Image Map











segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Destaques da Leitura da Bíblia: 2 Crônicas 10-14


Fonte da ilustração: http://www.jw.org/pt/publicacoes/livros/mensagem-da-biblia/israel-se-divide-em-dois-reinos/

É importante beneficiar-se da madureza dos experientes

2 Crônicas 10:8: “No entanto, ele rejeitou o conselho dos homens mais velhos e consultou os jovens que haviam crescido com ele e que agora eram seus ajudantes.


Oprimir outros resulta em desgraça

2 Crônicas 10:11: “Meu pai lhes impôs um jugo pesado, mas eu o tornarei ainda mais pesado. Meu pai castigou vocês com chicotes, mas eu o farei com chicotes farpados.’”

2 Crônicas 10:18, 19: “Então o rei Roboão lhes enviou Hadorão, que supervisionava os convocados para trabalho obrigatório, mas os israelitas o apedrejaram até a morte. O rei Roboão conseguiu subir no seu carro de guerra e fugiu para Jerusalém. Assim os israelitas se rebelaram contra a casa de Davi e continuam assim até hoje [quando foi escrito 2 Crônicas].


Nova Tradução do Novo Mundo facilita o entendimento

Em 2 Crônicas 10:11, 14, ocorre o termo hebraico ʽaq·rab·bím, que foi traduzido “azorragues” na Tradução do Novo Mundo edição de 1986, mas que na atual Tradução do Novo Mundo foi vertido por “chicotes farpados”. O termo hebraico significa literalmente “escorpiões”, daí a ideia de um chicote com farpas nas pontas.


É vital sempre seguir o arranjo de Jeová

2 Crônicas 11:16: “E, de todas as tribos de Israel, os que estavam com o coração determinado a buscar a Jeová, o Deus de Israel, seguiram os sacerdotes e os levitas e foram para Jerusalém a fim de oferecer sacrifícios a Jeová, o Deus dos seus antepassados.”

2 Crônicas 11:13 e 17: “E os sacerdotes e os levitas que estavam em todo o Israel deixaram os seus territórios e tomaram sua posição ao lado de Roboão. Por três anos eles fortaleceram o reinado de Judá e apoiaram Roboão, filho de Salomão, pois andaram no caminho de Davi e de Salomão por três anos.


Abandonar a Jeová resulta em se perder a sua proteção

2 Crônicas 12:1-4: “Assim que o reinado de Roboão ficou firmemente estabelecido e ele se tornou forte, ele abandonou a Lei de Jeová, e todo o Israel fez o mesmo. Visto que tinham sido infiéis a Jeová, Sisaque, rei do Egito, veio contra Jerusalém no quinto ano do rei Roboão. Ele tinha 1.200 carros de guerra, 60.000 cavaleiros e inúmeros soldados que vieram com ele do Egito — líbios, suquitas e etíopes. Ele tomou as cidades fortificadas de Judá e chegou a Jerusalém.


Corrigir-se humildemente resulta em bênçãos

2 Crônicas 12:6, 7, 12: “Em vista disso, os príncipes de Israel e o rei se humilharam e disseram: ‘Jeová é justo.’ Quando Jeová viu que eles tinham se humilhado, Jeová enviou a seguinte palavra a Semaías: ‘Eles se humilharam. Não vou destruí-los, mas os livrarei em breve. Não derramarei a minha ira sobre Jerusalém por meio de Sisaque. Visto que o rei se humilhou, a ira de Jeová se afastou dele, e ele não os destruiu totalmente. Além disso, ainda havia algumas coisas boas em Judá.


O conhecimento do propósito divino inspira a coragem e confiança

2 Crônicas 13:3: “Assim, Abias foi à guerra com um exército de 400.000 guerreiros valentes e treinados.  E Jeroboão pôs-se em formação de batalha contra ele com 800.000 homens treinados, guerreiros valentes.

Apesar da clara desvantagem militar, Abias tinha motivos para confiar na ajuda de Jeová. ele destacou:

1)    O pacto do Reino que Jeová fez com o Rei Davi e seus descendentes:
2 Crônicas 13:5: “Vocês não sabem que Jeová, o Deus de Israel, deu a Davi um reino sobre Israel para sempre, a ele e aos seus filhos, por meio de um pacto de sal?

2)   Que o fracasso de Roboão se devia à falta de confiança dele em Jeová:

2 Crônicas 13:7: “Então homens vadios, imprestáveis, juntaram-se a ele [Jeroboão]. E eles se mostraram superiores a Roboão, filho de Salomão, pois Roboão era jovem e inseguro [não confiava em Jeová], e não pôde oferecer resistência a eles.

3)    Que o reino de Jeroboão se baseava na idolatria e desprezava o arranjo divino dos sacerdotes arônicos:

2 Crônicas 13:8-11: “E agora vocês pensam que podem se sair bem contra o reino de Jeová nas mãos dos filhos de Davi só porque vocês são uma grande multidão e têm os bezerros de ouro que Jeroboão fez para serem os seus deuses. Não foram vocês que expulsaram tanto os sacerdotes de Jeová, os descendentes de Arão, como os levitas, e designaram os seus próprios sacerdotes, assim como os povos das outras terras? Qualquer um que chegasse trazendo um novilho e sete carneiros podia se tornar sacerdote de ídolos que não são deuses. Quanto a nós, Jeová é o nosso Deus, e nós não o abandonamos; nossos sacerdotes, os descendentes de Arão, estão servindo a Jeová, e os levitas os ajudam no trabalho. … Pois nós estamos cuidando da nossa responsabilidade para com Jeová, nosso Deus, mas vocês o abandonaram.

Com base em tudo isso, Abias podia ter total base para confiar no apoio de Jeová:

2 Crônicas 13:12: “Agora vejam! O verdadeiro Deus está conosco, liderando-nos, e também os seus sacerdotes com as trombetas, para dar o toque de guerra contra vocês. Ó homens de Israel, não lutem contra Jeová, o Deus dos seus antepassados, pois vocês não serão bem-sucedidos!”

A fé do Rei Abias, baseada em evidências convincentes, e num comportamento em harmonia com as normas divinas, levou Jeová a salvá-los:

2 Crônicas 13:15, 18, 20: “Os homens de Judá deram um grito de guerra. Quando os homens de Judá deram o grito de guerra, o verdadeiro Deus derrotou Jeroboão e todo o Israel diante de Abias e de Judá. Assim, os homens de Israel foram humilhados naquela ocasião, mas os homens de Judá se mostraram superiores, porque confiaram em Jeováo Deus dos seus antepassados. E Jeroboão nunca mais recuperou o seu poder na época de Abias; depois Jeová o golpeou, e ele morreu.”

Mostrando a importância do conhecimento para nutrir a fé, o apóstolo Paulo escreveu:

De modo que a fé segue ao que se ouve. E o que se ouve vem por meio da palavra a respeito de Cristo.– Romanos 10:17.


Precisamos nos preparar para o futuro

2 Crônicas 14:6, 7: “Ele [o Rei Asa] construiu cidades fortificadas em Judá, pois a terra estava em paz e não houve guerra contra ele durante esses anos, visto que Jeová lhe deu descanso. Ele disse a Judá: ‘Vamos construir estas cidades e fazer ao redor delas muralhas e torres, portões e trancas. Pois a terra ainda está em nosso poder, visto que buscamos a Jeová, nosso Deus. Buscamos a ele, e ele nos dá descanso de todos os inimigos ao nosso redor.’ Assim, eles foram bem-sucedidos na construção.

Sobre essa atitude sábia do Rei Asa, temos o comentário da revista A Sentinela de 15 de março de 2001, p. 11 § 6:

6 É sábio prevenir-se contra dificuldades que podem surgir inesperadamente. O Rei Asa reconheceu que um período de paz era a ocasião certa para ele edificar suas defesas. (2 Crônicas 14:2, 6, 7) Sabia que no momento do ataque seria tarde demais para se preparar. De modo similar, decisões sobre como agir ao surgirem tentações são tomadas melhor com a cabeça fria, num ambiente tranqüilo. (Salmo 63:6) Daniel e seus amigos tementes a Deus tomaram a decisão de continuar fiéis à lei de Jeová antes de ser pressionados a comer as iguarias do rei. Por isso não hesitaram em se apegar às suas convicções e não comeram do alimento impuro. (Daniel 1:8) Antes de surgirem situações tentadoras, reforcemos nossa resolução de continuar moralmente puros. Assim teremos força para resistir ao pecado. – w01 15/3 p. 11, par. 6, sob o tema “Como vencer a fraqueza humana”.


Importância do nome de Deus

2 Crônicas 14:9-12: “Mais tarde Zerá, o etíope, veio contra eles com um exército de 1.000.000 de homens e 300 carros de guerra. Quando ele chegou a Maressa, Asa saiu para lutar contra ele, e eles se puseram em formação de batalha no vale de Zefata, em Maressa. Então Asa invocou a Jeová, seu Deus, dizendo: ‘Ó Jeová, para ti não faz diferença se aqueles que tu ajudas são numerosos ou fracos. Ajuda-nos, ó Jeová, nosso Deus, pois confiamos em ti, e em teu nome viemos contra esta multidão. Ó Jeová, tu és o nosso Deus. Não deixes que nenhum homem mortal se mostre mais forte do que tu.’ Assim, Jeová derrotou os etíopes diante de Asa e de Judá, e os etíopes fugiram.



A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.

A menos que seja indicada outra fonte, todas as publicações citadas são produzidas pelas Testemunhas de Jeová.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org







2 comentários:

  1. Olá, irmão. Embora o assunto acima seja outro, gostaria de lhe pedir um favor. Peço-lhe que elabore um artigo levantando as principais diferenças entre o parecer "dispensacionalista" e a chamada "teologia dos Pactos", além de fornecer as definições da terminologia usada por teólogos da Cristandade com relação a tais assuntos. Pelo que eu li a respeito, as Testemunhas de Jeová não se encaixam em nenhuma dessas vertentes teológicas, embora possuam como crença alguns pareceres de ambos, como por exemplo, o reinado milenar sendo literal (uma ideia também "dispensacionalista") e o Israel natural não sendo mais o povo pactuado de Jeová atualmente, sendo este substituído pelo "Israel de Deus", um Israel espiritual (uma ideia prevalecente na "teologia dos Pactos"), dentre outros.

    Além disso, peço que o irmão faça um retrospecto "histórico" acerca do "dispensacionalismo" e o conceito do irmão Russell e dos Estudantes da Bíblica a respeito do assunto (pelo que eu estudei, os mesmos tinham ideias dispensacionalistas, inclusive usavam uma tabela que continha "eras escatológicas" e a pirâmide de Gizé, conceitos obviamente aceitos na época por se tratarem de ideias correntes). Em outras palavras, gostaria que o irmão elaborasse um artigo mencionando como o "momento histórico" (o século XIX) influenciou até mesmo o irmão Russell em tais assuntos.

    Qualquer coisa, peça o Queruvim para elaborar tal artigo. Ficarei feliz se o fizer. Desde já agradeço. Abração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Marcinei:

      Um colaborador deste site, o Historiador JW, contribui com uma pesquisa sobre o tema, que estará disponível no futuro próximo.

      Abraços!

      Excluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *