Image Map











domingo, 30 de agosto de 2020

Como sabemos que João 1:1 revela a natureza divina do Verbo?


Fonte: jw.org


Referente ao artigo “João 1:1 na Tradução do Novo Mundo revisada”, um leitor comentou o seguinte:

Muito obrigado, Apolo, pela matéria; me tirou muitas dúvidas. No entanto, me levantou outra. A matéria diz em seu final: “Jesus foi aludido pelo termo ‘deus’ no sentido de ter natureza divina.” […] O que, no texto em si, mostra ou prova que theós [“deus”], no caso de Jesus, significa “natureza divina”? Obrigado.

Resposta:

O termo “Deus” foi aplicado a Moisés, a anjos e a juízes humanos, conforme os textos abaixo:

“Ele [Arão] falará por você [Moisés] ao povo; ele [Arão] será seu porta-voz, e você [Moisés] lhe servirá de Deus.” – Êxodo 4:16.

“Tu o fizeste [o ser humano] um pouco menor que os seres divinos [hebraico: elohím; Septuaginta grega: “anjos”], e o coroaste de glória e esplendor.” – Salmo 8:5.

“Deus toma sua posição na divina assembleia; entre os deuses profere seu julgamento: ‘Até quando vocês continuarão julgando com injustiça e favorecendo os maus? Defendam o humilde e o órfão. Façam justiça ao desamparado e ao necessitado. Salvem o humilde e o pobre, livrem-nos da mão dos maus.’ Eles não sabem nem entendem nada; vagueiam na escuridão; todos os alicerces da terra são abalados. ‘Eu disse: “Vocês são deuses, todos vocês são filhos do Altíssimo.”’” – Salmo 82:1-6.

“Jesus lhes respondeu: ‘Não está escrito na sua Lei: “Eu disse: ‘Vocês são deuses’”? Se aqueles contra quem se dirigiu a palavra de Deus foram chamados de “deuses” — e as Escrituras não podem ser anuladas.’” – João 10:34, 35.

 Moisés e os juízes humanos de Israel receberam poder ou autoridade conferidos por Deus e agiram como Seus representantes. Os anjos, além de serem representantes de Deus, também possuem natureza divina. (Salmo 8:5) Por tais motivos, foram mencionados como sendo “Deus” ou “deuses”.

E quando tal termo foi aplicado a Jesus, sempre se esclareceu o sentido em que ele é referido como “Deus”. Por exemplo, em João 1:18 ele é referido como “Deus unigênito” (ARA, TB), literalmente, ‘o único Deus gerado’, o que indica que mesmo na sua divindade ele teve princípio. Isaías 9:6 refere-se a Jesus como “Deus forte” (ARA), ou “Deus poderoso” (NM), ao passo que somente Jeová é descrito como “Deus Todo-Poderoso”. – Gênesis 17:1.

Em João 1:1 Jesus é aludido como “Deus” sem o artigo definido, em contraste com Aquele com quem ele estava no princípio, que é descrito literalmente como “o Deus”. Assim sendo, tal uso do termo “Deus” descreve sua natureza e não identifica sua pessoa com o Deus Todo-Poderoso. Jesus é mencionado como “Deus” na Bíblia por ter natureza divina e por ser representante do Deus Todo-Poderoso.

(Comentário com base no artigo “‘Meu Senhor e meu Deus!’ – em que sentido?”.) 

Veja também os artigos:




Explicação das siglas usadas:

ARA: Almeida Revista e Atualizada.
NM: Tradução do Novo Mundo.
TB: Tradução Brasileira.



A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.



Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org



Um comentário:


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *