Image Map











domingo, 21 de junho de 2020

Evidências da impessoalidade do “Espírito Santo”


 
O espírito santo foi derramado e parcelado sobre dezenas de pessoas ao mesmo tempo
Fonte: jw.org


1. As características aplicadas pela Bíblia ao espírito santo determinam, além de qualquer dúvida, a sua natureza impessoal.

ENCHE pessoas:

“Eu o encherei com o espírito de Deus, dando-lhe sabedoria, entendimento e conhecimento de todo tipo de trabalho de artesão.” – Êxodo 31:3.

“E todos ficaram cheios de espírito santo e começaram a falar em línguas, assim como o espírito os capacitava.” Atos 2:4.

Pode VIR SOBRE pessoas:

O espírito de Jeová veio sobre ele [Otniel], e ele se tornou o juiz de Israel.” – Juízes 3:10.

Havia em Jerusalém um homem chamado Simeão; esse homem era justo e devoto, e esperava o consolo de Israel, e o espírito santo estava sobre ele. – Lucas 2:25.

Pode ESTAR ATIVO em pessoas:

“Então, o espírito de Jeová se tornou ativo nele [em Sansão], de modo que ele o rasgou [o leão] em dois, assim como se rasga um cabritinho em dois, e não havia absolutamente nada na sua mão. E não contou a seu pai nem a sua mãe o que havia feito.” – Juízes 14:6, Tradução do Novo Mundo Com Referências.

“E o espírito de Jeová há de tornar-se ativo em ti [Saul], e hás de falar como profeta junto com eles e ser transformado em outro homem.” – 1 Samuel 10:6, Tradução do Novo Mundo Com Referências.

É DERRAMADO:

“‘Nos últimos dias’, diz Deus, ‘derramarei do meu espírito sobre todo tipo de pessoas, e os filhos e as filhas de vocês profetizarão, os jovens entre vocês terão visões e os homens idosos entre vocês terão sonhos.’” – Atos 2:17.

“E os crentes circuncisos que tinham vindo com Pedro ficaram admirados, porque a dádiva do espírito santo também estava sendo derramada sobre pessoas das nações.” – Atos 10:45.

É PARCELADO:

“‘Eu [Jeová] descerei e falarei com você [Moisés] ali, tirarei um pouco do espírito que há sobre você e o colocarei sobre eles. E eles o ajudarão a levar o fardo do povo, para que você não tenha de levá-lo sozinho.’ Jeová desceu então numa nuvem e falou com ele, e tirou um pouco do espírito que havia sobre ele e pôs sobre cada um dos 70 anciãos. E, logo que o espírito veio sobre eles, começaram a agir como profetas, mas fizeram isso apenas aquela vez.” – Números 11:17, 25.

É SOPRADO:

“Depois de dizer isso, soprou sobre eles e lhes disse: ‘Recebam espírito santo.’” – João 20:22.

2. É comumente associado a coisas impessoais. 

Eu batizo vocês com água, por causa do seu arrependimento, mas aquele que vem depois de mim é mais forte do que eu, e não sou digno de tirar as suas sandálias. Ele os batizará com espírito santo e com fogo.” – Mateus 3:11.

Assim como a água e o fogo não são pessoas, do mesmo modo o espírito santo não é pessoa.

“O que eles disseram agradou a toda a multidão, e escolheram Estêvão, homem cheio de fé e de espírito santo.” – Atos 6:5.

“Pois era um homem bom, cheio de espírito santo e de fé. E uma multidão considerável passou a crer no Senhor.” – Atos 11:24.

E os discípulos continuavam cheios de alegria e de espírito santo.” – Atos 13:52.

Assim como a fé e a alegria não são pessoas, o mesmo se dá com o espírito santo.

O espírito santo dá testemunho, mas não junto com o Pai e o Filho, e sim, junto com coisas impessoais, tais como a água e o sangue:

“Também, na própria Lei de vocês está escrito: ‘O testemunho de dois homens é verdadeiro.’ Eu sou um que dá testemunho de mim mesmo, e o Pai, que me enviou, dá testemunho de mim.” – João 8:17, 18.

Quem pode vencer o mundo? Não é aquele que tem fé em que Jesus é o Filho de Deus? Este é aquele que veio por meio de água e de sangue: Jesus Cristo; não apenas com a água, mas com a água e com o sangue. E o espírito dá testemunho, porque o espírito é a verdade. Pois são três os que dão testemunho: o espírito, a água e o sangue; e os três estão de acordo.” – 1 João 5:5-8.

3. O espírito santo não tem nome próprio.

Mateus 28:19 fala de ‘batizar em nome do Pai, e do Filho, e do espírito santo’. Nesta passagem, a palavra “nome” não se refere a um nome próprio, pessoal, e sim à autoridade, função e atividade, similar à expressão “em nome da lei”. De qualquer forma, o Pai e o Filho possuem nomes próprios, pessoais. O Pai tem o nome Jeová. (Salmo 83:18, Almeida Revista e Corrigida), e o Filho tem o nome Jesus Cristo. (Mateus 1:1) Porém, o espírito santo não tem nome pessoal. A expressão “espírito santo” não é nome, do mesmo modo que os termos “Pai” e “Filho” não são nomes.

4. Falta ao espírito santo identificação como pessoa.

Na Bíblia, a palavra “espírito” é usada tanto para seres espirituais, pessoais, como também para algo não pessoal (como o ânimo, a disposição ou inclinação mental, um sentimento íntimo). Um exemplo de espírito no sentido de pessoa, ou ser, espiritual são os anjos. Lemos em Hebreus 1:7: “Ele faz dos seus anjos espíritos.” Os anjos também são santos. Em Marcos 8:38 são chamados de “santos anjos”. Assim, os anjos são espíritos santos pessoais.

Para que o “espírito santo” seja uma pessoa, ele teria de ter um nome pessoal para distingui-lo dos demais espíritos santos pessoais que existem. Mas, falta-lhe tal identificação como pessoa.

5. Os espíritos pessoais possuem corpo espiritual definido. O espírito santo, não.

A Bíblia diz: “Se há corpo físico, há também um espiritual. E, assim como levamos a imagem daquele feito do pó, levaremos também a imagem do celestial.” (1 Coríntios 15:44, 49) Portanto, os seres espirituais pessoais têm corpo definido. Por outro lado, o espírito santo – uma energia – não tem definição corporal e pode “encher” várias pessoas ao mesmo tempo:

“Naqueles dias, Pedro se levantou no meio dos irmãos (os presentes ali somavam cerca de 120 pessoas). TODOS ficaram CHEIOS de espírito santo e começaram a falar em línguas, assim como o espírito os capacitava.” – Atos 1:15; 2:4.

Nisso reside a razão pela qual só o espírito santo pode “encher” várias pessoas simultaneamente: porque somente ele pode ser parcelado. Lemos as palavras de Jeová a Moisés em Números 11:17, 25:

 “‘Eu descerei e falarei com você ali, tirarei um pouco do espírito que há sobre você e o colocarei sobre eles. E eles o ajudarão a levar o fardo do povo, para que você não tenha de levá-lo sozinho.  Jeová desceu então numa nuvem e falou com ele, e tirou um pouco do espírito que havia sobre ele e pôs sobre cada um dos 70 anciãos. E, logo que o espírito veio sobre eles, começaram a agir como profetas,  mas fizeram isso apenas aquela vez.

6. Vários textos mencionam o Pai e o Filho, mas não o espírito santo.

Jesus não apresentou o espírito santo como testemunha junto dele e do Pai:

“Também, na própria Lei de vocês está escrito: ‘O testemunho de dois homens é verdadeiro.’ Eu sou um que dá testemunho de mim mesmo, e o Pai, que me enviou, dá testemunho de mim.” – João 8:17, 18.

O espírito santo dá testemunho, mas junto com a água e o sangue – coisas impessoais. – 1 João 5:5-8.

Jesus disse: “Eu e o Pai somos um.” (João 10:30) Mas não disse: ‘Eu e o Pai e o Espírito Santo somos um.’

Jesus não mencionou o espírito santo, quando disse que a vida eterna depende de conhecer o Pai e o Filho:

“Isto significa vida eterna: que conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e àquele que tu enviaste, Jesus Cristo.” – João 17:3.

Jesus disse que o Pai estava em união com ele e ele em união com o Pai, mas não citou o espírito santo como parte dessa união:

“Você não acredita que eu estou em união com o Pai e que o Pai está em união comigo? O que eu lhes digo não se origina de mim, mas o Pai, que permanece em união comigo, está fazendo as Suas obras. Acreditem em mim quando digo que estou em união com o Pai e o Pai está em união comigo; ou senão, acreditem por causa das obras em si.” – João 14:10, 11.

“Para que todos sejam um, assim como tu, Pai, estás em união comigo e eu estou em união contigo, para que eles também estejam em união conosco, a fim de que o mundo acredite que tu me enviaste. Eu lhes dei a glória que tu me deste, a fim de que eles sejam um, assim como nós somos um. Eu em união com eles, e tu em união comigo, a fim de que estejam perfeitamente unidos, para que o mundo saiba que tu me enviaste e que os amaste assim como me amaste.” – João 17:21-23.

A “grande multidão” de salvos atribui a salvação ao Pai e ao Filho, mas não ao espírito santo:

Clamavam em alta voz: ‘Devemos a salvação ao nosso Deus, que está sentado no trono, e ao Cordeiro.’” – Apocalipse 7:10.

A Bíblia menciona “o trono de Deus e do Cordeiro”, mas não inclui o espírito santo:

“E ele me mostrou um rio de água da vida, límpido como cristal, que saía do trono de Deus e do Cordeiro.” – Apocalipse 22:1.

O apóstolo Paulo fala do “reino do Cristo e de Deus”, mas não inclui nesse reino o espírito santo:

“Pois isto vocês sabem e reconhecem por si mesmos: ninguém que pratica imoralidade sexual, nenhuma pessoa impura, nem gananciosa — que significa ser idólatra — tem herança alguma no Reino do Cristo e de Deus.” – Efésios 5:5.

 Jesus afirmou que somente ele e o Pai conhecem um ao outro plenamente, mas não incluiu o espírito santo nessa relação de conhecimento mútuo:

“Tudo me foi entregue por meu Pai. E ninguém sabe quem o Filho é, exceto o Pai; e ninguém sabe quem o Pai é, exceto o Filho e aquele a quem o Filho quiser revelá-lo.”– Lucas 10:22.

João menciona que os cristãos têm parceria “com o Pai e com o seu Filho Jesus Cristo”, mas não inclui nessa parceria o espírito santo:

“O que vimos e ouvimos também estamos relatando a vocês, para que também possam estar unidos conosco. E nós estamos unidos com o Pai e com o seu Filho, Jesus Cristo.” – 1 João 1:3.

Se o espírito santo fosse um ser pessoal, e ainda mais – a terceira pessoa de um Deus trino, com coigualdade em relação ao Pai e ao Filho, ele seria evidentemente mencionado junto com o Pai e o Filho nos textos acima.

7. Se o espírito santo fosse uma pessoa, ele seria maior do que Jesus Cristo. 

Pois a blasfêmia contra o Filho é perdoada, mas contra o espírito santo não é perdoada. Jesus declarou: “Por exemplo, quem falar uma palavra contra o Filho do Homem será perdoado; mas quem falar contra o espírito santo não será perdoado, não, nem neste sistema de coisas, nem no que virá.” – Mateus 12:32.

Conclusão 

Por conseguinte, existe um conjunto de provas bíblicas que torna claro que o espirito santo não é um ser pessoal, mas sim uma energia – a mais poderosa energia, pois é proveniente do próprio Deus Todo-Poderoso, Jeová.

Para mais informações, veja os artigos abaixo:







A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.


Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org





Nenhum comentário:

Postar um comentário


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *