Image Map











domingo, 11 de abril de 2021

João 13:3 prova que a tradução “um deus” em João 1:1 está errada?

 


Foi apresentado a este site um argumento trinitário visando desaprovar a tradução “um deus” em João 1:1, quando o substantivo anartro (sem artigo) theós se refere ao Verbo (a Palavra), Jesus Cristo, em sua existência pré-humana. O referido argumento consiste no seguinte: 

Em João 13:3 há um caso semelhante à construção João 1:1. Nessa passagem de João 13:3, o vocábulo Deus também ocorre duas vezes, primeiro sem o artigo (o) e, na segunda ocorrência, com o artigo. Assim (continua o argumento), usando as regras gramaticais dos tradutores que usam em João 1:1 a expressão “um deus”, João 13:3 deveria ser traduzido deste modo: “Ele [no caso, Jesus Cristo], sabendo que o Pai dera todas as coisas nas suas mãos e que procedera de um deus e ia para o Deus.”

 

Resposta: 

Vejamos como João 1:1 está traduzido na Tradução do Novo Mundo Com Referências: “No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com o Deus [tòn theòn, com artigo], e a Palavra era um deus [theós, sem artigo].” 

Agora, vejamos como a mesma tradução verte João 13:3: “Ele, sabendo que o Pai dera todas as coisas nas suas mãos, e que procedera de Deus [theoû, sem artigo] e ia para Deus [tòn theòn, com artigo]. 

De acordo com o dito argumento, assim como o theós anartro (sem artigo) em João 1:1 foi vertido por “um deus”, o mesmo deveria ser feito com o theós anartro em João 13:3. 

Ausência de artigo não indica necessariamente indefinição 

A falha gritante desse argumento é que ele parte da premissa de que um substantivo anartro tem de ser necessariamente indefinido, e isto não é verdade. É o contexto que determina se um substantivo anartro é indefinido ou não. Portanto, todas as traduções que vertem o substantivo anartro theós em João 1:1 como sendo indefinido (“um deus”) não se baseiam na gramática, pois não é a gramática que determina isso e, sim, o contexto. Do mesmo modo, as traduções que vertem o substantivo anartro theós em João 1:1 como sendo definido (“Deus”) também não se baseiam na gramática. Ambas as formas de traduzir não se baseiam na gramática, e sim na interpretação dos tradutores do que entendem que o contexto está indicando. A gramática não consegue determinar a definição ou a indefinição de um substantivo anartro. 

Para comprovar este fato simples, veja o artigo “João 1:1 e a regra de Colwell (Parte 1)”. 

Então, qual foi o entendimento contextual que levou os tradutores da Tradução do Novo Mundo a verterem o substantivo anartro theós em João 1:1 como sendo indefinido (“um deus”)? 

Por que o substantivo theós sem artigo foi considerado indefinido ou qualitativo por alguns tradutores 

Se, neste caso, a palavra “deus” fosse um substantivo definido, estaria implícito o artigo definido “o” antes de theós, dando o seguinte sentido: “O Verbo era o Deus.” No entanto, essa interpretação entraria em conflito com a frase anterior, que afirma literalmente: “O Verbo estava com o Deus.” Visto que o Verbo estava com o Deus, ele simplesmente não poderia ser o Deus! Alguém que está com alguém não poderia ser este mesmo alguém. Além disso, tal interpretação entraria em conflito com a própria doutrina da Trindade. Pois faria o Filho (o Verbo) ser o próprio Pai (o Deus com quem ele estava). No entanto, a Trindade defende a separação de Pessoas. Ou seja, segundo a doutrina da Trindade, o Pai não é o Filho, mas é uma Pessoa distinta dele.

Este raciocínio à base do contexto imediato já seria suficiente para os tradutores entenderem que o theós anartro em João 1:1 aplicado ao Filho é indefinido. 

Sobre João 13:3

Outro ponto a considerar é que João 13:3 NÃO apresenta um caso semelhante – nem em sentido gramatical nem em sentido semântico.

Vejamos as partes dos dois textos em questão: 

João 1:1

  λγος ν πρς τν θεν, κα θες ν  λγος

ho lógos ên pròs tòn theón, kaì theòs em ho lógos

O Verbo estava com o Deus, e deus era o Verbo


João 13:3:

 π θεο ξλθεν κα πρς τν θεν πγει

apò theoû exêlthen kaì pròs tòn theòn hypágei

de Deus procedeu e para o Deus está indo

 

Em João 1:1 o substantivo theós (Deus, ou deus) foi usado para dois seres – o Verbo e Aquele com quem o Verbo estava. Por outro lado, em João 13:3, o substantivo theós foi usado duas vezes para se referir ao mesmo Ser: o Pai. Portanto, não são casos semelhantes. 

E o uso de theós para o Pai sem artigo não é algo incomum no texto grego bíblico. Veja os exemplos abaixo: 

“Ele [Nicodemos] veio a Jesus à noite e lhe disse: ‘Rabi, sabemos que o senhor veio como instrutor da parte de Deus [π θεο, apò theoû; sem artigo] pois ninguém pode realizar esses sinais que o senhor realiza a menos que Deus [ θες; ho theòs; com artigo] esteja com ele.” – João 3:2. 

“Agora sabemos que o senhor sabe todas as coisas e não precisa que lhe façam perguntas. Por isso acreditamos que o senhor veio de Deus [π θεο, apò theoû; sem artigo].” – João 16:30.

Mas, como já exposto acima, a ausência do artigo não implica necessariamente em indefinição do substantivo. O contexto é que irá determinar se o respectivo substantivo anartro é definido ou indefinido. 

Mesmo a presença do artigo não determina que theós deva ser traduzido com inicial maiúscula 

Observe o texto de Atos 19:39, que relata: “Porque estes homens que aqui trouxestes, nem são sacrílegos nem blasfemadores da nossa deusa.” A palavra “deusa” (theós) possui artigo definido (τν θεν; thèn theòn). Apesar de ser um substantivo definido, as traduções da Bíblia têm vertido theós com inicial minúscula. Em 2 Coríntios 4:4, Satanás é descrito como “o deus deste mundo”. A palavra theós está articulada:  θες (ho theós). Contudo, as traduções vertem este substantivo definido com inicial minúscula. Similarmente, lemos em Filipenses 3:19: “O fim deles é a destruição, o seu deus é o ventre, eles se orgulham do que deveriam se envergonhar e fixam a mente em coisas terrenas.” Neste texto, theós também tem artigo ( θες), mas a expressiva maioria das traduções verte com inicial minúscula. E tal forma de traduzir não é determinada pela gramática, e sim pelo contexto, pela interpretação do tradutor.

 

Veja também os artigos abaixo:

“O que determina que a parte final João 1:1 possa ser traduzida ‘umdeus’?”

“Por que algumas Bíblias usam ‘deus’ com inicial minúscula em João 1:1?”

“João 1:1 e a regra de Colwell (Parte 1)”

“João 1:1 e a regra de Colwell (Parte 2)”

“João 1:1 e a regra de Colwell (Parte 3)”

“A Palavra era ‘um deus’ ou ‘divina’?”

“João 1:1 na Tradução do Novo Mundo revisada”

“João 1:1 e a Septuaginta”

 

A menos que haja uma indicação, todas as citações bíblicas são da Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová. 

 

Contato: oapologistadaverdade@gmail.com 

Os artigos deste site podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o site www.oapologistadaverdade.org

 



Um comentário:

  1. Ótimo post, irmão. Amanhã comecarei a compartilhar sua página para meus colegas

    ResponderExcluir


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *