Image Map











domingo, 5 de janeiro de 2020

Respondendo questões sobre a pronúncia do nome de Deus – Parte 3

Fonte: jw.org

Diversos leitores fizeram comentários a respeito do artigo “Qual é a pronúncia correta do nome de Deus?”Esta série de artigos aborda cada comentário, junto com uma consideração feita pelo autor do artigo.

Para ler os artigos anteriores desta série clique abaixo:


Outro leitor do mesmo artigo mencionado acima comentou:

Onde aparecia o nome YAHVEH eles pronunciavam ADONAY. Então, eles colocaram nas consoantes do nome YAHVEH as vogais de ADONAY, e isto fez com que surgisse a forma YEHOVAH. Existe uma forma abreviada do nome de Deus, que é יָה. Pronuncia-se “Yáh”, pois neste caso o “Hê” final é pronunciado, pois está com um ponto dentro dele, chamado “Mappiq”, o qual indica que o Hê deve ser pronunciado, apesar de estar no final da palavra. Esta forma abreviada do nome de Deus, adaptada para a língua portuguesa, é “Yah”.

A forma abreviada do nome de Deus é usada no Tanach geralmente em trechos poéticos, como, por exemplo, Êxodo 15:2 e Salmos 118:5, e é usada também na expressão הַלְלויָה “halelú Yáh”, que adaptada para o português é “aleluia”, a qual significa “louvai a Yah”.

Em hebraico, formas abreviadas do nome de Deus são usadas para formar nomes próprios. Existem cinco formas abreviadas do nome de Deus que são usadas para formar nomes próprios, sendo que duas são usadas como sufixo e três são usadas como prefixo: As formas abreviadas do nome de Deus que são usadas como sufixos para formar nomes próprios são יָהו “Yáhu” e יָה “Yáh”.

VEJA O QUE OS LÍDERES DAS TJ [Testemunhas de Jeová] DIZEM DO ASSUNTO: O NOME JEOVÁ É APENAS UMA IDEIA HUMANA, NADA MAIS. DE 1518 PARA CÁ; É RECENTE, É UMA FABRICAÇÃO MEDIEVAL:

it-2 p. 495 Jeová [Estudo Perspicaz das Escrituras, volume 1, p. 495, verbete “Jeová”]:

“O objetivo das palavras é transmitir ideias; em português, o nome Jeová identifica o verdadeiro Deus, transmitindo esta ideia mais satisfatoriamente, hoje em dia, do que qualquer dos substitutos sugeridos.”

Resposta:

Uma resposta às afirmações sem base feitas pelo leitor acima foi muito bem elaborada no artigo “Jeová ou Javé? – Qual a forma realmente equivocada de se pronunciar o Nome de Deus”

Outro leitor comentou:

Alguém pode me dizer como pode ter certeza da pronúncia de um nome escrito em uma língua morta há quase dois mil anos? E como podem dizer qual vogal usar na transliteração de um idioma que não tinha vogais até meados do séc. VIII? A resposta é: não há como fazer essa afirmação!!! Ninguém gravou!!!

 A língua muda sempre, principalmente a pronúncia. YESHUA, YEHOSHUA, YAHOSHUA, ETC., SÃO TÃO TRANSLITERADOS QUANTO JESUS!!! NÃO HAVIA VOGAIS NO HEBRAICO ANTIGO. É TUDO TRANSLITERADO!!!

1 Timóteo 1:3-7 declara: “Quando eu estava de viagem, rumo da Macedônia, te roguei permanecesses ainda em Éfeso para admoestares a certas pessoas, a fim de que não ensinem outra doutrina, nem se ocupem com fábulas e genealogias sem fim, que, antes, promovem discussões do que o serviço de Deus, na fé. Ora, o intuito da presente admoestação visa ao amor que procede de coração puro, e de consciência boa, e de fé sem hipocrisia. Desviando-se algumas pessoas destas coisas, perderam-se em loquacidade frívola, pretendendo passar por mestres da lei, não compreendendo, todavia, nem o que dizem, nem os assuntos sobre os quais fazem ousadas asseverações.”

Resposta:

O objetivo do artigo acima não foi mostrar a pronúncia ORIGINAL do nome divino. O propósito foi demonstrar que Deus tem um nome que deve ser usado respeitosamente por todos os que professam servi-lo, e que a pronúncia “Jeová” goza de aceitação internacional, é a mais conhecida, sendo a pronúncia que identifica o Deus Todo-poderoso. O uso do nome divino não é um assunto trivial. Não é “outra doutrina”, mas sim um assunto solidamente fundamentado na Bíblia, conforme mostram as passagens bíblicas abaixo:

“E todo aquele que invocar o nome de Jeová será salvo; Pois no monte Sião e em Jerusalém estarão os que escaparem, assim como Jeová disse, Os sobreviventes que Jeová está chamando.” – Joel 2:32.

“Portanto, orem do seguinte modo: ‘Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome.’” – Mateus 6:9.

Portanto, os textos citados pelo referido leitor acima não se aplicam ao tema em pauta. O que se nota entre os membros da cristandade é uma resistência e uma oposição ao uso do nome de Deus. As questões sobre pronúncia são levantadas por eles com esse intuito. Mas as Escrituras nos exortam a invocar a Deus por nome. Isaías 12:4 nos exorta: “E naquele dia vocês dirão: ‘Agradeçam a Jeová, invoquem o seu nome, tornem os seus feitos conhecidos entre os povos! Proclamem que seu nome é sublime.”

Jesus Cristo tornou manifesto o nome de Deus, conforme ele mesmo afirmou em oração a seu Deus e Pai: “Tornei o teu nome conhecido aos homens que me deste do mundo. Eles eram teus, e tu os deste a mim, e eles obedeceram à tua palavra. Eu tornei o teu nome conhecido a eles, e o tornarei conhecido, para que o amor com que me amaste esteja neles, e eu em união com eles.” (João 17:6, 26) Como cristãos, devemos seguir o exemplo de Cristo.


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org




Nenhum comentário:

Postar um comentário


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *