Image Map











domingo, 16 de fevereiro de 2020

Quanto tempo durou a escravidão dos israelitas no Egito?


Fonte: jw.org


Um leitor trouxe a este site o seguinte assunto:

Apologista, gostaria que me ajudasse em relação a uma dúvida que surgiu para mim no meu estudo pessoal. É sobre o tempo que se passou entre a morte de Abraão e o dia em que Jeová falou com Moises no espinheiro. No livro “Vem ser meu seguidor”, no tópico “Está escrito”, na página 106, parágrafo 21, lemos que Jeová teria falado com Moises por volta de 1514 AC e que teriam se passado 329 desde a morte de Abraão, 224 da morte de Isaque e 197 da morte de Jacó.

Minha dúvida é: Quando Jeová falou com Moisés haviam-se passado mais de 400 anos do exílio no Egito. Considerando que os israelitas teriam ficado 430 anos no Egito, como entender essa cronologia? Como conciliar esses 430 anos de exílio com 329 anos entre a morte de Abraão e o sinal no espinheiro? Por favor, me ajude. Obrigado desde já.


Resposta:

A versão Almeida Corrigida Fiel traduz assim Êxodo 12:40: “O tempo que os filhos de Israel habitaram no Egito foi de quatrocentos e trinta anos.” Da mesma forma vertem ARA, ARC, ARIB, NVI, SBB, TB, AM, NAA, NTLH, AKJV, ASV, BBE, EJ 2000, JPS, MKJV, NHEB, NIV, NSB, RSV, Ro, UBV, WEB, LSE, RV, RSV.

OL é mais enfática ainda em relacionar o período de 430 anos com a permanência dos israelitas no Egito, vertendo assim: “Os filhos de Jacob estiveram assim 430 anos completos no Egipto; e foi no último dia desses 430 anos que todo o povo de Jeová deixou aquela terra.”

Porém, uma análise da cronologia bíblica mostra que os israelitas não permaneceram 430 anos no Egito. Veja os textos bíblicos abaixo:

25 anos – desde a saída de Abraão da Mesopotâmia até o nascimento de Isaque:

“Então Abrão foi, assim como Jeová lhe havia mandado, e Ló foi com ele. Abrão tinha 75 anos de idade quando saiu de Harã.” – Gênesis 12:4.

“Abraão tinha 100 anos de idade quando se tornou pai de Isaque, seu filho.” – Gênesis 21:5.

Mais 60 anos – até o nascimento de Jacó:

“Depois saiu seu irmão [Jacó], e a mão dele segurava o calcanhar de Esaú, de modo que recebeu o nome de Jacó. Isaque tinha 60 anos de idade quando ela os deu à luz.” – Gênesis 25:26.

Mais 130 anos – até a entrada de Jacó com sua família no Egito:

“Jacó respondeu a Faraó: ‘Os anos das minhas peregrinações são 130. Têm sido poucos e aflitivos os anos da minha vida; não são tantos como os anos de vida dos meus antepassados, de suas peregrinações.’” – Gênesis 47:9.

Somando os três períodos (25 + 60 + 130), temos o resultado de 215 anos. Deduzindo este período dos 430 anos mencionados em Êxodo 12:40, percebemos que os israelitas permaneceram 215 anos no Egito: 430 – 215 = 215.

Como boas traduções traduzem Êxodo 12:40 de modo a harmonizá-lo com a cronologia bíblica

A Tradução do Novo Mundo verte assim tal passagem: “O tempo de morada dos israelitas, que moraram no Egito, foi de 430 anos.” Observe que a expressão entre vírgulas “que moraram no Egito” não está vinculada ao tempo de 430 anos, podendo, inclusive, ser parentética. Sobre essa forma de traduzir, temos a seguinte explicação da obra Estudo Perspicaz das Escrituras (volume 1, p. 615, verbete “Cronologia”):

Ao passo que a maioria das traduções verte o  versículo 40 de modo a fazer que os 430 anos se apliquem inteiramente à morada no Egito, o original hebraico admite a tradução acima. Também, em Gálatas 3:16, 17, Paulo associa este período de 430 anos com o tempo entre a validação do pacto abraâmico e a celebração do pacto da Lei. Evidentemente, quando Abraão atuou segundo a promessa de Deus, cruzando o Eufrates em 1943 AEC, em caminho para Canaã, e realmente entrou nesta “terra” à qual Deus o dirigiu, foi validado o pacto abraâmico. (Gên 12:1; 15:18-21) Exatamente 430 anos depois deste evento, seus descendentes foram libertos do Egito, em 1513 AEC, e naquele mesmo ano se fez com eles o pacto da Lei. Evidência de que, desde tempos primitivos, se entendeu que o período mencionado em Êxodo 12:40, 41, começou a contar desde o tempo em que os antepassados da nação passaram a ir para Canaã é indicada pela versão da Septuaginta grega: “Mas a morada dos filhos de Israel, que moraram na terra do Egito e na terra de Canaã, [foi] de quatrocentos e trinta anos de duração.” (Negrito acrescentado.)[1]



A Septuaginta assim verte:

δ κατοκησις τν υἱῶν Ισραηλ,
A, pois, morada dos filhos de Israel,

ν κατκησαν ν γ Αγπτ κα ν γ Χανααν,
os quais moraram no Egito e na terra de Canaã,

τη τετρακσια τρικοντα
quatrocentos e trinta anos


Diversas outras traduções também vertem de modo a desvincular o período da habitação dos israelitas no Egito do período de 430 anos. Observe isso nos exemplos abaixo:

“Ora, o tempo que os filhos de Israel habitavam na terra do Egito e na terra de Canaã (LXX) foi de quatrocentos e trinta anos.” – ACV.

 “E a residência dos filhos de Israel, que residiram no Egito, foi de quatrocentos e trinta anos.” – Darby.

“E a morada dos filhos de Israel, que fizeram no Egito, foi de quatrocentos e trinta anos.” – DR.

“Pois a morada dos filhos de Israel, que moravam no Egito, foi de quatrocentos e trinta anos.” – JWB.

“Assim, a morada dos filhos de Israel, enquanto moravam no Egito, foi de quatrocentos e trinta anos.” – GB.

“Ora, a peregrinação dos filhos de Israel, que moravam no Egito, foi de quatrocentos e trinta anos.” – KJ 2000; também KJ; RWV, UKJV, We.

“Ora, o tempo da residência dos filhos de Israel, os quais habitavam no Egito, foi de quatrocentos e trinta anos.” – LOT.

O livro citado pelo referido leitor – “Venha Ser Meu Seguidor” (2007, p. 106, par. 21) declara:

Moisés ouviu essas palavras de Jeová perto de um espinheiro em chamas por volta de 1514 AEC. (Êxodo 3:2, 6) Naquela época, já fazia 329 anos que Abraão tinha morrido; Isaque tinha morrido havia 224 anos, e Jacó, havia 197 anos.

Fonte: jw.org 

No ano seguinte ao da designação divina de Moisés, em 1513 AEC (antes da Era Comum), ocorreu a saída dos israelitas do Egito, no primeiro mês do ano, o mês de abibe (posteriormente também chamado de nisã). Lemos em Êxodo 12:2, 4: “Este mês será o começo dos meses; será o primeiro mês do ano para vocês. Vocês estão saindo hoje, no mês de abibe.” Em 1513 AEC fazia 330 anos que Abraão havia morrido. Abraão morreu com 175 anos. (Gênesis 25:7) 100 anos antes, quando Abraão estava com 75 anos, em 1943 AEC, ele entrou na terra de Canaã. (Gênesis 12:4) Assim, o período desde que Abraão entrou na Terra da Promessa até a saída dos israelitas do Egito foi de 430 anos.


Nota:


Explicação das siglas usadas:

ACV: A Conservative Version.
AKJV: American King James Version.
ARA: Almeida Revista e Atualizada.
ARC: Almeida Revista e Corrigida.
ARIB: Almeida Revisada Imprensa Bíblica.
ASV: American Standard Version.
AM: Ave Maria (tradução católica).
BBE: Bible in Basic English.
Darby: The ‘Holy Scriptures’ (Edição de 1949), de John Nelson Darby.
DR: tradução da Bíblia da Vulgata latina para o Inglês feita por membros do Colégio católico Inglês Douay. O Novo Testamento parte foi publicada em Reims, França, em 1582.
EJ 2000: English Jubilee 2000 Bible.
GB: Genebra Bible.
JPS: Jewish Publication Society AT.
JWB: John Wycliffe Bible.
KJ: King James Version.
KJ 2000: King James Version 2000.
LOT: Leeser Old Testament.
LSE: Las Sagradas Escrituras.
MKJV: Modern King James Version 1963.
NAA: Nova Almeida Atualizada.
NHEB: New Heart English Bible.
NIV: New International Version.
NSB: New Simplified Bible.
NTLH: Nova Tradução na Linguagem de Hoje.
NVI: Nova Versão Internacional.
Ro: Rotherham Version.
RSV: Revised Standard Version.
RV: Versão em espanhol Reina-Valera, de Casiodoro de Reina e de Cipriano de Valera. 1989.
RWV: Revised 1833 Webster Version.
SBB: Bíblia da Sociedade Bíblica Britânica.
TB: Tradução Brasileira.
UBV: Updated Bible Version.
UKJV: Updated King James Version.
We: Webster.
WEB: World English Bible.


Referências:

Bíblia Online. Disponível em: < https://www.bibliaonline.com.br/>.


Sociedade Bíblica do Brasil. Pesquisa da Bíblia. Disponível em: <http://www.sbb.org.br/conteudo-interativo/pesquisa-da-biblia/>.


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.

A menos que seja indicada outra fonte, todas as publicações citadas são produzidas pelas Testemunhas de Jeová.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org






Um comentário:

  1. Ótima explicação! Podemos dizer que a Septuaginta contém a chave para entender essa cronologia, pois a Septuaginta é a única fonte onde se preservou a informação que os 430 anos não são APENAS referentes ao Egito, mas se refere sim a DOIS TEMPOS:
    Os 215 anos que Abraão morou em Canaã ANTES da Seca que fez sua família buscar refúgio no Egito
    E
    Os 215 anos que o povo de Israel morou no Egito.
    Total: 430 anos.
    Posso até arriscar em dizer que esse ponto é uma corrupção específica no texto massoretico que temos hoje, pois a Septuaginta, QUE É BEM MAIS ANTIGA DO QUE O MASSORETICO, preservou a informação que havia no texto hebraico antigo que serviu como base para os judeus fazerem a tradução para o grego. E lá temos a CLARA informação de que 430 anos eram a soma da morada em Canaã e no Egito.

    ResponderExcluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *