Image Map











quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Lucas 23:40 prova que Jesus é Deus?

Fonte da ilustração: jw.org

Um leitor escreveu:

Um estudante de Teologia me questionou Lucas 23:40.
Na João Ferreira de Almeida diz: “Respondendo, porém, o outro, repreendia-o, dizendo: Nem ao menos temes a Deus, estando na mesma condenação?” – Lucas 23:40.
Ele citou que DEUS estava sendo condenado da mesma forma que os demais malfeitores. Ou seja, um deles reconheceu Jesus como DEUS. 
Como refutar esse raciocínio?
Desde já agradeço!

Resposta:

Ele está simplesmente forçando a aplicação do texto. A menção de “Deus” por um dos malfeitores não significa que tal malfeitor estivesse usando esse termo para Jesus. Inclusive, isso seria impensável, pois seria entender que o malfeitor estaria entendendo que Deus estava pregado numa estaca por meros homens! O próprio malfeitor explicou o que ele queria dizer:

“E no nosso caso isso é justo, pois estamos recebendo o que merecemos pelas coisas que fizemos. Mas este HOMEM [não Deus] não fez nada errado.” (Lucas 23:41) Ou seja, o malfeitor dizia ao outro malfeitor que zombar de um homem inocente seria falta de temor de Deus.


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org




Um comentário:

  1. Essa passagem inclusive ajuda a entender a expressão de espanto de Tomé: "Meu Senhor e Meu Deus!"
    Da mesma forma que o ladrão arrependido não estava se referindo a Jesus como sendo Deus. Tomé também falou de Deus, mas não estava se referindo a Jesus!

    ResponderExcluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *