Image Map











domingo, 8 de março de 2020

Há contradição em Gálatas 6:2 e 5? (Parte 1)

Fonte: jw.org


Observe como a versão Almeida Corrigida Fiel verte Gálatas 6:2: “Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo.” Agora observe como a mesma versão verte Gálatas 6:5: “Porque cada qual levará a sua própria carga.” (ARC verte da mesma maneira.) Isso levanta uma pergunta: Afinal, devemos ou não levar as cargas dos outros? A versão católica Ave Maria, mesmo trocando a palavra “carga” por “fardo”, provoca a mesma confusão. Veja como ela traduz os dois versículos:

“Ajudai-vos uns aos outros a carregar os vossos fardos.” – Gálatas 6:2.

“Pois cada um deve carregar o seu próprio fardo.” – Gálatas 6:5.

A mesma contradição é encontrada nas versões inglesas ACV, AKJV, ASV, Db, Dg, DR, EJ2000, GB, KJ2000, KJ, LO, NHEB, RW, RVV, RYLT, TPS, UKJ, We, Wes, WEB, WEBBE, WMB, WMBBE, YLT. Elas usam “burden” para ambos os textos. JWB também usa a mesma palavra (“charge”) para ambos os textos; e WT usa “burthe” para ambos os textos. As versões em língua espanhola LSE e RV usam “carga” em ambos os textos.

As versões ARIB, ARA, NAA, SBB, TB usam “cargas” no versículo 2 e “fardo” no versículo 5. Porém, isso cria um problema semântico (de significado). Isto porque, segundo um site de etimologia (origem das palavras), a palavra “carga” vem do verbo “carregar”, e teve aplicação inicial a ‘aquilo que pode ser levado numa carroça ou carreta’, sendo proveniente do Latim carrum, ‘veículo com rodas’, do Indo-Europeu kers-, “correr”.[1] Assim, “carga” não faz alusão ao peso de um objeto, e sim ao fato de o referido objeto ser carregado. Por outro lado, o substantivo “fardo” tem ligação com o peso de um objeto. O já citado site de etimologia explica que “fardo” se origina do Francês FARDEAU, vindo do Árabe FARD, que significa “peso que um camelo pode suportar”.[2]

Os dicionários, embora vez por outra coloquem as duas palavras como sendo sinônimos, mostram esta diferença etimológica. Veja os exemplos abaixo:

Dicionário Informal:

Carga: 
1. Ação ou efeito de carregar.
2. Quantidade (de qualquer coisa) transportada ou carregada de uma só vez.
Fig. Obrigação.
Exemplo de uso da palavra Carga:
Os homens trabalhavam na carga e descarga dos caminhões.
A carga do navio supriu todo o lastro.
Acabou a carga da bateria e do extintor

Fardo: O que é pesado ou custa a suportar; que exige cuidados ou responsabilidades.
Exemplo de uso da palavra Fardo:
O filho rebelde é um fardo para a família.[3]

Dicionário Online de Português:

Fardo: “O que pesa excessivamente.” (Primeira definição.)[4]

Dicionário Michaelis:

Carga
1 Ato ou efeito de carregar; carregação, carregamento.
2 Tudo que é ou pode ser transportado por homem, animal, carro, avião, navio, trem etc.[5]

Fardo
1 Objeto, conjunto de objetos ou volume mais ou menos pesado, preparados para serem transportados.
2 Qualquer volume para transporte; trouxa, embrulho, pacote.
3 FIG [Figurado] Aquilo que causa sofrimento difícil de suportar.[6]

Assim, coerente com o significado das palavras “carga” e “fardo”, parece mais apropriado verter Gálatas 6:2 usando o substantivo “fardo”, exortando os cristãos a ajudarem seus irmãos na fé a levarem os “fardos” (peso excessivo) uns dos outros, ao passo que Gálatas 6:5 mostra que cada cristão tem a responsabilidade de levar sua própria “carga” (sua responsabilidade individual e intransferível).

Do mesmo modo que as versões em português acima citadas que usam indevidamente os substantivos “carga” e “fardo”, o mesmo acontece com algumas versões de língua inglesa, que usam “burdens” em Gálatas 6:2 e “load” em Gálatas 6:5. As versões pesquisadas que fazem isso são as seguintes: EMTV (English Majority Text Version); ISV, MKJ 1963, MNT, NIV, NSB, RSV, RV, TCE, TR, UB, VW, Wey.

Um site explica a diferença entre os dois vocábulos:

Como substantivos, a diferença entre load e burden é que load é uma carga, algo a ser carregado; enquanto burden é uma carga pesada.
Como verbos, a diferença entre load e burden é que load é colocar uma carga sobre (dentro de um meio de transporte ou local de armazenamento) enquanto burden é sobrecarregar com uma carga.[7]

Assim, tal qual em português, em que “fardo” fica coerente em Gálatas 6:2, enquanto que “carga” se adequa a Gálatas 6:5, em inglês é preferível, a bem da coerência, o uso de burden (“fardo”, “carga pesada”) em Gálatas 6:2 e load (“carga”) em Gálatas 6:5.

Isto foi muito bem explicado na obra Estudo Perspicaz das Escrituras (volume 2, pp. 106-107, verbete “Fardo”):

Levar os Fardos de Outros. Paulo escreveu aos gálatas: “Prossegui em levar os fardos [ou: “coisas penosas”; literalmente: “coisas pesadas”] uns dos outros e cumpri assim a lei do Cristo.” (Gál 6:2 n.) Aqui, para “fardos”, o apóstolo usou a palavra bá·re, plural de bá·ros, palavra grega sempre usada para indicar algo penoso ou pesado. Certamente, o pecado e, portanto, o fardo, de alguém dar um “passo em falso” (mencionado no versículo anterior), não seria leve, mas pesado. No entanto, no versículo 5, o apóstolo declara: “Pois cada um levará a sua própria carga”, isto é, sua carga de responsabilidade. Para “carga”, Paulo usou aqui a palavra grega for·tí·on, que se refere a algo levado ou carregado, sem qualquer referência ao peso do objeto. De modo que fez uma distinção entre “fardos” e “carga” nestes versículos. Isto indicaria que, se um cristão entrasse em dificuldades espirituais muito difíceis para ele suportar, concrentes o auxiliariam, ajudando assim a levar os fardos de outro. Tais pessoas demonstrariam amor e cumpririam assim a lei do Cristo. (Jo[ão] 13:34, 35) Isto se harmoniza com o que Paulo acabava de dizer, conforme registrado em Gálatas 6:1, a respeito de tentar restabelecer espiritualmente um homem, algo que pode ser possível por meio de amor, benignidade e oração. (Veja Tg [Tiago] 5:13-16.) Todavia, conforme o apóstolo passou a mostrar, levar os fardos uns dos outros não significa levar a carga de responsabilidade espiritual de outra pessoa para com Deus. No mesmo contexto, Paulo torna claro que a pessoa está enganando a sua própria mente se acha que é alguma coisa, quando não é nada, e o apóstolo exorta o cristão a provar “quais são as suas próprias obras”, pois “então terá causa para exultação, apenas com respeito a si próprio e não em comparação com outra pessoa”. (Gál 6:3, 4; compare isso com 2Co 10:12.) É então que o apóstolo observa que “cada um levará a sua própria carga” de responsabilidade perante o Juiz Supremo, Jeová Deus.[8] (Negrito acrescentado.)




O próximo artigo desta série examinará mais detidamente o significado das respectivas palavras gregas em questão usadas em Gálatas 6:2, 5.


Notas:

[1] Origem da Palavra. Disponível em: <https://origemdapalavra.com.br/palavras/carga/>.

[2] Origem da Palavra. Disponível em:<https://origemdapalavra.com.br/?s=fardo>.

[3] Dicionário Informal. Disponível em: <https://www.dicionarioinformal.com.br/diferenca-entre/carga/fardo/>.

[4] Dicionário Online. Disponível em: <https://www.dicio.com.br/fardo/>.

[7] WikiDiff. Disponível em: <https://wikidiff.com/load/burden>.

[8] Fardo. Estudo Perspicaz das Escrituras. Disponível em> <https://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/1200000841>.


Explicação das siglas usadas:

ACV: A Conservative Version.
AKJV: American King James Version.
ARA: Almeida Revista e Atualizada.
ARIB: Almeida Revisada Imprensa Bíblica.
ASV: American Standard Version.
Db: The ‘Holy Scriptures’ (Edição de 1949), de John Nelson Darby.
Dg: Diaglot 1865.
DR: tradução da Bíblia da Vulgata latina para o Inglês feita por membros do Colégio católico Inglês Douay. O Novo Testamento parte foi publicada em Reims , França, em 1582.
EJ 2000: English Jubilee 2000 Bible.
EMTV: English Majority Text Version.
GB: Genebra Bible.
ISV: International Standard Version.
JWB: John Wycliffe Bible.
KJ: King James Version.
KJ 2000: King James Version 2000.
LO: Living Oracles NT.
LSE: Las Sagradas Escrituras.
MKJ: Modern King James Version 1963.
MNT: Montgomery New Testament.
NAA: Nova Almeida Atualizada.
NHEB: New Heart English Bible.
NIV: New International Version.
NSB: New Simplified Bible.
RSV: Revised Standard Version.
RV: Versão em espanhol Reina-Valera, de Casiodoro de Reina e de Cipriano de Valera. 1989.
RVV: Revised Version 1885.
RW: Revised 1833 Webster Version.
RYLT: Revised Young’s Literal Translation NT.
SBB: Bíblia da Sociedade Bíblica Britânica.
TB: Tradução Brasileira.
TCE: The Common Edition: New Testament.
TPS: The Peschito Syriac New Testament.
TR: The Riverside New Testament.
UB: Updated Bible Version.
UKJ: Updated King James Version.
VW: A Voice in the Wilderness Bible 2006.
We: Tradução de Noah Webster, século 19.
WEB: World English Bible.
WEBB: World English Bible British Edition.
Wes: Wesley’s NT.
Wey: Weymouth NT.
WMB: World Messianic Bible.
WMBB: World Messianic Bible British Edition.
YLT: Young's Literal Translation.


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org











Nenhum comentário:

Postar um comentário


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *