Image Map











quinta-feira, 6 de abril de 2017

Jesus foi ressuscitado com que corpo? Carnal glorificado ou espiritual? (Parte 2)


Fonte da ilustração:
https://www.jw.org/pt/publicacoes/revistas/wp20131201/sobre-volta-de-cristo/ 

Contribuído.

O primeiro artigo desta série considerou como as sombras, ou figuras típicas, da Lei mosaica indicaram que o corpo carnal de Cristo não seria levado ao céu com o próprio Cristo. Mas, isso nos leva a uma questão:

2- O que aconteceu com o corpo de Jesus?

Lucas 22:19 – O corpo de Jesus foi dado em benefício da humanidade.
Lucas 24:2-6, 22, 23 – O corpo de Jesus não foi encontrado.
João 20:3, 6-9, 13 – O corpo de Jesus não estava no sepulcro.
Atos 2:27 e 13:35 – Seu corpo não se decompôs.

Talvez alguns aleguem que seu corpo não foi encontrado porque Jesus foi ressuscitado com seu corpo carnal. Porém, muitos não o reconheceram pelo seu corpo após sua ressurreição; isso prova que Jesus não estava com seu mesmo corpo.

Mateus 28:17 – Jesus não foi reconhecido instantaneamente pela sua aparência.
Lucas 24:15, 16 – Os discípulos não discerniram pela aparência corporal que era Jesus.
João 20:14, 15 – Após a ressurreição, Jesus não foi reconhecido e ainda foi confundido por Maria com um jardineiro.

Compare esses relatos aos demais relatos de ressurreição onde as pessoas voltaram a viver com o mesmo corpo físico. Tomemos Lázaro como exemplo:

João 11:43-45; 12:9 – Quando Lázaro foi ressuscitado não houve dúvidas de que aquele homem estava novamente vivo. Lázaro estava ali no meio de todos, com seu mesmo corpo, e ninguém podia duvidar disso, diferente do que aconteceu no caso de Jesus. (Mateus 28:17; João 20:24, 25) A ressurreição de Lázaro foi tão notória, que alguns líderes judeus planejaram matá-lo porque as pessoas passavam a depositar fé em Cristo por causa dessa evidência. Não havia dúvida de que era o mesmo homem, com o mesmo corpo. – João 12:10, 11.

Esses relatos deixam evidente que Jesus não usou o seu mesmo corpo quando foi ressuscitado.

Agora vejamos evidências de que ele foi ressuscitado num corpo espiritual:

Lucas 24:31 – Jesus desaparece na frente de todos.
Lucas 24:36 – Jesus aparece de repente no meio dos discípulos.
João 20:19 – Jesus entrou numa sala onde as portas estavam trancadas aparecendo repentinamente no meio dos discípulos.
João 20:26 – Novamente Jesus entra na sala que estava com as portas trancadas aparecendo repentinamente no meio deles.

Todas essas evidências deixam claro que Jesus, após sua ressurreição não mais possuía um corpo carnal, mas sim um espiritual. – Veja 1 Coríntios 15:44.

3-Evidências textuais

3.1 – Diretas

1 Timóteo 3:16 – “(...) manifestado em corpo, justificado no espírito . . . recebido na glória.” (Esse texto mostra que o corpo físico de Jesus foi apenas uma “manifestação”; ele não o possui eternamente. Pelo contrário, ele foi justificado, ou provado justo no “espírito”. Isso aconteceu após sua morte sem pecado. – Romanos 5:18, 19; 6:7.)

1 Pedro 3:18 – “Morto na carne, vivificado no espírito.

3.2 – Indiretas

2 Coríntios 5:16 – “Antes conhecemos Cristo segundo a carne, agora não o conhecemos deste modo.”

Efésios 2:15, ARA – “[ Jesus] aboliu, na sua carne, a lei dos mandamentos na forma de ordenanças.” (Se Jesus assumisse novamente seu corpo, então a Lei teria que voltar a vigorar, porque foi por meio de sua carne que ele aboliu a Lei.)

Hebreus 5:7 – Fala de Jesus “nos dias da sua carne”, se referindo a ele antes de sua ressurreição. (Aqui o escritor faz uma referência aos ‘dias da carne de Jesus como tendo sido um evento passado e que ocorreu antes de sua ressurreição. Se Jesus ainda fosse de “carne”, essa expressão não poderia se referir a apenas certo momento do passado; na verdade ela até confundiria o leitor.)

Apocalipse 5:9 – “Pois foste morto e com teu sangue compraste para Deus homens de toda tribo, língua, povo e nação”. (O sangue de Jesus serviu como um pagamento, uma compra, por assim dizer. Se ele pegasse esse sangue de volta junto com seu corpo, teria de ser devolvido o que tinha pago, pois teria recebido de volta aquilo que havia dado como  ‘moeda de compra’, isto é, seu sangue. Em outras palavras, se Jesus retomasse seu corpo o resgate não poderia ter sido pago.)

O artigo seguinte desta série irá fundamentar ainda mais, com base nas Escrituras, que Jesus não foi ressuscitado com seu corpo carnal.


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org

4 comentários:

  1. Olá, colega Apologista.

    Acho o final de Marcos onde está escrito que ele apareceu em outra forma algo relevante.

    Pois embora não consideremos este final acrescentado (16:9-20) como sendo canônico, os católicos, ortodoxos, os conservadores evangélicos e a maioria dos protestantes consideram, então PARA ELES é algo normativo as palavras deste final.

    Do ponto de vista histórico, a redação deste final comprova que desde tempos primitivos, antigos cristãos criam que o Jesus ressurrecto não aparecia sempre na mesma forma.

    Quanto a questão textual, a análise das fontes da cristandade demonstra que é admitido que a passagem não estava no evangelho original de Marcos, mas foi acrescido depois, mesmo assim defendem sua canonicidade, já que para tais a canonicidade dos textos bíblicos foi supostamente fechada no século IV quando o final longo de Marcos já existia.

    Apenas evangélicos muito fundamentalistas tentam defender a ORIGINALIDADE deste e de outtos acréscimos (Pericope da Adultera, Comma Joanina), ou seja que eram partes originais dos evangelhos em questão escrito em pessoa pela mão dos próprios evangelistas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saga, eu sempre atentei para esse detalhe do trecho espúrio de Marcos 16:9-20. Contudo, nunca quis usá-lo justamente para não ser acusado de usar uma passagem espúria, ainda que para provar um conceito antigo - de que Jesus não apareceu sempre da mesma forma.

      Excluir
  2. Olá amigo apologista! Eu estava lendo a TNM, e em Lucas 24:39 diz "vede minhas mãos e meus pés, que sou eu mesmo;apalpai-me e vede,porque um espírito não tem carne e ossos assim como observais que eu tenho " aqui dá pra entender que Jesus não é um espírito?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que Jesus foi ressuscitado como ser espiritual as Escrituras deixam evidente. (Veja 1 Pedro 3:18; 1 Coríntios 15:50) Portanto, suas palavras em Lucas 24:39 visavam apenas mostrar que, naquele momento, Jesus não estava na forma espiritual, mas que havia assumido forma humana, assim como anjos (que são espíritos) antes disso haviam assumido forma humana. – Gênesis 19:1-3.

      Excluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *