Image Map











terça-feira, 31 de março de 2020

Em que sentido Jeová desceu à Terra?


Fonte: jw.org

Contribuído.

A Bíblia Sagrada relata, por vezes, que Jeová, o Criador do universo, “desceu” à terra para tomar determinadas ações com relação às atividades humanas. Por exemplo, a Bíblia diz que, na época da construção da Torre de Babel, Deus “desceu para ver acidade e a torre que os homens estavam construindo.” (Gênesis11:5, Nova Versão Internacional) E quando Deus enviou anjos para salvar Ló e sua família da destruição das cidades de Sodoma e Gomorra, Deus disse a seu servo Abraão: “Descerei para ver se o que eles têm feito corresponde ao que tenho ouvido.” (Gênesis 18:21, NVI). A Bíblia também relata que Deus disse a Moisés, com respeito aos israelitas que eram escravos no Egito: “Desci para livrá-los das mãos dos egípcio.” – Êxodo 3:8, NVI.

Será que essas expressões bíblicas significam que Deus se fez pessoalmente presente na Terra? Como isso seria possível, visto que a Bíblia ensina que os céus espirituais são “o lugar da tua habitação”, isto é, da habitação de Deus? Não foi o próprio Senhor Jesus que disse que nosso Pai celestial “está nos céus”? (1 Reis 8:30; Mateus 6:9) Sendo assim, em que sentido Deus desceu à terra? O que significa “descer”?

Bem, precisamos primeiro analisar o sentido básico da palavra hebraica utilizada para “descer”. A palavra comumente usada nesses relatos é yarad. O Dicionário Expositivo de Palavras do Antigo Testamento (de W. E. Vine) diz sobre essa palavra: “Basicamente, este verbo conota ‘movimento’ de um local mais alto para um local mais baixo.” Strong diz que ela significa “1) descer, ir para baixo, declinar, marchar abaixo, afundar”. (03381). A Septuaginta traduziu essa palavra por katabaíno, a qual significa “ir para baixo, abaixar, descer” (Vine).


Com base nessa definição, alguns defensores da doutrina da onipresença de Deus alegam que Deus desceu pessoalmente e literalmente à Terra. Mas, pense um pouco: Se Deus é onipresente, ele está em todos os lugares do universo; como poderia então se ‘movimentar de um local mais alto para um local mais baixo’, conforme a definição de yarad, de Vine? É possível que esta palavra esteja sendo usada na Bíblia em sentido metafórico? Vine diz sobre o verbo yarad: “Figurativamente, o verbo tem muitos usos”.

Observe um desses usos em Êxodo 11:8, onde Deus diz a Faraó: “Então todos estes teus servos descerão a mim, e se inclinarão diante de mim.” ( Almeida Corrigida Fiel ) Podemos concluir disto, que os servos de Faraó estavam em uma posição física acima de Deus e que, assim, iriam descer até ele de forma literal? Ou podemos entender este uso da palavra “descer” como significando se aproximar de Deus, reconhecendo sua posição? É óbvio, pois, que “descer” nem sempre tem o sentido literal da palavra.

Como Jeová desceu à Terra?

Corroborando com a ideia de que Deus não precisava descer literalmente à Terra para tomar certas atitudes com relação às atividades humanas, temos o testemunho claro da Bíblia, de que Deus assim trabalha por meio de agentes. Em Gênesis 18:1 a Bíblia relata que o “Senhor (YHWH; Jeová, em hebraico) apareceu a Abraão”. Nessa ocasião, Abraão recebeu a visita de três “homens”. Quem eram? O escritor da carta aos Hebreus menciona alguns servos de Deus do passado que “sem saber… acolheram anjos”. (Hebreus 13:2) A Bíblia confirma que os três visitantes de Abraão eram “anjos” ou mensageiros da parte de Deus, sendo que um deles era representante direto de Deus e falava em nome dEle. (Gênesis 19:1) É neste que contexto Deus declara que desceria até Sodoma e Gomorra, duas cidades que estavam situadas em um vale e, portanto, geograficamente em um local mais baixo de onde Deus apareceu a Abraão. O livro de Êxodo descreve também manifestações de Deus a Moisés em uma sarça ardente e, posteriormente, no monte Sinai, dando-lhe leis para a nação de Israel. Por outro lado, Estevão esclarece que Deus fez tudo isso por meio de anjos. (Atos 7:30, 34,38, 53) Fica claro que Deus assim opera por meio de agentes angélicos, sem haver a necessidade de descer literalmente à Terra. 

Sim, a Bíblia ensina que mesmo “os céus dos céus” não podem conter a Deus. Também diz que Deus ouve orações desde os céus, ‘o lugar da habitação dEle’. (1 Reis 8:27, 43). Portanto, a Bíblia é clara em ensinar que Deus não é onipresente, mas que desde os céus pode realizar tudo que for do seu agrado.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org





domingo, 29 de março de 2020

“Dádivas EM homens” ou “dons AOS homens” – Parte 4 (Final)

Fonte: jw.org

Os três artigos anteriores trouxeram à atenção que a Tradução do Novo Mundo diverge das demais traduções pesquisadas em português, inglês e espanhol na tradução de Efésios 4:8; e que a expressão em grego se encontra no caso dativo. Apontou que o dativo em Efésios 4:8 deve ser o dativo de esfera, que tem o sentido de “em homens”. Mostrou que tanto o contexto do Salmo 68, de onde Paulo extrai a citação que ele fez em Efésios 4:8, bem como a aplicação que Paulo faz desse salmo, indicam que a melhor forma de traduzir é “dádivas em homens”. Leia os artigos anteriores clicando nos temas abaixo:




Neste último artigo examinaremos o subtítulo abaixo:

Diversos teólogos e comentaristas bíblicos entendem que esse é o sentido de Efésios 4:8

A obra The First Urban Churches 3: Ephesus (“As Primeiras Igrejas Urbanas 3: Éfeso”) declarou sobre a relação entre esse Salmo e a aplicação feita por Paulo em Efésios:


A LXX [Septuaginta] original retrata a procissão vitoriosa de Deus guerreiro depois de sua conquista dos inimigos na terra. Deus, como vitorioso sobre seus inimigos capturados, ascendeu ao monte Sião em triunfo, então ele recebe tributo (“dádivas”) a partir dos rebeldes derrotados como sinal de sua submissão (λαβες δματα ν νθρπῳ [Os 67:18 LXX]).

[…]

O que o ressuscitado Cristo dá, contudo, são líderes talentosos para sua igreja (Ef 4:11) O papel dos líderes talentosos é preparar o povo de Deus para a obra de serviço de modo que os crentes possam alcançar a plenitude de Cristo, demonstrada em uma fé estável que é caracterizada por um compromisso para a verdade e o amor (Ef 4:12-16). – Negrito acrescentado.

Em um seminário para obreiros ministrado pelo pastor Raimundo Nonato, da Igreja Assembleia de Deus de Camboriú, Santa Catarina, Brasil, há a seguinte explicação:

1.4. A chamada específica ou ministerial (At 13.1-3; Ef 4.8-16)
Observemos que a chamada de Paulo e Barnabé foi uma chamada específica, onde Deus mesmo se manifesta através da palavra profética e separa alguns dos seus fiéis para realizar um trabalho específico no reino de Deus. Através desta chamada Deus separa homens para presenteá-los à Igreja, isto é, dons em forma de homens. A fim de estarem na frente da Igreja como verdadeiros porta vozes de Deus, trabalhando no aperfeiçoamento dos santos.[1]

A obra “As Grandes Doutrinas Da Bíblia”, de Raimundo De Oliveira, comenta:

Quando o Cristo subiu ao Céu, concedeu certos dons à sua Igreja.  
São dons em forma de homens por Ele chamados.  Esses diferentes dons estão relacionados em Efésios 4.11. Esses mesmos dons operaram em Cristo, pois através do Novo Testamento vemo-Io como apóstolo (Hb  3.1),  profeta  (At  3.22,23),  evangelista  (Lc 4.18),  pastor  (Jo  1.10)  e  mestre  (Jo  13.13,14). Agora, exaltado à destra do Pai, Jesus concede à Igreja esses dons.  Ministeriais que nele operaram, para que a Igreja seja edificada.  Nada há mais indefeso que  um  rebanho  de  ovelhas  sem pastor, e a Igreja é comparada a um rebanho de ovelhas.[2] 



Consoantemente, a obra “Adoração Bíblica”, do Dr. Russel P. Shedd, traz o seguinte comentário:

Os líderes (domata, “presentes”, “dons”) que o Senhor exaltado dá para a sua Igreja têm a responsabilidade de treinar e equipar os membros para o pleno desempenho do seu serviço (diakonia, Ef 4.8, 12). Todo tipo de serviço, dentro e fora da igreja, está em vista Paulo, sendo apóstolo, era também servo do evangelho (Ef 3.7; Cl 1.23), servo de Deus (2 Co 6.4) e servo da igreja (Cl 1.25).64 Também eram servos (diakonoi) os colaboradores de Paulo (Ef 6.21; Cl 1.7, 4.7; 1 Ts 3.2). O uso do dom estimula outros irmãos a descobrirem e desenvolverem seus carismas. Sendo todo serviço também um meio de cultuar, tanto Paulo como Pedro (1 Pe 4.10, 11) colocam diakonia entre os dons. Seu exercício glorifica a Deus; encaixa-se na ampla visão bíblica de adoração.[3]

O Professor de Hebraico e de Grego Rubens D. Oliveira fez o seguinte comentário:

Tois anthropois literalmente “para os homens”, mas também pode ser traduzido “em homens”. Qual é o a melhor opção? É necessário usar a parte semântica e contextual. Aqui é uma citação do Salmo 68:18, que diz ÅLYTÅ LAMÅROM (“subiste para o alto”) SHÅVYTÅ SHEVY (“e levaste cativo cativos”) LÅQACHËTÅ MATÅNOT BÅÅDÅM (“recebeste dádivas EM homens”). BÅÅDÅM: “em homens ou entre homens”. ÅDÅM aqui é um singular coletivo, mas pode ser entendido claramente como plural. MATÅNOT indica que ÅDÅM aqui é plural, então fica “dádivas EM homens”. Se fosse “para os homens” estaria laadam. Então, não seria correto colocar em Efésios 4:8 “dádivas para os homens” porque o original hebraico não diz isso. Assim, o hebraico é a base para se traduzir corretamente esse texto.

Levando em consideração o dativo de esfera, é contextualmente preferível. Em vista da citação direta de um texto em que nós temos uma preposição locativa, ou de esfera.

É obvio que é um dativo de esfera.

Assim, tanto o texto hebraico quanto a tradução grega da Septuaginta indicam que a melhor forma de traduzir Efésios 4:8, a bem da coerência bíblica, é “dádivas em homens”. E isto também não fere a gramática grega, pois o dativo grego também pode ter o sentido de esfera – da esfera particular na qual se desenvolve uma atividade.

E o próprio contexto de Efésios, capítulo 4, se harmoniza com este sentido. Efésios 4:8 utiliza o verbo δδωμι (dídomi, “dar”), na declinação δωκεν (édoken), o aoristo ativo do indicativo. O mesmo verbo dídomi é usado no versículo 11, onde lemos: “E ele deu [δωκεν] alguns como apóstolos, alguns como profetas, alguns como evangelizadores, alguns como pastores e instrutores.” Por conseguinte, o contexto também se harmoniza com o entendimento de que os dons (dádivas) são os homens.


Notas:

[1] Disponível em: <http://prnonatoadc.no.comunidades.net/como-ser-um-auxiliar-eficaz>.

[2] https://www.passeidireto.com/arquivo/23248203/as-grandes-doutrinas-da-biblia-raimundo-de-oliveira

[3] Sociedade Religiosa Edições Vida Nova Copyright © 1987 - S.R. Edições Vida Nova Primeira edição: junho de 1987 Reimpressão: agosto de 1991. Disponível em: <http://www.pibbenjf.com.br/arquivos/ebooks/Ebook_003.pdf>.



Referencias:

αχμαλωτεω (aikhmaloteúo). The Online Greek Bible. Disponível em: <http://www.greekbible.com/l.php?ai)xmalwteu/w_v-3aai-s--. Disponível em: <http://www.greekbible.com/l.php?ai)xmalwsi/a_n-----asf-_>.


αχμαλωσία (aikhmalosía). The Online Greek Bible. Disponível em: <http://www.greekbible.com/l.php?ai)xmalwsi/a_n-----asf-_>.

πειθέω (apeithéo). Bill Mounce. https://www.billmounce.com/greek-dictionary/apeitheo

 

______. Lexicons da Bíblia. Dicionário Lexical Grego do Antigo / Novo Testamento. Disponível em: <https://www.studylight.org/lexicons/greek/544.html>.

 


______. Messie2vieEnseignements bibliques gratuits. Disponível em: <https://www.messie2vie.fr/bible/strongs/strong-greek-G0544-apeitheo.html>.

Bíblia Católica Online. Disponível em: <https://www.bibliacatolica.com.br/biblia-ave-maria/efesios/4/>.

Bíblia Hebraica. Disponível em: <http://www.hebraico.pro.br/>.

Bíblia Online. Disponível em: <https://biblia.gospelprime.com.br/nsb/efesios/4/.

Caso Dativo - Classificação Sintática. Disponível em: <https://www.ntgreek.org/learn_nt_greek/classify-dative.htm>.

λαβες (élabes). Bible Hub. Disponível em: <https://biblehub.com/greek/elabes_2983.htm>.

Harrison, James R.; Welborn, L. L. The First Urban Churches 3: Ephesus. SBL Press (Society of Biblical Literature). 2018. Disponível em: <https://books.google.com.br/books>.


Salmo 68:18. Bible Hub. Disponível em: <https://biblehub.com/psalms/68-18.htm>.

Salmo 67. Septuaginta. Deutsche Bibel Gesellschaft. Disponível em: <https://www.academic-bible.com/en/online-bibles/septuagint-lxx/read-the-bible-text/bibel/text/lesen/stelle/19/670001/679999/ch/9576d8397f7228eaeca1a01b89a5b21f/>.

Ruck, Carl A. P. Grego Antigo: Uma Nova Abordagem. Caso Dativo. Segunda Edição. Versão 4.1, 1999-2002. Disponível em: <www.centrovirtual.org/material/ruck>.

The Online Greek Bible. Disponível em: <http://www.greekbible.com/index.php>.

Wallace, Daniel B. Gramática Grega: Uma Sintaxe Exegética do Novo Testamento. Copyright © 1996. Por Daniel B. Wallace. Zondervan Publisbing House. Grand Rapids, Michigan. 49530. Título em inglês: Greek Grammar Beyond the Basics. Disponível em: <http://photosalegria.com.br/wp-content/uploads/2018/11/kupdf.net_gramaacutetica-grega-daniel-b-wallace.pdf>.

Wilkins, Michael J. Comentario bíblico con aplicación NVI Mateo: Del texto bíblico a una aplicación contemporânea. Disponível em: <https://books.google.com.br/books>.

 

 

A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.


Contato: oapologistadaverdade@gmail.com

Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org

 







sexta-feira, 27 de março de 2020

“Dádivas EM homens” ou “dons AOS homens” – Parte 3

Fonte: jw.org

Os dois artigos anteriores trouxeram à atenção que a Tradução do Novo Mundo diverge das demais traduções pesquisadas em português, inglês e espanhol na tradução de Efésios 4:8; e que a expressão em grego se encontra no caso dativo. Apontou que o dativo em Efésios 4:8 deve ser o dativo de esfera. Este artigo mostrará a base para esta última conclusão.

Leia os artigos anteriores clicando nos temas abaixo:



Vejamos agora quais as bases para se entender que o dativo em questão no texto de Efésios 4:8 é um dativo de esfera.

A citação do Salmo 68:18 da Septuaginta grega

Efésios 4:8 contém uma citação do Salmo 68:18. Observe como a Septuaginta grega verte esse texto (que ocorre como 67:19):

νβης ες ψος, χμαλτευσας αχμαλωσαν,
anébes eis hýpsos, ekhmalóteusas aikhmalosían,
tendo subido ao alto, capturou cativos

λαβες δματα ν νθρπ,
élabes dómata en anthrópoi,
recebeu dádivas em homens,

κα γρ πειθοντες το κατασκηνσαι. κριος θες ελογητς
também pois os desobedientes dos para residir. Senhor o Deus bendito.

Observe que a Septuaginta usa a expressão “dádivas em homens”. Tal tradução foi fiel ao texto original hebraico. Vejamos como o Salmo 68:18 se encontra em hebraico:

O texto hebraico


Um site da Bíblia hebraica traduz assim o texto:

“Tu subiste ao alto, levando os teus cativos; recebeste dons dentre os homens, e até dentre os rebeldes, para que o Senhor Deus habitasse entre eles.”[1]

A palavra hebraica para “dentre os homens” é BÅÅDÅM. Esta palavra não significa “aos homens”, e sim “entre os homens” e “em homens”. Portanto, o texto hebraico fornece a base para a Septuaginta traduzir “dádivas em homens”. Assim, é coerente traduzir a citação que Paulo fez do Salmo 68:18 como “dádivas em homens”. Ademais, gramaticalmente isso também é possível, pois o dativo em grego pode ter esse sentido. Também, o próprio contexto do Salmo 68 dá base para esse entendimento.

O contexto do Salmo 68

Sobre o contexto desse salmo, observe o que afirma o “Comentário de Meyer sobre o Novo Testamento” (em inglês):

[205] No entanto, também pode denotar que os próprios homens são os presentes. Assim, Ewald o considera, lc (e compõe seu Ausführl. Lehrb. Der Hebr. Sprache, § 287 h), referindo-o especialmente aos servos mais humildes do templo, que Davi e Salomão, por exemplo, reuniram entre os povos subjugados e instalaram-se ao redor do templo, a quem Deus, como se estivesse em uma procissão triunfal do Sinai a Sião, trouxe-os como prisioneiros, e depois fez com que os homens lhe fossem devotados como oferendas, para que eles, que antes eram tão turbulentos, pudessem habitar pacificamente em Seu serviço (“mesmo os rebeldes devem habitar com Jah Deus”, como Ewald apresenta as palavras finais da passagem). O sentido: “através dos homens”, que Hoelemann, por conta do ver. 11, encontra como um significado “secundário” em באדם, [BÅÅDÅM] não deve ser pensado, nem mesmo de acordo com o apóstolo, δωκε τος νθρώποις.[2]

De modo consoante, o periódico A Sentinela (1/6/1999, pp. 9 § 4) comentou o seguinte sobre isso:

Quando Paulo usou a expressão “dádivas em homens”, ele citou o Rei Davi, que dissera a respeito de Jeová: “Ascendeste ao alto; levaste contigo cativos; tomaste dádivas em forma de homens.” (Salmo 68:18) Depois de os israelitas terem estado alguns anos na Terra Prometida, Jeová ‘ascendeu’ figurativamente ao monte Sião e tornou Jerusalém a capital do reino de Israel, tendo a Davi por rei. Mas quem eram as “dádivas em forma de homens”? Eram homens tomados cativos durante a conquista do país. Alguns desses cativos foram mais tarde colocados à disposição dos levitas, para ajudar no serviço do tabernáculo. — Esdras 8:20.

A aplicação que Paulo fez do Salmo 68:18

Tendo em vista o contexto do Salmo 68, como o apóstolo Paulo aplicou aquela passagem à atividade de Cristo? O periódico A Sentinela (15/9/2015, p. 18, § 8) comentou o seguinte sobre isso:

Paulo usou um costume dos soldados da antiguidade para ilustrar como Jesus tem provido “dádivas em homens” para ajudar a unir a congregação. Um soldado vitorioso talvez trouxesse para casa um prisioneiro estrangeiro como escravo para ajudar a esposa nas tarefas domésticas. (Sal. 68:1, 12, 18) De modo similar, a vitória de Jesus sobre o mundo lhe rendeu muitos escravos voluntários. (Leia Efésios 4:7, 8.) Como ele usou esses prisioneiros, por assim dizer? “Ele deu alguns como apóstolos, alguns como profetas, alguns como evangelizadores, alguns como pastores e instrutores, visando o reajustamento dos santos para a obra ministerial, para a edificação do corpo do Cristo, até que todos alcancemos a unidade na fé.” — Efé. 4:11-13.

Assim como no período pré-cristão da conquista israelita sobre os inimigos do povo de Deus os cativos se tornaram assistentes na adoração verdadeira, de modo similar os “cativos” do período cristão eram os que estavam sobre o controle de Satanás e que foram usados por Jesus como dádivas na comunidade cristã para a edificação de seus membros.

O retrocitado artigo do periódico A Sentinela (1/6/1999, pp. 10 §§ 5-6) fez a seguinte explicação:

[…]Paulo aplica aqui este salmo a Jesus, como representante de Deus. […] Em 33 EC, o ressuscitado Jesus ascendeu “muito acima de todos os céus” — mais alto do que todas as outras criaturas celestiais. (Efésios 4:9, 10; Filipenses 2:9-11) Como vencedor, Jesus tomou “cativos” do inimigo. De que forma?

Quando na Terra, Jesus demonstrou seu poder sobre Satanás por libertar os mantidos em servidão pelos demônios. Foi como se Jesus tivesse invadido a casa de Satanás, amarrando-o e apoderando-se dos bens dele. (Mateus 12:22-29) Imagine, depois de ressuscitado e encarregado de “toda a autoridade no céu e na terra”, que saque Jesus foi então capaz de fazer! (Mateus 28:18) A partir do Pentecostes de 33 EC, Jesus, que ascendera ao alto, como representante de Deus, começou a despojar a casa de Satanás por ‘levar embora cativos’ — homens que por muito tempo tinham sido escravos do pecado e da morte, e estado sob o controle de Satanás. Esses “cativos” tornaram-se voluntariamente “escravos de Cristo, fazendo de toda a alma a vontade de Deus”. (Efésios 6:6) Na realidade, Jesus arrancou-os do controle de Satanás e os deu, em nome de Jeová, à congregação como “dádivas em homens”.


Assim, o próprio contexto do Salmo 68 indica que as dádivas são os homens capturados e posteriormente utilizados no serviço de Deus. Paulo seguiu a mesma ideia em sua aplicação desse Salmo, indicando que os capturados por Cristo, o representante de Deus, tornam-se verdadeiras dádivas para o povo cristão. No quarto e último artigo desta série veremos como diversos teólogos e comentaristas bíblicos entendem desta forma.


Notas:
[1] Disponível em: <http://www.judaismo-iberico.org/interlinear/tanakh/indexpt.htm

[2] Efésios 4:8. Meyer's NT Commentary. Bible Hub. Disponível em: <https://biblehub.com/commentaries/ephesians/4-8.htm>.



A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.



Contato: oapologistadaverdade@gmail.com

Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org







Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *