Image Map











quarta-feira, 29 de agosto de 2018

O conceito católico sobre a futura vida na Terra

Fonte: A Vida - Qual a Sua Origem? A Evolução ou a Criação? Pág. 34



Tem muito erro de raciocínio no Livro Raciocínios e na doutrina. Vou falar de um só.

Falácia do Espantalho: Você simplesmente escreveu (aliás todas as publicações das Testemunhas de Jeová cometem o mesmo erro): “Os membros da cristandade acreditam que os bons irão para o céu”.

Não sei de outros membros da cristandade, mas a doutrina católica AFIRMA HÁ 2.000 anos que haverá ressurreição da carne e que no fim dos tempos este mundo será transformado!! Céu não significa sempre um “lugar” espiritual, mas muitas vezes designa um estado.

O Catecismo da igreja diz, no parágrafo 1047: “Assim, pois, também o universo visível está destinado a ser transformado, ‘a fim de que o próprio mundo, restaurado no seu estado primitivo, esteja sem mais nenhum obstáculo ao serviço dos justos’.”

Isso já põe em cheque qualquer credibilidade da parte de vocês, por nem conhecerem mesmo aquilo que estão criticando. 

 

Resposta:

 

O conceito católico sobre o fim do mundo e sobre como isso supostamente comprometerá a vida na Terra pode ser visto nas publicações católicas abaixo, neste artigo.

 

Por exemplo, um artigo católico afirma:

 

São Pedro, apóstolo, ensina que no momento em que Nosso Senhor Jesus Cristo descer, envolto em nuvens de glória para julgar os vivos e os mortos, o mundo terá acabado por meio do fogo.[1] Negrito acrescentado.


Outro artigo católico afirma:

Os céus se dissolverão, os elementos da terra se derreterão com o fogo e a terra desaparecerá (2Pd 3,10; cf. Is 34,4). […] O mundo atual será destruído pelo fogo.[2] (Negrito acrescentado.)

Com relação à ressurreição dos fiéis, observe o conceito católico:

A ressurreição dos corpos ainda não aconteceu nem mesmo para os santos. Os seus corpos ainda aguardam a ressurreição do último dia. Somente Jesus e Maria já ressuscitaram e têm seus corpos já glorificados. – Professor Felipe Aquino. (Negrito acrescentado.)


Observe que a ressurreição dos corpos dos santos, no conceito católico acima, supostamente seguirá o modelo da ressurreição de Jesus e de Maria, ou seja, com corpos “glorificados”.

Assim, pelo conceito católico exposto acima, os que supostamente serão ressuscitados com corpos glorificados não viverão aqui na Terra no Paraíso, mas no céu, assim como Jesus e Maria, os quais são tidos pela Igreja Católica como tendo corpos glorificados e vivem no céu.

O Catecismo da Igreja Católica, §1042, declara:

“No fim dos tempos, o Reino de Deus [irá] chegar à sua plenitude. Depois do Juízo Universal, os justos reinarão para sempre com Cristo [e não na Terra], glorificados em corpo e alma […] Então a Igreja será “consumada na glória celeste, quando chegar o tempo da restauração de todas as coisas, e com o gênero humano também o mundo todo, que está intimamente ligado ao homem e por meio dele atinge sua finalidade, encontrará sua restauração definitiva em Cristo.”[4]



Embora o referido catecismo mencione a restauração do “gênero humano”, ele também afirma que os justos estarão com Cristo – portanto, estarão no céu, na “glória celeste”.

O referido leitor mencionado no início deste artigo, em sua citação do trecho do Catecismo Católico, omitiu justamente a parte que comprova que o conceito católico é de vida no céu. Segue o texto citado na íntegra:

1047     Também o universo visível está, portanto, destinado a ser transformado, “a fim de que o próprio mundo, restaurado em seu primeiro estado, esteja, sem mais nenhum obstáculo, a serviço dos justos”, participando de sua glorificação em Cristo ressuscitado.[5]

Um trecho de um livro do monsenhor Jonas Abib afirma:

Na Bíblia e no Catecismo da Igreja Católica está escrito que teremos um corpo novo, ressuscitado, glorificado como o da Virgem Maria, que já está com Deus no céu. E estaremos com esse corpo em um universo também renovado. Esta renovação misteriosa, que há de transformar a humanidade e o mundo, a Sagrada Escritura a chama de “céus novos e terra nova” (II Pd 3,13) (CIC [Catecismo da Igreja Católica], 1043). Será a realização definitiva do projeto de Deus.”[6]

Assim, os “novos céus e uma nova terra”, segundo teólogos católicos, significa essa suposta transformação dos justos num corpo glorificado no céu. Não há alusão à vida eterna na Terra nas condições originais em que Deus colocou Adão e Eva no Paraíso.

Outro artigo católico afirma:

“O Céu é o fim último e a realização das aspirações mais profundas do homem, o estado de felicidade suprema e definitiva” (CIC 1023-1024). [] Viemos de Deus e somos Seus filhos, estamos aqui, nesta Terra, para viver em Deus, e um dia voltaremos para Ele. , o que Ele ‘preparou para os que o amam é algo que os olhos jamais viram, nem os ouvidos ouviram, nem coração algum jamais pressentiu’ (1Cor 2,9).” [7]

Portanto, o referido leitor, cujo comentário foi colocado no início deste artigo, encontra-se equivocado em seu conceito do que o catolicismo realmente afirma a respeito da futura vida na Terra e da ressurreição dos fiéis.



Notas:

[1] Algumas verdades básicas do Catolicismo – O FIM DO MUNDO. Associação apostolado do sagrado coração de Jesus. Disponível em: http://www.aascj.org.br/home/2012/08/algumas-verdades-basicas-do-catolicismo-o-fim-do-mundo/. Referência:  − Padre Tomaz Pégues, O. P. – “A Suma Teológica de São Tomás de Aquino em forma de catecismo” – Taubaté – 1942 − Bref Resumé de la Foi Catholique – Saint Thomas d’Aquin).

[2] Vida Pastoral. Esperamos novos céus e nova Terra (2 Pedro 3,1-13). Centro Bíblico Verbo. Julho-Agosto de 2003 (pp. 22-25). Disponível em: http://www.vidapastoral.com.br/artigos/temas-biblicos/esperamos-novos-ceus-e-nova-terra-2pedro-31-13/.

[3] AQUINO, Felipe. Vida para além da morte. Disponível em: <https://blog.cancaonova.com/felipeaquino/2012/07/29/vida-para-alem-da-morte-2/>.

[4]Disponível em:
http://www.afecatolica.com/products/novissimos-do-homem-ceu-inferno-e-purgatorio/

[5] MANZOTTI, Reginaldo. O que vem depois da morte – Catecismo da Igreja Católica. Disponível em: <https://www.padrereginaldomanzotti.org.br/artigo/o-que-vem-depois-da-morte-catecismo-da-igreja-catolica/>.

[6] ABIB, Jonas. 'Vou criar novo céu e nova terra'. Disponível em: https://padrejonas.cancaonova.com/mensagem-do-dia/vou-criar-novo-ceu-e-nova-terra/.

[7] FERNANDES, Márcio Leandro. Formação. Céu: o que a Igreja ensina sobre ele? Disponível em: https://formacao.cancaonova.com/igreja/doutrina/ceu-o-que-igreja-ensina/.



Contato: oapologistadaverdade@gmail.com

Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org







2 comentários:

  1. Eu fui dessa religião por 20 anos, não posso me arrepender de ter saido dessa confusão sem fim... eu hoje sou TJ e não mudo!

    ResponderExcluir
  2. É cômica a condição dos fieis da cristandade, pois almejam tanto irem para o céu (dominio espiritual), mas não movem uma palha, muito menos se esforçam em se enquadrarem nos requisitos para tal.

    ResponderExcluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *