Image Map











domingo, 25 de outubro de 2020

Todos os que morrem são absolvidos do seu pecado? (Romanos 6:7)

Fonte: jw.org 

Um leitor escreveu: 

Olá, apologista! Gostaria de tirar uma dúvida. Se Romanos 6:7 diz que quem morreu foi absolvido de seu pecado, não deveria haver uma ressureição de todos os que já morreram? Afinal, todos, uma vez mortos, se tornaram justos. 

Resposta: 

Lemos em Romanos 6:7: “Pois quem morreu foi absolvido do seu pecado.” Como toda outra passagem bíblica, este texto também precisa ser analisado à luz do “restante das Escrituras” (2 Pedro 3:16). E o que dizem outras passagens sobre esta questão de a morte absolver a pessoa de seus pecados? 

Note o que o Senhor Jesus Cristo afirmou em Marcos 3:29: “Quem blasfema contra o espírito santo nunca terá perdão, mas é culpado de pecado eterno.” Observe que este tipo de pecado não é absolvido, ou inocentado, pela morte. A respeito desse pecado específico, Jesus explicou em outra passagem: “Por essa razão, eu lhes digo: Todo tipo de pecados e blasfêmias será perdoado aos homens, mas a blasfêmia contra o espírito não será perdoada. Por exemplo, quem falar uma palavra contra o Filho do Homem será perdoado; mas quem falar contra o espírito santo não será perdoado, não, nem neste sistema de coisas, nem no que virá.” (Mateus 12:31, 32; veja também Lucas 12:10.) Outros textos confirmam o fato de que não são todos os pecados que são absolvidos pela morte: 

“Pois, se praticarmos o pecado deliberadamente depois de termos recebido o conhecimento exato da verdade, não há mais nenhum sacrifício pelos pecados. – Hebreus 10:26.  

 “Pois, no que se refere àqueles que já foram esclarecidos, provaram a dádiva celestial, tornaram-se participantes do espírito santo … mas se desviaram, é impossível que sejam levados novamente ao arrependimento; porque eles pregam de novo para si mesmos o Filho de Deus na estaca e o expõem à desonra pública.” – Hebreus 6:4, 6. 

“Se alguém vir seu irmão cometendo um pecado que não incorre em morte, ele pedirá, e Deus lhe dará vida, sim, aos que não cometerem um pecado que incorre em morte. Há um pecado que incorre em morte. Não é a respeito desse pecado que eu digo que ele deve orar.” – 1 João 5:16. 

Com base nos textos acima, podemos compreender que a afirmação contida em Romanos 6:7 é uma referência geral à humanidade como um todo, mas não trata cada caso específico. Podemos exemplificar isso com o texto de Hebreus 9:27, onde lemos: “E, assim como está reservado aos homens morrer uma só vez, mas depois disso receber um julgamento.” Assim como Romanos 6:7, esta passagem também é uma referência geral que não abrange cada caso específico. Afinal, nem todas as pessoas na Terra morreram “uma só vez”. A Bíblia menciona nove pessoas que foram ressuscitadas. Com exceção de Jesus Cristo, os oito ressuscitados morreram novamente. Assim, tais pessoas não estão abrangidas pela primeira parte do texto de Hebreus 9:27.[1] 

Então, respondendo à pergunta do tema deste artigo, nem todos os que morrem são absolvidos do seu pecado.

 

Veja também os artigos: 

“Romanos 6:7 atesta contra a doutrina do inferno de fogo?”  

“Como alguém sabe se pecou contra o espírito santo?”

“Quem será destruído para sempre, e quando?”


Nota:

[1] Os oito casos registrados de ressurreições terrenas estão nos seguintes textos: 1 Reis 17:17-24; 2 Reis 4:32-37; 2 Reis 13:20, 21; Lucas 7:11-17; Lucas 8:40-56; João 11:38-44; Atos 9:36-42; Atos 20:7-12. 


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová. 

 

Contato: oapologistadaverdade@gmail.com

 

Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org

 

 



 


Nenhum comentário:

Postar um comentário


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *