Image Map











quarta-feira, 27 de junho de 2018

Qual é a tradução correta de Apocalipse 12:17? (Parte 4)

Fonte: Livro Revelação - Seu Grandioso Clímax Está Próximo!”, p. 231.


O artigo anterior desta série abordou a questão de se o genitivo Ἰησοῦ (Iesoû [“de Jesus”]) pode ser subjetivo ou objetivo. Este artigo desta série passará a considerar os dois últimos elementos a serem analisados com relação ao tema em pauta: 4) o fato de a expressão estar no acusativo, e 5) o contexto no qual ocorre tal expressão.


4. A questão do acusativo

Com relação a Apocalipse 19:10, texto em que ocorre a mesma expressão de Apocalipse 12:17 – τὴν μαρτυρίαν Ἰησοῦ (tèn martyrían Iesoû [“o testemunho de Jesus”]), o Dicionário Vine[1] interpreta o genitivo Ἰησοῦ (Iesoû [“de Jesus”]) como sendo objetivo (isto é, Jesus recebe a ação):

Em Ap 19.10, “o testemunho de Jesus” está no acusativo, o “testemunho” que lhe é dado (cf. Ap 1.2, 9; quanto aos que o dão. veja Ap 12.17). A declaração: “o testemunho de Jesus e o espirito de profecia”, deve ser entendido à luz de, por exemplo, o “testemunho” relativo a Jesus e Israel nos Salmos, que será usado pelo remanescente judeu piedoso no futuro tempo da “tribulação de Jacó”. Todo esse “testemunho” se centra e aponta a Cristo. (Negrito acrescentado.)





         Embora a menção do caso acusativo com relação ao substantivo μαρτυρίαν  (martyrían [“testemunho”]) tenha sido feita em favor da objetividade do caso genitivo Ἰησοῦ (Iesoû [“de Jesus”]), essa suposta regra não tem aceitação geral pelos tradutores do “Novo Testamento” grego, o que mostra que a gramática em si não é suficiente para definir a subjetividade ou a objetividade do genitivo. Isso será mostrado no próximo subtítulo.

5. O contexto


Como mencionado no primeiro artigo desta série, a expressão τὴν μαρτυρίαν Ἰησοῦ (tèn martyrían Iesoû [“o testemunho de Jesus”, no caso acusativo]), ocorre em Apocalipse 1:2, 9; 12:17; 19:10 (2 vezes); 20:4.

Vamos analisar cada uma dessas passagens.

Apocalipse 1:2:

       Em Apocalipse 1:2, a NM (Tradução do Novo Mundo) interpreta o genitivo Ἰησοῦ (Iesoû [“de Jesus”]) como sendo subjetivo (Jesus realiza a ação):

Deu testemunho da palavra dada por Deus e do testemunho dado por Jesus Cristo.”

A maioria das traduções pesquisadas verte como está literalmente no grego: “Do testemunho de Jesus Cristo.” (ACF, ARIB, NVI, SBB)
Outras traduções vertem como a NM:
“Do que foi revelado por Jesus Cristo.” – O Livro.

“The truth told us by Jesus Christ.” (“A verdade que nos foi dada por Jesus Cristo.” – Weymouth NT.)



“What Jesus showed to him.” (“O que Jesus mostrou para ele.”)  Bible in Worldwide English NT.

A Holman Christian Standard Bible[2] (“Versão Padrão Cristã de Holman”) também verte de modo a destacar a atuação do cristão em dar testemunho:
“Who testified to God’s word and to  the testimony about Jesus Christ, in all he saw.” (“Quem testificou da palavra de Deus e do testemunho sobre Jesus Cristo, em tudo o que viu.”) – Apocalipse 1:2.



Por outro lado, a versão ISV NT atribui o sentido objetivo ao genitivo Ἰησοῦ (Iesoû [“de Jesus”]):

“Testimony about Jesus Christ.” (“Testemunho sobre Jesus Cristo.”)



Esta análise prévia do contexto mostra pelo menos duas coisas: 1) apenas a gramática não delimita se o genitivo é subjetivo ou objetivo; e 2) assim sendo, a regra do acusativo, expressa no Dicionário Vine, não é definitiva.
Quanto ao sentido da expressão grega τὴν μαρτυρίαν Ἰησοῦ (tèn martyrían Iesoû [“o testemunho de Jesus”]), em Apocalipse 1:2, parece coerente entender que se trata de um genitivo subjetivo (‘o testemunho dado por Jesus’), posto que o verso diz que João “deu testemunho” do “testemunho de Jesus”. Caso entendêssemos tratar-se de um genitivo objetivo, teríamos a conclusão de que ‘João deu testemunho do testemunho sobre Jesus Cristo’, o que parece uma redundância. Bastaria dizer que João deu testemunho sobre Jesus Cristo. Por outro lado, entender o genitivo Iesoû como sendo subjetivo parece lógico – “João … deu testemunho … do testemunho dado por Jesus Cristo”, do mesmo modo como coerentemente deu testemunho “da palavra de Deus”, ou seja, “da palavra dada por Deus” (θεοῦ [theós também no genitivo subjetivo]).
Apocalipse 1:9
“Eu, João, irmão e companheiro de vocês na tribulação, no reino e na perseverança em união com Jesus, me encontrava na ilha chamada Patmos, por ter falado a respeito de Deus e ter dado testemunho de [isto é, sobre] Jesus.” – NM.

A maioria das traduções pesquisadas verte como abaixo:

“Por causa da palavra de Deus, e pelo testemunho de Jesus Cristo.” – ACF, ARIB, NVI, SBB, Ave Maria.
Porém, há outras traduções que vertem o genitivo ησο (Iesoû [“de Jesus”]) num sentido objetivo (“sobre Jesus”):

“Por ter pregado a palavra de Deus e falado sobre Jesus Cristo.” – O Livro.

“Because I told the word of God and talked about Jesus Christ.” (“Porque falei a palavra de Deus e falei sobre Jesus Cristo.”) – Bible in Worldwide English NT.
Neste texto, o genitivo parece ser coerentemente objetivo (‘por causa da palavra sobre Deus e pelo testemunho sobre Jesus’), visto que essa interpretação encontra justificativa no que João mencionou no mesmo versículo – “tribulação”, “perseverança”, e sua prisão na “ilha chamada Patmos”. Ou seja, por João ter pregado sobre Deus e sobre Jesus ele sofreu tais coisas.
O quinto e último artigo desta série dará continuidade à questão do contexto.

 Explicação das siglas usadas:
ACF: Almeida Corrigida e Revisada Fiel.
ARIB: Almeida Revisada Imprensa Bíblica.
ISV NT: International Standard Version (Versão Padrão Internacional) do Novo Testamento.
NVI: Nova Versão Internacional.
SBB: Tradução da Sociedade Bíblica Britânica.


Notas:
[1] Todos os direitos reservados. Copyright c 2002 para a língua portuguesa da Casa Publicadora das Assembleias de Deus. Aprovado pelo Conselho de Doutrina.
[2] Disponível em: <https://www.studylight.org/interlinear-bible/revelation/1-2.html>.


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org






Nenhum comentário:

Postar um comentário


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *