Image Map











quarta-feira, 16 de maio de 2018

TRADUÇÃO NO NOVO MUNDO DA BÍBLIA SAGRADA – ERUDITA E CONFIÁVEL (Parte 5)

Fonte da ilustração: jw.org



Contribuído.
          
          O artigo anterior desta série mostrou diversas palavras que foram acrescentadas em texto bíblicos da versão Almeida Revista e Corrigida [ARC]. Este artigo apresentará relatos inteiros que foram acrescentados ao texto bíblico pela referida versão da Bíblia e também analisará a questão da coerência na tradução da Bíblia.

4.3.2 TEXTOS E HISTÓRIAS ACRESCENTADOS NA ARC:


          Vamos observar agora versículos, histórias e conclusões também inexistentes nos manuscritos mais antigos. Mas, infelizmente continuam na ARC.

Mt. 17:21
Mt. 18:11
Mt. 23:14
Mc. 7:16
Mc. 9:44
Mc. 9:46
Mc.  11:26
Mc. 15:28
Lc. 17:36
Jo.  5:4
At. 8:37
At. 15:34
At. 24:7
At. 28.29
Rom. 16:24
Jo. 7:53-8:11

          João 8:1-11 (A história da mulher adúltera: não existe nos melhores manuscritos antigos.)

       Marcos 16:9-20 (As conclusões longa e curta nesta passagem também não existem nos melhores manuscritos antigos.)
Obs.: Com as descobertas arqueológicas de manuscritos mais antigos que datam do século IV e anterior, foi constatado que os textos citados neste critério já estavam inseridos nos manuscritos do século XII que serviram de base para muitas versões bíblicas do período da Reforma, inclusive para as versões de Almeida. A TNM, desde a sua primeira edição, faz uso destes manuscritos antigos, por serem reconhecidamente os mais confiáveis.

4.4       COERÊNCIA


          Lucas 13:24 na ARC:Porfiai por entrar pela porta estreita...”  
         De acordo com o dicionário, porfiar significa: contender, disputar, discutir intensamente, causar rixas, rivalizar, brigar, insistir sem razão, etc.

      Não é à toa que Paulo, inspirado por espírito santo, classificou-a como pertencente às obras da carne, em Gálatas 5:20 na ARC. A porfia é um grande mal dentro da congregação, pois ela causa divisões. (Veja 1 Coríntios 1:10; 1 Coríntios 3:3-4; 2 Timóteo 3:1-9.) Jesus não ordenaria tal coisa.

        Do modo em que este texto foi traduzido, dá a entender que Jesus estaria nos ensinando a fazer uso de uma das “obras da carne” para entrar pela porta estreita.

         A palavra grega usada aqui é agonízomai, podendo ser traduzido por “esforçar-se”, “empenhar-se”, “trabalhar arduamente”.

          Veja como a TNM traduziu coerentemente esta passagem:

         Lucas 13:24: “Esforcem-se vigorosamente para entrar pela porta estreita.”

          Desta forma, o texto se harmoniza com os ensinos de Jesus, pois não incita a violência, que é uma das obras da carne.

     Mateus 5:22 na ARC: “... qualquer que, sem motivo, se encolerizar...” Nesta passagem existe o acréscimo das palavras “sem motivo”. Desta forma, é como se Jesus estivesse dizendo que alguém poderia ficar encolerizado com o seu irmão caso tivesse um motivo. Este acréscimo causa um conflito nos ensinos de Jesus sobre o perdão. (Veja Mat.6:12; Mat. 18:21-22,35; Luc. 17:3-4.) Este acréscimo (que não foi inspirado por Deus) desarmoniza os ensinos de Jesus.
Na TNM, em conformidade com os melhores e mais antigos manuscritos, este acréscimo não existe. E o simples fato de não colocar aquilo que não existe nas Escrituras já torna os ensinos de Jesus harmoniosos com o restante das Escrituras.

          Leia Mateus 11:20 na ARC: “Então, começou ele a lançar em rosto às cidades...”

           “Lançar em rosto” ou “jogar na cara” é uma expressão que usamos para indicar quando uma pessoa lança diante de outra os erros dela, para mostrar o quanto ela não merece receber o que pede. Quando alguém “joga na cara” do outro o seu erro, geralmente afirma também o quanto ele mesmo é bom, apenas para enfatizar ainda mais que a pessoa não merece o que ele está dando.

       A palavra grega usada é oneidízo, que significa “repreender, censurar”. Em Tiago 1:5 é usada a mesma palavra.

             Veja a coerência da TNM ao traduzir esta passagem:
          
         Mateus 11:20: “Ele começou então a censurar as cidades ...” Como instrutor amoroso, Jesus censura, repreende, mas nunca lança em rosto o que faz. Desta maneira a TNM valoriza o verdadeiro caráter de Jesus.

Continua na parte 6.


A menos que seja indicada outra fonte, todas as publicações citadas são produzidas pelas Testemunhas de Jeová.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org

Um comentário:

  1. Essa série de artigos é excelente! Não vejo a hora de ler a parte 6. Faz tempo que queria saber mais sobre esses erros e incoerências contidas na Almeida. Fica claro como a TNM é uma tradução confiável. Parabéns, muito bom!

    ResponderExcluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *