Image Map











terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Uma conversa sobre a Bíblia: Quem irá para o céu e por quê?





Contribuído por O Servo do Reino.

Leia a seguir uma típica conversa entre uma Testemunha de Jeová e uma pessoa apreciativa. Imaginemos que Gabriel, uma Testemunha de Jeová, esteja conversando com André sobre a esperança de vida eterna no céu.

Gabriel: “Então, André, na semana passada eu combinei de voltar em sua casa hoje para lhe responder outra dúvida que você tem, lembra?”

André: “Sim, Gabriel, lembro sim. Eu havia te perguntado: ‘já que vai haver vida eterna na Terra, porque a Bíblia fala de pessoas serem salvas no céu?’”

ESTIMULANDO O RACIOCINÍO

Gabriel: “Ótima pergunta, André! A verdade, André, é que sempre foi do propósito de Deus que os humanos vivessem aqui mesmo na Terra. Só pra te citar um verso, o Salmo 115:16 diz que ‘o céu pertence a Jeová, mas a Terra Deus deu pra nós, humanos’. Além disso, André, pense bem: Se Deus quisesse que nós morássemos no céu, ele nos criaria lá como anjos, não é verdade?”

André: “É verdade; aliás, ele já criou milhões de anjos, né?”

Gabriel: “Exatamente, André! Mas a necessidade de humanos irem para o céu aconteceu devido ao pecado que Adão e Eva cometeram.”

André: “Hã? Como assim, Gabriel? Não entendi.”

Gabriel: “Calma, eu vou te explicar, André. O livro de Gênesis explica que Deus queria que os humanos vivessem aqui na Terra para sempre como humanos perfeitos. Mas Adão e Eva pecaram, perderam o paraíso e a esperança de vida eterna porque seguiram a trama e a mentira de Satanás.”

André: “Sim, é verdade. Conheço essa história bem.”

Gabriel: “Então, André, você acha que Satanás é capaz de frustrar os planos de Deus? Você acha que Deus desistiu desse propósito de encher a Terra com homens perfeitos?”

André: “Claro que Satanás não consegue frustrar a Deus. E Deus ainda quer que moremos aqui, como você me mostrou na Bíblia na semana passada.”

Gabriel: “Então, André. Pra Deus cumprir esse plano que ele tem, ele tomou duas ações: a primeira foi enviar Seu Filho Jesus pra morrer por nós, pra nos resgatar do pecado e da morte. A segunda é que Deus está formando um governo que irá realizar todos esses propósitos Dele. Esse governo é o mesmo governo que pedimos no ‘Pai Nosso’ e que irá nos governar, assim como li pra você em Daniel 2:44, lembra?”

André: “Lembro sim, Gabriel. Mas o que isso tem a ver com o céu?”

ENSINANDO A VERDADE BÍBLICA

Gabriel: “Tem tudo a ver, André, pois os salvos que irão pro céu vão justamente com uma função: governar no Reino junto com Cristo. Veja esse texto em Apocalipse 5:9, 10: ‘E cantam um novo cântico: “O senhor é digno de pegar o rolo e de abrir os seus selos, pois foi morto e com o seu sangue comprou pessoas para Deus, de toda tribo, língua, povo e nação, 10 e fez deles um reino e sacerdotes para o nosso Deus, e eles reinarão sobre a terra.”’”

“Percebeu, André, que o texto diz que Deus ‘comprou’ alguns humanos pra irem pro céu governar?”

André: “Sim, percebi. O que quer isso dizer?”

Gabriel: “Significa, André, que não é automático as pessoas irem para o céu. Essa não é a esperança dos humanos. Como já falamos, nossa esperança é viver aqui. Então pra ir para o céu é necessário que figurativamente Deus faça uma compra, ou seja, nos retire de nosso lugar e nos leve para o céu. Então, perceba, André, que ir para o céu é uma exceção concedida por Deus e não uma regra para todos. Mas você viu que Deus faz essa compra com um objetivo, André?”

André: “É, vi sim. É pras pessoas governarem sobre a Terra.”

Gabriel: “Exatamente, André! Essa é a verdade bíblica. Quem vai para o céu, vai com o objetivo de governar aqueles salvos que irão ficar aqui na Terra. E esses humanos, junto com Jesus Cristo, é que irão fazer valer essas promessas bíblicas que nós lemos sobre o paraíso na Terra.”

André: “Poxa, bacana saber isso, Gabriel! Mas me surgiu outra dúvida: Quem é que vai para o céu governar?”

Gabriel: “Eu sabia que você iria perguntar isso, André. A Bíblia diz, André, que Deus escolheu 144.000 humanos pra irem pro céu governar com Jesus. Vejamos isso na Bíblia em Apocalipse 14:1, 3 e 4, que diz: ‘Então vi o Cordeiro em pé no monte Sião,  e com ele 144.000, que têm o nome dele e o nome do seu Pai escritos na testa. Estavam cantando o que parecia ser um novo cântico, diante do trono e diante das quatro criaturas viventes e dos anciãos. Ninguém podia aprender esse cântico, exceto os 144 mil que foram comprados da Terra. Esses são os que não se contaminaram com mulheres; de fato, são virgens. Esses são os que estão seguindo o Cordeiro para onde quer que ele vá. Foram comprados dentre a humanidade como primícias para Deus e para o Cordeiro.’”

“Percebeu, André, que aqui fala de 144 mil humanos? Aqui confirma o texto de Apocalipse 5:9, 10, que já lemos, pois esse texto fala de humanos que foram comprados e que também estavam cantando um novo cântico, agradecendo a Deus por terem sido chamados como governantes.”

André: “Entendi. Mas, Gabriel, eu já ouvi dizer que esse número não é literal, e sim figurado.”  

Gabriel: “Nós podemos ter certeza de que é literal, André, por alguns motivos. Por exemplo, o texto fala que os 144 mil estavam no monte Sião junto com quem?”

André: “Junto com o Cordeiro, que é Jesus, né?”

Gabriel: “Exatamente. A passagem fala de UM Cordeiro, UM monte Sião literalmente. Os números nessa passagem são literais. Portanto, os 144 mil que estão junto com ele também são um número literal. Além disso, André, esse número ser literal confirma outra passagem bíblica. Leiamos Lucas 12:32: ‘Não tema, pequeno rebanho, porque o seu Pai se agradou de dar o Reino a vocês.’”

“Notou, André, pra quem o Pai deu o Reino ou governo?”

André: “Para um pequeno rebanho, Gabriel.”

Gabriel: “Isso mesmo, André. Jesus chamou de ‘pequeno rebanho’ porque 144 mil pessoas quando comparadas com os milhões que vão viver aqui na Terra realmente são um número pequeno. É só você pensar, André, que sempre aqueles que são governados estão em número maior do que os governantes. Da mesma forma é com o governo de Deus. Devemos lembrar sempre que ir para o céu é uma exceção, não a regra, André.

ABRINDO UM ESTUDO BÍBLICO

André: “Realmente, faz todo o sentido, Gabriel. Eu queria lhe agradecer por me ajudar a entender a verdade sobre esse assunto. Realmente, vocês, Testemunhas de Jeová, estão certas nesse assunto.”

Gabriel: “De nada, André! Para mim é um prazer ensinar verdades da Bíblia. E na verdade você também pode entender outros assuntos bíblicos. Por isso que nós sempre oferecemos um estudo bíblico gratuito. Na ocasião trago comigo um livro com este tema – veja: ‘Você pode entender a Bíblia.’ O objetivo deste livro, André, é nos ajudar a entender a Bíblia. E para isso ele é dividido em vários assuntos. Veja alguns desses assuntos no sumário.

André: “É ... tem muitos assuntos interessantes.”

Gabriel: “Escolha um assunto; e, se você quiser, na próxima semana eu volto e a gente o estuda da mesma maneira que nós fizemos hoje, com uma conversa agradável.  O que acha?”

André: “Pode ser. Gostei deste capítulo 6: ‘O que acontece quando morremos.’ Também tenho dúvidas a respeito desse assunto.”

Gabriel: “Tá certo, André. Na semana que vem eu volto. Obrigado pela atenção e até semana que vem!”

André: “Até!”


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.

A menos que seja indicada outra fonte, todas as publicações citadas são produzidas pelas Testemunhas de Jeová.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org




3 comentários:

  1. Olá, por favor, tenho uma dúvida sobre a identidade dos convidados à refeição noturna do casamento do cordeiro.

    Conforme Apocalipse 19:9, lemos: '9 E ele me diz: “Escreve: Felizes os convidados à refeição noturna do casamento do Cordeiro.”

    Quem são estes convidados? Eles não podem ser a mesma noiva, certo?

    Obrigado,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro “Revelação – Seu Grandioso Clímaz Está Próximo” (p. 278, par. 19) declara:
      Os convidados para “a refeição noturna do casamento do Cordeiro” são os membros da classe da noiva. (Veja Mateus 22:1-14.) Todo o grupo nupcial de ungidos participa na felicidade de receber esse convite. A maioria dos convidados já foram para o céu, o lugar da refeição noturna nupcial. Aqueles que ainda estão na Terra também são felizes de receberem o convite. Seu lugar na refeição noturna nupcial está assegurado. (João 14:1-3; 1 Pedro 1:3-9) Quando forem ressuscitados para o céu, então a noiva toda, unida, passará a participar com o Cordeiro naquele supremamente feliz casamento.

      Excluir
  2. muito bom mesmo, excelente pra usar no campo

    ResponderExcluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *