Image Map











quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Refutando afirmações sobre a forma do instrumento de execução de Cristo

Fonte da ilustração: jw.org


A respeito do artigo “‘Sinal dos pregos’ no corpo de Jesus – o que indica?”, um leitor se expressou assim:

Primeiramente devemos lembrar duas coisas: Primeiro, os escritores dos evangelhos eram pessoas humildes, com pouco conhecimento gramatical; logo, não se pode afirmar que eles mencionam o termo cruz ou poste de forma literal.
Segundo, o único apóstolo que viu Jesus na cruz foi João. Terceiro: Nenhum deles viu a serpente de bronze de Moisés. Quarto: o texto de Moisés está em hebraico e o dos evangelhos está em grego. Logo, pode haver falha de tradução deles mesmos ao escreverem. Afinal, a mensagem é inspirada por Deus, mas a escrita é humana e pode ter falhas.

Resposta:

O fato de os discípulos de Cristo não terem cursado as escolas rabínicas da época não significa em si mesmo que não tinham conhecimento de gramática. Afinal, os judeus eram um povo letrado, conforme a própria Lei deles instruía. Deuteronômio 6:6-9 declara: “Estas palavras que hoje lhe ordeno devem estar no seu coração, e você deve inculcá-las a seus filhos e falar delas sentado na sua casa, andando pela estrada, ao se deitar e ao se levantar. Amarre-as como uma recordação na sua mão, e elas devem ser como uma faixa na sua testa. Escreva-as nas laterais da entrada da sua casa e nos portões da cidade.”

João não viu Jesus “na cruz”, e sim no instrumento que foi usado para executar Jesus.

Os discípulos não precisavam ter visto a serpente de cobre. Eles sabiam do relato pela leitura das Escrituras, registrado em Números 21:4-9:

“Enquanto continuavam a viagem, depois de terem partido do monte Hor pelo caminho do mar Vermelho para contornar a terra de Edom, o povo ficou cansado da viagem. E o povo falava contra Deus e Moisés: ‘Por que vocês nos tiraram do Egito para morrermos no deserto? Aqui não há comida nem água, e nós odiamos este pão desprezível [o maná].’ Então Jeová enviou serpentes venenosas contra o povo e elas os picaram, de modo que muitos israelitas morreram. O povo foi então a Moisés e disse: ‘Pecamos ao falar contra Jeová e contra o senhor. Interceda junto a Jeová para que tire as serpentes do nosso meio.’ E Moisés intercedeu pelo povo. Jeová disse então a Moisés: ‘Faça uma imitação de uma cobra venenosa e coloque-a num poste. Quando alguém for picado, terá de olhar para ela para ficar vivo.’ Moisés fez imediatamente uma serpente de cobre e a colocou num poste; e, sempre que uma serpente picava um homem e ele olhava para a serpente de cobre, continuava vivo.”

O apóstolo Paulo aludiu a esse relato em 1 Coríntios 10:9: “Nem ponhamos Jeová à prova, como alguns deles o puseram à prova, só para serem mortos pelas serpentes.”

Os discípulos possuíam as Escrituras em Hebraico. Segundo o Dicionário de Strong, e “Definições hebraicas” de Brown-Driver-Briggs, a palavra para “poste” (נס [nês], Números 21:8, 9) tem o sentido de “poste de sinal”, “por implicação um mastro”. (http://studybible.info/strongs/H5251) Obviamente, seria um pau reto, pois uma serpente não possui braços para exigir duas madeiras transversais.


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org



Nenhum comentário:

Postar um comentário


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *