Image Map











quinta-feira, 2 de abril de 2015

Destaques da Tradução do Novo Mundo revisada (Parte 4): Gênesis 4 a 8

  Fonte da ilustração: jw.org

Importância das notas de rodapé

Eva disse: “Tive um menino com a ajuda de Jeová.” (Gênesis 4:1) A nota indica que a palavra “tive” significa, literalmente, “produzi”. Isso é significativo, pois se trata do mesmo verbo hebraico usado em Provérbios 8:22, que retrata o Filho de Deus no papel de Sabedoria personificada dizendo a Jeová: Jeová me produziu como o princípio do seu caminho, a primeira das suas realizações mais antiga.”

As palavras de Eva, que foram proferidas num contexto idílico, não sendo foco de discussão doutrinária, indicam o sentido correto de como Provérbios 8:22 deve ser vertido, dando um golpe mortal na proposição trinitária da suposta coigualdade entre o Pai e o Filho.

As notas também fornecem não só tradução alternativa de palavras, mas também comentários sobre o texto.  Podemos ver isso em Gênesis 6:16: “Você fará para a arca uma janela para iluminação, um côvado abaixo do teto. Deve fazer a entrada da arca na lateral, e deve fazer a arca com um andar inferior, um segundo andar e um terceiro andar.” O comentário na nota diz: “Em hebraico, tsóhar. Em vez de uma abertura para iluminação, ou uma janela, outra possibilidade é que tsóhar se refira a um telhado inclinado com um côvado de altura na sua parte mais alta.”

A Tradução do Novo Mundo anterior, por não ter notas de rodapé nos exemplares de tamanho médio, limitava-se a apresentar entre chaves as duas possibilidades de traduzir: “Farás um tsoar [teto; ou: janela] para a arca.”

Palavras de fácil compreensão

“Terra de Node”, expressão anteriormente traduzida por “Terra da Fuga”, foi vertida por “Terra do Exílio” (Gênesis 4:16); “flauta” em lugar de “pífaro” (Gênesis 4:21); “homem e mulher” em vez de “macho e fêmea” (Gênesis 5:2); “bonitas” em vez de “bem-parecidas” (Gênesis 6:2); “andar” substituiu “pavimento”.  – Gênesis 6:16.

Outro pormenor significativo foi o uso de sinais gráficos numéricos para representar mais de um algarismo, em vez de palavras:

Antes
Agora
Todos os dias que Adão viveu somaram novecentos e trinta anos.” (Gênesis 5:5)
Todos os dias da vida de Adão somaram 930 anos.” (Gênesis 5:5)
Todos os dias de Metusalém somaram novecentos e sessenta e nove anos.” (Gênesis 5:27)
Todos os dias de Metusalém somaram 969 anos.” (Gênesis 5:27)
Trezentos côvados [será] o comprimento da arca, cinquenta côvados a sua largura e trinta côvados a sua altura.” (Gênesis 6:15)
A arca deve ter 300 côvados* de comprimento, 50 côvados de largura e 30 côvados de altura.” (Gênesis 6:15)

Esse é um recurso que facilita a compreensão e a memorização, bem como a fluência da leitura.

Tradução de palavras de acordo com o contexto

Quando os nefilins foram aludidos como sendo hag·gib·bo·rím (“os poderosos”, na tradução anterior), na Tradução revisada o termo foi traduzido como “os valentes”. Isso está em harmonia com o contexto, que explica logo em seguida: “Assim, Jeová viu que a maldade do homem era grande na terra.” – Gênesis 6:5.

Outro exemplo se encontra na flexibilidade e adaptabilidade da tradução da palavra hebraica ba·sár (literalmente “carne”). Note como ela foi vertida em harmonia com o contexto para facilitar a compreensão:

Toda a humanidade havia arruinado seu caminho na terra.” – Gênesis 6:12.

“Quanto a mim, vou trazer sobre a terra um dilúvio de águas, para exterminar de debaixo dos céus toda criatura que tem o fôlego de vida. Tudo o que há na terra morrerá.” – Gênesis 6:17.

“Eles continuaram a ir a Noé, dentro da arca, de dois em dois, todo tipo de animais em que havia o fôlego de vida. Assim eles entraram, macho e fêmea de todo tipo de animais, como Deus havia ordenado a ele. Depois, Jeová fechou a porta.” – Gênesis 7:15, 16.

“Assim, morreram todas as criaturas viventes que se moviam na terra — as criaturas voadoras, os animais domésticos, os animais selvagens, as pequenas criaturas que fervilham na terra e toda a humanidade.” – Gênesis 7:21.

As notas indicam que as palavras grifadas nesses textos são literalmente vertidas por “carne”. No entanto, fica mais íntimo ao ouvido as expressões usadas acima do que o uso da palavra “carne” em lugar delas.

Outro exemplo de palavra traduzida de acordo com o contexto está em Gênesis 7:15 e 22:

“Eles continuaram a ir a Noé, dentro da arca, de dois em dois, todo tipo de animais em que havia o fôlego de vida.” (Nota: “Ou: ‘o espírito de vida’.”)

“Morreu tudo que havia no solo seco e que tinha nas narinas o fôlego de vida.” (Nota: “Ou: ‘o fôlego do espírito de vida’.”)

A tradução anterior verteu por “de toda sorte de carne em que a força ativa da vida estava ativa” (Gênesis 7:15) e “tudo em que o fôlego da força da vida estava ativo nas suas narinas”. (Gênesis 7:22)  Embora essas sentenças esteja inteiramente corretas em nível tanto de tradução quanto de teologia, a linguagem soa um tanto estranha aos ouvidos do público comum, os quais não estão acostumados com expressões tais como “força ativa ou ”estar ativo. Por outro lado, a ideia de fôlego transmite a noção de respiração; e a nota de rodapé, ao apontar que a palavra hebraica original significa ”espírito, ajuda o leitor a ver a ligação entre as duas palavras. 

Primeiro, é possível perceber que, uma vez que espírito e fôlego podem ser usados intercambiavelmente sem se alterar o sentido, fica claro que o espírito em questão não é uma pessoa espiritual e sim algo impessoal, que é o sentido básico e geral de “espírito. Num segundo plano, é possível entender que há uma relação de causa e efeito entre espírito e respiração. O espírito (força de vida) é mantido pela respiração. Uma vez que a criatura expira dando seu último suspiro, essa força de vida sai, dissipando.

À base do acima vê-se que dar o sentido contextual da palavra no texto principal ajuda a compreensão, ao passo que dar o sentido geral e literal da palavra na nota amplia o entendimento e dissipa conceitos falsos que foram implantados pelas religiões falsas.

Sem dúvida, quanto mais lemos a Tradução do Novo Mundo revisada, mais motivos temos para valorizar esse esforço honesto e eficaz de traduzir a Palavra de Deus.



A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada.


Contato: oapologistadaverdade@gmail.com

Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site oapologistadaverdade.org






Um comentário:

  1. " “bonitas” em vez de “bem-parecidas” (Gênesis 6:2)"

    Assim como citei anteriormente na passagem sobre a virigindade, esta também causava ambiguidade, enquanto alguns podiam se confundir com "quem não dá a sua virgindade em casamento faz melhor", essa daqui dava impressão que as mulheres eram parecidas umas com as outras e não que se estava dizendo que elas tinham boa aparência, então é essa a preocupação que a revisão em português tem.

    Também notei que a revisão foi feita em nosso idioma, não meramente se fez uma cópia da versão em inglês, em João 4, a revisão de 2013 colocou que "God is a spirit", enquanto que a revisão 2015 em português que "Deus é espírito", uma diferença que já tinha sido notada já na capa, onde foi chamada de TNM da...Bíblia Sagrada...e não das"Escrituras Sagradas", porque se pensou que a primeira expressão seria melhor aqui no NOSSO BRASIL, os EUA são os EUA, o Brasil é o Brasil, os nossos revisores não se limitaram a repetir o que os revisores ingleses fizeram, inclusive por isso ainda haverá a TNMR de Portugal, pois não bastava copiar o português uma da outra, já que a obra em cada país tem suas peculiariedades.

    ResponderExcluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *