Image Map











sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

Conversa com um trinitário sobre Jesus Ser o Criador e sobre a divindade de Cristo – Parte 2


Fonte: jw.org 

Trinitarista:

Caro Apologista da Verdade:

Relendo de novo seu comentário, notei que você entendeu errado meu comentário. Pois eu não disse que Jesus é Deus por ter imagem e semelhança de Deus, e sim disse que nós fomos feitos à imagem de Deus. E se somos feitos à imagem de Deus, não podemos ter sido criados com a imagem de uma criatura. Pois você entende que Jesus é criatura e não Criador. Então fica o silogismo:

Temos imagem e semelhança de Deus;
Jesus nos criou;
Logo, Jesus é Deus.

Resposta:

Prezado Carlos:

Creio que foi você que não entendeu minha resposta. Visto que Jesus Cristo, como o Lógos, foi criado à imagem de Deus (2 Coríntios 4:4; Colossenses 1:15), e os humanos foram criados à imagem de Deus (Gênesis 1:27), os humanos também correspondem à imagem do Lógos, visto que ambos foram feitos à imagem de Deus.

O proposto silogismo contém uma premissa não bíblica, pois Jesus não criou algo, no sentido bíblico da palavra, conforme explicado no artigo acima.

A obra “Estudo Perspicaz das Escrituras” (volume 1, p. 47, verbete “Adão”) trouxe a seguinte matéria:

Em que sentido foi Adão feito à semelhança de Deus?

Feito à semelhança de seu Grandioso Criador, Adão possuía os atributos divinos de amor, sabedoria, justiça e poder; por isso, tinha um senso moral que envolvia uma consciência, algo inteiramente novo na esfera da vida terrestre. À imagem de Deus, Adão deveria ser um administrador global e ter em sujeição as criaturas marinhas e terrestres, e as aves do ar.
Não era necessário que Adão fosse uma criatura espiritual, no todo ou em parte, para possuir qualidades semelhantes às de Deus. 


Trinitarista:

Caro Apologista da Verdade:

Você inicia assim seu comentário: “Os unitários acreditam na divindade de Cristo. Apenas reconhecem que Jesus não é coigual a seu Deus e Pai em poder, autoridade e eternidade.”

COMO ASSIM?!!! ... Você tem dois Deuses?!! ... A Bíblia diz que há um só Deus! Deus também diz que, antes e depois dele, nenhum deus se formou! (Isaías 43:10) E como você diz que Jesus é um deus, se a Bíblia faz esta afirmativa de não ter formado nenhum deus nem antes e nem depois do Senhor? E também veja que deus está com “d” minúsculo, significando um deus falso, um deus imaginário dos homens!

Só me diga uma coisa: Você crê que Jesus é o Deus verdadeiro? Se a resposta for sim, você crê em dois Deuses verdadeiros. Se a resposta for não, biblicamente, segundo você, Jesus é um deus falso!! Quando você escreve algo dizendo sobre a divindade de Jesus, você usa o “D” maiúsculo ou um “d” minúsculo? Se for minúsculo, você está dizendo que Jesus é um deus falso. E como nossa redenção pode estar em um deus falso?

Chamar o Pai de Deus mesmo depois de ressuscitado não diminui a deidade de Cristo, pois o Pai chama o Filho (Jesus) de Deus, em Hebreus 1:8.

Quanto ao título “Uma verdadeira regra bíblica” para refutar o que escrevi, não tem nada a ver. Me perdoe dizer isso. ... Eu nunca disse, e nem os trinitaristas, que Jesus e o Pai são as mesmas pessoas. Nós cremos em um só Deus EM TRÊS PESSOAS DISTINTAS. A relação que você fez com Abraão e o diabo em João 8:44 e 8:56, você tirou do contexto as palavras de Jesus. Pois, em João 8:44, Ele está dizendo, metaforicamente, que o diabo era pai deles, porque mentiam; e não porque era pai literal deles. Em João 8:56, Ele diz que Abraão era pai deles para mostrar, de uma forma geral, que ele era pai dos hebreus.

Resposta:

Prezado Carlos:

A Bíblia mostra que há um só Deus a quem devemos adorar, que é o Pai. Veja isso nos textos abaixo:

“Jesus lhe disse então: ‘Vá embora, Satanás! Pois está escrito: “Adore a Jeová, seu Deus, e preste serviço sagrado apenas a ele.”’” – Mateus 4:10.

“Contudo, vem a hora, e agora é, quando os verdadeiros adoradores adorarão o Pai com espírito e verdade. Pois, realmente, o Pai está procurando a esses para o adorarem. Deus é espírito, e os que o adoram têm de adorá-lo com espírito e verdade.” – João 4:23, 24.

Porém, a Bíblia aplica o termo “Deus” (Elohim) aos anjos no Salmo 8:5, conforme explica Hebreus 2:7, por serem “filhos de Deus” (Jó 1:6; 2:1; 38:7; Salmo 89:5, 6.) Embora os judeus reconhecessem isso, eles eram monoteístas, pois adoravam somente a Jeová. 

Assim, Jesus pode ter o título de “Deus Poderoso” (Isaías 9:6) e ser “um deus” (João 1:1) por ser Filho de Deus e ter natureza divina, assim como o filho de um homem é também chamado de homem por ter natureza humana.

Porém, a divindade de Jesus não implica em coigualdade, do mesmo modo como a humanidade de um homem não implica em coigualdade com o pai dele, pois o filho humano veio a existir depois, e tem menos experiência e autoridade que o seu pai humano. O mesmo se dá com o Filho de Deus em relação a seu Deus e Pai, Jeová. Jesus não é um deus falso, pois não se rivaliza com seu Deus e Pai Jeová na questão da adoração. Nem os anjos são deuses falsos, pois também não se rivalizam na questão da adoração. 

Com relação a Hebreus 1:8, veja os artigos abaixo:



Mesmo que, em Hebreus 1:8, o Pai chamasse o Filho de Deus, isso não implicaria em coigualdade, pois o termo “Deus” também é referido na Bíblia aos anjos. Contudo, o Filho no céu chama seu Pai de “MEU Deus”. (Apocalipse 3:2, 12) Isso torna claro que o Pai é Deus do Filho. Óbvio que não são coiguais.

Parece que você realmente não entendeu o artigo “Duas regras – uma falsa e uma verdadeira”, pois ele não foi citado para refutar sua explicação de 1 Coríntios 8:6, e sim para confirmá-la.

Você também não entendeu os exemplos de João 8:44, 56 no referido artigo acima. O artigo não afirmou que o Diabo era o pai literal daqueles contemporâneos de Jesus. Apenas mostrou que os termos bíblicos (a exemplo do termo “pai”) devem ser analisados dentro do devido contexto. Contrário ao que você afirmou, tal artigo não tirou nada do contexto. O próprio artigo explicou que “o Diabo era o pai deles porque eles o imitavam, ao passo que Abraão era seu pai por serem descendentes dele”.

Os unitários reconhecem que os trinitários não afirmam que Pai, Filho e espírito santo são a mesma pessoa.

Veja os artigos:




A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org




3 comentários:

  1. Hola hmno me podría ayudar en esta inquietud. En 1 Juan 2:13, 14 se habla del quien "existía desdes el principio" a quien se refiere a Jehová o a Jesús

    Como puede el texto griego apoyar una respuesta favorable al respecto?

    Por su atención, gracias...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Miguel:

      Um artigo está sendo preparado para considerar essa questão.

      Grande abraço!

      Excluir
    2. Tem também esse versículo aqui: "O que era desde o princípio, que ouvimos, que vimos com os nossos olhos, que observamos e que nossas mãos apalparam, com respeito à palavra da vida" - 1 Jo 1:1.

      Excluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *