Image Map











quinta-feira, 19 de maio de 2016

Debate sobre se o anjo de Jeová é o próprio Jeová

Fonte da ilustração do anjo, acima:
https://www.jw.org/pt/publicacoes/revistas/w20140215/expectativa-do-messias/


O breve debate transcrito abaixo ocorreu em fins de 2015. Conversei pela internet com um trinitarista sobre a identidade do “anjo de Jeová”. Nesta conversa, irei chamá-lo de “trinitarista”, respeitando seu direito à privacidade quanto à sua identidade. Segue, portanto, abaixo, nossa conversa:

Trinitarista:

É preciso ir às Escrituras para crer ou não! Vejamos então a aparição do anjo de Javé a Moisés: está escrito que “apareceu o anjo de Javé na chama de fogo dentro do espinheiro”. (Êxodo 3:1) Logo depois, em Êxodo 3:4, Javé chama Moisés do meio do espinheiro. Já em Êxodo 3 :6, Moisés teve medo de olhar para O VERDADEIRO DEUS. Logo, o anjo de Javé é o VERDADEIRO DEUS!

O apologista da verdade:

Esse tipo de argumentação é míope e coloca a Bíblia em contradição. Pois, seria o mesmo que afirmar que Jeová conversa consigo mesmo. 1 Crônicas 21:15, 16, 27 declara:

“Além disso, o verdadeiro Deus enviou um anjo para destruir Jerusalém. Mas, quando ele estava para fazer isso, Jeová viu, lamentou a calamidade e disse ao anjo que causava a destruição: ‘Já chega! Abaixe a mão.’ O anjo de Jeová estava perto da eira de Ornã, o jebuseu. Quando Davi levantou os olhos, viu o anjo de Jeová entre a terra e os céus, com a espada desembainhada na mão,  estendida contra Jerusalém. Então Davi e os anciãos, cobertos com panos de saco, lançaram-se imediatamente com o rosto por terra. Então Jeová ordenou ao anjo que guardasse a espadana bainha.”

O anjo que falou com Moisés “na chama ardente dum espinheiro” foi mencionado como sendo “um anjo”. (Atos 7:29) Ao invés desse anjo ser Deus, a Bíblia diz que “Deus enviou [Moisés] como governante e como libertador pela mão do anjo que lhe apareceu no espinheiro”. (Atos 7:35) Para mais informações, veja o artigo "Uma regra bíblica desconsiderada pelos trinitaristas" no site www.oapologistadaverdade.org

Trinitarista:

Segundo peritos em exegese bíblica, o anjo de JAVÉ É O SENHOR JESUS PRÉ-ENCARNADO. Portanto, os unitaristas não entendem (ou não querem entender) que a divindade existe em 3 pessoas. Logo, em 1 Crônicas 21.15, 16, 27 Deus-Pai fala, não consigo mesmo, mas com Jesus pré-encarnado!

Ao lermos Josué 5.13, é claro que o "príncipe do exercito de Javé" é adorado por Josué; pois o texto sagrado diz que ele "se lançou com a face por terra e prostrou-se" em adoração! Em Josué 5.14 a NM diz "O príncipe do exercito de Javé disse por sua vez a Josué (remove as tuas sandálias dos teus pés) PORQUE O LUGAR EM QUE ESTÁS PARADO É SANTO. Josué fez isso IMEDIATAMENTE!” Lugar santo por quê??? Se, segundo as testemunhas de Jeová, o anjo de Javé ou Príncipe do exercito de Javé não é Deus???? É claro que a interpretação feita pelo corpo governante é falsa, como foi falsa a interpretação que deram para A GERAÇÃO DE 1914 QUE NÃO IRIA PASSAR E PASSOU... PORTANTO, NÃO DÁ PARA ACREDITAR NAS TJS!!!

O apologista da verdade:

Esses peritos acertaram apenas pela metade, pois nem toda referência ao "anjo do Senhor [Javé ou Jeová]" (versão Almeida Revista e Corrigida) se aplica ao pré-humano Jesus. 

Como mencionou o artigo "Quem é o anjo de Jeová?":

Em 1 Crônicas 21:12, 15, 27, o “anjo de Jeová” é descrito como “um anjo” enviado por Jeová e que age segundo as ordens de Jeová. A passagem não determina a identidade desse anjo como sendo o Logos. Ele pode referir-se a qualquer um dos anjos de Deus. Ademais, lemos no Salmo 34:7: “O anjo de Jeová acampa-se ao redor dos que o temem, e ele os socorre.” A expressão “anjo de Jeová” nesse texto refere-se, naturalmente, a qualquer anjo de Deus. Por fim, temos o texto de Lucas 2:9, o qual declara que, por ocasião do nascimento de Jesus, apareceu o “anjo de Jeová” (“anjo do Senhor”, Al) aos pastores, anunciando tal nascimento. É, pois, evidente que tal expressão não se aplica apenas a Jesus Cristo. 


Quanto a Josué 5:13, 14, o texto não diz que o anjo foi adorado. O gesto de prostrar-se, ou curvar-se, era comum naquele tempo como demonstração de respeito:

Gênesis 23:7: "Então, Abraão se levantou e se curvou diante do povo daquela terra, os filhos de Hete."

Gênesis 42:6: "José era a autoridade sobre o país, e era ele quem vendia o cereal a todo o povo da terra. Por isso, os irmãos de José chegaram e se curvaram diante dele com o rosto por terra."

Gênesis 44:14: "Quando Judá e seus irmãos entraram na casa de José, ele ainda estava ali; e eles se prostraram por terra diante dele."

Quanto ao lugar se ter tornado santo por causa do anjo que ali estava, isso não indica que tal anjo seja Deus. O ponto é que os próprios anjos de Deus são santos, transmitindo sua santidade ao lugar em que se encontram. Jesus os chamou de "santos anjos". (Marcos 8:38; Lucas 9:26) Eles são representantes do Deus santo, Jeová.

Com relação à interpretação da Bíblia, nós podemos dividi-la em duas categorias:

(1) A interpretação de verdades claras e fundamentais, como a identidade do Deus verdadeiro e a importância de seu nome, a identidade do Filho de Deus Jesus Cristo, o propósito de Deus para com a Terra, a condição dos mortos e a ressurreição etc. Esses conceitos são claros na Bíblia e as Testemunhas de Jeová nunca mudaram com relação a eles.

(2) A interpretação de profecias bíblicas e outras passagens difíceis. Neste caso, a interpretação está sujeita a correção, quando mais pesquisa sugere isso. Sobre isso, veja o artigo "A ciência bíblica - como devemos encará-la?" no site www.oapologistadaverdade.org

O problema é que as religiões da cristandade já erram na interpretação dos ensinos fundamentais acima mencionados, e não querem mudar, pois estabeleceram dogmas sobre tais ensinos.

Trinitarista:

1-Nas Escrituras Gregas Cristãs, o anjo de Javé é literalmente um anjo qualquer, que não aceita que ALGUÉM se abaixe diante dele em adoração (ver Apocalipse 22.8,9), como tentou João adorar ao anjo que falava com ele! Portanto, Josué adorou sim o "anjo"; se esse "anjo" não fosse o próprio DEUS, ele não aceitaria tal gesto! E diria a Josué: “Levanta-te que eu sou apenas um anjo.” Porém, ele não fez isso...

2-Anjos são santificados por Deus e não possuem santidade inata, ou seja, eles NÃO santificam o lugar onde estão... Portanto, exigir que Moisés tirasse as suas sandálias só poderia ser feita pelo Deus Todo-Poderoso e não por um mero e simples anjo, como quer fazer crer a Associação Torre de Vigia!

3-Afirmar que as testemunhas de Jeová NUNCA mudaram seus conceitos é estranho, pois até 1935 era ensinado em todos os Salões do Reino o seguinte, conforme The Watchtower, novembro de 1879, página 48 (onde é dito em relação a Jesus): “Sua posição é contrastada com a dos homens e com as dos anjos, sendo SENHOR DE TODOS, tendo todo o poder no céu e na terra. Por isso é dito que TODOS OS ANJOS DE DEUS O ADOREM..." Porém, hoje é dito nos mesmos Salões que NUNCA MUDAMOS NOSSAS DOUTRINAS! Os fatos da própria literatura das Testemunhas de Jeová os CONDENAM...

4-Houve um tempo de 5 décadas (final do século 19 e início do século 20), em que cada testemunha de Jeová ADORAVA Jesus... Porém, hoje para eles isso é inaceitável!!!

O apologista da verdade:

Prezado:

Suas afirmações carecem de sustentação bíblica, linguística e histórica.

1) Qual é a base bíblica para se afirmar que “nas Escrituras Gregas Cristãs o anjo de Javé é literalmente um anjo qualquer”? Visto que já mostrei evidência bíblica do “Velho Testamento” de que a expressão “anjo de Jeová” pode referir-se a qualquer anjo e não apenas ao Jesus pré-humano. O fato é que NA BÍBLIA INTEIRA o “anjo de Jeová” pode referir-se a qualquer anjo e, às vezes, ao Jesus pré-humano.

A palavra “adorar” (grego “proskinéo”) em Apocalipse 22:8 e 9 NÃO aparece em Josué 5:14 no texto da LXX (Septuaginta grega). Portanto, ao passo que Apocalipse 22:8 e 9 mostra que João quis ADORAR o anjo – algo totalmente impróprio, razão pela qual o anjo se recusou a aceitar a adoração – no relato em Josué o anjo NÃO FOI ADORADO, e sim apenas respeitado como representante de Deus.

2) Quanto a anjos ‘não santificarem o lugar onde estão’, não há nenhuma base bíblica para essa afirmação sua. De fato, ATÉ HUMANOS podem santificar coisas e pessoas, e COISAS podem santificar outras coisas, como mostram os textos abaixo:

Êxodo 13:1, 2: Jeová disse mais a Moisés: “SANTIFIQUE para mim todo primogênito do sexo masculino entre os israelitas.”

Êxodo 29:37: “Você levará sete dias para fazer expiação pelo ALTAR; SANTIFIQUE-O para que se torne um altar santíssimo.”

Êxodo 40:11: “E deve ungir A BACIA com seu suporte e SANTIFICÁ-LA.”

Mateus 23:17-19: “Tolos e cegos! Na verdade, o que é maior: o ouro ou o TEMPLO QUE SANTIFICA O OURO? Além disso, vocês dizem: ‘Se alguém jurar pelo altar, isso não é nada; mas, se alguém jurar pela dádiva nele, ele está sob obrigação.’ Cegos! Na verdade, o que é maior: a dádiva ou O ALTAR QUE SANTIFICA A DÁDIVA?”

3) Quanto à sua afirmação de que as Testemunhas de Jeová no passado adoravam Jesus, isso não tem nenhum fundamento histórico. Veja o artigo “Adoravam asTestemunhas de Jeová a Jesus?” no blog Tradução do Novo Mundo Defendida.


Fim do debate.


Após essa minha última argumentação, o referido argumentador não enviou mais contra-argumentações. Aguardei diversos meses, esperando a contra-argumentação, a qual não veio, para então decidir publicar o debate, para o benefício de todos os leitores deste site.



A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.




Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org




15 comentários:

  1. Como podemos ver novamente, outro opositor, que quando vê que não consegue argumentar de maneira digna, ocupa-se em atingir à organização e aos irmãos. Seria tão sábio se, por um momento, por um lapso de humildade, tais indivíduos tivessem uma atitude no mínimo guiada pela sensatez e buscassem realmente ler e tentar ouvir o que de fato a verdade exprime. Passam tempo estudando matérias antigas para encontrar um til ou uma vírgula sequer para combater e em debater em vez de simplesmente olhar para o Criador Jeová e se submeter aos Seus desígnios. Melhor seria deixar Jeová mudar suas índoles para a pureza de uma modesta ovelha contra o espírito queixoso e rebelde que neles habita.

    ResponderExcluir
  2. Até hoje dizemos que Jesus "é o SENHOR DE TODOS, tendo todo o poder no céu e na terra", ou seja, é uma falácia do trinitários, como se não disséssemos isso mais. Claro que entendemos isso à base de 1Cor 15:27,28 e outros textos.

    Esses trinitários não entendem o poço de contradição que são suas doutrinas e ainda querem vir falar das TJs.

    ResponderExcluir
  3. Excelentes argumentos.. Uma leitura honesta desse debate mostra claramente que não há base bíblica para se dizer que "Anjo de Jeová" na bíblia é necessariamente Jesus... Os argumentos usados pelo "Apologista" foram tão claros que fica fácil entender quem está se baseando na palavra de Deus... Parabéns! Ótimo Artigo...

    ResponderExcluir
  4. Pode-se ver que não se prendeu ao assunto do "Anjo de Javé" tentando-se a todo momento atacar uma organização religiosa.

    O anjo não aceita que o ungido João se curve quase certamente porque como ungido, o cargo de João está acima do tal anjo em questão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Errado. O homem foi feito "um pouco menor que os anjos". Vide o livro de Hebreus.

      Excluir
    2. Prezado anônimo, o que o comentarista Saga quis afirmar não é sobre o homem João, o qual, conforme a Bíblia diz, é menor que um anjo, mas sim sobre o cargo de futuro corregente de Cristo, como ser imortal no céu, que será superior a anjos.

      Excluir
  5. Interessante que mesmo explicando, com referências bíblicas, que o ato de "se curvar (ou de se "lançar com a face por terra"), era um costume dirigido a humanos sem constituir um ato de adoração, o trinitarista continua apregoando que, com relação ao "anjo de Jeová", tem que se referir ao "Jesus encarnado". Além disso, consegui detectar falácia ad hominem ("a Torre de Vigia é isso", "o Corpo Governante está errado"), falácia do apelo à autoridade ("peritos em exegese bíblica") e falácia do "espantalho" ("Afirmar que as testemunhas de Jeová NUNCA mudaram seus conceitos é estranho", quando na verdade você disse: "A interpretação de profecias bíblicas e outras passagens difíceis. Neste caso, a interpretação está sujeita a correção, quando mais pesquisa sugere isso"). Uma pena que pessoas assim não consigam se concentrar nas ideias transmitidas e não sejam imparciais. Para essas pessoas, o dogma tem mais valor e credibilidade que as Escrituras.

    ResponderExcluir
  6. Ola bom dia.a minha duvida é a respeito do ato de João com o anjo em apocalipse.sendo ele um apostolo de jesus provavelmente o mais próximo de Jesus ele não deveria saber que o ato de adorar deve ser somente a Deus? esse momento de João podemos dizer que foi um momento de franqueza da parte dele.sei que o assunto em questão é outro mais como chegou nesse assunto de adoração resolvi perguntar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como a Bíblia mostra, mesmo os fiéis profetas eram pessoas “com sentimentos iguais aos nossos”. (Tiago 5:17) Só mesmo estando na pele de João, com a idade avançada em que ele se encontrava, e após ter tido um turbilhão de emoções com a revelações extremamente dinâmicas e marcantes que ele recebeu, para podermos avaliar a situação momentânea em que ele incidiu no que diz Apocalipse 19:10. O certo é que o anjo mostrou extrema consideração pelo idoso apóstolo João, indicando que o apóstolo não havia perdido a aprovação de Deus, apesar daquele momento de fraqueza. Jeová olha para a pessoa como um todo, o que inclui todo o histórico de fidelidade dela. – Hebreus 6:10.

      Excluir
  7. lendo este debate, tive a impressão que o trinitarista, não fez questão de ler, com atenção, suas colocações

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, é comum fazerem isso, pois encarar os argumentos lógicos e bíblicos os deixa mais vulneráveis ainda.

      Excluir
  8. Ser testemunha de jeova não é fácil. Ter que suportar as doutrinas que a prórpia organização implantou,no passado, para os fiéis e, depois, voltar atrás afirmando que não era bem aquilo. Ou ter que usar sempre o argumento de que a luz brilha mais e mais....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua visão sobre as Testemunhas de Jeová está distorcida. Na realidade, é um privilégio fazer parte de uma organização que honesta e corajosamente ajusta seus conceitos quando a constante pesquisa das Escrituras exige isso, para que o entendimento religioso se ajuste ao que a Bíblia afirma. As religiões da cristandade, ao contrário, aferram-se a seus dogmas antibíblicos. Isso sim é motivo de imensa dificuldade para os membros de tais religiões: ter que defender o indefensável.

      Excluir
  9. Infelizmente, pelo que parece, essas pessoas não estão interessadas em saber da verdade . Querem somente atacar a Organização, pois não possuem argumentos. Qdo colocam argumentos, esses são distorcidos e incoerentes. A Bíblia não ensina a Trindade, e isso é um problema para quem quer prová-la.

    ResponderExcluir
  10. O "Anônimo" disse:
    "Anônimo7 DE JUNHO DE 2016 05:20
    Ser testemunha de jeova não é fácil. Ter que suportar as doutrinas que a prórpia organização implantou,no passado, para os fiéis e, depois, voltar atrás afirmando que não era bem aquilo. Ou ter que usar sempre o argumento de que a luz brilha mais e mais...."

    MAS A VISÃO MÍOPE DESTE TIPO DE RACIOCÍNIO FICA EVIDENTE QUANDO SE ENXERGA O SEGUINTE:
    AS CRENÇAS FUNDAMENTAIS DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ, AQUILO QUE A BÍBLIA REVELA CLARAMENTE SOBRE QUEM É DEUS (JEOVÁ), QUEM É O FILHO DE DEUS (JESUS), QUE A TRINDADE É UM ENTENDIMENTO ERRADO SOBRE DEUS, QUAL VAI SER O FUTURO DA HUMANIDADE E DA TERRA, QUAL FOI O OBJETIVO DE JEOVÁ QUANDO CRIOU O MUNDO, QUE NÃO EXISTE VIDA APÓS A MORTE, INFERNO DE FOGO E NEM REENCARNAÇÃO, QUEM SÃO OS INIMIGOS DE JEOVÁ E COMO OPERAM (O DIABO E SEUS DEMÔNIOS), QUE NÃO DEVEMOS GUARDAR A LEI DE MOISÉS PARA SERMOS SALVOS, QUE A FÉ NA MORTE SACRIFICIAL DE JESUS SEGUIDA DE SUA RESSURREIÇÃO É O NOVO PACTO QUE OS CRISTÃOS DEVEM GUARDAR E ETC...NADA DISSO VAI MUDAR!! NUNCAAAA! SÃO ENSINOS INABALÁVEIS POIS ESTÃO TOTALMENTE ALICERÇADOS NA CLARA PALAVRA DE DEUS!! JAMAIS VOCÊ VAI VER AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ ANULANDO ALGUM ENSINO DESSES.
    AS MUDANÇAS QUE TEM OCORRIDO NA HISTÓRIA SÃO DETALHES DA PALAVRA DE DEUS QUE SÃO DIFÍCEIS DE ENTENDER, MAS DE QUALQUER FORMA PRECISAM RECEBER UMA DEFINIÇÃO PARA QUE O "FIEL" TENHA UM "NORTE" PARA APONTAR SEU ENTENDIMENTO EM HARMONIA COM A FAMÍLIA MUNDIAL DOS IRMÃOS. PARA QUE TODOS FALEM A "MESMA LÍNGUA" SOBRE OS ASSUNTOS. E QUANDO ESSES DETALHES DIFÍCEIS EXIGEM UMA MELHORA NO ENTENDIMENTO DEVIDO A PESQUISAS MAIS PROFUNDAS, QUE SEJAM BEM-VINDOS ESTES AJUSTES. AFINAL, SEMPRE SERÁ PARA MELHOR QUE "A LUZ CLAREIE MAIS E MAIS" AS COISAS. OU O "Anônimo" GOSTA MAIS DA "ESCURIDÃO"?! HEIN??!! POR ACASO O "Anônimo" PERTENCE AO TIPO DE PESSOAS QUE "AMAM A ESCURIDÃO"?
    19 Então, esta é a base para o julgamento: a luz veio ao mundo,+ mas os homens amaram a escuridão em vez da luz, porque as obras deles eram más. 20 Pois quem pratica coisas ruins odeia a luz e não se chega à luz, para que as suas obras não sejam reprovadas.* 21 Mas quem faz o que é verdadeiro (AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ) se chega à luz,+ para que se veja claramente que as suas obras são feitas em harmonia com a vontade de Deus.”

    ResponderExcluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *