dizendo que Jesus tem o “seu Deus”. Eles simplesmente traduzem “a Deus, o Pai”. 
E vendo o texto em grego, lá não consta a palavra “auton”, que significa “seu”, em “seu Deus”. Mas o grego diz “o reino para o Deus e Pai”:

tēn basileian tō Theō kai Patri
τ
ν βασιλείαν τ Θε κα Πατρί
the kingdom to God and Father
o     reino      ao  Deus   e  Pai

Então a minha dúvida é: Em que se baseia a TNM para traduzir “SEU Deus e PAI”? A palavra “Patri” contém de alguma forma o significado “seu”? Tem alguma diferença entre “Pater” e “Patri”? Dependendo da resposta, isso pode ser mais uma evidência de como as traduções da cristandade contêm erros, mas eles gostam de acusar a TNM. Muito obrigado. 

Resposta:

O texto grego reza literalmente assim:

ετα τ τλος, ταν παραδιδ τν βασιλεαν 
eita tò télos, hótan paradidôi tèn basileían 
a seguir o fim, quando entregar o reino


τ θε κα πατρ, ταν καταργσ 
tõi theõi kaì patrí, hótan katargései
ao Deus e Pai, quando reduzir a nada

πσαν ρχν κα πσαν ξουσαν κα δναμιν
pãsan arkhèn kaì pãsan exousían kaì dýnamin.
Todo governo e toda autoridade e poder.



As palavras em negrito constituem o foco da questão. A expressão τ θε κα πατρ (tõ Theõ kaì patrì) é literalmente vertida “ao Deus e [ao] Pai”, sem o pronome possessivo “seu”. Em 1 Coríntios 15:24, os substantivos “Deus” e “Pai” estão no caso Dativo em grego, por terem a função gramatical de objetos indiretos. (No caso Nominativo, também chamado de caso reto, essas palavras aparecem, respectivamente, na forma Theós e Patér.)

Textos gregos[1] que vertem τ Θε κα Πατρί:
Nestle GNT 1904
Textus Receptus.
Westcott and Hort 1881
Westcott and Hort / [NA27 variants]
RP Byzantine Majority Text 2005
Greek Orthodox Church 1904
Tischendorf 8th Edition
Scrivener's Textus Receptus 1894
                    Stephanus Textus Receptus 1550

Em geral, as traduções da cristandade não vertem como “seu Deus”, conforme os exemplos abaixo:

“Depois virá o fim, quando tiver entregado o reino a Deus, ao Pai.” – ACF.
“… a Deus o Pai.” IBB, NVI.

“… ao Deus e Pai.”ARA, SBB, TB, NASB.

“… a Deus, ao Pai.” Versão Católica, Ave Maria.
“… a ele {que é} Deus e Pai.” Darby.
“… a Deus, o Pai. NTLH[2].

 “… a Deus, ao Pai. ARC.


Contudo, a NM não é a única tradução que verte “seu “Deus”. As traduções abaixo também vertem “a seu Deus e Pai”:

“… a seu Deus e Pai.” – The New American Bible[3].
“… to His God and Father.” DLNT (Disciples’ Literal New Testament)[4].

O mesmo o fazem as seguintes traduções:

The New Testament Recovery Version Online.[5]

The Emphasized Bible.

Twentieth Century New Testament.


Além disso, obras de referência usadas pela cristandade aceitam a tradução “seu Deus e Pai”.

O Expositor's Greek Testament (Testamento Grego do Expositor) comentou:

[…] “quando Ele entrega o reino a Seu Deus e Pai, quando Ele reduziu a nada todo governo e toda autoridade e poder”. … O título τ θε κα πατρ, “a Ele que é Deus e Pai”, contém a razão para esta παράδοσις [parádosis: “entrega”]: um objetivo de Cristo foi para glorificar o Pai (Lucas 2:49, João 4:34; João 6:38; João 17:4, etc.). – Negrito acrescentado.

A obra Robertson's Word Pictures in the New Testament (Quadros Verbais no Novo Testamento, de Robertson) também faz interessante comentário sobre 1 Coríntios 15:24[6]:

“Para Deus, o Pai (τωι τεωι και πατρι  tōi theōi kai patri). Melhor, ‘para o Deus e Pai’ ou para ‘seu Deus e Pai.’ O Reino pertence ao Pai.” – Negrito acrescentado.

 

Similarmente, a obra Hodge's Commentary on Romans, Ephesians and First Corintians[7] (Comentário de Hodge sobre Romanos, Efésios e Primeira Coríntios) afirma:


“A Deus o Pai, isto é, àquele que é ao mesmo tempo seu Deus e Pai. … Ele é o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo … O Pai criou o mundo, embora ele fez isso por meio do Filho, Hebreus 1:3. O trabalho, portanto, às vezes é atribuído a um e por vezes ao outro.”

Das provas documentais acima, já se pode depreender que as duas formas de traduzir são aceitáveis. Contudo, qual seria a mais indicada? Esta questão será analisada na segunda e última parte deste tema.


Explicação das siglas usadas:

ACF: Almeida Corrigida e Revisada Fiel.
ARA: Almeida Revista e Atualizada.
ARC: Almeida Revista e Corrigida.
ARIB: Almeida Revisada Imprensa Bíblica.
NM: Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada.
NTLH: Nova Tradução na Linguagem de Hoje.
NVI: Nova Versão Internacional.


Notas:
[1]  http://biblehub.com/text/1_corinthians/15-24.htm
[2]  http://www.sbb.org.br/conteudo-interativo/pesquisa-da-biblia/

[3]https://www.biblegateway.com/passage/?search=1%20Corinthians%2015:23-25&version=NABRE

[4]https://www.biblegateway.com/passage/?search=1%20Corinthians%2015:23-25&version=DLNT

[5] http://online.recoveryversion.org/FootNotes.asp?FNtsID=4649

[6]https://www.studylight.org/commentaries/rwp/1-corinthians-15.html#24Copyright Statement
The Robertson's Word Pictures of the New Testament. Copyright  Broadman Press 1932,33, Renewal 1960. All rights reserved. Used by permission of Broadman Press (Southern Baptist Sunday School Board). Bibliography. Robertson, A.T. “Commentary on 1 Corinthians 15:24”. “Robertson's Word Pictures of the New
[7]https://www.studylight.org/commentary/1-corinthians/15-24.htmlCopyright Statement These files are public domain.
Text Courtesy of 
BibleSupport.com. Used by Permission. Bibliography
Hodge, Charles. "Commentary on 1 Corinthians 15:24". Hodge's Commentary on Romans, Ephesians and First Corintians. "//www.studylight.org/commentaries/hdg/1-corinthians-15.html.



A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.


Contato: oapologistadaverdade@gmail.com

Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org







2 comentários:

  1. Muito boa Apolo. Mas eu ainda posso me ater ao contexto em si não é verdade? Caso não saiba usar tamanha precisão linguística para explicar dessa forma detalhada, existe a chamada hermenêutica do texto que já é em si, muito reveladora.

    Lá diz literalmente que Jesus (já glorificado e habitando nos céus - isso ninguém vai contestar) ENTREGARÁ o Reino. Embora não haja em algumas traduções o pronome de posse "seu", o contexto já diz que Jesus nos céus, (o que segundo a crença trinitária, nessa posição ele constitui o próprio Deus) ENTREGARÁ algo a Deus. Bem, seria muito incoerente, Jesus glorificado, vivendo nos céus e sendo assim uma parte da divina triunidade, entregar o Reino a... Ele mesmo novamente? Não, a associação que ele constitui? Hehehe... Se correr a Bíblia pega, se ficar a lógica/coerência come.

    Belo artigo Apolo. Forte abraço fraterno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, há muitos modos de provar que Jesus não é o Deus Todo-Poderoso. Muito obrigado pela demonstração de apreço!

      Excluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *