Image Map











domingo, 30 de dezembro de 2018

‘Quem não tiver pecado que atire a primeira pedra’ – isso está na Bíblia?


Fonte: jw.org

Contribuído.

Este artigo é uma análise de uma passagem que se encontra em várias traduções da Bíblia, e que é muito citada no dia-a-dia. Essa passagem deu origem, inclusive, a músicas. Uma música antiga tem palavras que fazem referência a essa passagem que vamos analisar. Trata-se da música “Atire a Primeira Pedra”, samba de Ataulfo Alves e de Mário Lago, de 1943, e gravada por Orlando Silva no mesmo ano, que possui o refrão com as palavras:

“Covarde sei que me podem chamar
“Porque não calo no peito dessa dor
“Atire a primeira pedra, ai, ai, ai
“Aquele que não sofreu por amor.”

Os mais antigos irão se lembrar dessa música, que fez muito sucesso, e que faz referência à passagem de João Capítulo 8, versículos 1 a 11, da “mulher adúltera”.

Essa passagem supostamente bíblica deu origem também a uma tendência muito forte – uma cultura, por assim dizer, daquela máxima: “Se todo mundo faz, por que eu também não posso fazer?” Em outras palavras, ‘se todo mundo mente, por que eu não posso mentir?’ ‘Se todo mundo comete adultério, por que eu não posso cometer adultério?’ ‘Se todo mundo rouba, por que eu não posso roubar?’ E aí vem aquela frase: “Atire a primeira pedra quem nunca fez isso!”

Essa passagem não tem na Tradução do Novo Mundo, que começa o capítulo 8 no versículo 12. Em razão disso, muitos dizem que a Tradução do Novo Mundo tirou essa passagem “tão importante” da Bíblia. Mas, será que essa passagem realmente é inspirada por Deus? Vamos analisar alguns detalhes dentro do próprio texto.

Na Tradução do Novo Mundo, o capítulo 8 de João começa no versículo 12.
Fonte: jw.org

 Vamos analisar na tradução João Ferreira de Almeida, edição Revista e Corrigida, que é a tradução da Bíblia mais respeitada no Brasil – principalmente pelos evangélicos, mas também por muitos católicos. Por isso, vamos analisar o assunto dentro do próprio contexto bíblico.

Vejamos como essa passagem se encontra na Versão Almeida Revista e Corrigida:

“Porém Jesus foi para o monte das Oliveiras. E, pela manhã cedo, voltou para o templo, e todo o povo vinha ter com ele, e, assentando-se, os ensinava. E os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério. E, pondo-a no meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando, e, na lei, nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes? Isso diziam eles, tentando-o, para que tivessem de que o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, escrevia com o dedo na terra. E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se e disse-lhes: Aquele que dentre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela. E, tornando a inclinar-se, escrevia na terra. Quando ouviram isso, saíram um a um, a começar pelos mais velhos até aos últimos; ficaram só Jesus e a mulher, que estava no meio. E, endireitando-se Jesus e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou? E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te e não peques mais.”

Análise textual

1. Jesus escrevendo no chão do templo?

Lemos aqui, no versículo 2, que Jesus estava no templo. O templo em que Jesus estava era o Templo de Jerusalém, um templo extremamente luxuoso, revestido de ouro. Até alguns historiadores dizem que, quando o sol estava quente, era impossível olhar diretamente para aquele templo, porque o brilho do ouro em contato com a luz do sol ofuscava a vista das pessoas que tentassem olhar para o templo. As pessoas ficavam sem poder enxergar nada, porque o brilho do ouro reluzente era muito forte. 

Como um templo extremamente luxuoso poderia ter um chão de terra? Porque essa passagem afirma que Jesus escrevia com o dedo na terra. Uma contradição muito grande! Já foge da realidade – um templo revestido de ouro com o chão de terra. Algo sem o menor nexo, sem lógica.

2. O suposto comportamento de Jesus perante os idosos

 Ademais, a passagem diz que os homens que trouxeram aquela mulher até Jesus eram os escribas e os fariseus. Eram, portanto, pessoas idosas. O que a Lei mosaica dizia sobre quando uma pessoa mais idosa chegava perto de uma pessoa mais jovem?

Levítico 19:32 declara: “Diante das cãs [cabelos brancos] te levantarás.” (ARC) A NTLH diz: “Fiquem de pé na presença das pessoas idosas.”



Assim, sob a Lei mosaica, a pessoa mais jovem não poderia ficar abaixada diante uma pessoa mais idosa. A Lei ordenava que ela ficasse em pé. Era um sinal de respeito. Sabemos que Jesus estava sujeito à Lei mosaica, conforme Gálatas 4:4. Portanto, Jesus não poderia ter ficado abaixado. Este é outro detalhe que contraria o contexto bíblico.

3. A ausência do homem adúltero

Mas, encontramos uma contradição maior ainda lendo Levítico, capítulo 20, versículo 10 – ou Deuteronômio, capítulo 22, versículos 22 ao 24, textos que prescrevem que tanto a mulher como também o homem adúltero deveriam ser trazidos às autoridades para serem apedrejados. Dizia a Lei mosaica: “Se um homem adulterar com a mulher do seu próximo, será morto o adúltero e a adúltera.” – Levítico 20:10, ARA.

Onde está o homem na passagem da mulher adúltera? A mulher estava cometendo adultério sozinha? Levaram até Jesus uma mulher que, segundo o texto, foi apanhada cometendo adultério – foi pega no ato. Assim, tanto a mulher quanto o homem foram pegos no ato do adultério.

Porém, alguns dizem sobre isso que aqueles fariseus estavam simulando uma situação falsa para pôr Jesus à prova. Contudo, Jesus era um homem extremamente inteligente; e um homem perfeito. É óbvio que os fariseus não tentariam usar uma simulação tão pobre como essa. Jesus simplesmente iria expor essa situação. Portanto, a ausência do homem adúltero é outra contradição. Aquela mulher foi pega no flagrante ato de adultério. Não teria como alguém argumentar que o homem já se havia retirado.

Então, todos os detalhes mostram claramente que essa passagem de João 8:1-11 sobre a mulher adúltera não poderia fazer parte das Escrituras inspiradas. É um texto extremamente fora do contexto bíblico. A Bíblia na Linguagem de Hoje explica no pé da página: “Os versículos 1 a 11 não fazem parte do texto original grego.” A Bíblia Sagrada Edição Trilíngue (grego, inglês e português) afirma na nota de rodapé que que essa passagem não consta no Evangelho de João. A tradução de Almeida baseada nos melhores textos hebraicos e gregos (IBB) declara na nota de rodapé: “Na maior parte dos manuscritos antigos não consta este trecho de João 7.53 até 8.11.” Portanto, o apóstolo João não escreveu essa passagem. Trata-se evidentemente de um acréscimo à Palavra de Deus, que não faz parte dela.

Ademais, o Jesus da Bíblia não veio para “passar a mão na cabeça” de pecadores impenitentes. Porque o que esse texto dá a entender é que, ‘como todo mundo comete pecado, que atire a primeira pedra aquele que não tem pecado’. Com isso, as pessoas vivem fazendo uma série de coisas erradas, sempre jogando na conta do Jesus que supostamente desconsidera pecados graves. Mas o Jesus da Bíblia não gosta de coisas erradas. Se a pessoa for impenitente, se está sempre cometendo o mesmo pecado e debitando na conta do “atire a primeira pedra quem não tiver pecado”, é óbvio que o Jesus da Bíblia não tolera isso. Nem ele e nem o Deus que ele adora, que é Jeová, o Deus que o criou, que é o seu Pai.

Assim, que bom que esse texto realmente não faz parte da Bíblia! Porque, senão, os críticos da Bíblia poderiam achar erros grotescos e falhas na Palavra de Deus. Mas, conforme sabemos, a Palavra de Deus é perfeita. Ela é a verdade. (João 17:17) E, sendo a verdade, não poderia conter textos sem lógica e grotescos, como a passagem da mulher adúltera.

Veja também o artigo:




Explicação das siglas:

ARA: Almeida Revista e Atualizada.
ARC: Almeida Revista e Corrigida.
IBB: Almeida da Imprensa Bíblica Brasileira.
NTLH: Nova Tradução na Linguagem de Hoje.


Referências:


 ALVES, Ataulfo. “Atire a Primeira Pedra.” Letras. Disponível em: <https://www.letras.mus.br/ataulfo-alves/221907/>.
“Atire a Primeira Pedra.” Wikipedia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Atire_a_Primeira_Pedra>.


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.




Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org




5 comentários:

  1. Uma correção deve ser feita neste artigo:
    É dito aqui que "na tradução do Novo Mundo" não tem essa passagem da adúltera.
    Informação IMPRECISA!
    Na Tradução do Novo Mundo de 1986, a de CAPA PRETA, ESSA PASSAGEM EXISTE SIM! Está como uma nota ao pé da página, bem explicado o motivo disso, mas ESTÁ LÁ.

    O que aconteceu foi que na versão REVISADA, a de capa CINZA, 2015, essa passagem foi retirada, mas deixaram uma nota ao pé da página explicando o motivo dessa passagem não constar mais impressa.

    Portanto, que se faça justiça e seja deixado claro essa diferença entre a Novo Mundo CAPA PRETA e a Novo Mundo CAPA CINZA!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, Silva Wagner, pela correção.

      Teria sido melhor a redação "Essa passagem não tem no texto principal da Tradução do Novo Mundo", seguida da explicação que você deu sobre a existência da passagem na nota de rodapé da Tradução do Novo Mundo, nas edições anteriores à edição revisada de 2015.

      Excluir
    2. O que o autor do artigo acima quis dizer é que a Tradução do Novo Mundo não contém essa passagem no sentido de não tê-la no texto realmente bíblico. A alusão ao texto na nota ocorre apenas para explicar a inexistência desses versículos no texto bíblico da NM. Olhando deste ângulo, a NM realmente não possui essa passagem, porquanto é espúria.

      Excluir
    3. Acredito que fique subentendido que seja a versão atual. O autor não colocou algo do tipo "NUNCA na tradução do Novo Mundo, teve essa passagem". E o mesmo sempre faz as devidas referencias quando se refere a uma outra versão.

      Excluir
    4. Romano, os opositores não fazem essa distinçao. Eles gostam de simplesmente atacar a Bíblia das Testemunhas de Jeová, apenas dizendo genericamente que a Novo Mundo não tem essa passagem.
      Por isso não devemos deixar de lado esse DETALHE que pode colocar fim a qualquer crítica quanto a isso. Basta dize que a Edição de 1986 tem sim. Pronto, debate encerrado.
      O detalhe se é no texto principal ou não fica em segundo plano, pois o que importa é mostrar o desconhecimento de nossos críticos quanto aos FATOS.
      Essa é a importância de deixar a Novo Mundo edição de 1986 em evidência, pois ela contém várias características essenciais que, por algum motivo, ficaram de fora nessa Revisão de 2015.
      Uma Testemunha de Jeová "média" pode ser que nem saiba da passagem constar na edição de 1986, visto que a Organização nunca usou tal passagem como base de estudos. Por isso é provável que muitos de nós nem saibamos que ela está lá. Essa é a necessidade de sempre trazer esse detalhe à atenção, seja para RELEMBRAR quem já sabia e esqueceu, seja para ensinar mesmo para quem nunca prestou atenção.

      Excluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *