Image Map











sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Que dizer de 1 Coríntios 7:36-38 na nova Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada?



Fonte da foto: https://www.jw.org/pt/noticias/noticias/por-regiao/mundo/testemunhas-de-jeova-lancam-edicao-grande-da-biblia/ 


Um leitor deste site indagou sobre o modo em que a Tradução do Novo Mundo traduz agora o texto de 1 Coríntios 7:36-38, tendo em vista os artigos neste site que fizeram um desafio saudável e cordial aos leitores para que apresentassem um tradução da Bíblia que se equiparasse à Tradução do Novo Mundo na qualidade da tradução desse texto específico.

A anterior Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas traduz assim o texto de 1 Coríntios 7:36-38:

“Mas, se alguém pensa que se está comportando de modo impróprio para com a sua virgindade, se esta estiver além da flor da juventude, e este é o modo em que deve ocorrer, faça ele o que quiser; ele não peca. Casem-se. Mas, se alguém estiver resolvido no seu coração, não tendo necessidade, mas tiver autoridade sobre a sua própria vontade e tiver feito esta decisão no seu próprio coração, de manter a sua própria virgindade, ele fará bem. Conseqüentemente, também faz bem aquele que der a sua virgindade em casamento, mas, aquele que não a der em casamento fará melhor.”

Como a série de artigos intitulada “Um desafio aos católicos e aos evangélicos” (partes 1 a 5) mostrou, das traduções de língua portuguesa, somente a Tradução do Novo Mundo traduz a palavra grega parthénos por “virgindade”.  Como a parte 2 dessa série mostrou,


As demais traduções que pesquisei até a composição deste artigo traduzem “virgindade” (condição ou estado de uma pessoa virgem) simplesmente por “virgem” (pessoa), e algumas ainda acrescentam a palavra “filha”, fazendo o texto rezar “filha virgem”, ao passo que outras traduzem por “noiva”. O resultado é uma confusão que faz promover o machismo e até o incesto!

O último artigo da série mostrou que, em português, com exceção da Tradução do Novo Mundo, apenas a Bíblia Viva traz a ideia correta do texto em apreço:

O 5.º artigo expôs que essa tradução, por não traduzir parthénos por “virgindade”, não dá o pleno sentido da palavra no original grego.

Acontece que a atual Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada traduz 1 Coríntios 7:36-38 da seguinte forma:

Mas, se alguém, por ficar sem se casar,* acha que está se comportando de modo impróprio, e se ele estiver além da flor da juventude, então isto é o que deve ocorrer: que ele faça o que quer; ele não peca. Que se casem. No entanto, se alguém estiver resolvido no coração e não sentir necessidade, mas tiver controle sobre a sua própria vontade e tiver tomado no seu próprio coração a decisão de não se casar,* ele fará bem. Assim também, aquele que se casa* faz bem, mas aquele que não se casar fará melhor.

Por que a atual Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada não traduz parthénos por “virgindade”?

O fato é que a atual Tradução do Novo Mundo contém um recurso que a anterior Tradução do Novo Mundo de tamanho médio não tinha: notas de rodapé que dão o sentido literal do texto nas línguas originais.

Por ter esse recurso, a atual Tradução do Novo Mundo pode fazer uma versão facilitada no texto principal e apontar o sentido literal nas notas.

Veja, portanto, o leitor, como as notas apontam o sentido literal de parthénos:

Nota de rodapé referente ao versículo 36: “Ou: ‘com relação à sua virgindade’.”

Nota de rodapé referente ao versículo 37: “Ou: ‘de manter a sua própria virgindade’.”

Nota de rodapé referente ao versículo 38: “Ou: ‘que dá a sua virgindade em casamento’.”

Assim, a Tradução do Novo Mundo não abandonou a tradução literal das palavras de acordo com as línguas originais. Obviamente, a Bíblia Viva não faz isso – não apresenta uma tradução literal das palavras nas línguas originais. E as demais traduções em português fazem muito pior: conforme a série de artigos mostrou, elas definitivamente traduzem essa passagem de forma errada e absurda, dando margem até à incredulidade para com a sagrada Palavra de Deus!

Por isso, este site continuará a dar atenção a trazer à tona as verdades da Palavra de Deus e de sua correta interpretação, bem como a tradução que melhor as expressa – sem dúvida alguma, a Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada.

Veja também os artigos:

Um desafio aos católicos e aos evangélicos! – Parte 1

Um desafio aos católicos e aos evangélicos! – Parte 2

Um desafio aos católicos e aos evangélicos! – Parte 3

Um desafio aos católicos e aos evangélicos! – Parte 4

Um desafio aos católicos e aos evangélicos! – Parte 5(Final)

παρθένος (“Parthénos”) em 1 Coríntios 7:36-38 – “virgem”ou “virgindade” ?

 

 

A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org


 


5 comentários:

  1. Ola meu irmão, certa pagina IASD movimento não trinitario, menciona que as palavras de mat 28:20 não conta nos escritos mais fidgnos, que ali a um inserção afim promover a ideia pagan da trindade, esse ponto se faz oportuno porque é um texto, usado em todas as nossas trações ja revidas, oque incluia a ultima..
    usam os argumentos.
    ´´ O historiador Eusébio de Cesaréia, que conheceu manuscritos mais próximos do original de Mateus, escrito provavelmente em hebraico, dezessete vezes afirma que a ordem evangélica era ir a todas as nações e fazer discípulos em Seu nome. Somente depois do Concílio de Nicéia, incluiu a fórmula trinitariana — “batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo” — em suas referências a Mateus 28:19.
    Se Jesus Cristo realmente proferiu a fórmula batismal trinitariana como a encontramos ali, os discípulos, mesmo depois do Pentecostes, não a entenderam corretamente e batizaram unicamente em nome de Jesus, pois não há nenhum relato de batismo trinitário na Bíblia. (Atos 2:38; 8:16; 10:48; Gálatas 1:12; etc.)

    2. Se Ele realmente a proferiu, os relatos correspondentes nos outros Evangelhos sinóticos deveriam contê-la. Veja, porém, que Marcos 16:15-17 e Lucas 24:46-47 referem-se apenas ao Seu nome.

    3. Observe o contexto de S. Mateus 28:19:
    Trata-se do Evangelho de Mateus aos Hebreus em sua versão original, sem o acréscimo da suposta ordem para batizar “em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”, jamais proferida por Jesus Cristo.´´
    oque acha irmão, obrigado pela atenção.
    fique com Jeova.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Bruno:

      O artigo abaixo, escrito pelo Queruvim, é bem esclarecedor:

      Mateus 28:19 “batizando-as em o nome do Pai, e do Filho, e do espírito santo” inspirado por Deus ou adulteração posterior?
      Link: https://traducaodonovomundodefendida.wordpress.com/2014/08/03/mateus-2819-batizando-as-em-o-nome-do-pai-e-do-filho-e-do-espirito-santo-inspirado-por-deus-ou-adulteracao-posterior/

      Abraços!

      Excluir
  2. Gostei muito desse artigo Apolo!
    Realmente a TNM é excelente!

    ResponderExcluir
  3. O texto de marcos 16:16-20 foi acrecentado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As evidências indicam que a passagem de Marcos 16:9-20 não fazem parte da Bíblia Sagrada, mas foi acrescentada posteriormente à escrita da Bíblia.

      Excluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *