Image Map











domingo, 25 de julho de 2021

“A ciência se multiplicará” (Daniel 12:4) – o que significa essa expressão?

 

Fonte: jw.org

 

Lemos em Daniel 12:4: “Quanto a você, Daniel, mantenha em segredo as palavras e sele o livro até o tempo do fim. Muitos farão uma busca, e o conhecimento verdadeiro se tornará abundante.” 

Em geral as traduções bíblicas traduzem assim a parte final: “Muitos correrão de uma parte para outra, e a ciência se multiplicará.” – Almeida Revista e Corrigida; veja também Almeida Revisada Imprensa Bíblica.

Algumas religiões e teólogos da cristandade entendem que a expressão “muitos correrão de uma parte para outra” é uma referência ao fluxo contínuo de viagens pelos meios modernos de transporte – avião, navio, carro e trem. Outros comentaristas da cristandade afirmam que tal expressão se refere ao aumento das tarefas, em diversos turnos; a jornadas exaustivas, em mais de um emprego; bem como à educação acadêmica cada vez mais exaustiva, em aulas de línguas, de informática e de muitas outras matérias se multiplicando cada vez mais.

Assim, em resumo, aplicam Daniel 12:4 a um aumento em conhecimento humano e em habilidade de viajar como sendo um sinal dos últimos dias. Entendem a palavra “ciência” como uma referência à ciência humana – às descobertas nos diversos ramos científicos e ao consequente desenvolvimento tecnológico.

Um dos motivos aparentes para esse entendimento é o uso da palavra “ciência” em algumas traduções. Em nossos dias, a palavra “ciência” é aplicada ao conjunto do saber humano, resultante da pesquisa, seguindo uma metodologia. Porém, o uso desta mesma palavra no tempo de tradutores como João Ferreira de Almeida tinha um sentido mais amplo, incluindo o conhecimento revelado por Deus. Podemos ver isso no modo em que Almeida verteu o Salmo 119:66: “Um bom sentido e ciência me ensina: pois cri a teus mandamentos.” (Edição de 1860.) 

Salmo 119:66. Tradução de João Ferreira de Almeida, de 1860.


A versão de 1969 mantém o mesmo uso da palavra “ciência”, na qual lemos: “Ensina-me bom juízo e ciência, pois cri nos teus mandamentos.” O texto fala obviamente da ciência divina, contida nos mandamentos da Palavra de Deus. Assim, a palavra “ciência” nas traduções da Bíblia antigamente era usada para se referir ao conhecimento bíblico. 

O que o contexto revela 

Observe que o verso 3 faz referência aos “sábios” e aos “converterem a muitos para a justiça”, o quais “resplandecerão”. (Almeida Revisada Imprensa Bíblica) E o início do verso 4 menciona a ordem divina a Daniel para ‘manter esta profecia em segredo … até o tempo do fim’. (Nova Versão Transformadora) Após isso é que se menciona “muitos correrão de uma parte para outra, e o conhecimento se multiplicará”.  – Almeida Corrigida Fiel.

Observe também os versos 9 e 10, que declaram: “E ele disse: Vai, Daniel, porque estas palavras estão fechadas e seladas até ao tempo do fim. Muitos serão purificados, e embranquecidos, e provados; mas os ímpios procederão impiamente, e nenhum dos ímpios entenderá, mas os sábios entenderão.” – ACF.

Portanto, o contexto parece fazer referência ao conhecimento bíblico, especificamente a partir do “tempo do fim”, a partir de cujo período a referida “profecia” e o “livro” não estariam mais ocultos quanto ao entendimento. Neste sentido, o ato de ‘correr de uma parte para outra’ seria uma alusão ao empenho de entender e de divulgar o conhecimento bíblico que havia ficado encerrado, ou oculto, antes desse período. Diversos comentaristas bíblicos entendem desta forma, conforme veremos no próximo subtítulo. 

O que dizem certos comentarista bíblicos 

Albert Barnes:

Muitos correrão de um lado para o outro – Passarão para cima e para baixo no mundo, ou irão de um lugar para outro. A referência é claramente para aqueles que devem, portanto, ir para transmitir conhecimento; dar informação; chamar a atenção dos homens para assuntos grandes e importantes. A linguagem é aplicável a qualquer método de transmissão de conhecimento importante e refere-se a uma época em que essa seria a característica da época. Nada mais pode ser aplicado tão bem quanto aos trabalhos dos missionários cristãos, ministros do evangelho e outros que, por causa da verdade cristã, despertam a atenção dos homens para os grandes assuntos de religião; e a aplicação natural da linguagem é referir aos tempos em que o evangelho seria pregado ao mundo em geral.

E o conhecimento será aumentado – A saber, por este método. O anjo parece significar que, dessa maneira, haveria um avanço no conhecimento de todos os assuntos da religião, e particularmente dos pontos a que ele se referira. Essa seria uma das características desses tempos e esse seria o meio pelo qual isso seria realizado. Nossa própria época forneceu uma boa ilustração do significado dessa linguagem e será ainda mais completa e impressionantemente ilustrada à medida que o tempo se aproxima, quando o conhecimento do Senhor deve preencher o mundo inteiro.

Joseph Benson:

Muitos correrão para lá e para cá – muitos devem procurar diligentemente essas profecias e usar todos os meios ao seu alcance para chegar a um verdadeiro conhecimento delas; melhorará todas as oportunidades de retificar seus erros, resolver suas dúvidas e familiarizar-se com as coisas divinas em geral, e com estas e outras profecias da palavra de Deus em particular, melhoradas e aperfeiçoadas. E o conhecimento será aumentado – Por esses meios, grande luz será lançada sobre todas as partes da revelação divina, e especialmente sobre as partes proféticas: quanto mais as previsões forem realizadas, melhor serão entendidas; e as gerações futuras receberão mais instruções e edificação delas do que nós. As palavras têm uma referência especial aos dias do evangelho; e a expressão de correr de um lado para o outro, sem dúvida aponta para as jornadas, viagens e trabalhos dos ministros do evangelho, sejam apóstolos, evangelistas, pastores ou professores, que deveriam atravessar o mar e a terra e viajar de um lugar para outro, de país para país. espalhar o conhecimento da verdade divina e testemunhar o evangelho da graça de Deus.

Adam Clarke:

Muitos correrão de um lado para o outro – Muitos devem procurar o sentido; e o conhecimento será aumentado por esses meios; embora o significado não seja totalmente conhecido até que os eventos ocorram: então o selo será quebrado e o sentido se tornará claro. Este parece ser o significado deste versículo, embora outro tenha sido colocado sobre ele, a saber: “Muitos correrão para lá e para cá pregando o Evangelho de Cristo, e, portanto, o conhecimento religioso e a verdadeira sabedoria serão aumentados”. Isso é verdade em si; mas não é o significado das palavras do profeta.

João Calvino:

Muitos devem investigar, e o conhecimento deve aumentar. […] Não hesito em supor que o anjo prometa a chegada de um período em que Deus deve reunir muitos discípulos para si mesmo, embora no início eles devam ser muito  poucos e insignificantes. […] De fato, pequeno e insignificante é o número aparente de fiéis que se importam com a verdade de Deus e que demonstram qualquer desejo de aprendê-la, mas não permita que essa escassez te mova. Os filhos de Deus logo se tornarão aumentados. Muitos investigarão, e o conhecimento aumentará. Essa profecia nem sempre será enterrada na obscuridade; o Senhor fará com que muitos a adotem para sua própria salvação.

John Wesley:

Deve correr – diligentemente procurará essas profecias; e conhecerão os sinais dos tempos, e esperarão em Deus no caminho de seus julgamentos: ele quer dizer principalmente nos tempos do evangelho. 

O dicionário bíblico intitulado “Estudo Perspicaz das Escrituras (volume 2, p. 1100, verbete “Tempo do fim”) traz o seguinte comentário do pregador e influente escritor inglês Thomas Scott:

A respeito deste texto, o comentarista Thomas Scott, na primeira metade do século 19, fez a seguinte observação: “O anjo, em conclusão, deu a entender a Daniel que esta profecia permaneceria obscura e como ‘um livro selado’, do qual pouco se entenderia, ‘até o tempo do fim’ . . . Os fatos têm evidenciado que realmente sucedeu assim: sempre se reconheceram imensas dificuldades em muitas profecias de Daniel, e estas têm sido como ‘palavras fechadas’ até mesmo para os crentes em geral. . . . Em tempos mais recentes, muitos têm feito grandes esforços, no que concerne a investigar a história, para ilustrar as partes dessas profecias que já se realizaram e para formular, mediante a comparação delas com outros textos, algum critério do que ainda resta para se cumprir; e assim se tem fornecido muito esclarecimento sobre elas. À medida que gradualmente forem sendo cumpridas, serão mais bem entendidas; e gerações futuras ficarão bem mais surpresas e instruídas por elas do que nós.” (Explanatory Notes [Notas Explanatórias], de Scott, 1832) A falta de entendimento das profecias de Daniel, em princípios do século 19, indicava que o predito “tempo do fim” ainda era futuro, visto que os “perspicazes”, os verdadeiros servos de Deus, haviam de entender a profecia no “tempo do fim”. — Da 12:9, 10.


A respeito do sentido do verbo “percorrer” usado em Daniel 12:4, o periódico “A Sentinela” fez a seguinte observação:

A palavra hebraica crítica, aqui, shut, em si mesma não possui o significado de “examinar ou escrutinar”, como o revela o exame de diversos dicionários hebraico-ingleses (ou hebraico-portugueses). O significado básico do versículo é “mover-se de um lado para o outro”. O Lexicon for the Old Testament Books de L. Koehler e W. Baumgartner mostra que o verbo hebraico significa “percorrer de uma parte para a outra” e foi assim traduzido na Tradução do Novo Mundo (edição completa só em inglês), em Jó 1:7; 2:2; Jeremias 5:1; 49:3; Amós 8:12; Zacarias 4:10 e 2 Crônicas 16:9. O Hebrew and Chaldee Lexicon of the Old Testament Scriptures, de Genenius, em sua edição de 1859, publicada em Londres, define a palavra como significando “correr rapidamente, correr para cima e para baixo, correr de um lado para o outro, (o que muitos homens fazem, como se açoitassem o ar com os braços, como remadores).” No tocante à forma Pilel do verbo, este Lexicon diz que o verbo significa, em metáfora, “percorrer um livro, isto é, examiná-lo cabalmente, Daniel 12:4”. – 15/3/1965, p. 191, sob “Perguntas dos Leitores”, negrito acrescentado. 

Um site de pesquisa bíblica fez o seguinte comentário:

O saber se multiplicará. Esta frase deve ser considerada a sequência lógica da frase que a antecede: quando o livro selado for aberto, no tempo do fim, o conhecimento das verdades contidas nessas profecias aumentará (ver PR, 547; cf. Ap 10:1, 2). No final do século 18 e início do século 19, despertou-se um novo interesse pelas profecias de Daniel e Apocalipse em diferentes  lugares do mundo. O estudo dessas profecias difundiu a crença de que o segundo advento de Cristo estava próximo. Vários estudiosos na Inglaterra, Joseph Wolff no Oriente Médio, Manuel Lacunza na América do Sul e Guilherme Míller nos Estados Unidos, junto com outros estudiosos das profecias, declararam, com base no estudo das profecias de Daniel, que o segundo advento estava prestes a ocorrer. Essa convicção se tornou a força motivadora de um movimento mundial. Esta profecia também foi interpretada como indício dos estupendos avanços da ciência e do conhecimento geral no século 19, avanços que tornaram possível uma proclamação extensa da mensagem dessas profecias. CBASD [Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia] vol. 4, p. 970.[1] 

Outro site de pesquisa bíblica comentou:

Muitos o esquadrinharão, e o saber se multiplicará. Os olhos das pessoas percorrerão a profecia e a compreensão aumentará. Está se tratando da disposição do livro e o seu futuro.[2]

Diversas traduções bíblicas de Daniel 12:4 mostram este sentido

“Quanto a ti, Daniel, guarda isso secreto, e conserva este livro lacrado até o tempo final. Muitos daqueles que a ele recorrerem verão aumentar seu conhecimento.” – Bíblia Ave Maria. 

 “Mas quanto a você, Daniel, esconda estas palavras e sele o livro até o fim dos tempos. Muitos vão e voltam e procuram ansiosamente [através do livro], e o conhecimento [do propósito de Deus conforme revelado por Seus profetas] aumentará [grandemente].” – Amplified Bible (“Bíblia Amplificada”).

“E tu, Daniel, fecha as palavras e sela o livro até o tempo do fim; até que muitos sejam ensinados e o conhecimento seja aumentado.” – Brenton's Septuagint Translation (“Tradução da Septuaginta, de Brenton”).

“Daniel, eu agora te ordeno que mantenha a mensagem deste livro em segredo até o fim dos tempos, mesmo que muitas pessoas vão a todos os lugares em busca do conhecimento que nele se encontra.” – Contemporary English Version (“Versão Inglesa Contemporânea”).

“Ele me disse: ‘E agora, Daniel, feche o livro e sele-o até o fim do mundo. Enquanto isso, muitas pessoas perderão seus esforços tentando entender o que está acontecendo.’” – Good News Translation (“Tradução de Boas Novas”).

“Quanto a você, Daniel, mantenha em segredo as palavras e sele o livro até o tempo do fim. Muitos farão uma busca, e o conhecimento verdadeiro se tornará abundante.” – Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada.

Tendo em vista o contexto e a linguagem, Daniel 12:4 deve estar apontando para o período da história humana em que o verdadeiro conhecimento bíblico aumentaria de modo destacado. 

Notas:

[1] Reavivados por Sua Palavra.  Disponível em: <https://reavivadosporsuapalavra.org/2017/11/19/daniel-12-comentarios-selecionados/>.

[2] Interpretação de Daniel 12. Biblioteca Bíblica. Disponível em: <https://bibliotecabiblica.blogspot.com/2014/10/interpretacao-de-daniel-12.html>.


 Referências: 

Daniel 12:4. Almeida Revisada Imprensa Bíblica. Bíblia Online. Disponível em: <https://www.bibliaonline.com.br/aa/dn/12>. 

______. Amplified Bible. Bible Hub. Disponível em: <https://biblehub.com/amp/daniel/12.htm>. 

______. Brenton's Septuagint Translation. Bible Hub. Disponível em: <https://biblehub.com/sep/daniel/12.htm>. 

______. Contemporary English Version. Bible Hub. Disponível em: <https://biblehub.com/cev/daniel/12.htm>. 

______. Good News Translation. Bible Hub. Disponível em: <https://biblehub.com/gnt/daniel/12.htm>. 

______. Nova Versão Transformadora. Bíblia Online. Disponível em: <https://www.bibliaonline.com.br/nvt/dn/12>.

Estudo de Daniel 12:4 – Comentado e Explicado. Bibliaco. 13 mar 2020. Disponível em: <https://versiculoscomentados.com.br/index.php/estudo-de-daniel-12-4-comentado-e-explicado/>. 

Salmo 119:66. João Ferreira de Almeida, edição de 1969. Bíblia Online. Disponível em: <https://www.bibliaonline.com.br/rc69/sl/119>.


A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.

 

Contato: oapologistadaverdade@gmail.com

 

Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org

 

 


 


 




domingo, 18 de julho de 2021

Davi serrou pessoas? (2 Samuel 12:31)

Fonte: jw.org 

A tradução do Padre António Pereira de Figueiredo verte 2 Samuel 12:31 do seguinte modo: “Trazendo os seus moradores os mandou serrar, e que passassem por cima deles carroças ferradas: e que os fizessem em pedaços com cutelos, e os botassem em fornos de cozer tijolo. Assim o fez com todas as cidades dos amonitas.” 

A versão Almeida (Corrigida, Corrigida Fiel, Revista e Atualizada) verte de um modo obscuro que também pode levar ao mesmo entendimento nefasto: 

E, trazendo o povo que havia nela, o pôs às serras, e às talhadeiras de ferro, e aos machados de ferro, e os fez passar por forno de tijolos; e assim fez a todas as cidades dos filhos de Amom; e voltou Davi e todo o povo para Jerusalém.” – 2 Samuel 12:31, Almeida Corrigida Fiel. 

A revista A Sentinela, de 15 de fevereiro de 2005 (p. 27), ao considerar essa passagem, tece o seguinte comentário: “Por uma diferença de uma só letra, o texto hebraico pode dizer que ‘ele os pôs na serra’, ou ‘ele os cortou (serrou) em pedaços’. Além disso, a palavra para ‘forno de tijolos’ também pode significar ‘molde de tijolos’. Esse molde seria estreito demais para alguém caber nele.” Assim, a Tradução do Novo Mundo Com Referências faz a tradução coerente tanto com o caráter piedoso de Davi como com o texto hebraico: 

“E tirou o povo que havia nela para fazê-los serrar pedras e [trabalhar] com ferramentas afiadas e com machados de ferro, e fez que servissem na fabricação de tijolos. E assim passou a fazer com todas as cidades dos filhos de Amom. Por fim voltou Davi e todo o povo a Jerusalém.” (Os colchetes são da Tradução do Novo Mundo, para esclarecer o sentido em português.) 

Tradução do Novo Mundo Com Referências, de 1986.

Matéria extraído do artigo “As traduções da cristandade – parte 5”.

 

Contato: oapologistadaverdade@gmail.com


 Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org

 

 



domingo, 11 de julho de 2021

Provérbios 8:22 – “possuiu” ou “criou”?

Fonte: jw.org

Uma discussão linguística e teológica gira em torno de como o primeiro verbo de Provérbios 8:22 deve ser traduzido – “possuiu” ou “criou”. O verbo hebraico qanáh admite ambas as formas de traduzir. 

A versão grega Septuaginta traduz por “criar”, conforme vemos abaixo: 

κύριος ἔκτισέν με ἀρχὴν ὁδῶν αὐτοῦ εἰς ἔργα αὐτοῦ

Kýrios éktisén me arkhèn hodõn autoû eis erga autoû

Senhor criou me princípio do caminho dele para/como obra dele 

Assim, a Brenton's Septuagint Translation (“Tradução da Septuaginta, de Brenton”) verte assim: “O Senhor me fez o início de seus caminhos para suas obras.” 

A versão Septuaginta traduz por criar

Por outro lado, diversas versões da Bíblia preferem o verbo “possuir”. Sobre o motivo disso, a Bíblia de Jerusalém contém a seguinte nota de rodapé:

O verbo hebraico (qânânî) é traduzido por “criou-me” pelo grego, sir. [siríaco], Targ. [Targuns] (cf. Eclo 1,4.9; 24,8.9). A tradução “adquiriu-me” (cf. 4,5.7; Gn 4,1; Dt 32,6) ou “possuiu-me” (Áquila, Símaco, Teodocião), foi retomada por São Jerônimo (Vulg. [Vulgata latina]), certamente para combater o erro de Ário, que fazia do Verbo (identificado com a Sabedoria) uma criatura. A fórmula “primícias de sua obra” (lit.: “primícias de seu caminho” ou “de seus caminhos”, se seguirmos as versões), deve ser relacionada com o título de “Primogênito de toda criatura”, dado a Cristo por são Paulo (Cl 1,15), e com o de “Princípio das obras de Deus” (Ap 3,14).

Observe que a referida nota afirma que a tradução “adquiriu-me” ou “possuiu-me” teve por objetivo combater uma posição teológica, e não um motivo meramente textual ou linguístico.

Porém, diversas traduções preferem traduzir por “criar” (ou por verbos com sentido semelhante). Veja os exemplos abaixo:

“O Senhor me criou como o princípio de seu caminho, antes das suas obras mais antigas.” – Nova Versão Internacional.

“O Senhor me criou como a primeira das suas obras, o princípio dos seus feitos mais antigos.” – Almeida Revisada Imprensa Bíblica.

“O Senhor criou-me logo no princípio de tudo, antes mesmo de ter criado fosse o que fosse.” – O Livro.

“O SENHOR me formou desde o princípio, antes de criar qualquer outra coisa.” – New Living Translation (“Nova Tradução Viva”).

“O SENHOR me criou como seu primeiro curso, antes de Suas obras antigas.” – Berean Study Bible (“Bíblia de Estudo Bereana”).

 “O SENHOR me criou no início do Seu caminho, antes das Suas obras antigas.” – New American Standard Bible (“Nova Bíblia Padrão Americana”).

“O SENHOR me fez no início de Sua criação, antes de Suas obras de há muito tempo.” – Holman Christian Standard Bible (“Bíblia Padrão Cristã Holman”).

“O SENHOR JEOVÁ me criou no início de sua criação e antes de todas as suas obras.” – Peshitta Holy Bible Translated (“Bíblia Sagrada Peshitta Traduzida”).

“ADONAI me fez como o início de seu caminho, a primeira de suas antigas obras.” – The Complete Jewish Bible (“A Bíblia Judaica Completa”).

“O SENHOR me criou antes de tudo, a primeira de suas obras, há muito tempo.” – Good News Translation (“Tradução das Boas Novas”)

“O SENHOR me fez quando ele começou seu planejamento, antes que sua antiga atividade começasse. – International Standard Version (Versão Padrão Internacional).

 “O SENHOR me fez como o início de Seu caminho, a primeira de Suas obras antigas.” – JPS Tanakh 1917 (Bíblia Hebraica da Jewish Publication Society).

 ”O SENHOR me criou como o começo de suas obras, antes de suas obras de outrora.” – NET Bible.

“O SENHOR me criou no começo de seu caminho, antes de suas obras antigas.” – New Heart English Bible.

“O SENHOR me criou como a primeira de suas criações, antes de todas as suas obras.”  Bíblia Lamsa.

“Javé me produziu como primeiro fruto de sua obra, no começo de seus feitos mais antigos.” – Bíblia Pastoral.

“O SENHOR me criou em primeiro lugar, antes de fazer qualquer coisa.” – Versão Fácil de Ler.

“O Senhor me criou, como primícia de suas obras, desde o princípio, antes do começo da terra.” –Bíblia Ave Maria.

Sobre a coerência de usar o verbo “criar” (ou verbos semelhantes) para traduzir o verbo hebraico qanáh em Provérbios 8:22, o artigo “Jesus foi criado? (Provérbios 8:22 – ‘possuiu’ ou‘produziu’?) – Parte 3”  fez um interessante comentário:

O verbo qanáh também tem o sentido de “criar”, “produzir”. Isto é evidente em Deuteronômio 32:6, onde lemos: “É a Jeová que persistis em fazer assim, ó povo estúpido e nada sábio? Não é ele teu Pai que te PRODUZIU, Aquele que te fez e passou a dar-te estabilidade?” Note que o verbo “produziu” está relacionado com o verbo “fazer” e com o substantivo “Pai”. Neste caso, qanáh é coerentemente vertido por “produzir”. Então, […] é possível “dizer que Jesus é uma criatura baseado nesta palavra”. Novamente, entramos no campo da hermenêutica, pois a linguística admite ambos os sentidos em qanáh, de “possuir” e de “produzir, criar”.

E, segundo a hermenêutica, qual seria a tradução mais coerente em Provérbios 8:22? A tradução “O Senhor me possuiu no princípio de seus caminhos” (Almeida Corrigida Fiel) dá a entender que a sabedoria já existia à parte de Deus, que veio a possuí-la depois. Isto seria um absurdo. Deus sempre foi sábio. Além disso, o contexto aponta para a tradução “me criou” para qanáh. O verso 24 diz a respeito da “sabedoria”:  ”fui gerada”; e o verso 25 diz: “eu nasci”. – Almeida Atualizada. 

Portanto, de acordo com o contexto, as traduções que preferem o verbo “criar” ou verbos semelhantes mostram ser coerentes e exatas.

 

Referências: 

Provérbios 8:22. A Bíblia Judaica Completa. Disponível em: <https://www.biblestudytools.com/cjb/proverbs/8.html>.

______. Bible Hub. Disponível em: <https://biblehub.com/parallel/proverbs/8-22.htm>.

______. Bible Hub. Disponível em: <https://biblehub.com/proverbs/8-22.htm>. 

______. Bíblia Ave Maria. Disponível em: <https://www.bibliacatolica.com.br/biblia-ave-maria/proverbios/8/>. 

______. Bíblia Online. Disponível em: <https://www.bibliaonline.com.br/>.

______. Bíblia Pastoral. Disponível em: <http://www.paulus.com.br/biblia-pastoral/_PK6.HTM>.

______. Septuaginta grega. Disponível em: <https://www.academic-bible.com/>. 

______. Versão Fácil de Ler. Disponível em: <https://www.bible.com/pt/bible/200/PRO.8.VFL>. 

 

A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.

  

Contato: oapologistadaverdade@gmail.com

 

Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org

 

 



domingo, 4 de julho de 2021

“Mundo” ou “terra” (Hebreus 2:5)?

Fonte: jw.org


Um leitor perguntou:

Olá ... Qual é a melhor tradução de HEBREUS 2:5? NASB [New American Standard Bible]: “Porque ele não sujeitou aos anjos o mundo vindouro, sobre o qual estamos falando.” JBS [Biblia del Jubileo, espanhol]: “Porque não sujeitou aos anjos o mundo vindouro, de que falamos.” DHH [Dios Habla Hoy]: “Deus não colocou sob a autoridade dos anjos aquele mundo futuro do qual estamos falando” [“Mundo por vir”, “mundo futuro”] ... Ou como a NWT [Tradução do Novo Mundo 2015] coloca: “a nova terra habitada por vir”? Saudações ! Temas excelentes!

 

Resposta: 

Todas as traduções pesquisadas, com exceção da Tradução do Novo Mundo, usam a palavra “mundo”. Somente a Tradução do Novo Mundo utiliza a expressão “terra habitada”. Vejamos como está o texto na língua grega: 

Οὐ γὰρ ἀγγέλοις ὑπέταξεν 

Ou gàr aggélois hypétaxen

Não pois a anjos sujeitou

 

τὴν οἰκουμένην τὴν μέλλουσαν, 

tèn oikouménen tèn méllousan,

a [sendo] habitada a vindoura

 

περὶ ἧς λαλοῦμεν.

Perì hes laloûmen

Acerca da qual estamos falando

 

A palavra em questão é oikouménen, particípio do presente passivo feminino de οκω  (oikéo; “habitar”, “morar”, “viver”). 

Visto que a Tradução do Novo Mundo é a única tradução pesquisada que traduziu οικουμένη (oikouméne) por “terra habitada”, foi feita uma pesquisa na referida tradução e nas publicações da sociedade bíblica que a traduz, sobre o motivo de verter desta maneira. A Tradução do Novo Mundo Com Referências (edição de 1986) contém a seguinte nota de rodapé: “Lit. só ‘habitada’. Gr.: oi·kou·mé·nen, fem. sing., referindo-se à terra; lat.: ór·bem tér·rae, ‘círculo da terra’. Veja Is 13:11 n.: ‘produtivo’.” 


O principal periódico da referida sociedade que produz a Tradução do Novo Mundo – “A Sentinela” ­– contém a seguinte explicação:

Paulo afirma que Jeová Deus deu a Jesus autoridade sobre a “vindoura terra [grego, oi·kou·mé·ne] habitada”. (Hebreus 2:3, 5) Nas Escrituras Gregas Cristãs, o termo oi·kou·mé·ne sempre se refere à nossa Terra habitada por seres humanos, não a um mundo celestial. (Compare com Mateus 24:14; Lucas 2:1; 21:26; Atos 17:31.) Portanto, o Reino de Deus, governado por Cristo Jesus, exercerá domínio sobre a Terra habitada. Esse será realmente um lugar ideal em que viver! (1/4/94, pp. 6-7)

Nas Escrituras Gregas Cristãs, o termo original para “terra habitada” sempre se refere à Terra, povoada por humanos. Assim, “a vindoura terra habitada” é o futuro sistema mundial na Terra governado por Jesus Cristo. Desse modo, Jesus cumprirá a seguinte promessa de Deus: “Os próprios justos possuirão a terra e residirão sobre ela para todo o sempre.” — Sal. 37:29. (15/08/2009, p. 11, § 15) 

Observe como os dicionários bíblicos definem este verbo grego. 

Concordância de Strong:

oikoumené: a terra habitada

Palavra Original: οκουμένη, ης,

Definição: a terra habitada.

Uso: (propriamente: a terra que está sendo habitada, a terra em estado de habitação). 

Concordância Exaustiva NAS: “Definição:a terra habitada.”


Léxico Do Novo Testamento Grego / Português (F. Wilbur Gingrich, revisado por Frederick W. Danker; 1993, p. 145): 

οικουμένη, ης, ή lit. ‘habitado’, com γη [ge = terra] suprido—1. a terra habitada, o mundo Mt 24.14; Lc 4.5; 21.26; At 11.28; Rm 10.18; Hb 1.6; Ap 3.10; 16.14. Mundo, no sentido de humanidade Lc 2.1; At 17.31; 19.27; Ap 12.9.—2. O império romano At 24.5; seus habitantes 17.6.—3. ή οίκ. ή μέλλουσα ο mundo por vir Hb 2.5.* 


O Dicionário de Vine (2002, p. 1018, verbete “TERRA (2)”): 

2. oikoumene (οικουμένη). O particípio presente, voz passiva, de οκω, “morar, habitar”, denota a “terra habitada”. É traduzido por “mundo” em muitos lugares onde tem este significado (por exemplo, Lc 21.26). Veja MUNDO. 


No mesmo dicionário, no verbete “MUNDO” (p. 809), encontramos a seguinte definição:

3. oikoumene (οικουμένη). “a terra habitada” [veja TERRA (2), n° 2]. é usado acerca de: (a) todo o mundo habitado (M t 24.14: Lc 4.5; 21.26; Rm 10.18; Hb 1.6; Ap 3.10; 16.14); por metonímia: os seus habitantes (A t 17.31; Ap 12.9); o Império Romano, o mundo conforme era visto pelo escritor ou falante (Lc 2.1; At 11.28: 24.5); por metonímia. os seus habitantes (At 17.6; 19.27); (c) o mundo habitado numa era próxima (Hb 2.5).*

A Greek-English Lexicon of the New Testament (“Léxico Grego-Inglês do Novo Testamento”, de Joseph Henry Thayer, 1889, p. 441, 442):

A terra habitada; a. em grego frequentemente a porção da terra habitada pelos gregos, em distinção das terras dos barbaros, cf. Passow iii. P. 415 [L. e S. s. v. I.]. […]  o universo, o mundo: Sap. i. 7 (alternando lá com tà pánta);  οκ.  μλλουσα, o estado consumado de todas as coisas que irão existir depois do retorno de Cristo do céu, Heb. ii. 5 (onde a palavra alterna com pánta e tà pánta, v. 8, que é tomado em um sentido absoluto. 


Bagster’s Analytical Greek Lexicon (1870, p. 285):

οικουμένη, ης, ή, (propriamente particípio passivo feminino de οκω) com γη [ge = terra], a terra habitada, mundo, Mat. 24. 14; Ro. 10. 18; He. 1. 6, e seguintes; usado, contudo, com várias restrições de significado, de acordo com o contexto, Lu. 2. 1; At. 17. 6, e seguintes; metonimicamente os habitantes da terra, a inteira raça humana, a humanidade, At 17. 31; 19. 27; Ap. 3. 10. 



The New Analytical Lexicon of the New Testament (de Wesley J. Perschbacher, 2001, p. 291):

οικουμένη, ης, ή, substantivo feminino singular nominativo (propriamente particípio passivo de οκω) com γη [ge = terra], a terra habitada, mundo, Mat. 24. 14; Ro. 10. 18; He. 1. 6, e seguintes; usado, contudo, com várias restrições de significado, de acordo com o contexto, Lu. 2. 1; At. 17. 6, e seguintes; metonimicamente os habitantes da terra, a inteira raça humana, a humanidade, At 17. 31; 19. 27; Ap. 3. 10. 

Observe também o que dizem certos comentaristas bíblicos:

Ellicott’s Commentary for English Readers (“Comentário de Ellicott para leitores de inglês”):

O mundo por vir. —A mesma expressão ocorre na versão em inglês de Hebreus 6: 5, mas no grego “mundo” é representado por palavras totalmente diferentes. Aqui, como em Hebreus 1: 6 , o significado é “terra habitada”. 

Pulpit Commentary (“Comentário do Púlpito”):

A palavra οκουμένην (subentendida com γν [“terra”] ) é a mesma que foi usada (Hebreus 1: 6) em referência ao advento do Filho, denotando a esfera das coisas criadas sobre a qual ele deveria reinar. E é apropriadamente usada aqui com vista à próxima citação do Salmo 8, em que a ideia principal é a supremacia do homem sobre o globo habitado. 

Barnes’ Notes (“Notas de Barnes sobre a Bíblia”):

O mundo vindouro - A palavra traduzida aqui como “mundo” - οκουμένη oikoumenē – significa propriamente o mundo “habitado” ou “habitável”; veja Mateus 24:14; Lucas 2: 1; Lucas 4: 5; Lucas 21:26 (grego); Atos 11:28; Atos 17: 6, Atos 17:31; Atos 19:27; Atos 24: 5; Romanos 10:18; Hebreus 1: 6; Apocalipse 3:10; Apocalipse 12: 9; Apocalipse 16:14 – em todos os lugares, exceto um, é traduzido como “mundo”. Não ocorre em nenhum outro lugar do Novo Testamento. O significado adequado é o mundo ou terra considerado habitável - e aqui a jurisdição se refere ao controle sobre o homem, ou os habitantes da terra. 

Cambridge Bible for Schools and Colleges (“Cambridge Bible para escolas e faculdades”):

aos anjos ele não sujeitou o mundo vindouro ] Lit. ”Porque não foi aos anjos que Ele sujeitou a futura terra habitada.” 

[…]

As coisas da “terra habitada” em sua condição pré-cristã foram submetidas aos anjos. Isso é inferido diretamente do Salmo 8,

[…] a palavra aqui usada não [é] aion mas oikoumene, propriamente o mundo habitado.  

Bengel’s Gnomon of the New Testament: 

τν οκουμένην τν μέλλουσανo mundo vindouro ) Há apenas uma terraοκουμένη, pertencente a todos os tempos, cap. Hebreus 1: 6. Portanto, a expressão, o mundo vindouro é usada como dizemos o sol de amanhã, embora haja apenas o único sol de todos os dias. הבא em hebraico é expresso por μέλλουσα em grego. O mundo é um (e o mesmo mundo), sob a graça e sob a glória; o epíteto, por vir, é adicionado a ele, não porque já não exista, mas porque foi anteriormente previsto. 

Assim, há base linguística e contextual para a expressão “terra habitada” em Hebreus 2:5.

 

Referências:

Hebreus 2:5. Bible Hub. Disponível em: <https://biblehub.com/amp/hebrews/2.htm>.

______. Bible Hub. Disponível em: <https://biblehub.com/commentaries/barnes/hebrews/2.htm>.

______Bible Hub. Disponível em: <https://biblehub.com/commentaries/bengel/hebrews/2.htm>.

______Bible Hub. Disponível em: <https://biblehub.com/commentaries/cambridge/hebrews/2.htm>.

______. Bible Hub. Disponível em: <https://biblehub.com/commentaries/ellicott/hebrews/2.htm>.

______. Bible Hub. Disponível em: <https://biblehub.com/commentaries/pulpit/hebrews/2.htm>.

NAS Concordância Exaustiva da Bíblia com os Dicionários Hebraico-Aramaico e Grego
Copyright © 1981, 1998. Por The Lockman Foundation. Disponível em: < https://biblehub.com/greek/3625.htm>.

3625. oikoumene. Bible Hub. Disponível em: <https://biblehub.com/greek/3625.htm>.

 

A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.

 

 Contato: oapologistadaverdade@gmail.com

 

Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org

 

 

 



Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *