Image Map











sábado, 31 de agosto de 2019

Isaías 26:14 – “mortos” ou “sombras”? (Parte 3)


Fonte: jw.org

Nos dois primeiros artigos desta série, examinamos como diversas traduções usam duas formas básicas para verter a palavra hebraica refa·ʼím no texto de Isaías 26:14 e 19, e como os dicionários e comentaristas bíblicos definem o significado dessa palavra.

(Para ver os artigos anteriores, clique nos temas abaixo.)


Neste artigo, examinaremos as outras passagens, além de Isaías 26:14 e 19, que usam o termo refa·ʼím desta forma especial, e como o contexto bíblico em que este vocábulo é usado nessas passagens nos ajuda a determinar o seu significado.

Passagens bíblicas que usam o termo refa·ʼím nas conotações figuradas

Jó 26:5

“Os que estão impotentes na morte estremecem; estão abaixo do mar e de tudo que o habita.”

“Os mortos” (ACF; ARIB; NIV; NVI; OL; NTLH; NAA; ARC; BP); “os espíritos dos mortos” (VW); “Coisas mortas” (AKJV; RWV); “[coisas] mortas” (GB); “aqueles que são falecidos” (ASV); “Os que partirem” (LOT).

As sombras agitam-se embaixo {da terra}” (AM); “as sombras” (BJ; Darby; JPS). Embora Darby verta “sombras” nesta passagem, essa versão da Bíblia prefere “os mortos” em Isaías 26:14 e 19.

“Os gigantes” (DR).

Qual forma de traduzir parece se harmonizar com o contexto? Vejamos os versículos circundantes:

 “Os que estão impotentes na morte [refa·ʼím] estremecem; estão abaixo do mar e de tudo que o habita. A Sepultura [hebraico: Seol] está nua perante Deus, e o lugar de destruição [hebraico: Abadon] está descoberto.” – Jó 26:5-7.

Note que o substantivo refa·ʼím ocorre num contexto relacionado com o Seol (a sepultura comum da humanidade) e com o vocábulo “Abadon” (“reino da morte” na BP; “destruição” na NVI). Logo, as traduções “mortos”, “falecidos”, “os que partirem” e “os impotentes na morte” parecem alinhar-se com mais coerência do que o substantivo “sombras”, o qual não parece ter conexão com os termos envolvidos no contexto.

(Para entender o sentido de Seol, veja o artigo “Seol e Hades significam o inferno da cristandade?”)

Salmo 88:10

“Será que farás milagres para os mortos? Podem os impotentes na morte se levantar para te louvar?”

“Os mortos” (ACF, ARC, ARIB; NIV; NKJV; GB; RWV; RV); “os cadáveres” (OL); “os finados” (NAA); “eles”, referindo-se aos “mortos” (AM, NTLH).

“As sombras se levantam para te louvar?” (87:11, BJ); “as sombras dos mortos” (SBB, TB); “as sombras” (Darby; JPS). Em Isaías 26:19 SBB traduz por “os mortos”.

“Os que estão diminuídos” (ASV).

Novamente, qual tradução se harmoniza com o contexto? Os versículos circundantes declaram:

 “Meus olhos enfraqueceram por causa da minha aflição. Eu te invoco o dia inteiro, ó Jeová; a ti estendo as mãos em oração. Será que farás milagres para os mortos? Podem os impotentes na morte se levantar para te louvar? (Selá) Será o teu amor leal declarado na sepultura, a tua fidelidade no lugar de destruição [hebraico: Abadon]? Desde a juventude, sou afligido e estou perto da morte; estou entorpecido pelas coisas terríveis que me deixas sofrer.” – Salmo 88:9-11, 15.

O salmista se encontrava em situação aflitiva, à mercê da morte. Diante disso, ele implorou a ajuda divina, indicando que, se morresse, não teria como louvar a Jeová. Diante disso, a tradução “as sombras surgirão e te louvarão?” parece descontextualizada.

Além disso, o Salmo 88:10 parece mostrar que refa·ʼím não se refere a algo, como as sombras, e sim tem ligação com seres inteligentes, com os que já foram seres humanos. Primeiro, temos o paralelo com o substantivo “mortos”. Segundo, fala de refa·ʼím se levantarem e de louvarem a Deus. A descrição parece ajustar-se claramente aos que já morreram e que jazem impotentes na morte, sem condição de fazer qualquer coisa, inclusive louvar a Deus.

Provérbios 2:18

“Pois a casa da mulher imoral conduz à morte; e seus caminhos, aos impotentes na morte.”

“Os mortos” (ARC); mundo dos mortos” (NTLH; NAA);

“O reino das sombras da morte” (ARA); “as sombras” (TB); “as Sombras” (BJ).

Novamente, vemos um paralelo com a morte. Observe o versículo seguinte: “Ninguém que se envolve com ela voltará nem retornará às veredas da vida.” (Provérbios 2:19) Note o contraste entre os “caminhos” que levam a refa·ʼím (verso 18) e as veredas da vida (verso 19). O oposto da vida é a morte. Logo, a tradução “os mortos” ou “os impotentes na morte” para o termo refa·ʼím parece estar mais coerente com o contexto de Provérbios, capítulo 2.

Provérbios 9:18

“Mas eles não sabem que os impotentes na morte estão ali, que os convidados dela estão nas profundezas da Sepultura [Seol].”

“Os mortos” (ACF; ARA; ARC; ARIB; RV; SBB; AKJV; ASV; Darby; GB; NAA; RWV; RV; TB); “aqueles que vão à sua casa morrem” (NTLH).

“Sombras” (AM; BJ).

“Os gigantes” (DR).

O contexto diz respeito à “mulher tola”, à “mulher de conduta leviana” (Provérbios 9:13; OL), a qual leva os inexperientes que com ela se envolvem às “profundezas do Seol [a sepultura comum da humanidade]”. (Verso 18, ARIB). Novamente, o paralelo com “os mortos” e “os impotentes na morte” parece ter mais harmonia contextual do que com o vocábulo “sombras”. Esta conclusão é ainda reforçada pelo verso 11, onde lemos as palavras da sabedoria personificada: “Pois, por meu intermédio, seus dias serão muitos, e anos serão acrescentados à sua vida.” Após esta sábia declaração, o escritor passa a mostrar as atitudes tolas que levam à morte e ao Seol. Assim, o contexto traça um contraste entre os que terão muitos anos de vida por seguirem a sabedoria divina e os que se encontrarão com os “impotentes na morte” por seguirem um comportamento tolo.

Provérbios 21:16

“O homem que se desvia do caminho do entendimento descansará na companhia dos impotentes na morte.”

Na companhia dos mortos” (NVI; OL); “na congregação dos mortos” (ACF; ARA; ARC; ARIB; SBB; AKJV; Darby; GB; NAA; RWV; TB); “assembleia dos mortos” (ASV); “dos mortos” (RV); “está caminhando para a morte” (NTLH).

“Na companhia das trevas” (SBB); “na assembleia das sombras” (BJ).

“Companhia dos gigantes” (DR).

Os demais usos de refa·ʼím neste sentido especial nos ajudam a entender que sua tradução por “mortos” ou “impotentes na morte” parece ser a mais acertada.

Isaías 14:9

“Até mesmo a Sepultura [hebraico: Seol] embaixo está agitada para se encontrar com você na sua chegada. Por sua causa, ela desperta os que estão impotentes na morte, todos os líderes opressivos da terra. Faz com que todos os reis das nações se levantem dos seus tronos.”

“Os mortos” (ACF; ARC; ARIB; RWV; AKJV; ASV; BJ; Darby; GB); os espíritos dos mortos” (NVI); “os que partiram” (LOT).

“As sombras” (SBB; JPS, TB); “as sombras daqueles que eram poderosos na terra acordam” (NTLH); ele desperta as sombras” (ARA; NAA); “as sombras dos grandes” (AM).

“Os gigantes” (DR).

Este texto de Isaías 14:9 parece deixar claro que refa·ʼím não se refere a algo impessoal, tal como as sombras, e sim a seres pessoais que foram mortos. Note que refa·ʼím está relacionado com os “líderes”, “os reis das nações”. Ademais, os que vão para o Seol (a sepultura comum da humanidade) não são coisas impessoais como “sombras”, e sim os seres humanos que morreram.

(Para entender o sentido de Isaías, capítulo 14, veja o artigo “Isaías capítulo 14 indica que os mortos estão conscientes?”)

A respeito da palavra refa·ʼím, afirma o Comentário Bíblico Adventista (vol. 3, pág. 637): 

A derivação da palavra é incerta, e não se sabe como ela poderia se referir, ao mesmo tempo, a uma raça de pessoas e aos mortos. Talvez o termo refa’im, que designa uma raça, seja derivado de uma raiz diferente do termo homógrafo que designa os mortos. Alguns relacionaram as duas ideias observando que, como raça, os refa’im haviam sido extintos e tinham perdido o poder. Seus orgulhosos representantes jaziam prostrados no she’ol e a recordação deles se tornara vaga e obscura. Daí se tornarem uma alusão adequada dos mortos. [1]

Assim, o exame do contexto dos textos em o termo refa·ʼím é usado desta forma especial parece indicar fortemente que refa·ʼím deva ser traduzido por “mortos”, “falecidos” ou “impotentes na morte”. Mas, qual o possível motivo da tradução “sombras” para refa·ʼím? O próximo artigo examinará esta pergunta.


Nota:


[1] Ligado na Videira. Os Mortos Tremem Debaixo das Águas? – Jó 26:5. Disponível em: <https://ligadonavideira.wordpress.com/2013/06/25/os-mortos-tremem-debaixo-das-aguas-jo-265/>.



Explicação das siglas usadas:

ACF: Almeida Corrigida e Revisada Fiel.
AKJV: American King James Version.
AM: Ave Maria (tradução católica).
ARC: Almeida Revista e Corrigida.
ARIB: Almeida Revisada Imprensa Bíblica.
ASV: American Standard Version.
BJ: Bíblia de Jerusalém.
BP: Bíblia Pastoral.
Darby: The ‘Holy Scriptures’ (Edição de 1949), de John Nelson Darby.
DR: tradução da Bíblia da Vulgata latina  para o Inglês feita por membros do Colégio católico Inglês Douay. O Novo Testamento parte foi publicada em Reims , França, em 1582.
GB: Genebra Bible.
JPS: Jewish Publication Society AT.
LOT: Leeser Old Testament.
NAA: Nova Almeida Atualizada.
NIV: New International Version.
NTLH: Nova Tradução na Linguagem de Hoje.
NVI: Nova Versão Internacional.
OL: O Livro.
RV: Versão em espanhol Reina-Valera, de Casiodoro de Reina e de Cipriano de Valera. 1989.
RWV: Revised 1833 Webster Version.
SBB: Bíblia da Sociedade Bíblica Britânica.
TB: Tradução Brasileira.
VW: A Voice in the Wilderness Bible.
  

A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org





 



sábado, 24 de agosto de 2019

Isaías 26:14 – “mortos” ou “sombras”? (Parte 2)


Fonte: jw.org


No artigo anterior, examinamos como diversas traduções usam duas formas básicas para verter a palavra hebraica refa·ʼím no texto de Isaías 26:14 e 19. (Para ver o artigo anterior, clique aqui.) Neste artigo, veremos como os dicionários e comentaristas bíblicos definem o significado dessa palavra.

Léxico Hebraico, Aramaico e Grego de Strong:

07496 rapha’
“Espíritos dos mortos, sombras, espíritos.” Procedente de 7495 [rapha’ ou רפה raphah:curar, tornar saudável”] no sentido de 7503 [raphah: afundar, relaxar, deixar cair, estar desalentado, frouxo”].

Outros definem este vocábulo como “morto, inanimado, sombras, fantasmas”; “morto, falecido”. De רָפָא rapha’ [curar, restaurar][1], no sentido de raphah [afundar, relaxar, abater][2] ; propriamente, relaxado, ie [isto é] (figurativamente) um fantasma (como morto; só no plural) - morto, falecido. [3]


Brown-Driver-Briggs:

I. רְפָאִים substantivo masculino Jó 26: 5
“Fantasmas […], como afundados, impotentes. 1) fantasmas dos mortos, sombras, espíritos.”[4]



Concordância Exaustiva da New American Standard Bible:

“Sombras, fantasmas, morto (3 vezes), espíritos que partiram (4 vezes), espíritos dos mortos (1 vezes).”



João Calvino comentou:

Os mortos não ressuscitarão(175) A palavra que nós traduzimos mortos” é vertida por outros como gigantes”(176) mas como em muitas passagens da Escritura רפאים [refa·ʼím] (177) (r277; ph257; 299; m) denota morto”, assim também nesta passagem [Isaías 26:14] será mais apropriado, caso contrário, não haveria contraste. (Salmos 88:11)

O Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible (“Notas Críticas e Explicativas Sobre a Bíblia Inteira”) comentou sobre refa·ʼím em Jó 26:5:

Coisas mortas são formadas - Em vez disso, “As almas dos mortos (Refaim) tremem”. Não só o poder de Deus existe, como diz Bildad (Jó 25:2), “em lugares altos” (céu), mas atinge a região dos mortos. Refaim aqui e em Provérbios 21:16 e Isaías 14:9 é de uma raiz hebraica, significando “ser fraco”; portanto, “falecido”.

A mesma obra comenta sobre refa·ʼím em Isaías 26:14, 19: “Falecido - hebraico, ‘Refaim’; impotente, na terra das sombras.” 


Geneva Study Bible (“Bíblia de Estudo de Genebra”) prefere “falecerão” em Isaías 26:14 e “os mortos” no versículo 19. John Gill’s Exposition of the Bible (“Exposição da Bíblia de John Gill”) também prefere “mortos” em Isaías 26:14 e 19. O mesmo fazem Scofield Reference Notes (“Notas de Referência de Scofield”, edição de 1917) e Treasury of Scripture Knowledge.

Como se pode ver, os lexicógrafos e os comentaristas entendem que o substantivo refa·ʼím pode ter a conotação tanto de “mortos” quanto de “sombras”. Será que o contexto bíblico em que este vocábulo é usado desta forma especial nos ajuda a determinar o seu significado? Vejamos, no artigo seguinte, as outras passagens, além de Isaías 26:14 e 19, que usam tal termo.



Notas:
[1] 7495. Rapha. Disponível em: <http://bibleapps.com/hebrew/7495.htm>.
[2] 7503. Raphah. Disponível em: <http://bibleapps.com/hebrew/7503.htm>.
[3] Bíblia Paralela. Disponível em: <https://bibliaparalela.com/hebrew/7496.htm>.
[4] Bíblia Paralela. Disponível em: <https://bibliaparalela.com/hebrew/7496.htm>.



A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org






sábado, 17 de agosto de 2019

Isaías 26:14 – “mortos” ou “sombras”? (Parte 1)


Fonte: jw.org


Um leitor escreveu:

Caríssimo, gostaria de sua ajuda para melhor entendimento de Isaías 26:14, 19. Nesses versículos a TNM [Tradução do Novo Mundo] usa a tradução “impotentes na morte”, ao passo que outras traduções usam a tradução “sombras”. No livro “Estudo Perspicaz” (it-[volume] 3, p. 390, [verbete] “Refains”) explica:

“O termo hebraico refa·ʼím é empregado em outro sentido na Bíblia. Às vezes aplica-se claramente, não a um povo específico, mas àqueles que estão mortos. Vinculando esta palavra a uma raiz que significa ‘abaixar, descontrair’, alguns peritos concluem que ela significa ‘os afundados, impotentes’. Nos textos em que ela tem esta acepção, a Tradução do Novo Mundo a verte por ‘os impotentes na morte’, e muitas outras versões empregam traduções tais como ‘coisas mortas’, ‘defuntos’ e ‘mortos’. — Jó 26:5; Sal 88:10 (88:11, PIB); Pr 2:18; 9:18; 21:16; Is 14:9; 26:14, 19.”

Não encontrei nada em apoio desta tradução nas obras de VINE, Strong, Dicionário de Wycliffe. Gostaria de saber se tem obras (não da Torre de Vigia) que apoiem a escolha usada pelos tradutores da TNM.

Aproveito a oportunidade para agradecer pelo bom trabalho que tem feito com seu site, em nos ajudar a entender melhor os termos bíblicos nos idiomas originais e também por defender tão vigorosamente e habilmente a TNM.

Resposta:

Vejamos como a Tradução do Novo Mundo Revisada 2015 verte Isaías 26:14 e 19:

Eles estão mortos; não viverão. Impotentes na morte, não se levantarão. Pois voltaste a tua atenção para eles, a fim de os exterminares e apagares qualquer lembrança deles.”

“Os seus mortos viverão. Os cadáveres do meu povo se levantarão. Acordem e gritem de alegria, vocês que residem no pó! Pois o seu orvalho é como o orvalho da manhã, E a terra deixará que os impotentes na morte voltem a viver.” – Isaías 26:19.



A palavra hebraica para “impotentes na morte” é RËFÅYM (רְפָאִים). O termo, além de se referir a um povo histórico de estatura elevada denominado “Refains”, é também usado em contextos relacionados com os mortos.

Como diversas traduções vertem o termo refa·ʼím em Isaías 26:14 e 19

Isaías 26:14:

“Os mortos” (ARIB); “mortos” (ASV; RWV); “Falecendo” (ACF; ARC); “falecidos” (AKJV; Darby; GB); “faleceram” (RV).

“São sombras, não ressuscitarão” (NVI; veja também NTLH; NAA; ARA); “as sombras não ressuscitarão” (AM; SBB; TB); “as sombras não se levantam” (JPS); “as sombras não ressurgirão” (BJ).

Isaías 26:19:

“Os mortos” (ACF; SBB; AKJV; ASV; Darby; GB; NTLH; RWV); “os seus mortos” (ARA; ARC; NAA; NVI; TB); “seus falecidos” (RV).

 “Das sombras” (ARIB); “a terra restituirá o dia às sombras” (AM); “e a terra trará à vida as sombras” (JPS); “a terra dará à luz sombras” (BJ).

Curiosamente, embora ARA, NAA, NTLH, SBB e TB traduzam “sombras” no verso 14, essas versões da Bíblia traduzem “os mortos” no verso 19. Inversamente, ARIB verte “os mortos” no verso 14 e “das sombras” no verso 19.

Como o leitor pode observar, as versões bíblicas estão divididas basicamente em dois grupos de tradução – algumas vertendo refa·ʼím com a ideia de “mortos”, e outras vertendo o mesmo vocábulo com o sentido de “sombras”. O artigo seguinte examinará como os dicionaristas e comentaristas bíblicos definem esta palavra.


Explicação das siglas usadas:

ACF: Almeida Corrigida e Revisada Fiel.
AKJV: American King James Version.
AM: Ave Maria (tradução católica).
ARA: Almeida Revista e Atualizada.
ARC: Almeida Revista e Corrigida.
ARIB: Almeida Revisada Imprensa Bíblica.
ASV: American Standard Version.
BJ: Bíblia de Jerusalém.
Darby: The ‘Holy Scriptures’ (Edição de 1949), de John Nelson Darby.
GB: Genebra Bible.
JPS: Jewish Publication Society AT.
NAA: Nova Almeida Atualizada.
NTLH: Nova Tradução na Linguagem de Hoje.
NVI: Nova Versão Internacional.
RV: Versão em espanhol Reina-Valera, de Casiodoro de Reina e de Cipriano de Valera. 1989.
RWV: Revised 1833 Webster Version.
SBB: Bíblia da Sociedade Bíblica Britânica.
TB: Tradução Brasileira.



A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org






Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *