Image Map











terça-feira, 8 de agosto de 2017

Respondendo a indagações sobre o conceito bíblico de alma

Fonte da ilustração: jw.org

Certo leitor fez o seguinte comentário a respeito do artigo “Analisando afirmações sobre a alma”:

A então se não existe alma como você irá ressuscitar? Só se houver recriação meu caro. Isso que vocês pregam de forma alguma é ressurreição. Isso é recriação. Porque se nada sobra de você que continua vivo como você vai voltar à vida física? Não tem lógica nenhuma.
E um outro detalhe importante é que em Gênesis 2:7 diz que o homem tornou-se um ser vivente após Deus soprar o espírito dentro dele. Agora vem a pergunta: Ora, se o físico do homem é que é alma, então por que o homem já não era alma ante de receber o espírito? Se nós não temos alma não tem lógica o homem ser alma. Porque não tem como você ser algo que você não tem. Vou dar um exemplo: Eu não posso ser um advogado se eu não sou formado em advocacia e não passar na prova da OAB. Simples e Cristalino.
Outro detalhe importante que você não enxergam no livro do Eclesiastes, é que ali está tratando das obras da carne. Em hipótese alguma o texto diz que se trata das obras da alma. Fica evidente que o autor sagrado do livro de Eclesiastes está se referindo que os mortos não sabem de mais nada das obras da carne depois que o corpo morre. Em momento algum diz que a alma não sabe de mais nada ou que não existe consciência após a morte.
A alma é que dá vida ao corpo; não é o contrário. Se fosse assim Jesus mentiu quando disse que os homens podem matar o corpo mas não podem matar a alma. Ora, se corpo é a alma, como afirma a postagem, então ao matar o corpo você mata a alma também. Mas Jesus diz que não pode matar a alma. Ora, então tampouco existe sono da alma, pois para haver sono a alma precisaria morrer. A Bíblia deixa evidente que alma é uma coisa; corpo é outra. Só que ambos podem ser castigados, pois o pecado também afeta a alma. Como o próprio Jesus nos afirma logo no versículo seguinte. 

Resposta:

Em primeiro lugar, se a alma fosse imortal é que não haveria ressurreição, pois ressurreição significa voltar a viver. Ninguém volta a viver se já está vivo em algum lugar. Por outro lado, a mortalidade da alma dá sentido ao ensino da ressurreição. Assim, o que não tem lógica é a doutrina antibíblica da imortalidade da alma.

Em segundo lugar, a alma não é o corpo físico. O artigo “Analisando afirmações sobre a alma” não afirma isso. Conforme torna claro Gênesis 2:7, a alma é o ser vivo, o qual é composto de corpo físico e de espírito, ou força de vida. Outro ponto é que Gênesis 2:7 não diz que o homem veio a TER uma alma, e sim que ele veio a SER uma alma. Assim, alma não é algo imaterial dentro do homem, e sim o próprio homem, com todas as características físicas e mentais.

O fato de o homem SER alma não implica em ele TER alma, do mesmo modo que alguém TER um cachorro não significa que ele É um cachorro. Igualmente, SER um advogado não significa TER um advogado dentro de si. “Simples e Cristalino.”

Terceiro, não é apenas Eclesiastes que descreve a condição dos mortos como sendo de total inatividade e inconsciência. Os textos abaixo mostram isso:

“Os mortos não louvam a Jah; nem os que descem ao silêncio da morte.” – Salmo 115:17.

“Não confiem nos príncipes nem nos filhos dos homens, que não podem trazer salvação. Seu espírito sai, e eles voltam ao solo; nesse mesmo dia os seus pensamentos se acabam.” – Salmo 146:3, 4.

Quarto, a interpretação pessoal que tal leitor tem de Eclesiastes 9:10, de que “os mortos não sabem de mais nada das obras da carne depois que o corpo morre” não tem respaldo bíblico. Isto porque Eclesiastes 9:10 afirma que a pessoa, quando morre, vai para o Seol. E o que vai para o Seol não é meramente o corpo, e sim a alma – a pessoa como um todo. Lemos no Salmo 89:48:

“Que homem pode viver e nunca ver a morte? Pode alguém salvar-se do poder da Sepultura [hebraico: Seol]?”

Portanto, quando Eclesiastes 9:10 afirma que “não há trabalho, nem planejamento, nem conhecimento, nem sabedoria [no Seol]”, está se referindo à condição da alma – do inteiro ser. Portanto, essa contextualização bíblica realmente “diz que a alma não sabe de mais nada ou que não existe consciência após a morte”.

Quinto, o que dá vida ao corpo não é a alma, e sim o espírito (força de vida). Tiago 2:26 declara: “O corpo sem espírito está morto.” E alma e espírito são coisas distintas. – Veja Hebreus 4:12.

O texto que o leitor citou, mas não indicou a referência, é Mateus 10:28, que declara: “E não fiquem com medo dos que matam o corpo, mas não podem matar a alma; em vez disso, temam aquele que pode destruir na Geena tanto a alma como o corpo.”

Por questão de didática, essa passagem será considerada no próximo artigo, sob o tema Mateus 10:28 afirma que a alma não morre?


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas, publicada pelas Testemunhas de Jeová.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org



2 comentários:

  1. Resposta bem abalizada. Parabéns meu querido irmão pela forma educada e lógica com que respondes. Realmente, quando o argumentador dá a entender que acreditamos que "alma" se refere apenas ao corpo físico, ele mostra que desconhece realmente nossas crenças ou que não as examinou com cuidado. No Glossário da TNM Revisada, fica claro o que acreditamos sobre a alma quando diz:"Ao se examinar o modo como esses termos são usados na Bíblia, fica evidente que eles se referem basicamente (1) a pessoas, (2) a animais ou (3) à vida da pessoa ou do animal. (Gên 1:20 n.; 2:7 n.; Núm 31:28 n.; 1Pe 3:20 n.)"

    ResponderExcluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *