Image Map











domingo, 4 de março de 2018

A Vida de Jesus – o Evangelho Unificado (Parte 101)


Fonte da ilustração: jw.org
7.º aparecimento de Jesus após sua ressurreição (João 21:1-25)
Depois destas coisas, Jesus manifestou-se novamente aos discípulos junto do mar de Tiberíades;[1] mas, fez a manifestação do seguinte modo. 2 Estavam juntos Simão Pedro, e Tomé, que era chamado O Gêmeo, e Natanael, de Caná da Galileia, e os filhos de Zebedeu, e mais dois dos seus discípulos.[2] 3 Simão Pedro disse-lhes: “Vou pescar.” Disseram-lhe: “Nós também vamos contigo.” Foram assim e entraram no barco, mas, durante aquela noite não apanharam nada.
4 No entanto, quando estava amanhecendo, Jesus estava parado na praia, mas os discípulos, naturalmente, não discerniam que era Jesus. 5 Jesus disse-lhes então: “Criancinhas, será que tendes algo para comer?” Responderam-lhe: “Não.” 6 Disse-lhes ele: “Lançai a rede do lado direito do barco e achareis [algo].” Lançaram-na então, mas não puderam mais recolhê-la por causa da multidão de peixes. 7 Portanto, aquele discípulo a quem Jesus amava[3] disse a Pedro: “É o Senhor!” Por isso, Simão Pedro, ouvindo que era o Senhor, cingiu-se de sua roupa de cima, pois estava nu,[4] e lançou-se no mar. 8 Mas os outros discípulos vieram no pequeno barco, pois não estavam longe da terra, apenas a cerca de noventa metros,[5] arrastando a rede de peixes.
9 No entanto, quando desembarcaram em terra, observaram ali um fogo de brasas e peixe deitado nele, e pão. 10 Jesus disse-lhes: “Trazei alguns dos peixes que acabais de apanhar.” 11 Simão Pedro, portanto, subiu a bordo e puxou a rede para terra, cheia de grandes peixes, cento e cinquenta e três deles. Mas, embora houvesse tantos, a rede não se rompeu. 12 Jesus disse-lhes: “Vinde, tomai o vosso primeiro almoço.” Nenhum dos discípulos tinha a coragem de indagar-lhe: “Quem és?” porque sabiam que era o Senhor. 13 Jesus veio e tomou o pão, e deu-o a eles, e assim também o peixe. 14 Esta foi então a terceira vez que Jesus apareceu aos discípulos depois de ter sido levantado dentre os mortos.[6]
15 Então, depois de terem almoçado, Jesus disse a Simão Pedro: “Simão, filho de João, amas-me mais do que estes?” Ele lhe disse: “Sim, Senhor, tu sabes que tenho afeição por ti.” Disse-lhe ele: “Apascenta meus cordeiros.” 16 Novamente lhe disse ele, pela segunda vez: “Simão, filho de João, amas-me?” Ele lhe disse: “Sim, Senhor, tu sabes que tenho afeição por ti.” Disse-lhe ele: “Pastoreia minhas ovelhinhas.” 17 Disse-lhe ele pela terceira vez: “Simão, filho de João, tens afeição por mim?” Pedro ficou contristado por ele lhe dizer pela terceira vez: “Tens afeição por mim?” De modo que lhe disse: “Senhor, tu sabes todas as coisas; tu te apercebes que eu tenho afeição por ti.” Jesus disse-lhe: “Apascenta as minhas ovelhinhas. 18 Eu te digo em toda a verdade: Quando eras mais jovem, costumavas cingir-te e andar onde querias. Mas, quando ficares velho, estenderás as tuas mãos e outro [homem] te cingirá e te levará para onde não queres.” 19 Isto ele disse para indicar por que sorte de morte havia de glorificar a Deus. Assim, depois de dizer isso, disse-lhe: “Continua a seguir-me.”
20 Voltando-se, Pedro viu seguindo o discípulo a quem Jesus havia amado,[7] aquele que na refeição noturna também se encostara no peito dele e dissera: “Senhor, quem é que te trai?” 21 Concordemente, quando o avistou, Pedro disse a Jesus: “Senhor, este [homem fará] o quê?” 22 Jesus disse-lhe: “Se for a minha vontade que ele permaneça até eu vir, de que preocupação é isso para ti? Continua tu a seguir-me.” 23 Em consequência, difundia-se esta palavra entre os irmãos, que esse discípulo não ia morrer. No entanto, Jesus não lhe disse que não ia morrer, mas: “Se for a minha vontade que ele permaneça até eu vir, de que preocupação é isso para ti?”
24 Este é o discípulo que dá testemunho destas coisas e que escreveu estas coisas, e nós sabemos que o testemunho que ele dá é verdadeiro. 25 Há, de fato, também muitas outras coisas que Jesus fez, as quais, se alguma vez fossem escritas em todos os pormenores, suponho que o próprio mundo não poderia conter os rolos escritos.

Explicação das siglas usadas:

gt: O Maior Homem Que Já Viveu.
ip-1: Profecia de Isaías — Uma Luz Para Toda a Humanidade I.
it: obra Estudo Perspicaz das Escrituras, publicada pelas Testemunhas de JeováO número em sequência indica o volume.
NM: Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas.
w: revista A Sentinela. Os números em sequência indicam, respectivamente, o ano, o dia e o mês da publicação.

Notas:
[1] O mar da Galileia (Yam Kinneret) era às vezes chamado de Tiberíades, por causa da cidade do mesmo nome situada em sua margem ocidental. (João 6:1; 21:1) – It-3, p. 709.
[2] Um dos dois pescadores mencionados, mas não identificados em João 21:2, talvez fosse André, irmão de Pedro; o outro talvez fosse Filipe, conforme sugerido pelo fato de que seu lar era em Betsaida (que significa “Casa do Caçador [ou: Pescador]”). (João 1:43, 44) – It-1, p. 390.
[3] O apóstolo João. – João 21:20-24.
[4] A palavra hebraica traduzida por “nu” pode também significar estar parcial ou escassamente vestido. Significa estar precariamente vestido, ou “pouco vestido”. (1 Sam. 19:24 n.; Isa. 20:2-5) A palavra grega gy·mnós também pode significar “pouco vestido; só de roupa de baixo”, não necessariamente nu ou despido. (Mat. 25:36 n.; 2 Cor. 11:27; Tia. 2:14-16; w06 1/12 p. 11; w83 1/7 p. 21 par. 19; ip-1 p. 211 par. 8; w74 1/4 p. 212 par. 15.) o fato de a Bíblia dizer que Pedro “cingiu-se de sua roupa de cima” indica que ele estava com sua roupa de baixo.
[5] Lit.: “a cerca de duzentos côvados”. – NM, nota.
[6] Para os apóstolos como grupo. – gt cap. 130.
[7] O apóstolo João. – Vers. 24.

O texto acima unificado da Bíblia Sagrada é baseado na Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas, publicada pelas Testemunhas de Jeová.

A menos que seja indicada outra fonte, todas as publicações citadas são produzidas pelas Testemunhas de Jeová.


Contato: oapologistadaverdade@gmail.com

Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org




Nenhum comentário:

Postar um comentário


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *