Image Map











sábado, 12 de outubro de 2019

Pessoas que não foram alcançadas com o Evangelho serão salvas?


Abraão afirma sobre Jeová: Longe de ti  entregar à morte os justos junto com os maus.’  Gênesis 1825.
Fonte: jw.org


Um leitor escreveu:

Bom dia, meu irmão! Como está?

Gostaria de saber sua opinião sobre a seguinte questão: a Bíblia mostra que as boas novas serão pregadas em toda as nações (e isso está se cumprindo), mas não que seria pregada para cada pessoa individualmente.

Sendo assim, vamos supor que, se o Harmagedon viesse hoje, uma pessoa que viveu em algum lugar do planeta, que nunca ouviu falar sobre Jeová, quer por ser um lugar isolado, por causa da religião do seu país ser predominante, ou por causa de algum tipo de governo, mas se ela for semelhante a uma ovelha, poderá passar com vida para o paraíso para aprender sobre Jeová lá?

Grande abraço!

Resposta:

Sabemos que Jeová sempre age com amor e justiça. 1 João 4:8 declara enfaticamente: “Deus é amor.” E Gênesis 18:25 nos assegura que Deus, sendo “o Juiz de toda a terra”, sempre fará “o que é justo”. Portanto, seria inadmissível alguém ser destruído sem ter a devida oportunidade de decidir se quer ou não servir a Deus.

No antigo Israel, “um grande número de não israelitas” decidiu servir a Jeová junto com os israelitas por ocasião de sua saída do Egito. (Êxodo 12:38) E Jeová aceitou isso com prazer. O que entendemos é que ele quer salvar pessoas, não destruir. A maior prova disso foi o pagamento caríssimo do resgate pela morte de Seu mais amado Filho. (João 3:16) Assim, podemos ter certeza de que jamais alguém será esquecido quanto à oportunidade de poder servir a Deus.

Veja o artigo:


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org




2 comentários:

  1. O problema é que muitos ainda acham que Deus vai sentir prazer em destruir as pessoas más. A realidade é que Jeová não se agrada da morte do iníquo porque cada pessoa é única, e Ele, em toda sua bondade e misericórdia, deseja a salvação de todos.

    ResponderExcluir
  2. Na primeira reunião para saída de campo, em Mateus 10, Jesus falou que uma atitude favorável, do tipo dar um "copo de água" a seus discípulos, receberia a recompensa de profeta. No capítulo 7, do mesmo livro, falando do futuro julgamento, falando a RELIGIOSOS que o tratam como SENHOR, Jesus é implacável, pois estes afirmam louvação a Jesus, mas ignoram o Pai de Jesus. Isso pode ser visto hj, pois conscientemente atentam contra o uso do Nome do Todo-Poderoso, removendo ou o substituindo por títulos, insistem em trechos espúrios e falam mal do povo que fazem o contrário. Se aplica também a TJs deixam de mostrar amor leal e se tornam pecadores impenitentes. Em Mateus 25, parábola das ovelhas e cabritos, Jesus fala para todos em Geral. O que determina a condenação e salvação ali? Jesus não cita religiões específicas, embora subentende-se que seus seguidores, portanto, cristãos irmãos de cristo, ungidos, são citados. A Maneira como outros tratam estes, reflete em jesus. Isto se aplica tanto as outras ovelhas como estudantes da bíblia e público geral .De fato, qual será a resposta dos opositores e perseguidores e assassinos dos irmãos de jesus(aqueles que fazem a vontade de seu Pai, ungidos e Outras Ovelhas), sim, o que dirão para justificar a perseguição e calúnia a um povo ordeiro, que se recusar a pegar em armas para travar guerras, procuram ser honestos e respeitadores das leis, pregam de forma voluntária e apelativa e não impositiva e agressiva, não estão envolvidos nos maiores crimes de corrupção política...que dirão? De modo que a atitude dos descrentes para com os cristãos vai ser levado em conta, e não somente a pregação que receberam ou não.

    ResponderExcluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *