Image Map











quinta-feira, 21 de setembro de 2017

O Logos – quem é ele? (Parte 8)

Contribuído por A Verdade É Lógica.

O artigo anterior mostrou os conceitos de Filo sobre o Logos como filho, arcanjo e mediador, participante ativo nos propósitos do Pai, ontologicamente inferior a Deus e separado Dele. Este artigo analisará se a autoridade que o Logos de Filo possui é máxima ou secundária. O Logos é igual ou inferior a Deus?

Vejamos como Filo aborda essas questões:

[...] E a mais antiga palavra do Deus vivente está adornada com a palavra como que com vestuário [...] (111) E é dito que ele jamais removerá a coroa de sua cabeça, ele jamais deixará de lado seu diadema real. O símbolo de uma autoridade a qual não é, entretanto, absoluta, mas apenas a [autoridade] de um vice-rei, a qual, no entanto, é objeto de admiração. [...] (Filo, On the Flight and Finding, XX, 111.) [Os grifos são nossos.]





Balaão, pois ele é também filho da terra, e não um renovo do céu, e a prova disso é que ele, sendo influenciado por presságios e falsas profecias, nem mesmo quando o olho de sua alma, a qual havia sido fechada, recuperou sua luz e ‘viu o anjo de Deus de pé contra ele no caminho [...]. (Filo, On the Unchangeableness of God, XXXVII, 181.) [Os grifos são nossos.]




(182) Pois então as doenças da alma são reais e não apenas difíceis de curar, mas mesmo completamente incuráveis, quando, embora a convicção esteja presente para nós (e essa é a Palavra de Deus, vindo como um anjo e como nosso guia, e removendo os obstáculos perante nossos pés, para que possamos viajar sem tropeçar ao longo da estrada plana) [...]. (Filo, On the Unchangeableness of God, XXXVII, 182.) [Os grifos são nossos.]



Analise também o comentário da obra The Jewish Annotated New Testament (O Novo Testamento Judaico Anotado) sobre o Logos de Filo ser a primeira criação de Deus:

O prólogo do Evangelho aplica conceitos associados com a [...] Sabedoria em Prov 8:22-30 e [...] “a Palavra” (encarnada em Jesus); a Palavra é descrita como preexistente e o instrumento na criação do mundo. E assim como a Senhora Sabedoria, a Palavra é instruída a assumir a carne e habitar no mundo [...]. (p.155).
[...] Para o filósofo judeu de Alexandria Filo, o Logos de Deus era o exato primeiro fruto da criação; [...]. (P. 157.)







O Logos de Filo, conforme mostram as citações, é indiscutivelmente separado de Deus, Jeová. É um deus secundário, vice-rei; não possui a máxima autoridade, apenas aquela que lhe é concedida; é o anjo de Jeová. Essa análise deveria levar qualquer trinitário a se questionar como foi possível que a cristandade, a qual professava ter se baseado nos preceitos filosóficos gregos para formar a crença num Deus Trino, tenha sido capaz de ignorar os escritos de Filo! Estes ensinos são grandemente antitrinitários e gritantemente unitários. Parece que Filo, nas questões específicas mencionadas sobre o Logos, tinha o entendimento idêntico ao das Testemunhas de Jeová.

Stephen L. Harris, em sua obra Understanding the Bible (oitava edição, página 387), expressa abertamente que Filo pensava no Logos como a primeira criação de Deus.

Filo usou o conceito do Tanakh da Sabedoria como intermediária criativa entre o Criador transcendente e a criação material. Mas ele empregou o termo Grego Logos para designar seu papel e função. (Filo talvez tenha preferido Logos porque é masculino em Grego, ao passo que Sabedoria [Sophia] é feminino.) A interpretação de Filo pode ser ilustrada por uma leitura alegórica de Gênesis 1, na qual o primeiro ato de Deus é falarcriar a Palavra (Logos) – por este poder céu e terra vêm à existência. (P. 387.)





Nessa tamanha exposição antitrinitária do conceito de Filo sobre o Logos, vemos claramente que Filo não apenas não defendia a Trindade, mas ele também defendia o Logos da forma como as Testemunhas de Jeová entendem com base nas declarações bíblicas.

O artigo seguinte discorrerá sobre o seguinte subtópico:

AFINAL, QUEM ERA O LOGOS PARA JOÃO?


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org





Nenhum comentário:

Postar um comentário


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *